Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts com tag ‘cuidados’

Orquídea-Tolumnia-14

As orquídeas que pertencem ao gênero Tolumnia anteriormente faziam parte do grupo das Oncidium, entretanto, em razão do diferenciado tamanho de suas flores aliados a demais fatores passaram a ser designadas numa própria espécie.

As mesmas são originárias do Caribe e se desenvolvem em áreas mais úmidas. Caso seja tratada de maneira adequada, a Orquídea Tolumnia terá flores brilhantes e pequenas. Existem diversos meios de cultivá-las de forma adequada, já que essa espécie apresenta raízes bastante frágeis e finas.

Como cultivar adequadamente a orquídea Tolumnia
O uso da casca de árvore
A orquídea Tolumnia se desenvolve de maneira bem aceitável em cascas de árvore, especialmente na casca de pinheiro, sendo esta a mais usada para a função, já que não causa compressão quando encharcada molhada. Ela oferece a quantia mais acertada de água, bem como a circulação de ar mais correta para a flor.

Geralmente a casca de pinheiro é usada para servir como hospedagem de plantas e mudas em miniatura, como a orquídea Tolumnia. Entretanto, a mesma retira nitrogênio da orquídea, fazendo com que se já preciso o uso de um fertilizante com maior quantidade de nitrogênio.

Com o passar do tempo ela acaba diminuindo, quando isso acontece é preciso que seja replantada, e com certa frequência.

orquidea-tolumnia-

O uso das pedras
As pedras são bastante usadas para uma vasta lista de finalidades, especialmente nas orquídeas, até porque não se corre o risco das mesmas apodrecerem.

A mais usada é a pedra-de-lava, que absorve a água sem encharcar demais a planta e, além disso, a mesma permite que haja uma segura circulação do ar.

Esse produto pode ser misturado a outras formas de cultivo e também com cascas para acrescentar minerais e modificar a textura. Não é aconselhável para ser usada em conjunto com água rica em minerais, já que pode trazer alimentação excessiva à Tolumnia.

Outras formas de cultivo
Outras maneiras podem ser usadas para o cultivo da orquídea Tolumnia, como por exemplo, o perlite, que é um produto vulcânico moído em pó ou em grãos pequenos que agrega muito bem com cascas médias ou finas e não afeta as frágeis raízes dessa espécie de orquídea.

Além dele também é possível usar o musgo-esfagno tanto como aditivo como sozinho. Ele atua muito bem na retenção de água, podendo ser usado seco ou fresco e dificulta a formação de fungos.

tolummia

Maiores considerações
A Tolumnia precisa passar pelo replantio sempre que surgirem as novas mudas e as mesmas cheguem ao tamanho compreendido entre 5 a 8 cm de altura. Ao proceder com o replantio, é necessário que se faça a remoção do meio de cultivo anterior e que se cortem as folhas, raízes, ou flores danificadas ou mortas.

Faça o plantio da orquídea aproximadamente em 1,5 cm sob o meio, que deve sempre ser mantido bem úmido até que as raízes novas apareçam.

Informações adicionais
Estas espécies de orquídeas são habitualmente chamadas como oncidium equitante. Suas folhas têm tamanho relativamente pequeno e não chegam a exceder as 8 polegadas no comprimento. As folhas ficam sempre em pares e se colocam uma sobre a outra, por isso, são denominadas de equitante.

Elas costumam florescer durante a época da primavera. A fácil adaptação nas mais variadas condições climáticas e o porte pequeno fazem dela uma planta bastante disputada.

É importante que se tenha cuidados acertados quanto a seu cultivo, como por exemplo, o de não cortar a haste após o encerramento da floração, pois ela pode apresentar uma segunda haste de flores.

