Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




orquidea-grapete

Orquídeas são plantas caras, frescas, que só crescem num substrato especial, detestam água, dão poucas flores e só uma vez por ano.

Orquídea-grapete tem flores com perfume e cor de uva
O gênero Spathoglottis inclui cerca de 40 espécies, das quais a orquídea-grapete e a Spathoglottis plicata são as mais conhecidas (as duas são também muito parecidas, mas as flores da Spathoglottis plicata têm uma tonalidade clarinha, quase rosa).

A orquídea grapete é uma planta terrestre, herbácea, rizomatosa, acaule e ornamental. É originária do sudeste asiático e sudoeste do Oceano Pacífico onde ela forma grandes touceiras em encostas rochosas e clareiras de florestas. Geralmente lugares onde há muita umidade e sol direto durante quase o ano todo.

A Spathoglottis unguiculata é famosa por seu perfume, que lembra o cheiro de uva, daí seus nomes populares.

Ela faz grandes touceiras em encostas rochosas e clareiras de florestas, lugares onde há alta umidade e incidência direta dos raios de sol durante quase o ano todo.

Os numerosos botões surgem numa haste que pode alcançar 1 m de altura, e se abrem em sequência, uns cinco ou seis ao mesmo tempo, ao longo do ano todo, com mais frequência na primavera e no verão.

Floração
A orquídea grapete floresce durante quase o ano todo, principalmente na primavera e no verão. Suas inflorescências aparecem acima da folhagem e as flores vão abrindo de baixo para cima.

As flores são pink arroxeadas, com detalhes amarelos e um delicioso cheirinho de uva. Sua floração pode se estender de 30 a 45 dias.

Folhagem
Apesar de florescer bastante, o que mais se destaca é seu efeito entouceirado e suas folhas grossas e plissadas. Os cultivadores de orquídeas não costumam dar muita bola para ela, que muitas vezes é vendida como planta comum de jardim.

Possui pequenos pseudobulbos, de onde saem folhas grandes, plissadas, verde vibrantes, Formando uma linda touceira.

Por ser uma orquídea terrestre, seu cultivo é o mesmo da orquídea-bambu (Arundina bambusifolia) ou da orquídea-buquê-de-noiva (Neobenthamia gracilis). Isso significa que você não precisará de nenhum substrato especial para plantá-la, somente terra e húmus de minhoca.

spathoglottis-unguiculata

Ela também pode ser cultivada diretamente no chão, numa mistura de terra, areia e composto orgânico, adicionando farinha de osso à terra uma vez por mês.

Se preferir fazer a adubação das folhas, dilua 1 colher (café) de NPK 20-20-20 em 1 litro de água e borrife a folhagem uma vez por semana, de preferência de manhãzinha ou no final da tarde, quando o sol não está tão forte. Suspenda a adubação quando a planta estiver nos meses de dormência – nesse período, ela não tem atividade nenhuma.

Substrato e rega
Ela gosta de solo úmido, mas não encharcado. Quando não estiver florida e durante o inverno, quando ela entra em repouso vegetal, diminua as regas.

Como é uma orquídea terrestre, ela pode ser cultivada diretamente em canteiros adubados com húmus de minhoca, como forração, ou em maciços ou bordaduras, em locais semi-sombreados ou até mesmo ensolarados.

Também pode ser cultivada em vasos ou jardineiras. É bom misturar um pouco de areia no substrato para que ele fique mais permeável.

Como preparar o solo, a regas e a adubação da orquídea-grapete
Como adora sol e têm folhas grandes e plissadas – bem diferentes das folhas de outros gêneros mais populares de orquídeas –, essa espécie costuma ser vendida como planta comum de jardim, sem a pompa toda com que são comercializadas as Cattleya, por exemplo.

Além dessas particularidades, a orquídea-grapete também gosta de água: regue-a dia sim, dia não, mas não deixe que a água fique parada em suas raízes (portanto, nada de pratinho embaixo do vaso).

orquídea grapete

Mantenha-a úmida especialmente durante os meses em que estiver florida, diminuindo as regas quando notar que a floração acabou e a planta entrou em dormência, normalmente durante o inverno brasileiro.

Para acabar de vez com os preconceitos, uma última curiosidade: essa orquídea é tão barata e popular, que na Indonésia e em Taiwan se fabricam embalagens com suas folhas.

Ainda bem que aqui no Brasil não temos esse hábito. Afinal, as folhas da orquídea-grapete são tão bonitas que seria uma pena arrancá-las para fazer caixas.

primavera

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


peperomia

A peperômia é uma das plantas mais fáceis de cultivar dentro de casa. Ela tem em média 25 cm, não ocupa muito espaço, gosta do calor e não é tóxica. Você pode deixar um vaso de peperômia perto do seu pet sem se preocupar!

Existem vários tipos de peperômia, por isso, é importante saber a diferença entre cada espécie para comprar a planta peperômia verde ideal para decorar sua casa e também sobre a peperômia cuidados.

Pensando nisso, criamos um super guia com tudo que você precisa saber sobre a planta peperômia como cuidar, as diferenças entre elas e dicas dos melhores lugares para decorar. Confira e inspire-se!

