Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




beaucarnea-recurvata

Saber mais sobre o local de origem e habitat natural desta planta irá ajudá-lo a entender que tipo de ambiente e cuidados você deve proporcionar a ela.

É uma variedade nativa do México. Cresce em regiões semiáridas, onde fica exposta a pleno sol e tem à sua disposição solos bem drenados.

Não é incomum que cresça em zonas rochosas e com pouca vegetação, o que nos fala da sua grande capacidade de adaptação a ambientes difíceis.

Pertence à família Asparagaceae, que inclui uma grande variedade de plantas, muitas das quais muito apreciadas na jardinagem e horticultura.

Características físicas da beaucarnea recurvata
A pata de elefante tornou-se uma das mais populares. É facilmente identificável pelas suas características físicas:

Base inchada
Sem dúvida, o que mais chama a atenção nesta espécie é que sua base tem um aspecto inchado e bulboso. Esta base é conhecida como caudex e pode atingir um tamanho considerável quando a planta cresce em seu habitat natural.

Aqui a água se acumula e é isso que permite que esta variedade sobreviva mesmo em condições de seca extrema.

O aspecto inchado da base, aliado ao seu aspecto áspero, é o que rendeu à Beaucarnea recurvata o apelido de pata de elefante.

Tronco
O tronco é muito mais estreito que a base e pode ramificar-se à medida que a planta amadurece. Sua aparência costuma ser lisa e a cor pode variar entre o cinza e o marrom claro.

Folhas
Esta espécie caracteriza-se pelas suas folhas longas, finas e arqueadas. Na verdade, seu nome “recurvata” refere-se à curvatura de suas folhas.

São estreitos, coriáceos, com textura um tanto rígida e bordas que podem ser lisas ou levemente serrilhadas. Sua cor é verde brilhante e podem medir até 1,5 m de comprimento.

Inflorescências
Não é comum que esta espécie floresça quando cultivada em ambientes fechados. As flores aparecem em exemplares já maduros, de cor branca ou creme, agrupadas em panículas eretas que se desenvolvem durante os meses de primavera ou verão.

Sistema radicular
Esta variedade caracteriza-se por possuir raízes rasas mas extensas, o que lhe permite absorver água e nutrientes mesmo em solos pobres, e também estabilizar em solos rochosos como os encontrados no seu habitat natural.

Altura
Esta é uma planta de crescimento lento. No interior pode atingir entre 1,5 e 2 metros de comprimento se sobreviver por muitos anos. Porém, ao ar livre, pode atingir 9 metros de altura e ter um caudex muito espesso.

beaucarnea-recurvata-3

Cuidados da beaucarnea recurvata
A pata de elefante requer cuidados específicos para crescer forte e saudável, mas não é complicada. Na verdade, é uma variedade bastante resistente, então Não é uma má escolha para quem é novo no cuidado de plantas de interior.

Condições de luz
Esta variedade prefere luz indireta brilhante, embora também possa tolerar alguma luz direta. Portanto, o local perfeito é próximo a uma janela ensolarada, mas onde os raios solares são previamente filtrados por uma cortina.

Se não receber luz suficiente, você notará que seu crescimento fica ainda mais lento e que suas folhas ficam mais finas e perdem densidade.

Irrigação
O pé de elefante é muito resistente à seca, por isso a rega deve ser moderada. Temos que deixar o substrato secar completamente entre as regas, pois é possível que as raízes apodreçam se receber muita água.

Você pode regar uma vez por semana ou a cada dez dias, e no inverno pode espaçar ainda mais a frequência de rega, pois a planta está em fase de repouso.

Para regar, aplique água uniformemente ao redor da base da planta, de forma que alcance todas as raízes. E lembre-se de retirar a água que escoa após a irrigação.

Beaucarnea recurvata

Meio de plantio Beaucarnea recurvata
O melhor para esta variedade é utilizar um substrato bem drenado. Você pode sem problemas usar uma mistura especial para cactos e suculentas, pois tem muito em comum com essas plantas.

Se você usar substrato universal, adicione um pouco de areia grossa ou perlita para melhorar a drenagem. E, em qualquer caso, use uma panela que tenha furos que ajudem a expelir o excesso de água após a rega.

A cada dois ou três anos troque a planta por uma um pouco maior para dar mais espaço às raízes, e use sempre um novo substrato.

Umidade e temperatura
É uma variedade acostumada a ambientes quentes. A temperatura ideal é entre 15º e 26º C, Portanto, não recomendamos plantá-la como planta ao ar livre em regiões com invernos frios.