O segredo do cultivo das Tolumnias é saber reconhecer seu habitat natural. E, como já foi dito, essas plantas têm origem caribenha e grande parte dessas espécies surgiu de formas hibridizadas e estão prontas para serem cultivadas em lugares de temperatura quente e moderada, se dando melhor em galhos quando expostas a luz brilhante, alta umidade, movimento de ar e gosta bastante de rega diária, porém, desde que a planta não fico encharcada por bastante tempo.

tolumnia

Dicas importantes
Para cultivar adequadamente as Tolumnias o melhor é que seja feito em lugares com temperatura variando entre os 13ºC e os 30ºC, sendo que a umidade relativa fique entre os 50% e 70%.

Luminosidade: a luz de cultivo deve ser difusa e brilhante. Claro que se tiver um pouco de luminosidade as plantas irão crescer bem, porém, as flores não se apresentarão da mesma forma que num ambiente mais claro.

As regas: Este ponto pode ser considerado como o mais crítico da Tolumnias. As plantas precisam secar totalmente antes que se faça a outra rega. A secagem mais rápida vai depender bastante do ambiente, do substrato e do vaso.

A adubação:  a adubação é importante e deve ser feita logo depois da segunda ou até mesmo da terceira rega juntamente com a solução de concentração de maneira bem diluída contando com a metade daquela orientada pela empresa que fabrica o adubo.

Replantando: As vezes que são efetuadas as regas, bem como a seleção correta do substrato estão diretamente ligados. O foco da situação é conseguir conciliar a mistura apropriada que consista numa irrigação adequada com a secagem e a aeração acelerada das raízes.

O plantio pode ser feito em estacas, em placas, ou ainda em casca de árvores. Quando as mesmas são cultivadas em vasos o substrato que deve ser usado deve ser aquele mais poroso, para que aconteça a drenagem imediata da água.

tolumnia (2)

Quando é feito o plantio em vasos é recomendado o replantio de dois em dois anos, fazendo-se a retirada da parte do meio que já se encontrará em pleno declínio, e deve ser efetuada quando aparecerem os novos brotos, durante a primavera.

O comportamento da planta na natureza
Diretamente na natureza as orquídeas Tolumnia estão dispostas em finos galhos com arbustos ralos, apresentando algumas raízes soltas que ficam se balançando ao vento, da mesma forma que aquelas já são conhecidas.

As Tolumnia se desenvolvem melhor quando expostas a bastante luz do sol, e dispostas nas pontas dos galhos. Em determinadas espécies, as folhas dessa planta chegam a se tornar um pouco bronzeadas ou queimadas.

janel9

Phalaenopsis x Hybridus_11

A falenópsis é uma planta originária da Oceania, mais especificamente da Polinésia e pertencente à família Orchidaceae. Essa planta praticamente não apresenta caule, tem folhas bem largas nas quais encontram se a reserva de nutrientes.

As raízes da falenópsis são grossas, flexíveis e longas. Essa é uma planta monopodial e o crescimento dela é do tipo sucessivo. A floração se desenvolve em uma haste nascida do caule da falenópsis.

Melhor ambiente para o cultivo
O melhor ambiente para cultivar essa espécie de orquídea são os fechados, como os apartamentos por exemplo. É necessário que haja no mínimo uma circulação natural de ar e, em especial, uma boa luminosidade ambiente, ou seja, aquela que não é incide diretamente na planta.

É recomendado expor a planta ao sol indireto durante a manhã, das sete às nove horas e durante à tarde a partir das dezesseis horas.

A dica é plantar a falenópsis em vasos e deixar próximos a corredores bem iluminados ou janelas. Na natureza, as falenópsis desenvolvem se em baixas altitudes nos ambientes tropicais da Ásia, no qual a variação média da temperatura durante o dia é de 25 a 35º C e durante a noite a variação média da temperatura chega a ser de 18 a 25º C.

Essa variação da temperatura considera que a incidência da luz é amenizada pela copa das árvores. Essa é a característica que torna a falenópsis muito propicia para o cultivo tanto em ambiente fechados como em ambientes abertos, desde que sem a incidência direta da luz solar.

Phalaenopsis-x-hybridus

Regas
Como a maior parte das orquidáceas, a falenópsis cresce muito bem com se houver uma boa umidade no local em que estiver e se o vaso no qual ela for plantada for um vaso arejado, úmido, mas jamais encharcado.