Conheça os tipos de peperômia
Os diferentes tipos de peperômia possuem características únicas. A peperômia melancia, por exemplo, é famosa por sua linda padronagem similar a de uma melancia. Já a peperômia tricolor, como o próprio nome indica, possui tonalidades lindas em suas folhas. É maravilhosa!

Além da peperômia verde, é possível encontrar outras cores chamativas e lindas para decorar diferentes ambientes, como a peperômia roxa.

peperomia-melancia

Peperômia melancia
Como já foi mencionado, a peperômia melancia tem esse nome por conta de suas folhas que lembram a casca da melancia e do caule rosado.

Para que a peperômia melancia esteja sempre linda, coloque-a em ambientes com luz difusa – a luz direta queima suas folhas.

Escolha um local em destaque para decorar com essa flor peperômia, como a mesa de centro da sala de estar ou até mesmo na mesa de jantar. Elas chamam atenção na medida certa.

peperômia scandens

Peperomia scandens
As pequenas folhas desta planta despontam nos entre nós dos longos ramos. É cultivada em varandas ou interiores bem iluminados, pendente de 1 a 1,50 m de comprimento.

Originária do Peru, característica de clima tropical não toleram geadas. O solo deve ser rico em matéria orgânica e mantido úmido.

peperomia caperata

Peperômia caperata
A peperômia caperata, também conhecida como peperômia marrom, possui folhas mais escuras, similar ao tom da terra molhada. Outro fator que chama muito na peperômia caperata é a sua Textura enrugada e em alto relevo.

A flor da peperômia caperata também é diferente, são como antenas saindo da folhagem. O visual é lindo. Vale a pena colocar em vasos lindos para decorar os cantinhos da casa.

peperômia variegata

Peperômia variegata
A peperômia variegata possui folhas mais largas com as pontas amarelas e verdes no centro. São as folhas desiguais que tornam a peperômia variegata tão bonita e interessante para usar na decoração da casa, principalmente em ambientes com decoração clean, Essa peperômia não tem flores, mas encantam por suas folhas;

peperomia-pendente

Peperômia pendente
A peperômia pendente é linda para decorar prateleiras e estantes com muito charme. A cor da folhagem varia das mais claras às mais escuras.

Apenas evite colocar a peperômia com a luz direta, assim as folhas crescem lindas no vaso, caindo na decoração da casa na medida certa.

pingos-9


Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


planta-jade

A planta jade, também conhecida como árvore da vida e árvore da amizade, pertence a família de suculentas. É uma das plantas mais fáceis de cultivar em casa e uma das mais resistentes também. Ela pode durar anos!

Nativa da África do Sul e Moçambique, a planta jade floresce no inverno e primavera. As flores são estreladas, perfumadas e na cor branca ou rosa São encantadoras!

Para você garantir uma planta jade linda por anos, é preciso saber as melhores dicas de como cuidar da planta jade. Por isso, confira essas dicas, e mãos à obra.

Como já citado, a planta jade é uma das mais fáceis de cultivar. Porém, é preciso saber todos os detalhes de como cuidar da planta jade para garantir que ela dure anos em perfeito estado e floresça lindas e perfumadas flores.

Iluminação
É importante pensar no local que ficará a planta de jade, pois a quantidade de iluminação do local influencia diretamente no crescimento das flores. Ou seja, é o primeiro passo para aprender sobre a planta jade como cuidar.

A planta jade ama a luz direta. Quanto mais luz, melhor é seu crescimento. Então coloque-a próxima a uma janela iluminada, para que a planta suculenta jade receba os raios solares todos os dias.

Apenas tenha cuidado de deixá-la fora de casa em ambientes abertos, pois a jade planta não tolera ventos e geadas.

plantajade

Rega
A planta de jade é do tipo que armazena água nas folhas e no caule, por isso, é importante deixar o solo apenas úmido, sem encharcar.

Para verificar se é necessário fazer a rega, afunde um dedo no solo. Se estiver seco, está na hora de usar o regador.  No caso de ainda estar úmido, espere mais um dia.

Evite jogar água nas flores ao fazer a irrigação, como são delicadas, podem murchar ao entrar em contato com o sol logo.

planta-jade-na-janela

Preparação do solo
Outro fator importante sobre como cuidar da planta jade é a preparação do solo. Como se trata de uma planta suculenta jade, é preciso ter um solo bem drenado.

Para não errar, coloque duas partes de terra, uma de areia grossa e pedriscos no fundo do vaso. Isso ajuda na drenagem e, quando a planta jade estiver maior, evita do vaso quebrar.

E não podemos esquecer do adubo. Pelo menos uma vez a cada 3 meses, adube a planta suculenta jade com adubo orgânico, como pó de café, casca de ovo seca e triturada ou adubos específicos para suculentas.

pássaro noturno

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Echeveria Blue Bird

A echeveria, também conhecida como rosa-de-pedra, é um dos tipos de suculentas mais adorados para jardins e vasos decorativos. Ela possui um formato semelhante a uma rosa tradicional e coloração exótica, que faz com que a planta seja ainda mais chamativa.

