Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




cacto-candelabro

O cacto-candelabro é uma planta originária de África do Sul e se insere na categoria de plantas suculentas. É uma planta muito bonita, vigorosa e resistente a pragas de insetos.

Quando plantada diretamente no solo, pode chegar a dez metros de altura. O nome deriva do formato das suas ramificações que, em formato de braços, apresentam o aspecto de um candelabro, sendo também conhecida por árvore-candelabro. Quando cultivado de forma correta, o cacto candelabro pode chegar a atingir 12 m de altura.

Se cultivar cacto candelabro em seu jardim, você terá uma planta com períodos maiores de florescimentos que as comuns – pode levar até dois anos para acontecer uma floração inteira. Em alguns casos isso pode ser bom: se você tiver uma planta dessas no seu jardim, terá flores, folhas e frutos aparecendo todo o ano.

Essa planta é típica de climas semi-áridos, mas pode ser cultivada em locais de clima equatorial, tropical e subtropical. Pode ser plantada tanto em canteiros como em jardim, principalmente jardins de pedra.

Euphorbia Ingens

No entanto, também pode ser plantada de forma isolada em vasos grandes, mesclada com outras plantas suculentas e cactos, em ambientes externos ou internos.

Se optar por plantar em interior, prefira um espaço bem arejado e mantenha regas regulares de meio litro para cada um (com intervalos de um mês, no máximo).

É uma espécie que cresce muito, por isso tome atenção na hora de escolher o vaso para o plantio para evitar lugares que não suportem o seu tamanho e o seu peso. Se a altura prejudicar o desenvolvimento do cacto, pode sempre podá-lo.

Se o cultivo acontecer em locais exteriores com muita chuva, regue apenas quando existe um período de 30 dias de estiagem. Não deixe água parada na região da planta (dica importante apenas para regiões chuvosas).

O solo do cacto-candelabro deve ser bem fértil e drenável, como o solo de qualquer planta suculenta. Esta espécie não gosta de água acumulada ao seu redor, por isso prefira um solo bem absorvente. A multiplicação deve ser feita com estacas removidas quando a planta chegar à fase adulta.

Euphorbia_ingens_2-

Se plantar em interior, evite deixar a planta em locais escuros ou ela não tolerará bem a falta de sol. Essa espécie apodrece com muita facilidade e é muito raro recuperar depois de sofrer esse problema. Apesar de ter todas as características de um cacto – planta de clima seco e quente – o candelabro consegue resistir a intervalos pequenos de climas frios.

Quando plantar cacto candelabro, tome muitos cuidados pois essa planta possui uma substância tóxica que pode afetar humanos e animais. A intoxicação dessa planta só acontece se for consumida e não com um simples contato com a pele.

Se decidir plantá-lo dentro de casa, tome atenção para não o deixar ao alcance de crianças e animais. Evite que, por algum incidente, acabem consumindo a planta e se intoxicando. Se plantar em local exterior, procure ver se existem animais que possam se alimentar desse tipo de planta para evitar a sua intoxicação também.

Caso a intoxicação aconteça, leve a pessoa intoxicada a um hospital com atendimento urgente para que bloqueiem a ação da planta.

No caso de animais, leve o seu pet ao veterinário imediatamente. leve consigo uma amostra da planta consumida para que o atendimento seja mais direcionado para o problema e o bloqueio da intoxicação seja facilitado.

lago_

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Sophronitis acuensis

As mini orquídeas sãos plantas delicadas que, como o próprio nome diz, contemplam o estilo minimalista de gosto para decoração.

Suas flores pequenas e delicadas, sendo algumas só visíveis em sua totalidade através de uma lupa, não perdem em nada em relação a beleza para as flores grandes e vistosas. Dado o seu tamanho, podem ser cultivadas em apartamentos e ambientes pequenos.

Antes de pensar em cultivar as mini orquídeas, um aviso importante: trata-se de uma espécie delicada, e algumas até ameaçadas de extinção. Logo, ao optar por ter uma, vá a uma loja especializada em sua venda, ao invés de simplesmente retirar uma da natureza.