O indicado é regar essa planta no máximo uma vez ao dia, de preferência quando o dia amanhece ou quando entardece. É nesse período que os estômatos, que localizam se nas folhas, encontram se abertos e receptivos devido a maior umidade do ar, o que permite uma boa absorção dos nutrientes, esse fato se percebe também nos velames micro porosos das raízes das orquídeas.

Procure plantá-la inclinando a planta, assim você irá evitar que a água se acumule nela e apodreça a raíz da falenópsis.

Frequência e o tipo de adubação
É comum ouvirmos falar sobre o uso de adubo cristalizado solúvel em água, que possuem uma série de micronutrientes em sua respectiva fórmula. Para estimular a floração dessa orquídea, recomenda se adicionar adubos que tenham na composição uma quantidade maior de Fósforo e de Potássio, essa característica vale para quase todas as orquídeas.

Procure se informar sobre a composição dos adubos indicados para orquídeas nas lojas de jardinagem ou produtos agropecuários da região na qual você reside. Uma mistura muito popular feita com ingredientes caseiros serve, também, como um ótimo adubo.

Essa mistura contém torta de mamona, farinha de osso ou farinha de ostras e cinzas de madeiras variadas. Mesmo sendo uma mistura orgânica, esses ingredientes devem ser manejados com o mesmo cuidado que temos ao aplicar adubos industriais.

Phalaenopsis-x-hybridus-2

Vale lembrar que o ideal é aplicar poucas quantidades da mistura para que surjam problemas na sua orquídea.

Por exemplo, quando for aplicar o adubo industrial leia a bula do produto. Se o modo de usar descrever que você deve, a cada colher de chá do adubo dissolvê-la em um litro de água, nessa orquídea funciona um pouco diferente. Você deve diluir ainda mais.

Reduza para uma colher de café para a mesma quantidade de água. Ou se for uma colher de chá, triplique a quantidade de água e guarde essa mistura em garrafas bem fechadas.

Quando for o momento de regar a orquídea, agite a garrafa, coloque um pouco da mistura em um frasco borrifador e molhe as partes debaixo das folhas e o substrato. Desse modo a falenópsis não será super dosada ou sofrerá riscos de intoxicação.

Tipo de substrato
A orquídea é um tipo de planta diferente da maioria. Como necessita das raízes bem arejadas e de umidade no ar é indicado plantá-las em um tipo de substrato.

Esse substrato pode ser composto pela casca da arvore do pinus, pela casquinha do arroz carbonizado, por carvão, pelas fibras da casca do coco desidratado, por sementes de açaí carbonizadas ou ainda por uma mistura de todos os substratos citados.

Como dito anteriormente, esse substrato deve ser mantido umedecido, sem ser encharcado, pois as raízes da orquídea podem apodrecer e matar a planta.

Phalaenopsis x Hybridus_YY

Como nascem as flores dessa orquídea
A falenópsis possui flores de cores bem variadas, podendo ser vermelhas, lilás, brancas, amarelas, esverdeadas e com estrias variando as tonalidades da cor. As estrias costumam aparecer nas espécies híbridas dessa orquídea. As flores dessa orquídea tem pouquíssimo perfume.

Na natureza essas flores seriam polinizada por insetos de hábitos noturnos, portanto é a partir da noite e ao longo da madrugada que as mariposas polinizam a orquídea. Ou seja, é nesse período que se pode sentir melhor o odor das flores da falenópsis.

As falenópsis são orquídeas que normalmente, quando se forma uma nova floração, ela ocorre na mesma haste em que se formaram as flores da florada anterior.

Nessa mesma haste forma se uma nova inflorescência nas gemas antigas. É por essa característica que se indica esperar que a haste resseque por completo para então cortar, quando finda uma floração.