No que diz respeito à umidade, não é exigente neste assunto. Adapta-se bem à umidade típica de casa. Porém, se o ambiente estiver muito seco, pode-se borrifar esporadicamente suas folhas com um pouco de água.

Fertilização
Recomenda-se o uso de fertilizante balanceado a cada dois ou três meses durante a primavera e o verão, período em que a planta está em fase de crescimento ativo.

Não obstante, Tenha sempre em mente que esta é uma variedade cujo crescimento pode ser muito lento, então você pode não notar grandes mudanças após a fertilização. Mesmo assim, não hesite em fornecer nutrientes com a frequência que indicamos, porque a planta vai gostar.

Como você viu, cuidar da beaucarnea recurvata não é nada difícil. Depois de encontrar o local perfeito e a frequência de rega, você estará pronto para aproveitá-lo nos próximos anos.

wisterias

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


margaridas

As margaridas são flores queridas por muitos. Iluminam qualquer jardim ou vaso com sua beleza simples e atemporal. Mas para que suas margaridas desabrochem em todo o seu esplendor, alguns cuidados básicos são essenciais.

Plantio e Solo
Para que as margaridas desabrochem, alguns detalhes no plantio e escolha do solo são cruciais. Primeiramente, escolha um vaso com os furos de drenagem, substrato de boa qualidade e rico em matéria orgânica.

Selecione um local banhado em luz solar, e exponha as sementes por ao menos 6 horas de sol direto por dia. Quanto ao solo, opte por um composto fértil, bem drenado e levemente ácido, com pH entre 6,0 e 6,8. Essa combinação garante a nutrição e aeração adequadas para as raízes.

O plantio pode ser feito diretamente no solo durante a primavera ou outono, utilizando-se sementes, ou através de mudas adquiridas em viveiros. No caso das sementes, tenha paciência, pois a germinação pode levar algumas semanas.

Já as mudas oferecem um crescimento mais rápido, permitindo que você desfrute das flores mais cedo. Para garantir um bom desenvolvimento e evitar doenças, espaceie as mudas a cerca de 30 cm entre si e 2 cm da borda, proporcionando circulação de ar e facilitando o cuidado individual de cada planta.

margarida_3

Rega e adubação
A rega das margaridas precisa ser feita regularmente, principalmente durante os períodos secos, buscando manter o solo úmido, mas sem encharcá-lo. Evite regar diretamente as folhas para prevenir o surgimento de doenças fúngicas.

Opte por regar pela manhã, permitindo que as folhas sequem antes da noite. No quesito adubação, utilize um fertilizante balanceado NPK a cada 4-6 semanas durante a estação de crescimento.

Essa fórmula fornece os nutrientes necessários para o desenvolvimento saudável das plantas, garantindo que elas recebam tudo o que precisam para florescer com vigor e beleza.

Lembre-se: a rega e adubação adequadas proporcionam a força e a vitalidade necessárias para desabrocharem. Com esses cuidados simples, você criará um ambiente propício para que suas flores favoritas cresçam fortes e saudáveis.

margarida_2

Poda e controle de pragas
Para complementar os cuidados com as margaridas, a poda regular é importante para remover flores murchas, estimulando a floração contínua e mantendo um visual bonito e harmonioso.

Quanto às pragas e doenças, fique atento ao surgimento de pulgões, ácaros e doenças fúngicas, que podem afetar o desenvolvimento das margaridas. Caso identifique algum problema, tome as medidas adequadas de controle.

Priorize sempre métodos naturais de controle de pragas, como insetos benéficos ou soluções de sabão neutro, sempre que possível.

Lembre-se: o cuidado com suas margaridas vai além do plantio e da rega. A poda, o controle de pragas e doenças e a utilização de métodos naturais garantem que suas flores cresçam saudáveis e fortes, proporcionando uma vida de alegria e beleza.

outono_1

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Jatropha integerrima

A Jatropha integerrima é um arbusto perene sempre verde do gênero Jatropha e é muitas vezes cultivado para crescer como uma pequena árvore.

Ela é nativa das Índias Ocidentais e Cuba e é uma espécie de planta florífera da família das Euphorbiaceae.

Como cuidar
A planta cresce até 4,5 m de altura e largura. Entretanto, se você não a podar, ela produz vários troncos com hastes esbeltas.

As folhas verdes simples crescem em um arranjo alternado ao longo dos caules, são oblongas e crescem até um comprimento de 10 – 20 cm.

Floração e fragrância
Durante todo o ano, a Jatropha Integerrima produz lindas flores para atrair beija-flores e uma grande variedade de borboletas.

As flores vermelhas profundas em forma de estrela de 2,5 cm de largura com estames amarelos são mantidas em cachos ramificados em caules longos de 10 cm ao redor de folhagens verdes brilhantes.

