Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Alstroemeria-hybrida1-

As astromélias também são conhecidas popularmente como astroméria, alstroeméria, carajuru, lírio-de-luna, lírio-dos-incas, lírio-peruviano, madressilve-brasileira, são plantas de origem peruana, chilena e brasileira, apesar de ter um nome não muito atrativo, possuem flores de grande beleza. São flores muito parecidas com o lírio, por isso em alguns lugares também são conhecidas como “mini lírios” apesar de possuir um tamanho menos.

Cultivo das Astromélias
Para quem não entende muito sobre a planta, é importante estar atento aos cuidados, pois essa planta não é muito tolerante em estações mais frias ou a seca. Elas são mais bem adaptadas para desenvolver em ambientes com solos mais úmido e fértil, é importante cultivar com adubos orgânicos regularmente.

As flores gostam de bastante sol, mas para evitar que as pétalas queimem é importante que sejam mantidas a meia sombra. Quando essas plantas são cultivadas em solo propício, muitas vezes ela é considerada como planta praga, pois cresce e se desenvolve muito rápido e ela se alastra com muita facilidade, podendo até prejudicar outras espécies de flores que estiverem próximas.

alstroemeria-(own)

As Astromélias são muito graciosas em forma de planta. Elas também podem ser usadas na culinária. Isso é possível, pois algumas de suas variedades possui raízes que são feculentas e portanto comestíveis, ou seja, também podem ser usadas na fabricação de farinhas e consequentemente de bolos, pães, e vários outros alimentos. Porém seu uso na alimentação deve ser cuidadoso, pois algumas das subespécies de Astromélias são tóxicas.

Características das Astromélias
São plantas floríferas, rizomatosas e herbáceas, muito difundidas como flor-de-corte. Ela apresenta raízes carnosas e fibrosas, as vezes até tuberosas, como são as raízes das dálias. Seus caules são eretos, e ramificados na base, em geral alcançam de 20 a 25 cm de altura.

As folhas surgem no topo dos ramos, é elípticas e oblongas, tendo um comportamento muito raro conhecido pela botânica, que é a ressupinação que essa planta faz como elas são torcidas na parte de baixo da base, o que fica pra cima como se fosse a parte superior da folha, na verdade é a parte de baixo.

astromélias_11

Suas inflorescências são terminais e compostas por um número de flores variável. As flores da Astromélia podem apresentar diversas cores e aptas à polinização de abelhas. As flores apresentam 6 pétalas que são idênticas ou quatro pétalas iguais e duas diferentes, que servem como sinalizador para os polinizadores. Suas flores são semelhantes as do lírio. Razão pela qual se diz que são lírios em miniatura.

Ainda podem ser cultivadas em maciços e bordaduras, mas são mais conhecidas como flor-de-corte. As sementes produzidas são pequenas, duras e arredondadas. As  espécies que são mais importantes para a produção de híbridos comerciais são Alstroemeria aurantiaca, A. psittacina, A. caryophyllae, A. pulchella, A. haemantha e A. inodora. Existem algumas variedades de Astromélia que possuem raízes comestíveis, podendo ser usadas na produção de farinhas.

É também considerada como planta invasora, devido a sua rápida dispersão. Deve ser cultivada a pleno sol ou meia-sombra, em solo fértil e ligeiramente ácido e drenável, que esteja enriquecido com matéria orgânica e deve ser irrigado regularmente. Gosta de adubações frequentes, oferecendo assim florações intensas. Não toleram geadas, mas podem tolerar o frio e curtos períodos de estiagem.

astromélia !00

Há diversas variedades de plantas para cada tipo de clima, com comportamentos anuais ou perenes, sendo mais ou menos rústicas também. Algumas subespécies necessitam de refrigeração dos rizomas no período de descanso. Multiplica-se por sementes e por divisão de planta.

Usos das Astromélias
Para quem não conhece muito bem, é importante ficar atento, pois as astromélias exigem alguns cuidados especiais com relação a clima, temperatura, luminosidade, e fertilização. Quando são respeitadas as condições ideais, crescem e se desenvolvem com muita facilidade, porém é preciso ter cuidado para que quando plantada em jardim junto a outras espécies, podem prejudicar o crescimento dessas mesmas.

