Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




flor-fecundada

Quando o grão de pólen cai sobre o estigma (entrada do aparelho genital feminino), cresce-lhe uma espécie de tubo que ao unir-se com o óvulo dará lugar a uma nova célula chamada de zigoto. O novo zigoto será a origem da nova planta. De pouco a pouco se irá dividindo e crescendo. Para alimentar-se, este se rodeia de substâncias nutritivas que lhe serve de alimento conforme vai crescendo. Vai formando um tecido mais resistente, como protecção. A tudo isto é o que chamamos de semente.

A fecundação não se efectua, salvo em condições muito específicas. Primeiramente, como a probabilidade da fecundação do pólen diminui em função da distância, as duas plantas devem estar suficientemente perto uma da outra.
As plantas devem ser da mesma espécie ou de espécies semelhantes. O pólen da planta emissora não fecundará a planta receptora, se ambas as plantas não estão em flor nesse momento.

No caso de uma transferência de um carácter por fecundação cruzada de outras plantas, a importância da propagação será marginal, se a característica não proporciona vantagem seletiva decisiva à planta que a adquiriu.

janelas07

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


rosas

Ainda que algumas roseiras possam florescer sem fertilização, elas precisam dos nutrientes para chegar ao máximo de sua performance. Então, para isto se torna necessária a aplicação de fertilizantes de sua preferência.

Os três nutrientes básicos para um crescimento saudável de qualquer tipo de planta são: Nitrogênio, Fósforo e Potássio.

Não fertilize novamente as rosas até que os botões floresçam. Se você quer evitar usar fertilizantes químicos, pode tentar as seguintes alternativas orgânicas: Torta de mamona, farinha de ossos, esterco curtido, cinzas sem sal, compostos orgânicos, emulsão de peixe (adubo feito com água de aquário mais resto composto de peixes de água doce), adubo comum, húmus de minhoca, alga marinha ou adubo vegetal. Se você for utilizar fertilizantes químicos, deverá seguir as instruções de aplicação e dosagem na embalagem do produto.

Para fertilizantes químicos: Somente aplique fertilizante quando observar novos desenvolvimentos em sua rosa. Depois faça uma segunda aplicação somente quando a rosa começar a brotar, então aplique uma fertilização final depois de dois meses.

fonte

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


campainhas-da-china

A Campainha da China é uma planta herbácea de clima temperado, que chama a atenção por suas delicadas flores em forma de estrela. De caule delgado e de porte pequeno ela chega a alcançar cerca de 80 cm de altura. Suas flores são simples, ovaladas, opostas, e com margens denteadas. Seui florescimento é no Verão e no Outono.

As campainhas-chinesas já são atrativas antes de desabrocharem, pois seus botões se assemelham a um gracioso balão. As flores são podem ser simples ou dobradas. As cores variam entre diferentes tonalidades de azul, violeta, rosa e branco, de acordo com a variedade. Os frutos devem ser deixados a secar na planta, para a posterior coleta das sementes.

A campainha-da-China é uma espécie rústica, de baixa manutenção e própria para a formação de bordaduras e maciços. Também pode ser plantada em vasinhos e jardineiras e as flores são relativamente duráveis depois de cortadas, e podem ser aproveitadas como flor-de-corte em arranjos florais.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, leve, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. É uma planta típica de clima temperado e é capaz de

tolerar temperaturas abaixo de 0ºC.
Apesar de perene, pode necessitar replantio anual devido à perda do vigor. Deve ser feito uma fertilização leve semanalmente para estimular o crescimento e a floração.

Após a primeira floração, deve-se cortar os ramos que já floriram, encorajando assim a planta a florescer novamente por duas ou três vezes. Sua propagação pode ser feita por   divisão da planta, tomando-se o cuidado de não ferir as raízes.

janela-chuva_1543

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


ROSEIRA

Insetos e doenças nas folhagens poderão afetar suas rosas. Existem três tipos de problemas, a saber: Fungos, poeira e ferrugem. Para os fungos, você deverá limpar perfeitamente os restos de folhagem velha caídas durante as podas, e pulverizar com um fungicida que você tenha preferência.

