Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Frutíferas’

frutífera

As frutíferas podem ser plantadas em vasos e produzir belos e deliciosos frutos da mesma forma que acontece no plantio no solo. A única diferença é que no plantio em vasos o solo deverá ser mais estruturado nutricionalmente do que no cultivo tradicional. E a reposição nutricional deverá acontecer durante várias vezes no ciclo de cultivo da planta.

1 – Escolha do vaso
A importância de selecionar o vaso certo para plantar a sua frutífera é muitas vezes subestimado. O vaso (bem como as adições: seixos, casca de pinus, biobric) são elementos importantes na composição, e devem ser escolhidos cuidadosamente para manter a umidade do solo e ornamentar o vaso.

As árvores que apresentam tamanhos grandes na natureza devem ser colocadas em recipientes maiores, proporcionando às raízes espaço suficiente para que se desenvolvam ajudando a árvore a lidar com a limitação do vaso.

2 – Tratos Culturais
* Drenagem do vaso
A drenagem do fundo do vaso é uma das partes mais importantes do plantio. Vasos com drenagem ruim propiciam acúmulo de água, consequentemente, apodrecimento radicular.

Em contrapartida, vasos sem elementos drenantes propiciam o crescimento de minhocas que entram pelos furos dos vasos. As minhocas em áreas fechadas, como os vasos, formam torrões que compactam o solo, prejudicando a aeração e o crescimento radicular.

Como forma de drenagem, sugerimos: Seixos, Argila expandida, manta Bidin, brita, cacos de telhas, etc.

solo

* Preparo do solo de plantio
Para ter sucesso no crescimento das plantas é importante utilizar produtos que sejam capazes de reter umidade, que tenham nutrientes em sua composição e que sejam produtos orgânicos.

Substratos são produtos utilizados apenas para substituir a terra por um curto período de tempo, pois não conseguem reter umidade, dessa forma as plantas poderão definhar por desidratação rapidamente.

É importante ter nutrientes no solo de plantio da muda, para que a mesma absorva-os durante o seu ciclo. Serão estes nutrientes que irão garantir a produção dos frutos e saúde das plantas.

Misture ao condicionador de solo os seguintes produtos: cinzas de churrasqueira peneirada, casca de ovo moída no liquidificador, húmus de minhoca, Formulação NPK 04-14-08, borra de café, calcário, etc.

* Plantio da muda
A planta ideal deve possuir tamanho médio, estar ereta, possuir galhos e boa quanidade de folhas, caule com grossura de 1 dedo, sistema radicular desenvolvido, pode ou não ter frutos e deve estar saudável (ausência de doenças – manchas foliares).

No plantio deve-se retirar o saco plástico e manter o torrão intacto. O vaso escolhido deve ser no mínimo 3 vezes maior que o torrão da muda para propiciar o enraizamento e crescimento saudável da planta.

Após a montagem do vaso (drenagem e camada de solo no fundo do vaso), coloca-se o torrão da muda e completa as laterais com o solo, apertando ao redor do torrão, para que a planta fique bem firme. Deve-se cobrir o torrão até a altura de 2 cm acima do torrão inicial.

Após o plantio da muda deve-se fazer a irrigação do vaso. É importante tomar cuidado para não lesionar o caule da planta, caso isso aconteça, pincele um pouco de canela em pó umedecida em água para que aconteça a assepsia do lugar machucado.

irrigação

* Irrigação do vaso
Após o plantio o vaso deve ser irrigado até que a água escorra pelo fundo. A irrigação deverá ocorrer sempre que o solo do vaso estiver seco. E, sempre da mesma forma, com a água escorrendo no fundo do vaso.

* Nutrição vegetal
O ideal para o desenvolvimento da planta é utilizar adubos foliares que, após a aplicação nas folhas, escorram para o solo e possam ser absorvidos pelas raízes. A adubação deve ser com produtos completos na sua formulação, não apenas o NPK, mas macronutrientes secundários (magnésio e enxofre) e micronutrientes (boro, cobre, cobalto, ferro, manganês, molibdênio e zinco), para garantir o maior desenvolvimento das plantas.

Com o uso do condicionador de Solo, no solo e outros produtos na mistura, o fornecimento de nutrientes para as raízes já é suficiente. É importante que a adubação foliar seja feita durante os processos de crescimento da planta (época de crescimento: primavera e verão, florescimento e frutificação) com um produto que possua maior teor de Nitrogênio na sua formulação.

Na época de produção, a formulação ideal deve ter mais nitrogênio, potássio e boro em sua composição. A ausência de nutrientes propicia amarelecimento foliar e abortamento de flores e frutos.

morango em vaso
* Controle de pragas e doenças
As plantas em geral, estão susceptíveis ao ataque de pragas e doenças. Estes danos podem ocorrer toda vez que a planta estiver em condições de stress, seja hídrico (falta ou excesso de água), luz (sombra ou excesso de sol) ou metabólico (falta ou excesso de nutrientes). Estes fatores podem ser facilmente contornados se buscarmos no mercado produtos orgânicos e de fácil aplicação.