Embora se pareçam muito com os lírios, são plantas de famílias diferentes, possuem essa aparência semelhante, mas têm um tamanho menor que os lírios verdadeiros que conhecemos. Essa semelhança só serve para comparar a beleza das Astromélias com a beleza dos lírios, são flores de grande potencial ornamental e estão presentes em diversas exposições pelo mundo todo, onde podem ser compradas, e ainda você aprende muito sobre formas de plantio, cultivo e forma de fazer mudas da maioria das plantas que encontra.

boboleta amarela

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Cicuta (water hemlock)

Cicuta é uma planta extremamente venenosa e que pode ser encontrado nas regiões temperadas do hemisfério norte. Todas elas possuem flores brancas ou amarelas bastante distintas, que são dispostas em formato de guarda-chuva. Nos EUA, essas simpáticas plantinhas são consideradas as mais danosas de todas.

Elas contêm uma substância conhecida como cicotoxina, que causa convulsões, e todas as partes do espécime são perigosas – principalmente a raiz, onde o veneno é mais potente. Além da convulsão quase que imediata outros sintomas incluem náusea, vômito, dores abdominais, tremores e confusão. Geralmente, a morte é causada por insuficiência respiratória ou fibrilação ventricular, que ocorrem poucas horas após a ingestão.

Por mais belas que sejam as plantas podem também fazer mal. No nosso dia a dia vivemos com lindas plantas e deliciosas até, mas também convivemos com vegetais que podem nos causar mal. São as conhecidas plantas tóxicas, que podem ocasionar até a morte ou deixar um ser humano ou animal muito mal.

Plantas venenosas são comuns em diversas partes do mundo. No Brasil encontramos mais de 20 espécimes que podem fazer mal, algumas tão semelhantes a plantas que conhecemos que acabamos por confundir e ingerir. Crianças são as maiores vitimas porque tendem a usar sua curiosidade para colocar a planta na boca e acabam se contaminando.

Olho-de-boneca( Actaea pachypoda)

A olho-de-boneca, também conhecida como White baneberry, pode até parecer simpática, mas é muito perigosa. Nativa da área norte e leste da América do Norte, essa planta florida, que mede apenas 1 cm de diâmetro e tem pequenas frutinhas brancas com uma mancha preta, é muito semelhante ao objeto que lhe dá nome.

Ainda que toda a espécie tenha sido considerada danosa ao homem, a maior parte de sua toxina fica concentrada no fruto. Infelizmente, muitas crianças já foram vítimas da planta, porque, além de bela, ela É muito doce. A baga contém uma toxina chamada carcinógeno, que possui efeito sedativo, quase que imediato, no músculo cardíaco humano e causa morte rápida.

O que é uma planta venenosa?
Dizemos que uma planta é venenosa quando ela pode causar mal ao ser humano. Ela pode causar uma intoxicação do tipo aguda por sua ingestão seja por crianças ou por adulta, ou crônica, que decorre da ingestão continuada, intencional ou não.

A planta pode ser tóxica sem também conter veneno. Estamos falando aqui das alergias, em que as pessoas sofrem com a exposição continuada. Os sintomas são manifestações cutâneas em decorrência do contato sistemático com vegetais. E pela utilização continuada de certas espécies vegetais sob a forma de pó para inalação, fumos ou infusões, a fim de obter efeitos alucinógenos ou entorpecentes.

Mas, ao contrario do que alguns filmes fantasiosos contam na tela, as plantas venenosas não expiram veneno ou mordem. Há sim plantas carnívoras, mas essas são raras e apenas mordem, não conseguem ferir de fato gravemente uma pessoa. A infecção causada por uma planta venenosa geralmente é quando ingerida ou ao toque, caso da urtiga que causa coceira.

As plantas são venenosas por diversos motivos. Um deles é sua defesa, pois animais podem destruí-las. O veneno faz com que espécimes vivas avisem umas as outras e as plantas fiquem a salvo. Outro motivo é que às vezes não é um veneno mesmo, apenas faz mal ao consumo humano. O que seria considerado um veneno, por exemplo, seria o cogumelo, mas é usado como alucinógeno em chá para ingestão humana.

Como saber se uma planta é venenosa?
Apenas conhecendo os espécimes é que se pode ter certeza que uma planta é venenosa ou não. Infelizmente olhando sem conhecer as plantas não dá, pois elas são bem semelhantes e como em qualquer jardim, tudo que é verde parece igual, não mesmo?

Mas alguns sinais podem alertar a quem não conhece como plantas com cores fortes demais e que não são comuns em sua terra. Plantas estranhas a sua rotina visual são fortes candidatas a serem venenosas.