O saneamento do jardim é a melhor maneira de acabar com a ferrugem que pode surgir em suas folhas e pode ser controlada com fungicida. Insetos e ácaros, como pulgões, tripes, besouros, larvas, moscas, lagartas e vermes, também causam problemas em suas plantas.

Os Ácaros são os que mais causam danos às rosas. Os inimigos naturais dos ácaros e muito bem recomendados são as joaninhas. Elas comem os pulgões, que consequentemente poderiam deixar suas flores murchas e deformadas. Os pulgões gostam de sugar a seiva das plantas, e produzem uma excreção levemente doce que atraem formigas, outras inimigas das plantas.

Para um melhor controle de besouros, lagartas e vermes mate-as manualmente usando luvas. Os tripes deformam as pétalas das rosas. Para controlá-las use inseticida debaixo das pétalas, fazendo uma certa cobertura para todas as pétalas e botões abertos.

O controle é fácil e a prática da prevenção, com o uso regular dos produtos adequados, controla a maioria dos problemas com fungos, ácaros e insetos.

flower66

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Abutilon striatum

Nome Popular: Lanterninha-chinesa, Lanterna-japonesa, Sininho
Família: Malvaceae
Origem: América Central e Guatemala

Arbusto bastante rústico e perene, de constituição semi-lenhosa,  seu porte é de até 3 m de altura. Apresenta os ramos recurvados para baixo, como se estes fossem pesados.
As flores de tonalidade alaranjada com estrias vermelhas, sustentadas por pedúnculos pendentes, no formato de sinos são muito delicadas e bonitas
As folhas de coloração verde, alongadas e apresentam vários recortes bem definidos. Muito cultivada em parques e jardins públicos, é pouco exigente em manutenção.

Floresce com mais intensidade na Primavera e no Verão, mas podem ser vistas em menor quantidade em outras épocas, conforme o clima da região  que é cultivada. São bastante visitadas por beija-flores.
Requer apenas podas anuais para boa formação e renovação da folhagem. Gosta de solo úmido, mas não encharcado, regar 2 vezes por semana, com um volume maior nos dias mais quentes e com quantidade menor nos dias mais frios.

Para que ocorra a renovação de sua folhagem, é necessário efetuar podas anuais.

O arbusto é bastante rústico e exige pouca manutenção, aprecia solo areno-argiloso, rico em matéria orgânica. Sugestão para mistura: 1 parte de areia grossa de construção, 1 parte de terra comum de jardim, 1 parte de terra vegetal e 1 parte de composto orgânico.

Por ocasião do plantio da muda, abra uma cova de 40 x 40 cm, para melhor desenvolvimento da planta, coloque o substrato adequado (descrito no item acima) e misture bem, cerca de 10 colheres de sopa de NPK, fórmula 04-14-08.

Dá-se bem praticamente em qualquer clima, podem ser plantadas isoladas ou em grupos e composições. Tolera frio um pouco mais intenso.

Produz um efeito espetacular quando conduzidas como trepadeiras, usando uma treliça ou cerca. Pode ser utilizada isolada ou em grupos, em jardins ou jardineiras grandes.

Multiplica-se por estaquia da ponta dos ramos, colocadas para enraizar no final do Inverno / início da Primavera em ambiente protegido.

folh

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


C. Karol Wojtyla x aclandiae labeloid e C. Karol Wojtyla x C. aclandiae

É uma planta híbrida, que tem floração no Verão. Suas flores são lilás claro com pintas lilás escuro, seu labelo é lilás claro, formando um lindo contraste.