Existem diversas espécies de mini orquídea, ou micro-orquídeas, e não existe um padrão muito rigoroso para que uma orquídea seja caracterizada como “mini”.

Sophronitis amarela

Existem plantas de grande porte, mas que produzem folhas minúsculas e as plantas de pequeno porte com flores ainda menores, como é o caso da Sophronitis cernua, onde as flores são menores que um botão que camisa.

Essas pequenas plantas com enorme beleza também são carinhosamente chamadas, entre os seus admiradores, por “teacup orchids” que, em tradução livre, significa “orquídea da xícara de chá”, como uma referência ao seu tamanho.

Ambiente adequado
Como se tratam se plantas delicadas, a mini orquídea precisa de um ambiente ameno, com alta umidade e boa ventilação. Elas não devem ser expostas diretamente ao sol ou a ventos fortes.

Escolha do vaso para a mini orquídea
Devido ao rápido crescimento das suas raízes, o recipiente da planta deve ser sempre um pouco maior do que a mesma.

Meio saudável
Para crescimento saudável da mini orquídea, preencha o recipiente com algum composto orgânico, como musgos e cascas de alimentos. Assim sua mini orquídea será plantada em um meio saudável e nutritivo.

Sophronitis Cernua

Corte de pontas e troque de vasos
Conforme sua mini orquídea for crescendo, vá podando as pontas. O ideal, segundo alguns especialistas na criação da planta, é fazer o corte entre 2,0 e 2,5 cm acima do nó superior dos caules.

Passado algum tempo, dependendo do tipo, sua mini orquídea pode crescer a ponto de precisar trocar de vaso. A escolha do novo recipiente deve seguir as mesmas regras; ou seja, ele deve sempre ser um pouco maior do que a planta.

Quando for mudar a planta para o outro recipiente, faça-o com delicadeza, girando devagar a planta, até que toda a raiz se desprenda da terra.

Preste atenção nas raízes. As mortas, que se apresentam marrons e murchas, devem ser cortadas, para que a sua mini orquídea continue a crescer saudável.

Sophronitis cernua_1

Cuidados ao regar
Quando houver a troca de recipiente, não regue diretamente a planta no começo. Borrife um pouco de água uma vez ao dia.

Cuidar da planta é uma tarefa que exige cuidado, atenção e disciplina. Quando se trata de uma planta tão delicada, quanto o caso de uma mini orquídea, esse cuidado deve ser redobrado.

Se informe a respeito do tipo da sua planta, pois ela pode demandar alguns cuidados específicos. Fertilize a terra no recipiente dela e fique atento ao aspecto. Ela deve estar saudável, caso contrário as flores não durarão muito ou, pior ainda, nem mesmo irão aparecer.

passaro_2

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


oncidium twinkle jasmin

Chuva-de-ouro é o nome popular de um famoso grupo de orquídeas, cujo nome técnico é Oncidium, em que se inserem diversas plantas bastante similares em sua aparência.

Originária da região do Brasil e do Paraguai, essa orquidácea é uma planta de flor muito delicada, amarela cor de ouro. Ela tem fim unicamente ornamental, mas é eficaz na decoração de jardins, tornando o ambiente mais leve belo, colorido e aprazível. Cultivar essa orquídea é muito fácil e simples.

Antes de tudo, para fazer o plantio da chuva-de-ouro, é necessário ter alguns materiais básicos para tal. É interessante ter uma muda, pois esse é o método mais eficaz de plantio de todas as orquídeas do planeta.

Também lhe será de utilidade possuir adubo foliar, placas de coco e fertilizante NPK 10-10-10, pois estes farão com que o desenvolvimento da planta seja mais eficaz e vívido. Arames serão úteis também para unir a orquídea às árvores, às placas de coco ou ao vaso.

Oncidium

Para plantar chuva de ouro no vaso, primeiramente é necessário ter o vaso e a placa de coco. Desfie sua placa de coco no vaso e coloque de maneira dispersa pelo vaso, sem causar lotação, pois como essa planta é uma orquídea, ela não se adequa ao modelo de plantio em terra dura.

