Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Stanhopealietzei

Nome Científico: Stanhopea
Nome Popular: Cabeça de Boi, Olho de Boi
Família: Ochidaceae
Origem: Américas do Norte e do Sul
Ciclo de Vida: Perene

Gênero de orquídeas americanas com ocorrência desde o México até o sul da América tropical e ilhas Trindade. Abriga, atualmente (9/12/08), 69 espécies aceitas, de acordo com o RBG. São conhecidas pelo nome popular de cabeça de boi, devido à semelhança de formato dos pleurídios em seu mesoquílio.

São duas cerdas que lembram chifres, cuja função é a de prender o polinizador, obrigando-o ao recuo para saída e assim roçar suas costas nas polínias. O nome Stanhopea foi dado em homenagem ao conde de Stanhope Sir Philip Henry, presidente da Sociedade Médico-Botânica da Inglaterra na época. A espécie tipo do gênero é a nossa brasileira Stannhopea insignis, mas a primeira vista pela Europa foi a Stanhopea hernandezii.

Possuem crescimento abundante (que se dá durante ou logo após a floração), com diminuição durante o resto do ano. Nesse período, principalmente, apreciam boa adubação química e orgânica e não gostam de secar por muito tempo.

Todas as Stanhopea são de fácil cultivo.
Sombreamento - de até 80% (16 mil lux de iluminância) é uma exigência para todas as suas espécies.

Pragas e doenças - São muito sensíveis a ataques de Tenthecoris, caramujos, lesmas e vaquinhas nos seus brotos, hastes florais, botões e flores. No mais, são plantas bem resistentes. As espécies Lietzei e Wardii só florescem se tiverem período relativamente seco no inverno. Em todas as Stanhopea as hastes florais surgem da base do raizame e ativamente para baixo, perfurando o substrato.
Por esse motivo deixe bem arejada e fofa sua base, para que as hastes florais possam sair sem obstáculos. Melhor plantá-las em cachepot de madeira com ripas largas ou em vasos rasos e sem fundos, sendo importante que a altura do substrato seja, no máximo, de 12 cm para que as hastes o atravessem.

Substratos – O melhor é o de coco desfibrado ou o esfagno. Porém vai muito bem quando plantada em tocos serrados, como o de cafeeiro ou em cascas, como as de peroba. Também vai muito bem em árvores vivas, tendo o máximo cuidado com o sol que só deve ser direto pela manhã até as 9 horas ou pela tarde após 17 horas.

Umidade – Apreciam boa umidade no ambiente e boa drenagem em seu substrato. As espécies amazônicas, como a Grandiflora, são as mais exigentes de alta umidade no ambiente. A Stanhopea Lietzei é a mais comum em cultivo no Brasil, com muitas variedades de cores. Porém, a cor não é critério de diferenciação em Stanhopea.

O que a mais distingue a espécie Lietzei são as suas marcas de olhos, por isso em nosso país são chamadas de olhos de boi. Porém, sua principal característica diferencial é o seu inconfundível hipoquílio bem grande e curvo.

Já foi chamada durante muito tempo de Stanhopea Graveolens var. Lietzei. Mas a Graveolens só existe no México e América Central.

A Stanhopea Lietzei é extremamente variável no colorido, mas o hipoquílio tem uma forma bem típica, é bem grande e bem curvo em relação às outras espécies do gênero. É a espécie do gênero que possui muitas variações nos tons da cor de fundo e nas pintas.

vasinhos2

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



One Response

  1. #1
    avemir martins 
    Thursday, 21. October 2010

    gostaria de ver uma busca sobre as encyclias , origem, cultivos,especies,pragas, substratos para cultivo, sombreamentos e outros que possa associar a esta especie de orquideas. gostaria de ser avisada se ja existe cometarios, e se publicado quando estará à disposição. obrigada.

Comente sobre o post