Plantio em vaso
O ideal é usar vaso terracota específico para orquídea á venda em qualquer loja de produtos de jardinagem. Este vaso já vem com vários furos tanto no fundo quanto na lateral. Para melhorar a drenagem, no fundo do vaso coloque um pouco de argila expandida, pedra ou caco de telha.
Como substrato use a casca de pinheiro, que é um material renovado. Fibra de coco também pode ser utilizado. Em Supermercados e Garden Center existem substratos prontos específicos para o plantio de orquídeas.

Plantio em árvore
Para fixar uma orquídea no tronco de uma árvore, ela deve ser envolvida na fibra de coco e amarrada com um cordão. Isso protegerá a planta e manterá a umidade necessária.

Local de cultivo
Deve ser cultivada em local arejado, livre de corrente de vento  e que receba luz indireta do sol, preferencialmente ao amanhecer ou entardecer.
Algumas espécies de orquídea não toleram luz solar, queimando as folhas e chegando a matar a muda. Atenção especial é necessária para as mudas plantadas nas árvores. Observe por alguns dias e por períodos alternados se o sol não está sendo excessivo para a planta. Manchas amareladas nas folhas ou ausência de enraizamento, são indícios que a orquídea não está se adaptando. Neste caso outro local deve ser escolhido.

Rega
O modo mais fácil de matar uma orquídea é molhando-a demais. Umidade em excesso provoca o apodrecimento das raízes e os fungos se proliferam de forma descontrolada. A melhor maneira de checar se  o vaso está úmido, é pressionar o substrato com o dedo. Se ainda estiver úmido, não regue, espere até secar. Regue até que a água comece a escorrer por baixo do vaso. Verifique a umidade á cada 2 dias.
Para as plantas que estão nas árvores a umidade se equilibra naturalmente. Redobrar a atenção apenas nos períodos mais secos do ano. Importante: Para a orquídea é melhor faltar água do que sobrar.

Adubação
A orquídea como qualquer outra planta precisa de nutrientes para crescer. Mas cuidado, o exagero de adubo é pior do que a falta. Cada tipo de adubo exige dosagens e aplicações diferentes, por isso leia atentamente as instruções contidas nas embalagens dos produtos.

Adubação de solo: Pode ser feita ao amanhecer ou entardecer.
Dependendo do tipo de fertilizante, você poderá aplicá-lo de duas maneiras:
- Colocando a quantidade recomendada num canto do vaso. Desta forma o adubo irá dissolver-se aos poucos, liberando nutrientes a cada irrigação.
- Diluindo a quantidade recomendada. Aplique como rega diretamente no solo.

Adubação Foliar: Deve ser feita somente ao entardecer. Quinze minutos antes da adubação pulverize com água toda a planta. Este procedimento faz com que as células das folhas responsáveis pela absorção dos nutrientes se abram. Depois pulverize com adubo nas dosagens recomendadas pelo fabricante, toda a planta, com exceção das flores.

Adubos orgânicos: Estes adubos são mais seguros e com riscos muito menores de você matar a planta por excesso de adubação.Os mais indicados são a torta de mamona e a farinha de osso.

Obs.: Os valores de crescimento e floração podem variar de acordo com o local, solo e trato cultural.

lua1

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


rosas000

Geralmente, nos meses mais frios do ano, e quando as roseiras se encontram num estado “dormente”, devem ser podadas de forma a permitir que a planta se desenvolva com a sua força dirigida a um crescimento correto e que a ajude a produzir flores de qualidade.
A maioria das plantas precisam ser podadas, mas no caso das roseiras, a poda torna-se muito importante para o correto desenvolvimento das mesmas. Em termos gerais, a época da poda da roseira será no início da estação de crescimento, a Primavera.
No entanto, e se a sua zona for muito fria e com muito vento, é aconselhável também podar no Outono, para que as roseiras não sofram danos fortes durante o Inverno.