Ricinus communis (mamona)

A mamona é uma planta que pode ser encontrada em qualquer matagal brasileiro contém uma grande quantidade da toxina ricina.

Uma semente crua de mamona é suficiente para causar uma morte sofrida, agonizante e repleta de dores. Os primeiros sintomas da intoxicação aparecem logo nas primeiras horas depois do envenenamento, o que inclui a sensação de queimação na garganta e nos olhos, dores abdominais, bem como diarreia e vômito com sangue. O processo é incontrolável e só termina quando a vítima falece por desidratação.

Um fato curioso é que os humanos são os mais sensíveis em relação às sementes, bastando de uma a quatro para pôr fim a um adulto, 11 para matar um cachorro e 80 para assassinar um pato. Levando isso em consideração, as mamonas estão em primeiro lugar no livro dos recordes como as plantas mais venenosas do planeta.

A planta não emana veneno, mas você pode se intoxicar com ela. Isso pode acontecer pelo toque ou ingestão de planta, comum em crianças que curiosas acabam por ingerir pela cor que deixa uma aparência de um bom sabor.

As principais plantas venenosas encontradas no Brasil
As mais conhecidas são comigo-ninguém-pode, o copo-de-leite, a taioba-brava, bico-de-papagaio, mamona e pinha-roxa. Essas são as mais populares, mas há muitas outras plantas que não fazem bem a saúde e deixam sintomas diversos quando ingeridas.

copo-de-leite

Alguns espécimes de cogumelo são citados também entre as plantas mais venenosas da flora mundial. O alucinógeno do cogumelo é proposital para desnortear animais que vem destruir as plantas. Contudo, a mais conhecida e popular é a copo-de-leite, a Zantedeschia aethiopica Spreng.

Presente em alguns jardins, ela é fétida em todo o seu comprimento e acaba por deixar coceira e quando ingerida pode gerar tontura, mal estar e dores de cabeça intensas. Os lábios podem ficar inchados e pode surgir queimação intensa nos locais tocados com as mãos na planta.

trombeta-de-anjo - Brugmansia suaveolens

Essa é uma planta nativa da América do Sul, podendo ser encontrada em diversas regiões do Brasil. O nome trombeta-de-anjo se deve ao formato de pêndulo da flor, que em geral possui coloração branca e amarela, embora seja possível encontrar variedades e híbridos de tons rosados.

Com tamanho entre 14-50 cm, todas as partes da Brugmansia suaveolens são consideradas tóxicas e narcóticas. Ela contém alcaloides tropânicos como escopolamina, atropina e hiosciamina. Mesmo sabendo do perigo, algumas pessoas ingerem um chá feito com as flores como um potente alucinógeno.

O nível de toxicidade varia conforme o tipo da planta, sendo praticamente impossível saber quanto veneno uma pessoa tomou. Em geral, quem brinca com a trombeta-de-anjo acaba tendo uma overdose e morrendo ou sofrendo de paralisia dos músculos lisos, taquicardia, confusão, alucinações visuais e auditivas.

Embora seja perigosa, a espécie também possui propriedades medicinais, tais como antiasmática, cardiotônica e anticonvulsivante. Não é incomum ela ser utilizada para fabricação de remédios para mal de Parkinson, problemas cardíacos, síndrome pré-menstrual e infecções urinárias.

A planta mais venenosa do mundo

espirradeira

Todas as partes do belo oleandro possuem diversos tipos de toxina, sendo as duas mais fortes a oleandrina e a neriine, que afetam drasticamente o coração. Na verdade, o veneno da planta é tão forte que é possível morrer apenas comendo o mel de uma abelha que utilizou seu néctar como fonte.

Originalmente, a Espirradeira (Nerium oleander) nasceu nas áreas do mediterrâneo e do Extremo Oriente. Porém, devido à sua beleza exorbitante, ela passou a ser cultivada com propósitos decorativos. Por instinto, os animais costumam se afastar dela. Além disso, basta uma folha para matar uma criança.

Não se pode tocar em nenhuma parte desta planta, pois todas contêm veneno e em grande quantidade, o suficiente para deixar um adulto de peso médio em estado grave. Um humano que comer uma folha da planta pode morrer alguns minutos.

Os primeiros sintomas quando se toca nesta planta venenosa são náusea, vômitos, vertigem, sonolência. O coração deve começar a bater mais forte, a pessoa deve começar a não enxergar e acaba por entrar em coma e morrer em um dia quando não tratada.