3b872de2

campânula

A Campânula é natural da Europa e pertence à família Campanulaceae. A planta que é chamada de Flor-sininho ou então Flor-de-sino, por ter um formato de sino em suas flores, consiste em um arbusto considerado de pequeno porte que conta com aproximadamente 1 metro de altura.

A planta ainda tem uma quantidade bem numerosa de flores, que são concentradas em cachos vistosos.

Conhecida por ser resistente à luz solar, ela gosta muito da temperatura amena. Considerada uma planta flexível, ela pode crescer e viver tanto nos vasos de uma varanda, assim como em bases de árvores, compondo moitas densas e floridas.

Dicas para os cuidados especiais da Campânula
Aqui no Brasil, o cultivo da Campânula pode contar com alguns problemas por termos uma temperatura considerada muito quente, o que pode deixar a planta bastante debilitada.

Para as regiões que estão mais próximas do equador é importante colocá-la num lugar que tenha algum tipo de proteção contra o calor direto, de preferência à meia sombra e até mesmo num ambiente que tenha um aparelho de ar condicionado, aliado a uma boa luminosidade natural.

campanulas-brancas

No sul do Brasil, região que tem o clima mais parecido ao europeu, a Campânula pode até ser cultivada sem nenhum tipo de preocupação relacionada ao sol abundante.

Quando for plantá-la, lembre-se de colocar areia grossa pra melhorar a drenagem do solo, principalmente nos locais que contam com terra – o que traz alagamentos – e antes da época da floração, distribua um fertilizante orgânico pelo solo, além do NPK que é rico em fósforo, ou então farinha de osso. Tudo isso pra contribuir com a riqueza dos nutrientes pra que sua planta possa se desenvolver saudável e rápido, apresentando muitas flores.

campanulas-1

Mais uma dica é regar diariamente, principalmente nas épocas que são mais quentes e que podem até prejudicar, debilitando a planta. Mas não se esqueça de evitar o encharque do solo, isso poderá causar algum tipo de proliferação de doenças causadas por fungos.

Umedecendo sempre o solo e mantendo sempre a riqueza de nutrientes, os resultados do crescimento da planta sempre serão ótimos, e não irão apresentar nenhum tipo de problema.

barco10

Schlumbergera truncata11

A flor-de-maio é uma planta nativa da região norte do estado do Rio de Janeiro do Brasil, sendo encontrada em um local muito específico do estado.

É uma planta herbácea epífita e suculenta, que pode ser cultivada em vasos à sombra ou meia sombra. Suas flores são muito ornamentais e são bastante conhecidas por esse motivo, tendo cores vermelhas, rosas, brancas ou amarelas. Tem preferências por terra orgânica e que seja bem drenada, mas prefere clima quente e úmido.

Independentemente do seu nome, suas flores começam a aparecer no mês de abril, e se estende até o mês de julho. As flores de maio são cactáceas de formate e cores em tons de dégradé bem exóticas.

No mês de maio chegam as flores, na verdade há flores durante o ano inteiro no Brasil, devido ao clima tropical (quente e úmido), mas é no mês de maio que aparecem as flores de cores mais exóticas que encantam visitantes e expositores em diversos lugares do país.

flordemaio

Dentro dessa espécie, o que ninguém sabe nem desconfia é que a flor-de-maio pertence a família Cactaceae, entretanto não chega a ser um cacto como os que nós estamos mais acostumados a ver, verdes, altos e cheios de espinhos. Isso se dá devido a essa planta ter surgido do cruzamento entre duas variedades de cactáceas a Schlumbergera e a espécie Z. truncatus buckleyi, sendo ambas nativas do Brasil.

Na flor-de-maio, os talos se bifurcam enquanto que na ponta dos ramos pendentes as flores aparecem. A planta floresce durante vários meses ao longo do ano, mas ela tem esse nome popular devido ao seu ápice de floração que acontecem mesmo durante o mês de maio. Suas flores têm forma de capuz, com aproximadamente 7 cm de comprimento e cores que variam do lilás ao branco.