Normalmente a primeira poda deverá ser feita um ano após ter sido plantada – a dita poda de formação, que vai orientar a estrutura da roseira.
Após esta primeira modelagem da planta, deverá ser feita a limpeza anual da roseira onde a poda vai eliminar os ramos danificados, quebrados, ou com pragas que, se deixados permanecer, enfraqueceriam a planta, retirando força aos ramos saudáveis que têm o potencial de dar flores com mais qualidade.

Deve-se no entanto ter atenção à altura em que a poda da roseira é feita. É aconselhável aproveitar a época quando a temperatura estiver bem baixa em torno de no máximo 10ºC, dado o estado de dormência da planta. A fase da Lua deverá ser minguante pois, embora não esteja provado, diz-se que é mais favorável para as plantas fazer a poda nesta fase lunar.

A poda das roseiras vai sempre depender da espécie em questão (será diferente se se tratar de um arbusto ou de uma trepadeira) e terá duas funções: modelar e revitalizar a planta.
Poda Baixa: Faça primeiro uma limpeza da roseira, retirando os ramos secos, fracos e mal formados. De seguida corte todas os ramos, deixando-os a uma altura de 20 a 25 cm (a partir do ponto de enxerto). Corte sempre em diagonal aproximadamente 1cm acima da gema mais próxima. Isto ajudará o brotamento. Ideal para rosas-rasteiras, rosas “Santa Teresinha” ou miniaturas.

Poda Alta: Faça uma limpeza à planta da mesma forma que na poda baixa e corte os ramos a uma altura de 80 cm a 1 m. As hastes mais fortes podem ficar um pouco mais longas, mas procure que a roseira fique a uma altura adequada ao lugar onde está situada. Este tipo de poda é dirigida à roseiras em arbusto e trepadeiras, embora não precise de ser tão drástico no último caso.

Poda Parcial: Faça a mesma limpeza como nos casos anteriores e em seguida pode as hastes para um terço do seu comprimento total. Esta poda é mais adequada a roseiras silvestres e trepadeiras cujas hastes alcancem 3 metros de comprimento ou mais. É muito importante que deixe as hastes presas ao tutor de modo a que haja um brotamento das gemas.
É sempre importante fertilizar uma planta depois da poda, para permitir que se alimente de forma a alcançar o seu potencial nas condições em que se encontra.

Corte Correto
Deve podar as hastes sempre na diagonal e a poucos milímetros da gema mais próxima. Nas imagens poderá ver o corte correto (e os incorretos), que deve ser aplicado para permitir que a planta cresça com mais força, que no fundo é a função da poda.

Nota: Se quiser que a roseira dê frutos (algumas roseiras premeiam o seu jardim com frutos de várias cores) atrase a poda de Outono. A poda correta varia de espécie para espécie, tendo sido aqui dadas as regras gerais. Consulte o local onde comprou a sua roseira para informações mais específicas

1961222pue9132moc

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


touceira

A técnica de fazer muda pelo processo da divisão de touceira é simples, porém delicado. Método muito utilizado em jardinagem para propagação vegetativa de plantas ornamentais, (orquídeas, samambaias, etc.), e também em alguns casos em plantas alimentícias, (bananeiras, gengibre, açafrão, etc.).

A divisão de touceiras também chamada de divisão de rizomas, ou divisão de plantas,  como o próprio nome diz, é repicar uma planta matriz em vários pedaços  para transformá-la em várias mudas, Porém requer muito cuidado para  não danificar suas gemas de brotação nem comprometer demais o seu sistema radicular.

A Multiplicação por touceiras apresenta alguma vantagem, quando plantas entouceiradas que poderiam perfeitamente ser multiplicadas por sementes demandarem mais tempo para atingirem a fase adulta e florescer. Além de que, a divisão de touceiras é um método fácil e garantido, ideal para propagação de plantas domésticas.

Dividindo as touceiras:
Método simples e poderá ser descrito da seguinte forma:
. Verificar se a planta está realmente entouceirada.

