Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Propagação’

hibiscos

Se você gosta de paisagismo e quer aprender mais sobre jardinagem, vale saber que é possível multiplicar as plantinhas a partir das espécies que você já tem e acompanhar de perto o ciclo de crescimento de cada uma delas.

A atividade de propagação de plantas é muito terapêutica e prazerosa, além de aproximar as pessoas da terra. É muito comum que o procedimento seja realizado em diferentes espécies, como aglaonemas, philodendros, ervas e temperos, por exemplo.

Em alguns casos, a multiplicação de mudas é feita por touceira (que envolve o corte do rizoma, que é como um caule subterrâneo) ou estaquia (que é uma técnica que consiste em promover o enraizamento de partes da planta, podendo ser ramos, raízes, folhas). São formas diversa de obter o mesmo resultado.

Maneiras fáceis de multiplicar as plantas em casa
Para te ajudar a aumentar a área verde por estaquia, que é um método prático e eficaz, você vai precisar de canela em pó, mel, faca de serra, tesoura e álcool.

Com esses itens em mãos, o primeiro passo é esterilizar a faca e a tesoura para matar os fungos que podem impedir a planta de crescer..

Há duas maneiras fáceis de propagar as plantinhas. Confira!

propagação na terra

Na terra
1.
Primeiro, sinta a muda na terra, puxe levemente e, se ela sair, não há necessidade de cortar com faca ou tesoura. Caso a muda esteja bem presa ao caule principal, é só cortá-la com delicadeza.

2. Depois de retirada, é a vez de colocar a canela na raiz para impedir a entrada de fungos.

3. Em um vaso com terra, faça um buraco do tamanho da muda, coloque-a dentro, cubra a entrada com terra bem apertada e regue. É importante regar toda vez que plantar até a água escorrer pelos furos do recipiente.

4. Agora é só manter a planta nas condições necessárias, com regas e adubação regulares – de acordo com cada espécie.

propagação na água

Na água
1.
Após fazer o primeiro passo de retirar a muda da planta-mãe, é necessário lavá-la bem para retirar toda a terra.

2. Em seguida, coloque a muda em um recipiente com água e faça trocas semanais do líquido. Assim, com o passar do tempo, a planta vai criar raízes e poderá ser plantada em um vaso.

Na água a raiz sai mais rápido, mas demora um pouco para as folhas saírem, porque não há muitos nutrientes. Por isso, é indicado esperar o enraizamento na água e depois passar a planta para a terra.

3. Se você quiser acelerar o processo, uma dica valiosa é colocar um pouco de mel na água nas primeiras semanas e trocar o líquido a cada dois dias. Assim, as raízes vão se desenvolver com mais rapidez.

janela-neve

gerânio

Como coletar as sementes
Após polinização, normalmente feita pelas borboletas, as flores começam a secar e saem cápsulas com sementes dentro. Cada cápsula tem uma semente alada que é dispersa pelo vento.

É preciso esperar as cápsulas secarem e, de preferência, que as sementes sejam liberadas sozinhas. Caso queira tirar antes, aperte a cápsula um pouco e veja se ela se abre. Caso não abra, não force, isso é sinal de que a semente ainda não está pronta.

sementes

Como preparar o substrato e germinar as sementes
Prepare o substrato com terra vegetal ou já comprada pronta para a germinação. Usei duas partes de substrato pronto para meia de areia média de rio lavada. Procure plantar, de preferência, na primavera ou verão.

Umedeça o substrato mas, sem encharcar. Coloque as sementes e cubra com uma camada fina de substrato. Borrife água por cima.

Para fazer o efeito estufa e acelerar a germinação, coloque um papel filme por cima do vaso ou uma sacolinha. Pode usar também uma estufa feita com materiais reciclados.

Pelo menos a cada dois dias, abra e veja se o substrato continua úmido e para correr ar e evitar fungos. Caso ela apresente fungos, a germinação poderá ser comprometida.

A germinação costuma ocorrer entre 7 e 14 dias. Entretanto, dependo da época plantada, a germinação pode ser atrasada.

Por exemplo, se plantar no inverno as sementes acabam hibernando antes de germinar. O ideal é plantar na primavera, época um pouco mais quente).

Após 30 dias já é o ideal para começar a adubar. Use adubo orgânico ou químico para floração. No começo coloque uma quantidade menor que o recomendado pelo fabricante e seguindo sempre a época certa.

Se for cultivar em vaso, evite adubo com muito mais nitrogênio, pois ele irá fazer com que a planta cresça muito e nesse caso o foco é a floração em abundância.

noite

coleus

Cóleus ou coração-magoado. Os nomes são muitos, mas o cóleus é uma planta de personalidade, com uma imensa variedade de formas de folhas e cores e que deixa qualquer jardim muito mais feliz e colorido.

Cóleus tem muitas variedades
Típica planta vintage, daquelas que nossos avós tinham no jardim de suas casas, o cóleus ou coração-magoado tem tanta variedade que fica difícil escolher um só.