Com a grande variedade de tipos de echeveria, é possível encontrar plantas que variam entre 5 cm e 20 cm – as chamadas rosa de pedra gigante. Tem para todos os gostos!

Mas antes de comprar a suculenta echeveria, é necessário conhecer os diferentes tipos e a melhor forma de cuidar da planta, para ter um jardim bonito e saudável. Por isso, confira abaixo tudo que você precisa saber para ter a suculenta echeveria e dicas infalíveis de rosa de pedra como cuidar em casa.

Tipos de Echeveria
Embora o formato da rosa de pedra flor seja muito característico, existem diferentes tipos de echeveria para comprar e decorar sua casa, como deixar acima do criado mudo ou rack.

echeveria elegans

Echeveria elegans
A echeveria elegans também é conhecida como bola-de-neve-mexicana. Ela é conhecida pelas rosetas apertadas de folhas verde azuladas ou azuis, com cerca de 10 cm de largura. Algumas, quando bem cuidadas, podem chegar até 30 cm. Lindas, você pode considerar como uma rosa de pedra gigante.

Nativa do México, essa suculenta tem caule curto e forma rosetas de até 100 folhas. Suas folhas são ovaladas de coloração que vai do verde-limão ao verde-azulado.

Muito rústica e de fácil cultivo, é indicada para cultivo em meia sombra e também para ambientes externos em sol pleno, onde ficam lindas ao lado de outras suculentas e cactos, ou como “planta destaque” em jardins de pedra.

Na primavera surgem as flores amarelas em suas hastes cor de rosa.

Só no Brasil contamos com mais de 100 tipos de suculentas, plantas cuja característica mais marcante é o fato de armazenarem boa quantidade de água nas raízes, no talo ou nas folhas, o que varia de acordo com a espécie.

Essa adaptação lhes permite manter reservas por períodos prolongados e mesmo viver em locais áridos, secos e de temperatura elevada, como onde surgiram: principalmente em regiões da África e da América.

São ótima opção para quem tem vontade de cultivar plantas ornamentais mas não dispõe de tempo e dedicação para cuidados minuciosos.

Ficam muito bem em pequenos vasos tanto em ambientes internos (vasos ou diretamente no solo em jardins de inverno), quanto externos como beirais de janelas, jardineiras, sacadas, pequenos jardins, vasos largos, etc.

Algumas espécies conforme crescem tendem a ficar pendentes ou preencher completamente o vaso onde estão, criando belos efeitos!

Como são extremamente ornamentais, podem ser arranjadas de inúmeras maneiras, seja compondo um ambiente com várias espécies, sejam sozinhas num singelo vasinho!

Não exigem cuidados específicos, apreciam pouca água, ficam bem tanto ao sol quanto à sombra, estão sempre bonitas e possuem ciclo de vida perene!

Assim como outros tipos, a echeveria elegans precisa de uma boa iluminação e regas moderadas para desenvolver.

echeveria glauca

Echeveria glauca
A echeveria glauca, em relação a outros tipos, é um pouco difícil de encontrar. Diferentemente das outras, ela é mais “fechadinha” e pontuda.

Outro fator que distingue a echeveria glauca é a sua tonalidade verde azulada ou acinzentada.

Rosa-de-pedra como cuidar
Aprender sobre a rosa de pedra como cuidar é mais fácil do que você imagina. Assim como qualquer outro tipo de suculentas, elas não dão trabalho. Basta encontrar o local certo para receber iluminação diária e regar conforme a necessidade da planta.

Abaixo, uma lista de  tudo que você precisa saber para cuidar da suculenta rosa de pedra, a echeveria, da forma correta.

Iluminação
A suculenta echeveria gosta da luz do sol, porém, apenas uma parte do dia. O ideal é que ela receba luz direta apenas de manhã e final da tarde – em que a luz é amena.

Para não ter erro, coloque sua suculenta em ambientes iluminados e fique de olho em como está a rosa de pedra flor. Se perceber que está danificada, troque o local até encontrar a iluminação perfeita para a planta rosa de pedra.

Regas
A rega é um dos tópicos mais importantes para qualquer flor. Caso você erre na quantidade, sua rosa de pedra flor pode morrer ou não desenvolver tanto quanto deveria nos vasos.

A planta rosa de pedra deve ser regada moderadamente. Não precisa molhar a planta todos os dias, o ideal é regar apenas quando o solo estiver seco. Mesmo assim, não encharque o solo, isso pode apodrecer as raízes da planta. Deixe o solo úmido e já será o bastante.

rosa-de-pedra (echeveria elegans)

Caso você não regue a planta o suficiente, as folhas ficarão borrachudas (porque é nelas que a planta armazena a água) e a suculenta rosa de pedra para de crescer. Até mesmo a rosa de pedra gigante.

Adubação
Não é necessário adubar a terra da suculenta rosa de pedra, a echeveria, pois ela se adapta a diferentes tipos de solo. Porém, se preferir, você pode usar adubos para cactos e suculentas a cada três meses para ajudar na planta.

liquen

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.