Busque utilizar de um substrato fofo e bem arejado. Coloque a muda por entre a fibra de coco e fixe ela no vaso sem machucá-la. Delicadeza é essencial nesse processo. Quando ela estiver fixa, encontre um local para a plantinha que esteja em meia sombra, pois o sol diretamente pode danificá-la, sendo que o sombreamento ideal seja de 50%.

Na minha opinião, cultivar chuva-de-ouro em árvores dá muito mais viçosidade à planta e deixa o ambiente muito mais bonito. De fato, por ser o habitat natural dessa planta, a Oncidium cresce e floresce com mais vigor quando plantada em árvores.

Oncidium_sphacelatum

Esse processo é mais simples até do que plantar em vaso. Você precisará de uma placa de coco, em cujos sulcos você inserirá as raízes da orquídea. Logo após, passará um arame por fora da orquídea, com o máximo de cuidado para não machucá-la e mantê-la fixa na placa. Depois é só prender a placa na árvore de seu desejo e aproveitar os ornamentos.

A chuva-de-ouro é de cultivo simples, pois resiste a temperaturas que vão de 3 a 35ºC. A única preocupação que você deve ter é regá-la durante todos os dias do período de baixa umidade, para que ela não fique sem água. Para dar mais vigor à orquídea, irrigá-la no período do inverno com NPK 10-10-10 dissolvido em água é eficaz, além de algumas gotas de adubo foliar.

Enfim, cultivar a chuva-de-ouro é um processo bastante simples, mas que requer determinada dedicação. Essa orquídea e suas flores é uma das mais belas plantas que existem, e cultivá-la em casa é uma bênção da natureza, na essência da palavra.

rio sob ponte

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


bouganvillea

As plantas dão vida às nossas casas, jardins e terraços, e a sua beleza depende, em grande parte, do cuidado que lhes oferecemos. As videiras, das quais existem múltiplas variedades, são bonitas e muito decorativas. No entanto, merecem alguns cuidados especiais. Abaixo uma pequena explicação de como cuidar de uma planta trepadeira.

É imprescindível que saiba que você é o responsável por orientar o crescimento da planta trepadeira, portanto, decida onde deseja colocá-la e o espaço que deseja que ocupe. Embora possa parecer óbvio, tenha cuidado e não permita que cresça tampando uma porta ou uma janela. Arames, ramos e flanges serão de grande ajuda para redirecionar a sua planta trepadeira.

No inverno, todas as plantas exigirão alguns cuidados especiais. Certifique-se de prender bem a planta à grade ou parede para que o vento não acabe jogando a planta trepadeira no chão.

alamanda roxa

Além disso, com relação ao frio -e dependendo sempre do tipo de trepadeira- se as temperaturas baixarem muito, estas devem ser cobertas. Se estas recomendações forem sempre seguidas, certamente que a planta suportará todo o inverno sem problemas.

No verão, devemos ter cuidado com as altas temperaturas. A própria planta volta-se para o sol, sendo necessário termos cuidado para que não acabe se queimando. Se estiver muito calor, pulverize água sobre os seus ramos para refrescá-la sem abusar.

Também não queremos encharcá-la de água. Para que fique bonita no verão, recomendamos que regue a sua trepadeira pela manhã. Deste modo, ela se manterá úmida durante parte do dia e poderá suportar melhor o calor.

Em relação à  primavera, devemos lembrar que é a época em que há mais pragas. Assim, devemos ter muito cuidado para evitá-las. Nunca é demais utilizar remédios caseiros para que a nossa trepadeira não seja atacada por uma praga.

Mandevilla boliviensis

Esta é a estação da poda e, portanto, o momento de dar forma à sua planta. Pense bem como deseja que ela continue crescendo. Aproveite para tirar tudo que não interessa e limpá-la.

No outono é o momento certo para podar para que resistam às mudanças de temperatura do inverno. Assim, durante esta estação devemos diminuir a irrigação, tanto em quantidade como em assiduidade, já que não é necessária tanta água.

Como pode ver, o cuidado das plantas trepadeira não difere muito do de uma planta normal, e o mais importante é nos responsabilizarmos de que tome a direção adequada.

refletindo

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.