Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




orch

Se você não quer
perder aquela orquídea que você ganhou de aniversário, no dia das mães, dos pais, dos namorados, etc…mas quer vê-la florir de novo;

Se você não têm
a pretensão de possuir nem ao menos um pequeno orquidário, mas apenas possuir alguns poucos vasos;

Se você não sabe
e não está nem um pouco a fim de saber o que é pseudobulbo, espata, coluna
e nem quer saber o que significa monopodial ou simpodial
e nem quer saber o que significa epífita ou rupícola
e nem quer saber o que é NPK;

Se você não está
a fim de se preocupar com fase de crescimento, de maturação e floração;

Mas…
Está afim de cuidar apenas desta primeira orquídea,

Aviso

Se você resolveu cuidar apenas desta primeira orquídea não acredite que você vá conseguir manter esta intenção.
Você até que vai tentar, mas a partir do momento que a primeira florir em suas mãos vai ser muito, muito difícil resistir a aumentar sempre e cada vez mais o seu número de plantas e você vai se ver sempre procurando um cantinho onde possa botar aquela espécie que você viu na exposição e acabou comprando.
Sabe aquela espécie que você acha atualmente um horror, nem parece orquídea?

CUIDADO, pois você vai acabar querendo ter uma também.

E saiba que este vício não tem volta.

Se apesar deste aviso, você ainda quer insistir em cuidar apenas desta orquídea, então siga as…

Instruções gerais
Você só vai precisar saber o nome da orquídea que ganhou ou comprou (como ela, certamente, está florida anote o mês em que ela floriu), se ela é de clima frio, temperado ou quente, se gosta de sombra ou de muita luz.
Ao comprar sua orquídea procure comprar num lugar que lhe dê as informações básicas necessárias citadas acima, têm pessoas que dizem os maiores absurdos para vender a orquídea e depois você vê sua planta definhando, morrendo e você nem fica sabendo porquê.

* Ventilação: coloque o vaso num lugar que tenha ventilação, mas não corrente de ar.

* Luminosidade: Coloque-o onde tenha muita ou pouca luz segundo suas necessidades (você já se informou sobre isto quando comprou). Com poucas exceções, não deixe a orquídea receber os raios solares diretamente, a não ser o das primeiras horas da manhã

* Adubação: adube semanalmente ou quinzenalmente com um produto que tenha a formulação NPK 30-10-10 (não vou dizer o que é isto pois você não quer saber. Basta pedir na loja);
3 meses antes do mês previsto para a floração passe a aplicar uma formulação NPK 10-30-15;
Depois que ela florir, não aplique mais nada até que comece a brotar de novo, neste caso você aplica a 1a. fórmula e começa tudo de novo;

* Rega: Para regar observe algumas poucas regras imprescindíveis:
se a planta estiver colocada em vaso, regue sempre que o composto (material onde ela está plantada) estiver seco a não ser que se trate de orquídeas terrestres ou de Phalaenopsis e de Cymbidium (que gostam de umidade);
se ela estiver colocada em cachepot de madeira sem composto nenhum, só com carvão vegetal ou pedaços de cortiça, pode ser regada todo dia e em dias de muito calor, de manhã e de tarde.
No outono/inverno, reduza o número de regas.
Use uma quantidade de água que seja suficiente para escorrer pelos orifícios dos vasos pois orquídea não gosta de ficar encharcada, portanto não coloque pratinho debaixo do vaso.
Regue sempre nas primeiras horas da manhã.

* Composto ou substrato: Com exceção das orquídeas terrestres (normalmente são estrangeiras, as brasileiras são, em geral, espécies de raízes aéreas), elas não gostam de terra e precisam que suas raízes fiquem bem arejadas, portanto não use terra ou pó de xaxim, empregue o xaxim desfibrado, esfagno, carvão vegetal (não serve o de churrasqueira), piaçava, coxim (casca de coco industrializada). Se ela for terrestre, não use terra preta pura, misture-a em partes iguais com xaxim desfibrado e areia lavada. Em qualquer hipótese coloque uma camada de pedra brita, argila expandida ou cacos de vaso no fundo para que a água possa drenar rapidamente.

Uma pequena dica:
Se você mora em lugar quente, cultive Dendrobium phalaenopsis, Phalaenopsis, Vandas, Renanthera, Cattleya e Oncidium que são indicadas para este clima;
Se você mora em lugar de clima frio ou temperado, a variedade é bem maior: Cattleya em geral, Oncidium, Miltonia, Sophronitis, Cymbidium, Dendrobium tipo nobile

Se, apesar destas instruções, mesmo morando em lugar de clima quente, você quiser comprar uma Sophronitis coccinea ou Cymbidium por causa de sua beleza ou, morando em clima frio, quiser comprar um vaso de Phalaenopsis ou Vanda teres, nem tente fazê-las florir novamente, dê para alguém que more em lugar frio ou quente conforme o caso ou, na pior das hipóteses, jogue fora quando acabar a floração e compre outra.

Boa Sorte !!!

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



One Response

  1. #1
    Ana Maria 
    Friday, 15. April 2011

    Olá,

    Ganhei uma cattleya em uma viagem, mas ela ficou com as folhas pretas durante o percurso. Uma semana depois percebi que no vaso havia terra e a removi para um vaso somente com substrato e a adubei com NPK. Ela estava com uma espata bem verdinha que secou após alguns dias, e tem também 2 brotos novos.
    Gostaria de saber o que fazer por ela, já que nunca nem vi sua flor e também podei as folhas que estavam pretas e secas.
    Tenho uma dúvida também, aquela folha que já brotou uma flor antes, poderá novamente florir ou somente as folhas novas? O que devo fazer?
    Aguardo retorno ansiosamente.
    Abraços!!

Comente sobre o post