Cultivo
A planta não exige muitos cuidados na hora do cultivo, logo depois de sua floração ela entra em repouso, uma espécie de descanso. Nesse período o solo deve ser mantido seco e sem adubação, uma rega de 10 em 10 dias é o suficiente.

Neste período é importante salientar que a troca de vaso deve ser feita caso queira fazer mudas para replantá-las.  Para retirar, basta arrancar um pequeno ramo e misturar em terra bem adubada junto com areia grossa, e durante a primavera inicie uma adubação e as regas devem ser mais frequentes, uma ou duas vezes ao longo da semana.

Essa planta tem preferências por lugares bem iluminados e se possível com sol direto. Por isso ela deve ser usada como decoração apenas depois de já florida, caso contrário não se desenvolverá. Mesmo dessa forma, é preferível colocá-la em local onde haja bastante incidência de luz.

flor-de-maio

Cuidados
Por ser um membro da família dos cactos, essa planta se torna também muito resistente à seca. É uma planta que permite fazer mudas muito facilmente, apenas destaque um pequeno pedaço dela, como um raminho, que é chamado por quem entende do assunto e especialistas de artículo, e aonde for plantá-la misture terra comum com terra vegetal.

Antigamente elas eram mais cultivadas em vasos de xaxim, que hoje se tornou proibido por ser incorreto ecologicamente. Hoje se encontram no mercado especializado vasos de fibra de coco, que embora seja um pouco caros, garantem uma maior adaptabilidade das plantas.

Os cuidados necessários para manter a flor de maio saudável e bonita, são quase os mesmos que se deve ter com um cacto, como ela é resistente a períodos mais secos, não é necessário fazer a rega comumente como se faz com outras plantas.

A cada 40 dias, aproximadamente, é recomendável fazer uma adubação. Existe o fertilizando NPK 04-14-08 que pode ser encontrado em casas especializadas de fertilizantes. Vem em uma caixinha e ele é todo em forma de bolinhas, as instruções do verso devem ser seguidas para que a adubação não prejudique a planta.

Schlumbergera truncata

Nesse tipo de planta, quando você rega muitas vezes, pode ser que suas raízes apodreçam e isso prejudica todo o desenvolvimento da planta podendo até matá-la. Mas também não deixe que a sua planta morra de sede, ela é resistente a períodos secos mas não significa que ela vive sem água (nenhum ser vivo vive sem água).

Portanto, sempre que perceber que a terra está seca, jogue uma quantidade de água significativa, mas não para encharcar, coloque antes do ponto de encher o pratinho embaixo, isso pode ajudar no apodrecimento das raízes.

Em habitat natural é uma planta que exige pouco em relação à qualidade de terreno, pois se instala em qualquer lugar da terra, troncos ou pedaços de madeira em que possa se agarrar.

Uma dica importante na hora de replantar, principalmente se você for utilizar sementes no plantio, é usar uma garrafa pet, cortada ao meio, dessa forma você encaixa a garrafa no vaso e deixa a semente em uma espécie de estufa, o que ajuda a quebrar a dormência da semente mais rápido, assim você economiza algumas semanas.

Depois que a planta já tiver germinado, quando começa o processo de desenvolvimento de plântula e tudo o mais, deve-se ter mais cuidado com adubação e rega, procure se informar sobre essa espécie para não cometer erros.

Schlumbergera truncata branca

Pesquise e fale com quem tenha plantado, ou cultiva a flor de maio, mesmo que ela não seja exigente com cuidados, algumas precauções devem ser levadas em consideração para manter a sua planta saudável e sempre bem florida.

Essa planta é muito recomendada para dar de presente, pois transmite audácia e sentimentos belos que uma pessoa possa sentir, já que Maio é o mês das mães, é uma ótima dica de presente para presentear a pessoa que a gente mais gosta.

Mas também é indicada para presentear representando o amor em suas diversas formas. Seja para mãe, esposa, filha, irmã, flores sempre representam algo especial, ou sentimentos que devem ser significativos de uma pessoa para alguém especial.

entardecernolago