- Se a planta estiver em vasos:
. Remover a planta do vaso, com todo o cuidado para não danificar as frentes de crescimento (brotos).
. Remover o excesso de substrato para facilitar a visualização do sistema radicular.
. Estudar a planta para observar onde deverá ser recortada de forma que cada parte permaneça com um número de brotação não inferior a 3.
. De posse de uma tesoura de jardim ou qualquer outro instrumento cortante, separar as novas mudas, sem machucar demasiadamente os rizomas além do necessário.
- Se a planta estiver plantada no chão:
. De posse de uma ferramenta apropriada, ex: enxada, remover a planta com cuidado.
. Em seguida seguir as mesmas orientações acima.

- Dividida as partes:

- Plantar cada muda  em seu respectivo vaso, com substrato apropriado para cada tipo de planta.
. Na maioria dos casos, a nova muda já poderá ser transplantada diretamente em seu local definitivo.
. Colocar os vasos em locais sombreados até o pegamento total da muda.
. Recomenda-se  regar as plantas regularmente, sem encharcamentos.
. Assim que a novas plantas começarem a emissão de brotos e folhas, já poderão ser colocadas em seus locais apropriados.

bird3

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


tacca_integrifolia

A Tacca integrifolia, também conhecida como planta-morcego ou flor morcego branco, é distribuído por todo o sudeste da Ásia, mas pode ser observado em outras partes do mundo onde é popular entre os conservatórios e horticultores amadores. Seus peculiar “bigodes” são realmente bractéolas filiformes, ou pequenas brácteas (folhas modificadas) que surgem na axila mesmo como as flores.

As flores incomuns de Tacca fazer uma pergunta por que tal uma estrutura elaborada floral pode ter evoluído. Muitas vezes, as estimativas podem ser feitas, bem como Darwin previu que a orquídea Angraecum sesquipedale teria um polinizador com uma tromba longa o suficiente para atingir o seu nectário. A posterior descoberta de seu polinizador, em 1903, o falcão traça Xanthopan morgani praedicta, provou Darwin direito.

Quanto Tacca, alguns têm sugerido a “síndrome do engano” como uma razão para a evolução das flores elaboradas. A semelhança de Tacca à matéria orgânica em decomposição é citado como prova de que ele está tentando atrair moscas (sapromyiophily) para facilitar a polinização cruzada. Alguns traços associados sapromyiophily incluem flores escuras e brácteas, apêndices filiformes, os mecanismos de aprisionamento ea ausência de néctar – todos os traços que são possuídos por Tacca espécies (Tacca integrifolia também é relatado para ter um cheiro de mofo). No entanto, um estudo descobriu que as espécies Tacca são principalmente de auto-fertilização e não têm grande necessidade de polinizadores.

passarinho

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


flor com gotas de orvalho

A umidade do ambiente é um fator de vital importância para o cultivo das plantas de interior. Na maioria dos apartamentos, o ar é demasiado seco, sobretudo nos lugares com aquecimento. A maioria das plantas cresce melhor quando a umidade é superior a 50%. Existem certas plantas que toleram taxas mais baixas. São plantas de regiões áridas, como os cactos, por exemplo. Estes suportam taxas baixas de umidade abaixo de 25%.

Por consequente, deveremos tratar de evitar esta seca e umidificar o ambiente. Uma boa forma de consegui-lo é colocando a planta sobre cascalho molhado. Há que prestar muita atenção para que as raízes não fiquem submergidas na água, pois podem apodrecer. A acção desta água no cascalho é que a água, ao evaporar-se, irá refrescar e umidificar a planta.

Outra boa forma de consegui-lo é a borrifar. Consiste em molhar a planta com chuviscos de água para que apenas se molhe a planta superficialmente, mas sem chegar ao composto. Este borrifar é feito através de um borrifador. O borrifar também é benéfico porque ao umedecer bem as plantas, permite livrar-se dos insetos prejudiciais para eles (a maioria dos insetos que atacam as plantas de interior não se adaptam bem à umidade).

lua1

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.