2017 September 12 - PlantaSonya - O seu blog sobre cultivo de plantas e flores
Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




mudas

O plantio de muda é diferente dependendo do tipo de muda adquirida e do objetivo que se deseja alcançar com o plantio.

No entanto, algumas regras de caráter geral devem ser seguidas para garantir a saúde das plantas:

*Clima: a primeira etapa antes de plantar a muda é verificar o tipo de clima e solo de que precisa. Se a região em que a muda for plantada não dispuser do tipo especifico de clima, ela deve ser plantada em local climatizado ou até mesmo ser trocada por um tipo de muda que se adeque ao local.

*Solo: o solo também deve ser estudado, para verificar se atende aos requisitos nutricionais e a composição esperada pela planta. Se o solo não for rico dos nutrientes necessários pela muda, ele pode ser adubado com compostos encontrados facilmente em lojas de jardinagem.

* Espaçamento: depois de adubar e preparar o solo, é preciso marcar o espaçamento necessário para cada muda. Isto é importante para que uma planta não invada o espaço da outra durante o período de crescimento, e também para que tenha os nutrientes necessários em seu pedaço de solo.

Depois de adequar o solo e o espaçamento, é hora de plantar a muda. De modo geral, o solo deve ser cavado até formar uma cova de tamanho pequeno e a muda deve ser depositada no centro deste buraco, tomando cuidado para não quebrar, danificar ou amassar as raízes.

Então vamos lá ao passo à passo:
Se a idéia é plantar uma muda acondicionada em um saco plástico, é preciso tesoura, manta bidim, substrato e vaso.

materiais

Materiais necessários
Na hora de escolher o tamanho do vaso, lembre-se: ele deve acondicionar a planta e ainda deixar um espaço de 2,5 cm entre a terra e a borda do cachepô.

Manta bidim
Recorte a manta bidim de acordo com o tamanho do vaso. Ela será responsável pela drenagem e retenção da terra. Basta cobrir o fundo e, principalmente, o buraco da peça.

recorteosaco

Recorte o saco plástico
Com a tesoura, corte a lateral do saco onde é colocada a muda. Faça o plantio nas horas em que o sol é mais fraco, preferencialmente pela manhã. E nunca exponha as raízes ao sol, isso pode prejudicar o exemplar.

torrão

Atenção ao torrão
Retire a muda com cuidado para não desfazer o torrão. Nesse momento, é importante segurar com firmeza a base da planta (enquanto puxa o saquinho) para não causar nenhum dano a ela.

Dica importante
Aquelas que estiverem acondicionadas em plásticos rígidos, basta apertar as laterais do vaso com o indicador e o polegar. Segure a base da planta e gire o cachepô aos poucos até soltá-la. Depois dessa fase, siga os passos do plantio.

vaso

Hora de colocar a muda no vaso
Acomode a planta no vaso e verifique se não será preciso colocar um pouco de substrato antes, para que ela fique na altura correta.

A distância entre a base do exemplar e a borda servirá para acondicionar a forração, como a casca de pinus, e evitar sujeira na hora das regas.

vaso_2

Preencha o vaso com terra
Com as mãos, coloque o substrato no vaso. Use as pontas dos dedos para acomodar e pressionar levemente a terra, até que o exemplar esteja firme. Agora basta regar. Mantenha o exemplar fora do alcance direto dos raios solares.

É o período de adaptação da planta. Após isso, deve-se seguir com a recomendação de insolação para cada espécie.

arvore outono1

margaridas

A margarida, cujo nome científico é Chrysanthemum leucanthemum, é uma flor que também é conhecida como malmequer, crisântemo, bem-me-quer, bonina, margarita, margarita-maior, malmequer-maior, malmequer-bravo, e olho-de-boi.

Apesar de ser uma planta cultivada a pleno sol, isto é, com pelo menos seis horas de luz direta por dia, o excesso pode diminuir a intensidade da sua florada, que ocorre principalmente no verão e no outono.

Passo a passo para plantar
* Antes de plantar as margaridas, limpe a área, retirando entulho, pedras e plantas não desejadas;

* Em seguida, revolva o solo a uma profundidade de 20 cm;

* Acrescente 200 g/m² de adubo N-P-K (4-14-8), 250 g/m² de calcário dolomítico e 10 l/m² de matéria orgânica;

margarida amarela

* Retire as mudas de seus recipientes com cuidado para não desmanchar o torrão;

* Replante-as na terra separadas por uma distância de 0,15 m a 0,20 m, formando um ziguezague;

* Após o plantio, regue as plantas;

* Repita o procedimento nos 30 dias seguintes. Após esse período, pode-se irrigar uma vez por semana ou quando houver necessidade.

* Se a terra estiver muito seca, será necessário molhá-la, sem encharcar, para garantir uma florada exuberante.

chuva no jardim

tulipabarcelona

Delicadas, sensíveis ao calor e de beleza única. Assim são as tulipas. Símbolo da Holanda, essas flores originárias da Turquia e Ásia Central.

No Brasil a produção vai de março a setembro, porém os meses de pico são junho e julho, quando as flores estão mais bonitas.

Ao redor do mundo são conhecidas cerca de 2.500 variações, que resultam em diversas cores e formas, mas a barcelona, a inzel, ile de france e a hollandia são as variedades mais encontradas em nosso país, onde há maior procura por tonalidades fortes. Além disso, são as espécies que se adaptam melhor ao clima tropical.

113114

Cuidados
Para manter a beleza das tulipas é preciso tomar alguns cuidados especiais, que começam desde a compra. Escolha aquelas que estiverem com os botões mais fechados e folhas bem vigorosas.

O charme da planta cai bem em qualquer lugar da casa. No entanto há restrições. Escolha apenas ambientes arejados e evite locais abafados, pois ela é muito sensível ao calor.

ile de france
Um truque para fazê-las durar por mais tempo é usar água gelada ou cubinhos de gelo na rega ou na base dos arranjos para manter a temperatura ideal. Vale colocá-las na geladeira à noite, medida que prolonga a durabilidade da flor.

hollandia

Para quem mora em regiões mais frias, é possível transplantá-la para o jardim, desde que não receba luz solar direta.

passarinho