Sintomas de uma intoxicação por planta
Os sintomas de uma intoxicação por planta são semelhantes a uma intoxicação por se ingerir outras substâncias. A criança ou adulto pode sentir enjoo, dores de cabeça, diarreia e dores constantes e ainda dores no corpo. A pessoa pode desidratar facilmente caso não seja tratada adequadamente e pode chegar a morrer.

Crianças são as maiores vitimas de plantas venenosas, pois sua baixa massa corporal faz com que o veneno circule mais rápido e cause mais danos. Mas, com tratamento adequado a morte com certeza pode ser evitada.

capacete do diabo

Também conhecido como “capacete-do-diabo”, o aconitum é uma espécie da família Ranunculaceae. Essas plantas vivazes são nativas das regiões montanhosas do hemisfério norte e possuem uma grande quantia do alcaloide pseudaconitina, o qual é usado na ponta das flechas do povo Ainu do Japão para caçar.

Caso ocorra a ingestão, a pessoa sofre queimação abdominal e nos membros do corpo. Em grandes doses, a morte pode ocorrer dentro de 2 a 6 horas, bastando apenas o consumo de 20 mg para pôr fim à vida de um humano adulto.

Tratamento para quem foi envenenado por uma planta
Beber água é uma forma simples para diminuir a exposição do organismo ao tóxico. Com o liquido entrando a pessoa poderá eliminar pelo suor e urina e a concentração de contágio pode diminuir bastante no sangue para níveis inofensivos na maior parte dos casos.

Ir ao hospital é importante. Uma intoxicação deve ser tratada adequadamente ou pode deixar o organismo bem fraco e desidratado, levando a morte. Deve-se levar uma amostra da planta ingerida caso seja possível ou saber descrever para ajudar ao medico a tratar adequadamente. No geral são ministrados anti tóxicos eficientes para o problema e soro para reidratar o corpo.

brisa

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


cascadeovo

A casca de ovo adiciona nutrientes valiosos para o solo. Entre eles está o cálcio, essencial para o crescimento celular em todas as plantas. Importante para o crescimento rápido porque esgota o solo de maneira rápida. Sem contar com o diferencial estético que as casas proporcionam ao visual, variando conforme a própria criatividade das pessoas que são donas do jardim.

Cascas de ovos devem ser lavadas antes de colocadas em uma composição no jardim da frente ou dentro do quintal atrás da casa. Tenha a certeza de lavar as cascas de ovos antes de adicionar elas ao seu jardim. Caso não sejam esmagada podem demorar alguns meses antes de desintegrar.

Como utilizar as cascas de ovo no jardim?
Ao invés de jogar cascas de ovos à distância na terra, coloque no fundo de vasos de plantas, em vez de pedras. Cascas de ovos são mais leves do que pedras, sendo que fornecem maior nível de nutrição.

Pimentão, tomate, brócolis e repolho são espécies que demandam de cascas de ovos junto da terra e das raízes no sentido de deter o avanço das lesmas e lagartas. Coloque as cascas de ovos no solo em especial perto de tomates. O cálcio é útil para os tomates porque ajuda a evitar o apodrecimento antes de florescer.

borra/ovo

A combinação da com borra de café
Cascas de ovos fornecem cálcio para o seu jardim, enquanto borra de café fornece alto teor de nitrogênio para o jardim, ambos os elementos deixam o solo e as plantas saudáveis. Uma pessoa normal olha para um ovo e pensa em “omelete” ou “fritada”. Um jardineiro olha para um ovo e pensa: “Sim! Adubo de qualidade para as plantas”.

Maneiras de utilizar cascas de ovos no jardim
Adicione cascas de ovos esmagadas para o fundo de covas de plantio, principalmente de tomate, pimentão e berinjela. Estas culturas são susceptíveis a deterioração da flor no final, causada por deficiência de cálcio, frequente pela falta de irrigação adequada.
* Use cascas de ovos esmagadas para deter lesmas, caracóis e lagartas. Essas pragas de jardim são uma verdadeira dor no pescoço ao jardineiro. As lagartas são os piores por matar mudas, cortando do caule ao nível do solo. Todas estas três pragas têm barrigas moles e não gostam de deslizar em algo coisa afiada, caso das cascas de ovos;
* As cascas podem ser adicionadas à pilha de compostagem;
* Se você está alimentando os pássaros em seu quintal, esmague e adicione os ovos em prato, perto do alimentador. Aves do sexo feminino, particularmente aqueles que estão se preparando para colocar ovos ou recentemente terminou de chocar, necessitam deste tipo de cálcio extra.

