Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts com tag ‘bulbos’

amarílis

Quando se fala de plantas, alguns termos são sistematicamente usados, mas nem todo mundo sabe exatamente o que é, é o caso da planta bulbosa.

São chamadas plantas bulbosas todas aquelas que têm um tipo de caule subterrâneo, que tem como objetivo armazenar os seus nutrientes. Além disso, elas podem ser duráveis, que usamos o termo perene ou passar por um período onde a parte aérea, isto é, a parte externa “dorme”, mas sem morrer, porque a raiz continuará firme e forte. E depois de passado um tempo ela voltará bonita como antes.

Quando acontece esse período em que ela “adormece” você tem duas opções: retirar e guardá-los em lugar seco ou deixar na terra esperando que aconteça uma nova brotação natural.

allium-nigrum-08

Vejam a seguir quais são os tipos de brotação:
* Bulbo: tem a forma esférica e é formado por bainhas umas sobre as outras em escamas ou camadas. Ex.: lírios em geral e cebola das hortas.

* Tubérculo: o seu caule possui as gemas que darão vida a outra planta porque podem brotar. Renova-se da parte de dentro para fora e a cada um ano, morre. O ciclo é com a floração esgotada porque chegou o seu fim de vida útil. Mas, depois forma vários novos tubérculos. Ex.: tinhorão e palma-de-santa-rita.

* Soqueira: são dois elementos que não podem se destacar um do outro porque se completam. Ex.: malva-rosa, dálias e mandioca.

* Rizoma: composto por gemas, escamas e nós, os bulbos armazenam nutrientes porque são subterrâneos. Essas plantas a medida que vão crescendo vão formando touceiras. Porém, atenção, é muito importante que seja realizada sempre a limpeza do canteiro para que seja feita a produção de novas mudas, que é feita cortando um pedaço do rizoma, que deve ter entre 2 ou 3 gemas. Depois é só plantá-las novamente: Ex: gengibre e lírio-do-brejo.

lírio-do-brejo

Vejam como são usadas as plantas bulbosas no jardim
* No canteiro é necessário cultivar as plantas com bulbos misturando-as com outras, que podem ter flores ou não. O melhor é fazer uma plantação aleatória, dando um colorido tipo aquele de campo.

* Homogêneo é quando o cultivo é feito usando uma única espécie em um canteiro que possua forma geométrica. O impacto visual é muito legal. Para ficar ainda mais bonita faça alternância das cores.

* Outro modo de plantar a espécie bulbosa é fazendo um ladeado que pode ser de um tanque, de uma estátua, de um muro, de um lago, de um canteiro, entre outros. Faz uma integração entre jardim e outros elementos que fazem parte da decoração.

* No caso das jardineiras ou nos vasos, o ideal é usar mais de uma espécie e para fazer essa escolha é muito importante ter em mente que tipo de efeito você está buscando.

* Livremente, neste caso, tanto faz plantá-la sozinha ou com outra espécie, também pode ser no gramado ou sob árvores. Quando são dessa tipologia e anuais, elas deixam o jardim florido e são perfeitas para dar continuidade e vida a um jardim monótono.

036

jardinagem034-hippeastrum_bulbo

Material necessário para plantio de bulbo:
- 1 vaso plástico ou cerâmico de pelo menos 30cm de altura;
- Substrato para flores / folhagens o que baste para encher o vaso;
- Pazinha de jardinagem;
- Manta de drenagem;
- Argila expandida ou cacos de telha para drenagem;
-  Bulbo de boa procedência.

Passo-a-passo
Passo 1 – Montando o sachê de drenagem

1
- Coloque os cacos de telha num quadrado de 30×30cm de manta de drenagem.

- Amarre com barbante ou arame fazendo um sachê. Esse método de drenagem de vasos é útil quando da necessidade de se refazer o vaso ou transplante da planta.

Passo 2 – Plantando

- Coloque o sachê no fundo vaso. Certifique que o vaso esteja furado.

- Coloque o substrato para flores e folhagens até o ponto que o bulbo fique com o broto na borda do vaso – veja foto.