Para pragas, em nosso site, temos disponíveis produtos para insetos, lesmas, caracóis e armadilhas amarelas que garantem o controle do inseto.

Para doenças, a simples poda de manutenção, esterilização da tesoura e aplicação de canela em pó (condimento – cicatrizante natural) no galho cortado e sulfato de cobre (fertilizante) nas folhas, são suficientes para o controle.

3 –  Colheita dos frutos
Os frutos devem ser colhidos com o auxílio de uma tesoura de poda, cortando-se o pecíolo. Deve-se tomar o cuidado para não necrosar o caule. Cada ferida na planta é um risco para a entrada de doenças que irão definhar o seu crescimento saudável.

fertilizando

4. Adubação de manutenção
Após a colheita dos frutos é importante fornecer à frutifera todos os nutrientes gastos na produção dos frutos. Este fornecimento deve ser via adubação radicular com o uso da formulação NPK 10-10-10 (formulação de manutenção) e via adubação foliar com uma formulação o mais completa possível.

janela-brisa

morangos_00

Seja no jardim, quintal ou varanda, estas frutas crescem muito bem em vasos e oferecem morangos bem mais saborosos que os comprados. Ainda que a planta precise de alguns cuidados específicos, não deve se preocupar na hora de plantar morangos porque neste artigo tem explicações, com detalhes, de como cultivar morangos em vasos.

Sobre o cultivo de morangos
Em primeiro lugar, é necessário considerar alguns requisitos para que os morangos cresçam nos vasos da sua casa de forma correta e seus frutos sejam os mais saborosos que tenha experimentado na vida.
* Clima: Deverá conservar as plantas de morango a uma temperatura entre os 18 e os 25 ºC durante o dia, e à noite entre os 8 e 13ºC.

* Irrigação: É importante usar água que não contenha muitos minerais, por isso a água da chuva será ideal.

* Tipo de solo: é importante contar com um sistema de drenagem correta, sendo recomendado um substrato de textura arenosa. Além disso, o pH da terra deverá variar entre 5′8 e 7′2.

morangosemvasos1

Plantando os morangos
O momento ideal do ano para plantar os morangos é no princípio de setembro, depois devemos ver a quantidade de plantas que podemos plantar dependendo do vaso.

É fácil cultivar morangos em vasos graças à raiz pouco profunda da planta. Ela só precisa de um vaso raso, largo, com solo fértil e bastante luz solar.

O ideal é colocar três plantas em cada vasos de meio metro, separadas 10 cm entre si e a 5 cm das bordas.

Se for um vaso circular pode colocar uma planta no meio. Encha o vaso com substrato ou composto orgânico. Use um solo pronto com pH entre 5,5 e 6,5 ou use apenas o composto orgânico. Encha o recipiente até faltar cerca de 2,5 cm para a borda.

No caso de vasos grandes e pesados, forre o fundo com pedras pequenas ou lascas de cerâmica. Coloque um pedaço de juta antes de cobri-las com terra, o que ajuda no escoamento da água. Além disso, o vaso fica mais leve do que se fosse preenchido somente com terra, o que facilita trocas de lugar se for preciso.

Não use terra do quintal. Ela pode não ter uma boa drenagem nem o pH ideal para plantar morangos.

Abra um espaço de 20 centímetros para cada planta, que poderá comprar em uma estufa ou centro de jardinagem especializado.

Nunca, mas nunca mesmo, corte as raízes das plantas; se forem muito longas pode dobrar, mas nunca cortar. Quando as plantas estiverem bem colocadas recomendamos que pressione com as mãos a terra ao redor e regue bem o vaso.

morango

Cuidados das plantas de morango
A partir de agora deverá cuidar dos morangos e conferir as plantas diariamente para garantir que recebem luz solar e se mantenham com as temperaturas descritas acima.

Quando começarem a crescer as primeiras frutas (após uns 2 meses) deve fazer com que os morangos não toquem o solo porque apodreceriam. Existem vários métodos para isso, como colocar uma pequena rede de arame, palha ou uma bolsa de PVC que só deixe ovos na parte do caule.

Deixe os pés de morango tomarem de seis a dez horas de luz solar por dia. É melhor colocar os vasos para fora durante a primavera, verão e outono para que eles recebam o máximo de luz solar possível. Se não der, tente mantê-los em uma janela bastante ensolarada.

morango em vaso

Se não houver muita luz do sol na sua região ou se não der para deixá-los sob o sol direto, coloque lâmpadas para as plantas dentro de casa. Deixe os pés de morango sob a iluminação por seis a dez horas diárias.

