Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Cultivos e Cuidados’

violeta-alema

A violeta alemã, também conhecida como Exacum ou violeta persa, é uma planta originária do Iêmen, do oriente médio, de pequena estatura e linda para a decoração de sua horta ou jardim.

Como plantar a violeta alemã
A violeta alemã possui uma aparência linda para ornamentar os locais. Possui folhas muito verdes, que só ressaltam as delicadas flores em tons lilás. A planta possui um aroma muito doce, principalmente em seu período de desabrochar, que costuma ser no verão.

Existem diversas variedades dessa planta. A padrão não passa de 50 centímetros, porém existe o modelo anão, de tamanho ainda mais reduzido. Existe ainda uma variação em que as flores ficam dobradas. De qualquer maneira, é uma planta linda de se ter em casa, numa horta ou num jardim.

Primeiros passos
Normalmente as plantas são cultivadas em jardineiras ou vasos. Não é necessário um vaso muito grande, uma vez que a planta não cresce muito, basta pouco mais de 20 centímetros de diâmetro.

Lembre-se sempre de escolher um vaso que permita a irrigação adequada da planta, de forma a impedir que a terra fique encharcada.

Para posicionar a planta, é importante que seja um local que receba luz do sol. A planta cresce muito bem se tiver a quantidade adequada de luminosidade. Porém cuidado: o excesso de luz, principalmente o sol do meio dia durante o verão, pode queimar as flores. Então lembre-se sempre de retirá-la do sol nesses momentos.

Violeta-alema

Substrato e rega
A melhor terra para a violeta alemã é aquela que seja fértil, bem enriquecida com matéria orgânica. São muitos os adubos naturais que podem ser feitos em sua casa para aumentar os nutrientes da terra. Muitas das receitas de adubo estão aqui no site, dê uma olhada!

Além disso, a terra tem que ser drenável, para impedir que o solo fique encharcado e atraia pragas. Quanto à rega, é necessário lembrar de molhar a planta pelo menos duas vezes na semana, três quando o tempo estiver quente e seco.

Informações adicionais para cultivar violeta alemã
A violeta alemã é uma planta anual. Depois da primeira vez que ela floresce, a plantinha vai entrar em declínio e, aos poucos, morrer. Porém não se preocupe, a planta tem um ciclo bienal então pode ser renovada a cada dois anos, principalmente se cultivada em jardins.

flores (2)

rosas

Para que a sua roseira cresça bonita e saudável, ela deve ser plantada em um solo rico em húmus e, preferencialmente, argiloso.

Antes de fazer o plantio, você precisa também criar pequenas covinhas com 30 cm de profundidade e não esquecer que cobrir com terra depois de colocar a sua muda de rosa no solo.

Outro ponto super importante é a rega das mudas de rosa antes da floração. O recomendado é regar o solo sempre nos horários mais quentes, como na hora do almoço, por exemplo.

Ah, não se esqueça de aplicar fungicida quando a primeira folha nascer para garantir que a sua roseira fique longe de doenças e fungos. Ela não merece.

Cultive as rosas no jardim
A sua ideia é aproveitar aquele espaço na varanda ou na área e cultivar rosas no jardim. Então, veja alguns cuidados que você precisa tomar para que a roseira cresça linda;
* Prepare o canteiro 8 dias antes de começar o plantio;

* Use 10 litros de terra natural ou esterco de gado para adubar o solo;

* Complete o adubo com 100 g de farinha de ossos e misture;

* Crive covas com 30 ou 40 cm de profundidade para as raízes de desenvolverem;

* A adubação deve ser feita no inverno e no verão para a rosa continuar saudável.

Cultive as rosas em vaso
Para cultivar rosas em vasinhos é muito simples. Os principais cuidados são escolher um recipiente que comporte o crescimento das raízes da roseira e aplicar adubo líquido a cada 15 dias diretamente no solo.

rosa1

Temperatura e ambientes ideais
As roseiras precisam ficar em um local ensolarado (pelo menos de 6 a 7 horas diárias de incidência solar direta) e bem arejado.

