Onde e como vivem as orquídeas - PlantaSonya - O seu blog sobre cultivo de plantas e flores
Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Cymbidium_pendulo_7x

Para aqueles que tiverem adquirido uma orquídea precisam cultivá-la e tratá-la de acordo com suas exigências.
Não se deve, de maneira alguma fixar as orquídeas em pedaços de madeira seca, morta e mesmo podres, ou amarrá-las simplesmente em placas de xaxim.

Para aqueles que tiverem adquirido uma orquídea precisam cultivá-la e tratá-la de acordo com suas exigências.
Não se deve, de maneira alguma fixar as orquídeas em pedaços de madeira seca, morta e mesmo podres, ou amarrá-las simplesmente em placas de xaxim.

As orquídeas em geral têm uma existência epífita, vivendo em árvores e arbustos, rochedos, mangues, no solo e até mesmo sob o solo; nunca, porém, vivem às custas de outras plantas, sugando-lhes as seivas; PORTANTO ELAS NÃO SÃO PARASITAS, e tão pouco vive em simbiose com as plantas pôr elas habitadas. Mas as orquídeas constituem freqüentemente, uma verdadeira associação vegetal em miniatura, cujos elementos vivem em harmonia e mútua dependência.

A orquídea quando é retirada do ambiente em que nasceu e cresceu é, geralmente, transferida para um meio tão diferente do primeiro que esta mudança poderá pôr si só, causar a morte da planta. Mesmo quando essa transferência se efetua juntamente com uma fração do tronco ou haste onde cresceu, a planta quase sempre se ressentirá dessa transferência profundamente, visto que seu novo “habitat” se tornará para ela um exílio onde passará uma vida cheia de tristeza que a levará a morte prematura.

orquídea Vanda

Se for verdade que nas árvores do seu “habitat” as orquídeas se acham expostas aos elementos, não é menos verdade que se encontram bem protegidas contra os raios de sol do meio-dia pelos contínuos movimentos da folhagem da árvore hospedeira.

Os sulcos profundos que percorrem a casca rugosa em todas as direções, oferecem as raízes das plantas a necessária sombra e frescura; as águas das chuvas, descendo ao longo das hastes e troncos, desprendem e arrastam minúsculas frações da casca e poeiras, alojando-as nas rugas e fendas da casca onde irão constituir verdadeira fonte de nutrientes e sais minerais que se renova de maneira contínua.

Neblinas densas vêm e vão envolvendo a planta toda num véu refrescante, cuja umidade se infiltra entre os raminhos de musgos, liquens e himenofiláceas que formam um tapete refrigerante ao redor do pé da orquídea, onde de condensa e se transforma em reservatório de água, de onde a planta a retira em caso de necessidade.

orquídea Cymbidium

Mas as neblinas passam tão depressa como vêm, ficando dessa maneira afastado o perigo que a planta sofre de umidade excessiva. Além da abundância de luz, há também abundância de ar; mas os ramos e as folhagens protegem sempre as orquídeas contra as grandes ventanias e correntes frias de ar, que são pôr elas desviadas ou enfraquecidas.

Entre os pseudobulbos depositam-se também poeiras de origem bem diversa,  folhas secas , galhos mortos , excrementos das aves que visitam as touceiras das orquídeas , bem com cadáveres de inúmero micro e macroseres , cujo conjunto constitui uma inesgotável fonte de matéria orgânica , que se renovam sem a menor interrupção . Assim explica-se como as orquídeas prosperam em seus “abetas”.

Os pseudorquidófilos, falsos amantes das orquídeas, julgam proceder com inteligência quando coletam nas matas, uma orquídea com a respectiva haste onde cresceu, transportando-a, porém, para um canto batido pelo sol do meio dia ou pôr frias correntes de ar, ou ainda para um recanto de sombra contínua ou se acha exposta a prejudicial ação de chuvas pesadas. A estes males, associa-se o paulatino apodrecimento do substrato.

Cattleya labiata

Raras vezes regam-se tais plantas que disso muito se beneficiariam, especialmente se essas regas fossem ministradas nas últimas horas da tarde sob a forma de suaves borrifações com água fresca. E nunca se cuida da substituição das partículas orgânicas as quais, outrora, se tinham acumulado nas fendas da casca da árvore hospedeira.

A consequência de tudo isto é que a planta, em vez de prosperar, definha cada vez mais e mais, como nos revelam os brotos e bulbos cada vez menores e mais fracos, advindo às pragas e doenças e finalmente, a morte prematura.
Não devemos esquecer que as plantas em seus abetas possuem meios naturais para permanecerem vitoriosas na luta pela vida; não possuem, entretanto, adaptações para resistir infindavelmente aos maus tratos que lhes infligimos em seu novo “habitat”.

PORTANTO NÃO COMPRE, VENDA OU COLETE ORQUÍDEAS EM NOSSAS MATAS, NÃO SEJA UM DESTRUIDOR, POIS ALÉM DE SER UM CRIME AMBIENTAL, EXISTEM CENTENAS DE CRIATÓRIOS DE ORQUÍDEAS ESPALHADOS PELO PAÍS CULTIVANDO OS GÊNEROS MAIS ORNAMENTAIS, QUE MAIS AGRADO TRAZEM AOS ORQUIDICULTORES.

51


Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



One Response

  1. #1
    Ana Nunes 
    Saturday, 7. January 2012

    Gosto deste site mas não tem o que eu quero ao certo!

Comente sobre o post