Lembre-se de virar os vasos a cada semana, permitindo que ambos os lados da planta recebam luz solar suficiente.

Basicamente tendo em conta estes requisitos poderá cultivar morangos em sua casa sem muitos problemas, lembre-se da temperatura e da irrigação, que deve ser abundante mas sem encharcar as plantas.

janel409

morngos

Seja no jardim, quintal ou varanda, os morangos crescem muito bem em vasos e oferecem morangos bem mais saborosos que os comprados. Ainda que a planta precise de alguns cuidados específicos, não deve se preocupar na hora de plantar morangos porque neste artigo é explicado, com detalhes, como cultivar morangos em vasos.

Conselhos sobre o cultivo de morangos
Em primeiro lugar, é necessário considerar alguns conselhos para que os morangos cresçam nos vasos da sua casa de forma correta e seus frutos sejam os mais saborosos que tenha experimentado na vida.
* Clima: Deverá conservar as plantas de morango a uma temperatura entre os 18 e os 25ºC durante o dia, e à noite entre os 8 e 13ºC.

* Irrigação: É importante usar água que não contenha muitos minerais, por isso a água da chuva será ideal.

* Tipo de solo: é importante contar com um sistema de drenagem correta, sendo recomendado um substrato de textura arenosa. Além disso, o pH da terra deverá variar entre 5′8 e 7′2.

morango_vaso2

Plantar os morangos
O momento ideal do ano para plantar os morangos é no princípio de setembro, depois devemos ver a quantidade de plantas que podemos plantar dependendo do vaso. O ideal é colocar três plantas em vasos de meio metro, separadas 10 centímetros entre si e a 5 cm das bordas.

Se for um vaso circular pode colocar uma planta no meio. Abra um espaço de 20 cm para cada planta, que poderá comprar em uma estufa ou centro de jardinagem especializado.

Nunca, mas nunca mesmo, corte as raízes das plantas; se forem muito longas pode dobrar, mas nunca cortar. Quando as plantas estiverem bem colocadas recomenda-se que pressione com as mãos a terra ao redor e regue bem o vaso.

morangos-vasos-suspensos

Cuidados das plantas de morango
A partir de agora deverá cuidar dos morangos e conferir as plantas diariamente para garantir que recebem luz solar e se mantenham com as temperaturas descritas acima.

Quando começarem a crescer as primeiras frutas (após uns 2 meses) deve fazer com que os morangos não toquem o solo porque apodreceriam. Existem vários métodos para isso, como colocar uma pequena rede de arame, palha ou uma bolsa de PVC que só deixe ovos na parte do caule.

Basicamente tendo em conta estes conselhos poderá cultivar morangos em sua casa sem muitos problemas, lembre-se da temperatura e da irrigação, que deve ser abundante mas sem encharcar as plantas.

queda

Campomanesia_pubescens

A gabirobeira é um arbusto lenhoso, ornamental nativo de áreas de cerrado da América do Sul. Pertence à família Myrtaceae

Seu tronco é curto, tortuoso, com copa bastante ramificada e ramos cilíndricos e pubescentes. As folhas são opostas, coriáceas, simples, verdes e pubescentes.

A floração ocorre na primavera, despontando flores grandes axilares, hermafroditas e brancas, com um denso tufo de estames longos no centro.

guabiroba-frutos

Os frutos surgem no verão, e são bagas semelhantes a uma pequena goiaba, globosos, verdes a amarelos, com polpa doce e delicada e casca fina. As sementes são de cor creme, achatadas e com formato de ferradura.

Com a crescente busca por jardins mais sustentáveis e ecológicos, a gabiroba vem ganhando lugar de destaque no paisagismo brasileiro, pois além de ser frutífero, ele ainda atrai a fauna silvestre e apresenta uma floração espetacular.

É ideal para jardins onde a economia de água é importante, pois é bastante resistente à estiagem. Utilize como arbusto isolado ou em grupos, formando renques ou conjuntos mistos e informais em canteiros bem adubados e drenados.

Com crescimento moderado. apresenta baixa manutenção, que restringe-se a podas de formação, adubações anuais e remoção de ramos secos e mal formados. Também pode ser plantado em vasos. Seu uso deve ser ampliado para projetos de recuperação ambiental.

Campomanesia pubescens

Seu cultivo deve ser sob sol pleno, num solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado nos dois primeiros anos após o plantio. A gabiroba é muito resistente à estiagem, depois de bem estabelecida.

Não é tolerante a terrenos alagadiços ou sujeitos a encharcamentos. Ela pode vegetar em solos pobres, mas produzirá mais frutos, e com melhor qualidade, em condições de cultivo, com adubação e irrigação.

Tolerante ao frio ou geadas e sua multiplicação é feita por sementes frescas recém colhidas de frutos maduros. A germinação ocorre em cerca de 15 a 30 dias e o desenvolvimento inicial é lento.

banquinho