casca de ovo
* Enxague duas metades de cascas de ovos que sobraram e coloque em um recipiente até acumular o suficiente para o seu projeto. Se a casca de ovo quebrar, salve as peças de qualquer maneira, pois há maneiras de usar pedaços de conchas no jardim, bem como as cascas inteiras;
* Trabalhe pedaços de conchas rachadas no solo para ajudar a repelir lagartas;
* Pedaços de casca de ovos por cima de semente ajudam na proteção contra os ataques das aves;
* Improvise usando casca de ovo como funil descartável para produtos químicos do jardim. Perfure o orifício no fundo casca de ovo e coloque no topo do seu pulverizador.
* Quando cozinhar ovos, retire as cascas com cuidado e lave bem, somente com água. Depois seque de maneira impecável no sentido de evitar o excesso de odor.
* Coloque as cascas em assadeira ou em algum pedaço de papel alumínio no forno por seis minutos, a 35ºC, até começar a dourar. Representa forma rápida e eficaz no sentido de acelerar o processo de secagem.

Casca do ovo é fonte de cálcio
Casca de ovo representa aditivo excelente para aumentar o teor de cálcio no solo de sua horta, importante para as plantas porque fortalece as plantas. Há muitas espécies específicas que respondem a suplementação de cálcio. Todas elas podem ser produzidas de maneira simples, desde que tenham o apoio das “cascas mágicas”.

cascadeovo

Utilizando cascas de ovo na terra
*
Polvilhe um par de colheres de chá em covas ao transplantar mudas novas.
* Polvilhe sobre a superfície e trabalhe suavemente no solo no momento em que os tomates começarem a florescer para evitar o apodrecimento final e promover a saúde geral da planta.
* Adicione duas colheres de chá de casca de ovo para 1 litro de água. Deixe a fórmula descansar por 24h; Aplique diretamente às plantas.
* Adicionar cascas de ovos de terra para a sua caixa de compostagem.
* Polvilhe em torno das plantas para deter balas.

Adubo natural: Cascas de ovos
Hoje em dia o uso da casca de ovo representa prática existente entre os jardineiros profissionais e amadores. Representa forma excelente para reaproveitar o resíduo que iria ao lixo como forma de adubo com alto nível energético de cálcio. Com este elementos, os vegetais ganham em força e vitalidade no verde.

Também ajudam no sentido de defender as espécies contra os ataques das aves, que sempre estão em busca de alimentos especiais, como no caso das sementes que acabaram de serem plantadas no solo no sentido de desenvolver produtivo agrícolas. Sem contar que é o remédio ideal, barato e natural para evitar o excesso de ataques das  pragas que podem colocar o desenvolvimento da plantação em risco.

folhas no outono

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Ervas_medicinais

O Ministério da Saúde adverte que a automedicação pode prejudicar os sintomas da doença. No entanto, poucas pessoas escutam a voz da Lei, principalmente no Brasil, país considerado destaque na comercialização e uso das ervas medicinais para curar todos os tipos de doenças imagináveis.

No entanto se faz necessário tomar cuidado para não prejudicar quadro clínico. Não se esqueça de que a visita o médico especialista é sempre mais indicada. Conheça alguns cuidados necessários com o uso das ervas medicinais.

Intoxicação: Ervas medicinais
No âmbito popular as ervas medicinais são usadas com o pensamento de que “se não fizer bem, também não fará mal”. Afirmação errada, visto que todos os medicamentos, independente se feitos de origem animal ou vegetal, podem trazer efeitos nocivos ao organismo. Especialistas indicam que existem diversas causas que podem desencadear em intoxicação gerada pela intoxicação:

01: Plantas com efeitos tóxicos de maneira imediata são contraindicadas

02: Plantas que possuem sentido tóxico retardado. Algumas espécies vegetativas provocam as intoxicações depois de ingeridas.

03: Vale ressaltar que mesmo após a suspensão do uso deste consumo a intoxicação pode permanecer por longo tempo dentro do organismo, fato que pode desencadear no desenvolvimento de canceres.

04: Espécies que estão mal conservadas ou mofadas. Não se pode ignorar o fato de que as sustâncias tóxicas podem ser geradas pelos fungos causadores inclusive de câncer hepático.