As rosas são flores que ficam confortáveis e crescem com saúde se estiverem em ambiente com temperaturas entre 25°C e 30°C. Quem não gosta de calor, não é mesmo?

Como plantar rosas | Rega
A rega das plantas também é muito importante e merece algumas dicas especiais caso você deseje manter a sua flor saudável. A primeira dica é que, entre o plantio das mudas, até a primeira floração, as rosas sejam regadas todos os dias.

Após esse período, é preciso regá-las duas vezes por semana no inverno e duas vezes por semana quando o tempo estiver muito quente. A terra deve ficar um pouco seca entre uma rega e outra.

Como plantar rosas | Adubação
O recomendado é fazer de 2 a 3 adubações anuais. A primeira deve acontecer logo após a poda anual. Já a segunda, deve ser entre novembro e dezembro. E a terceira pode ser feita entre os meses de janeiro e fevereiro.

Além disso, vale lembrar que a melhor adubação é a orgânica, feita com esterco animal, composto orgânico, farinha de ossos e torta de mamona. Deve-se espalhar o adubo com uma boa distância entre o caule e as raízes.

poda

Como plantar rosas | Poda
A primeira poda deve ser feita após um ano do plantio e ser repetida todos os anos. O melhor período para fazer esse procedimento é entre julho e agosto.

Outra dica importante é, depois da primeira floração, fazer uma poda de limpeza cortando duas a três folhas abaixo do botão, sempre na diagonal. Faça a poda da rosa corretamente.

Como plantar rosas | Cuidado com as pragas
As pragas mais comuns são pulgões, ácaros, trips, larvas e cochonilha. O controle dessas pragas é feito por inseticidas específicos, mas também pode ser usada a calda de fumo, que é caseira e menos tóxica.

Os principais causadores de doenças graves nas roseiras são os fungos, como míldio, pinta preta, mofo-branco, Botrytis e ferrugem, que aparecem devido ao excesso de umidade. Para combatê-los, podem ser usados fungicidas específicos, preferencialmente com a orientação de um profissional.

roseiras

Erros comuns
* Excesso de rega;

* Uso de água fria para regar (o ideal é água com temperatura ambiente);

* Mudança de lugar das plantas enquanto elas ainda estão se adaptando;

* Uso excessivo de inseticidas e sem instrução.

primavera

jiboia

Você já teve várias plantas e elas sempre morrem? Isso pode acontecer por uma série de fatores como sol em excesso, pouca água, pouco espaço no vaso, entre outros.

Para cultivar uma espécie, é preciso entender do que ela necessita e ficar de olho nos sinais que ela costuma dar ao longo dos dias. Os cuidados vão além da atenção com a rega e com o uso de adubos.

Essas medidas podem ajudar a salvar uma planta que está secando ou que esteja infectada por alguma praga ou doença.

Pensando nisso, algumas dicas de jardineiro, vão ajudar você a identificar do que sua planta precisa.

1. Atenção às folhas
As folhas dizem muito sobre a saúde de uma planta, por isso é preciso ficar atento em sua coloração e textura. Uma planta sadia é aquela que tem folhas verdes e brilhantes.

Se você identificar que a folha está desbotada, murcha, amarela e quebrada, é preciso ter atenção redobrada. De acordo com o profissional, isso pode ocorrer devido à falta ou até mesmo ao excesso de água, local inadequado, pouca ou muita luz.

planta doente

2. Falta de nutrientes
Outro fator que pode influenciar no aspecto da planta é a falta de nutrientes. As plantas com deficiência de nutrientes como cálcio, ferro, fósforo, potássio e magnésio apresentam um crescimento lento e folhas amareladas.

