Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Zygopetalum maculatum

Zygopetalum é um gênero botânico pertencente à família Orchidaceae. O nome do gênero vem da palavra grega zygon, par e petalon, no caso pétalas, em referência às suas flores conterem apenas duas pétalas iguais, fato compartilhado por todas as orquídeas. Outra interpretação seria considerada a partir de outro significado de “zygon”, que também significa jugo, referindo-se então à fusão dos elementos na base do labelo criando uma saliência característica.

Este gênero agrupa cerca de quinze plantas terrestres, ocasionalmente epífitas ou rupícolas, em regra de crescimento cespitoso, porém há algumas espécies de crescimento escandente ou reptante.

Existem desde o Peru, Bolívia até o Paraguai e nordeste da Argentina, sendo que o Brasil, onde todas as espécies se fazem presentes, pode ser considerado seu centro de dispersão. Comuns nas regiões sul, sudeste e centro oeste, são encontrados em locais saturados de umidade, em meio ao capim, sobre diversas espécies de samambaias, em frestas de rochas onde se acumulam detritos vegetais e mesmo eventualmente sobre troncos de árvores. Ocorrem em regiões de baixa e média altitude.

Zygopetalum maculatum

Algumas espécies de plantas são bastante robustas. Possuem rizomas longos com pseudobulbos espaçados, outras têm rizomas bastante curtos e há ainda uma que cresce monopodialmente e neste caso apresenta caule alongado às vezes ramoso, com folhas dísticas, sem pseudobulbos aparentes.

Os pseudobulbos normalmente são ovóides ou de secção redonda, grandes ou pequenos. A maioria das espécies apresenta folhas que vagamente se parecem com capim, verde claras, multi nervuradas longitudinalmente, lustrosas, alongadas, apicais, oblongas ou elíticas-lanceoladas, pouco espessas, herbáceas.

A inflorescência é racemosa, normalmente longa e ereta, mais longa que as folhas, ocasionalmente horizontal, brotam da base do pseudobulbo apresentando de quatro a quinze flores médias ou grandes. Estas costumam ser vistosas, possuem um aspecto ceroso ou aveludado e são muito duráveis, suavemente perfumadas em algumas espécies.

Orchid 3

Com pétalas esverdeadas esverdeadas, pouco ou intensamente maculadas de marrom e labelo branco, ou lilás, quase sempre estriado de roxo azulado, inteiro, comum pubescente, pouco ou muito trilobado, mas sempre com lobo mediano muito maior, quase plano ou algo conchado, e um calo transversal alto e variável, frequentemente e nervurado ou bilobulado, próximo à base da coluna. A coluna é curta e grossa, sem apêndices, tem pé, e contém quatro políneas cerosas.

São plantas fáceis de cultivar. Os vasos podem ser variados e a gosto de quem cultiva, desde os simples vasos de plástico, passando pelos vasos de barro e cestos. Não são plantas exigentes nesse aspecto.

Os seus requisitos são mais no que conta ao substrato e à drenagem do mesmo. São plantas que gostam de estar sempre meio úmidas, mas sem que o substrato esteja empapado em água. As raízes precisam respirar. Muitas vezes crescem até para fora do vaso, onde devem permanecer.

Zygopetalum_22

Assim, o substrato deverá reter alguma umidade mas tendo um bom arejamento e drenagem. Usam-se materiais como casca de pinheiro média (2-3cm), fibra de coco grossa e podemos juntar um pouco de perlite ou musgo de esfagno. Quando esses materiais ficam muito decompostos, com o passar do tempo, é altura de serem substituídos por novos.

Os Zygopetalum são orquídeas que não têm período de repouso. A planta ou está a florir ou a desenvolver novos pseudobolbos e folhas.

Plantio:
1. Em vaso: O ideal é usar vaso terracota específico para orquídea á venda em garden center .Este vaso já vem com vários furos tanto no fundo quanto na lateral. Para melhorar a drenagem, no fundo do vaso coloque um pouco de argila expandida, pedra ou caco de telha.

Como substrato use a casca de pinheiro, que é um material renovado. Fibra de coco também pode ser utilizado. Em supermercados e garden center existem substratos prontos específicos para o plantio de orquídeas.

2. Em árvore: Para fixar a muda no tronco de uma árvore, envolva a muda na fibra de coco e amarre com um cordão. Isso protege a muda e mantém a umidade necessária até o orquídea enraizar

Zygopetalum

Local
Coloque a muda em local arejado livre de corrente de vento  e que receba luz indireta do sol preferencialmente ao amanhecer ou entardecer. Algumas espécies de orquídea não toleram luz solar, queimando as folhas e chegando a matar a muda. Atenção especial é necessária para as mudas plantadas nas árvores.

Observe por alguns dias e por períodos alternados se o sol não está sendo excessivo para a planta. Manchas amareladas nas folhas ou ausência de enraizamento, são indícios que a orquídea não está se adaptando. Neste caso outro local deve ser escolhido.

Rega
O modo mais fácil de matar uma orquídea é molhando-a demais. Umidade em excesso provoca o apodrecimento das raízes e os fungos se proliferam de forma descontrolada. A melhor maneira de checar se  o vaso está úmido, é pressionar com o dedo o substrato. Se ainda estiver úmido, não regue, espere até secar. Regue até que a água comece a escorrer por baixo do vaso. Verifique a umidade á cada 2 dias.

Para as mudas que estão nas árvores a umidade se equilibra naturalmente. Redobrar a atenção apenas nos períodos mais secos do ano. Importante : Para a orquídea é melhor faltar água do que sobrar.

Zygopetalum-1t

Adubação
A orquídea como qualquer outra planta precisa de nutrientes para crescer. Mas cuidado , o exagero de adubo é pior do que a falta. Cada tipo de adubo exige dosagens e aplicações diferentes, por isso leia atentamente as instruções contidas nas embalagens dos produtos.

Adubação de solo: Pode ser feita ao amanhecer ou entardecer. Dependendo do tipo de fertilizante, você poderá aplicá-lo de duas maneiras:
* Colocando a quantidade recomendada num canto do vaso,  Desta forma o  adubo irá dissolver-se aos poucos, liberando nutrientes a cada irrigação.
* Diluindo a quantidade recomendada: Aplicando como rega, diretamente no solo.

Adubação foliar: Deverá ser feita somente ao entardecer. Quinze minutos antes da adubação pulverize com água toda a planta. Este procedimento faz com que as células das folhas responsáveis pela absorção dos nutrientes se abram.  Depois pulverize com adubo nas dosagens recomendadas pelo fabricante, toda a planta, com exceção das flores.

Adubos orgânicos: Estes adubos são mais seguros e com riscos muito menores de você matar a planta por excesso de adubação. Os mais indicados são a torta de mamona e a farinha de osso.

moinho_33

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post