05: Plantas alergênicas. Isto é, podem acontecer irritações na pele por causa do contato com as espécies ou mesmo no pós-consumo. Consumidores do gênero podem gerar enxaqueca, urticária, rinite e perturbações digestivas.

plantas-medicinais-6

06: Algumas plantas utilizadas de forma errada. Neste sentido se faz necessário ficar com a atenção redobrada nas indicações.

07: Compre ervas medicinais apenas de vendedores confiáveis que possuem produtos com validade e informações verdadeiras sobre métodos de utilização e benefícios ao organismo.

08: Durante a preparação do remédio se faz necessário certificar todos os aspectos do vegetal, como raízes, caules, flores e folhas. Cada propriedade possui importância considerável.

09: Atenção! A diferença entre remédio e veneno está na dosagem.

10: Jamais utilize utensílios compostos por alumínio para preparar as ervas medicinais.

Cru ou seco
Existem muitas opiniões que se divergem quando ao uso das plantas secas ou verdes. Interessante notar que as espécies secas possuem princípios ativos que ficam concentrados com maior vitalidade. Neste sentido, a quantidade para as produções do gênero devem ter metade da recomendada às plantas que já estão secas. Existem pessoas que apreciam a ideia de misturar os dois tipos! Consumidores que não possuem balança de precisão para equilibrar as dosagens podem utilizar colheres como fontes de medição.

ervasmedicinais

Segredos para preparar ervas medicinais
Especialistas dizem que as plantas usadas no cultivo para o uso medicinal precisa passar por processos de produções qualitativas. O armazenamento também se faz importante, visto que com o tempo as ervas perder as forças. Grande parte dos produtos naturais precisa ser descartada no prazo de doze meses. Jamais utilize utensílios compostos por alumínio. Ou seja, se faz dispensável o uso de frigideiras ou panelas com a respectiva propriedade.

Tenha em mente que no momento em que a água e os alimentos entram em contato com a parte do alumínio podem acontecer mudanças químicas que absorvem no metal. Sendo que quando consumidores pelo organismo pode se acumular nos rins, baços e fígados. Evite preparar plantas e ervas medicinais por longo tempo.

Isso pode fazer com que as propriedades ativas percam o efeito, aumentando somente os efeitos colaterais. Quando for preparar o remédio é necessário utilizar a parte correta da planta. Cada propriedade da espécie vegetal possui efeitos diferentes ao organismo humano.

abetobranco


Abeto Branco:
Normalmente não são indicadas doses excessivas, visto que podem acontecer perturbações nervosas, em grosso modo no público jovem que ainda está com o organismo em formação.

absinto

Absinto: Interessante notar que possui o mesmo objetivo da bebida alcoólica que leva o mesmo nome. Não se pode ignorar o fato de que doses excessivas poder gerar alucinações e vertigens. Mulheres grávidas são contraindicadas ao respectivo uso. Pessoas que sofrem com úlceras ou gastrites.

Abrunheiro bravo

Abrunheiro Bravo: Os caroços dos frutos não devem ser mastigados porque são tóxicos.

IMPORTANTE:
Sempre informe seu médico quando estiver utilizando plantas medicinais ou medicamentos fitoterápicos, e comunique qualquer reação adversa.

Verifique se o uso é apropriado para gestantes, lactantes, crianças e idosos.

Adquira a planta medicinal em uma farmácia ou herbanário, embalada e beneficiada de forma adequada. As vendidas na rua ou expostas ao ar livre podem não conter o princípio ativo desejado ou fazer mal a saúde por estarem contaminadas com microorganismos ou fungos.

Certifique-se de que a embalagem traz o nome científico da planta, essa é sua garantia de estar comprando a erva correta, já que a mesma espécie pode ser conhecida por mais de um nome popular.

Siga a dosagem recomendada pelo médico ou especialista. A dosagem errada pode causar efeitos adversos ou não ser eficaz.

Ao adquirir os fitoterápicos nas farmácias e drogarias autorizadas pela Vigilância Sanitária, siga as orientações da bula ou da embalagem do medicamento.

Não use se o produto estiver vencido.

Lembre que a interação com outros remédios pode torná-los menos eficazes ou provocar reações adversas.

Se vai fazer uma cirurgia, comunique seu médico com antecedência. Alguns medicamentos fitoterápicos podem interferir com o anestésico ou causar hemorragia.

Para verificar se o medicamento é registrado, confira na embalagem o número de inscrição no Ministério da Saúde: procure a sigla MS seguida de um número iniciado por “1″ e contendo de nove a 13 dígitos.

ponte chinesa

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.