Desde a “versão clássica”, que dá o nome de “coração magoado” pelas manchas avermelhadas, as opções de cores e formas das folhas dessa querida planta são tantas que dá trabalho até para colecionadores.

Com folhagens de vários tamanhos, as bordas das folhas podem ser bem marcadas ou com contornos mais suaves, mas sempre com seus recortes característicos.

Quando o assunto são cores, você encontra folhas de cóleus com manchas totalmente roxas, vermelhas, lilases, amarelas, tons de verde e até mesmo uma de uma cor tão profunda, que é quase negra, a “Dark Chocolate”. Existem mais de 300 variedades e cultivares de cóleus.

coleus0-

Cultive a planta no sol ou meia sombra
De origem asiática, o cóleus gosta de clima úmido e bastante sol. Se você vai cultivar numa região brasileira onde o sol é bem intenso, plante o cóleus em meia sombra (4 horas de luz solar). Agora, se os raios solares não são tão forte durante o ano, pode colocar a planta em sol pleno (8 horas) que ela agradece.

Como reproduzir o cóleus
Reproduzir o cóleus é bem fácil. Basta cortar algumas ponteiras da planta, escolhendo sempre as de folhas mais bem formadas e sem manchas ou sinais de pragas e doenças. Como as plantas matrizes estavam no sol, é preciso “refrescar” as ponteiras cortadas.

Basta mergulhar as ponteiras em um balde com água. Depois de resfriadas, as folhas são cortadas pela metade, descartando as pontas.

Com menos superfície de folha, a planta não desidrata. A parte final é passar enraizador no caule e colocar as ponteiras no substrato. Em cerca de 2 ou 3 meses, as plantas estão com o tamanho ideal para serem transplantadas para vasos maiores ou seu jardim.

coleus0-

Enraizador em pó ou líquido?
Tanto faz, vai depender de quem usa. Normalmente, por causa do grande volume, produtores usam a versão em pó, comercializada em sacos. Já quem vai fazer suas mudinhas em casa, a versão do enraizador líquido é mais fácil de encontrar e vem na quantidade certa.

Dilua uma tampinha do enraizador em meio copo de água (cerca de 150 ml). Em 10 dias, as ponteiras já começam a enraizar.

florlago

mudas de  Morango Indiano- Mock Strawberry-

As vezes parece impossível enraizar aquele corte de uma plantinha. Escolhendo o local correto para se fazer o corte, normalmente de ramos secundários que deem formação a novos ramos, e tratando corretamente qualquer planta se da bem.

Dando nutrientes certos em pequenas quantidades, deixando o talo ao mesmo tempo úmido e arejado e estimulando o processo é difícil ter perdas.

Você vai precisar de
* Algum fertilizante para flores, com mais Fósforo e Potássio do que Nitrogênio, de preferência liquido. Biofert e Peters são boas pedidas;
* Vermiculita – É um substrato também usado como isolante térmico. Tem a característica de reter umidade;
* Perlita – São pedras porosas, difíceis de serem encontradas na rua, somente pela Internet. Na falta usar argila expandida, quanto menor melhor;
* Hormônio Enraizador;
* 1 estilete;
* Copos descartáveis.

muda

Passo à passo
* Prepare 1litro do fertilizante nas concentrações indicadas pelo fabricante;

* Regue sua planta com essa solução 1h antes de fazer o corte. Não precisa regar 1litro, regue apenas o suficiente;

* Com 100 ml da solução do fertilizante, adicione 1 litro de água filtrada. Encha um copo com essa solução diluída. Se quiser, pode adicionar também o hormônio nesta solução;

* Com uma estilete faça um corte, de preferência com um ângulo de 45°. Assim que cortar, ponha-o no copo com a solução; Repita o processo até tirar todas as mudas que desejar;

* Misture a Perlita e Vermiculita em copos descartáveis de 200 ml em proporção 50 – 50% ou 30 – 70% e regue com água filtrada;

* Com um garfo quente faça furos no copo;

* Tire os cortes do copo com a solução diluída e aplique o produto enraizador;

* Faça um pequeno buraco com um palito de fósforo no substrato e introduza o corte;

* Espere umas 2 semanas, regando sempre que perceber que o substrato esta perdendo umidade. De preferência regue com o que restou da solução diluída;

* Desinforme o copo com a muda. Como o substrato é para ficar soltinho, ele não desinforma muito bem, mas é bom que da para ver como ficaram as raízes;

* Faça o transplante para um vaso com terra vegetal, tomando cuidado com as raízes.

enraizamento

Importante
O AIB pode ser encontrado nas folhas de tiririca. Bata algumas folhas no liquidificador e use no lugar da água filtrada.
Usar muito hormônio pode retardar o desenvolvimento das raízes. Use sempre os produtos como indicado pelo fabricante.

O processo de clonagem é parecido para muitas plantas, variando pouco. O que se deve saber previamente é o local correto a ser cortado na sua planta.

Algumas plantas podem demorar até 1 mês para enraizarem.

banconolago