Jatropha integerrima3

Luz e temperatura
Um pôr-do-sol completo produzirá o maior número de flores e é uma boa idéia cobrir a planta se forem esperadas temperaturas frias.

A Jatropha integerrima tem melhor desempenho em locais livres de geadas, mas crescerá em sombra parcial.

Rega e fertilização
Esta planta é tolerante quanto à seca. Regue regularmente durante toda a estação de crescimento e menos durante a estação dormente.

Proporcione uma diluição fraca do fertilizante de uso geral da planta doméstica durante a estação de crescimento.

Solo e replantio
A Jatropha integerrima é fácil de cuidar, uma vez estabelecida. É altamente tolerante a uma ampla gama de níveis de pH do solo, desde que o solo esteja bem drenado.

Plante plantas jovens em solo bem drenado, esta planta não é tolerante ao sal, porém não é uma boa escolha para a beira-mar ou para o ambiente da praia.

Poda
Pode a Jatropha integerrima para controlar seu crescimento e orientar a forma que ela assume.

Se você permitir que ela cresça em forma livre, ela se tornará um arbusto interessante, arbusto largo ou árvore de troncos múltiplos.

Jatropha integerrima5

Problemas
Na maioria das vezes, o Jatropha não apresenta problemas. Plantas comprometidas podem estar sujeitas à predação por ácaros.

Jatropha integerrima é tóxica ou venenosa?
Cada parte dela é venenosa se consumida. Portanto, não adicione esta planta à sua paisagem se você tiver animais de estimação ou crianças.

Além disso, evite a seiva branca e leitosa, pois é muito irritante para a pele e é prejudicial se fizer contato com seus olhos.

Use mangas compridas, luvas e óculos de proteção quando estiver podando.

água-energia

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Aeschynanthus-rasta
A columéia crespa é nativa das florestas tropicais e úmidas de Java e da Península Malaia, onde as vinhas longas e trilhadas crescem e sobem em árvores.

É um membro da família Gesneriaceae, que possui mais de 150 espécies distintas de plantas tropicais, incluindo a planta do Batom.

Apenas as pessoas que vivem em zonas livres de geadas poderão cultivar uma no exterior. Aqueles que vivem em uma região mais moderada, por outro lado, não ficarão desapontados, já que esta epífita florescente prospera como uma planta de casa interior quando cultivada em suas circunstâncias ideais.

É ideal para cestas suspensas, uma vez que os caules podem crescer até dois metros de comprimento ou mais, trazendo um toque dos trópicos para dentro.

Como cuidar
Luz
A columéia crespa é pouco tolerante à luz, mas preferirá uma luz muito mais brilhante, incentivando o crescimento das flores. Se colocada em uma sala voltada para o sul, mantenha-a a alguns metros das janelas para evitar queimar suas folhas.

-Columeia-Crespa-
Rega
Deixe seu solo secar um pouco antes de sua próxima rega, pois a Aeschynanthus Rasta é muito tolerante à seca e lhe perdoará se você se esquecer de regá-la.

Caso seja colocada em um local sombrio, ela só precisará regar uma vez a cada poucas semanas. É melhor verificar semanalmente o solo e a água dela quando os primeiros três centímetros estiverem secos.

Umidade
A planta será feliz em níveis altos e baixos de umidade, porém prefere uma umidade mais alta.

Temperatura
A columéia crespa pode tolerar temperaturas entre 22-28°C, desde que a temperatura interna não caia abaixo de 21°C.

Fertilização
A planta florescerá na época de crescimento. Fertilize-a com fertilizante fortificante a cada 4 semanas nos meses de março a setembro e não fertilizar nos meses de inverno.

columeia-crespa

Replantio
A Aeschynanthus Rasta pode ser replantada anualmente na primavera para promover o crescimento, sendo uma planta de crescimento rápido que facilmente crescerá mais do que seu vaso original.

Problemas
* Folhas amarelas: as folhas amarelas podem ser um sinal de choque frio. Se possível, mantê-la em uma sala que não mergulhe mais do que 21°C e mantenha-a longe de qualquer janela aberta, correntes de ar ou aberturas de ventilação.

* Folhas murchas : suas folhas murcharão ou começarão a enrugar quando ela estiver pronta para regar. Verifique os primeiros centímetros de seu solo antes de regar para ter certeza de que está seco.

* Folhas de marrom: as folhas de marrom podem ser um sinal de que ela está pronta para uma rega. Se você notar que a terra dela secou completamente, isto pode causar o acastanhamento das folhas.

janelabuterflay10

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.