Além disso, a falta de tais substâncias também inibe a floração e abortamento de frutos. Para restaurá-la, invista em fertilizantes orgânicos e adubos minerais. As misturas caseiras como casca de ovo triturada ou borra de café podem ser uma boa saída também.

cochonilhas

3. Pragas
As pragas mais comuns são as formigas cortadeiras, também conhecidas como saúvas, lesmas/caramujos, lagartas, pulgões e cochonilhas.. Como as pestes acabam deixando sinais de destruição, é possível perceber facilmente.

As folhas cortadas são indícios de formigas, caramujos e lagartas. Já quando apresentam manchas, o vilão da vez é o pulgão. Quando o aspecto está esbranquiçado é sinal de cochonilhas. Nesse caso é interessante investir no uso de inseticidas industrializados ou caseiros.

Dicas para recuperar as plantas que estão secando
*  Corte os ramos secos;

*  Retire-a do vaso ou canteiro de forma cuidadosa para substituir a terra, de preferência acrescente terra adubada;

* Finalize colocando a planta no vaso ou canteiro e regue com água.

No caso da planta com rega excessiva, as dicas são
* Se as folhas inferiores estão amareladas e caindo, controle a frequência da rega;

* Retire a planta do vaso e observe as suas raízes, pois normalmente o excesso de água causa o seu apodrecimento. Pode as partes apodrecidas, seque as raízes com papel absorvente e substitua a terra. Em alguns casos pode ser necessário utilizar um fungicida;

* Observe se o vaso ou canteiro possui sistema para a drenagem do excesso de água. Em muitos casos são utilizados cachepôs para o plantio, e estes não possuem furos, o que facilita o acúmulo excessivo de água.

Além disso, o canteiro também pode ficar alagado durante longos períodos, assim, é preciso renovar a terra e acrescentar camadas de pedras para facilitar a drenagem.

ruachuvosa

geada

O inverno já chegou, assim como nós, as plantas também sofrem muito com as mudanças climáticas. Será que você está preparado para cuidar das suas de forma adequada nesta nova estação?

Cuidados essenciais
Às vezes não nos atentamos para o fato de que os cuidados diários mais simples também sofrem alterações quando mudam as estações. A rega é um exemplo.

É muito comum continuarmos a nossa rotina de rega como de costume, mas a verdade é que no inverno as plantas acabam retendo mais água, o que mantém a umidade por mais tempo.

Priorize fazer a rega no período da manhã. A temperatura ajuda a evaporar a água, além de fazer com que ela fique por menos tempo nas raízes. Consequentemente, isso evita a aparição de fungos e pragas.

plantas-geada

Local apropriado
Talvez você esteja começando na jardinagem ou talvez você já tenha o seu jardim, mas de qualquer maneira, a dica é válida para as duas situações. As características do ambiente onde você quer instalar as suas plantas também podem mudar de acordo com a estação do ano.

O sol surge como alternativa de aquecimento para o ambiente e, consequentemente, para as plantas. Por isso, deixe-as em local privilegiado, em que haja maior incidência de luz solar. Mesmo as plantas que não gostam do contato direto com o sol precisam de uma dose extra de luz e calor durante esta estação.

Adubação
Adubo não só pode, como deve. Um ótimo período para adubar a planta é final do outono, início do inverno, uma vez que todos os nutrientes darão energia extra para nossas plantinhas passarem por esse momento fortalecidas e voltarem com força total.

geada

Contra pragas e insetos
Pragas como pulgões e cochonilhas são o terror de qualquer amante das plantas. Se não forem tratas de forma adequada, elas se espalham e acabam acometendo todo o jardim.

Quase todas as aparições de pragas estão relacionadas a falhas na adubação, mas existem formas de evitar esse transtorno.

Molhe o solo, não as flores ou folhas. Regar no período incorreto (tarde ou noite) também causa o derretimento da geada antes da incidência do sol e a consequente queimadura.

E se você já tem as suas plantinhas e o seu jardim, agora é só seguir essas dicas para aproveitar a estação tranquilamente, sabendo que as plantas estão sendo super bem cuidadas.

florestachuvosa