Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




plantas medicinais
Para se produzir mudas é necessário que se tenha um espaço físico suficiente para a instalação de um viveiro ( estufa ) e uma área livre de aclimatação das plantas, também é necessário que tenha água suficiente, para irrigação.

Viveiro ou estufa – deve ser uma instalação simples e funcional, sua construção deve ser em local de fácil manejo e deve ter um pé-direito de 4 m de altura, ser coberta de forma a proporcionar 50% de luz solar, se possível toda fechada com tela e com ventilação natural, de preferência. A cobertura pode ser de palhas, bambus sombrite etc. o piso deve ser de terra batida e com dreno de areia. Dentro da estufa se coloca cavaletes onde vão ficar as bandejas que funcionarão como sementeiras de germinação. Também se faz os canteiros onde vão ficar as mudas, em recipientes próprios ( sacos plásticos, sacos de leite, garrafa plástica, latas, colmos de bambus, cestas, cuias, torrões paulistas, etc. ).

Sementeiras - local onde são colocadas as sementes para germinarem. Pode ser em forma de canteiro ou em forma de bandejas, neste local deve-se ter forma de se identificar qual foi a planta semeada e a data do semeio. A irrigação dela deve ser feita com muito cuidado.

Área livre de aclimatação e repouso das mudas. - neste espaço são colocadas as mudas já formadas para irem para seu local definitivo. Deve ter pouca sombra e também área aberta com toda insolação natural. As mudas podem serem arrumadas em canteiros no solo, ou embaixo de árvores. Nesse local a irrigação deve ser mais constante.

Manejo das mudas - Após ter escolhido o local e construído o viveiro, inicia-se o semeio, na época correta. Deve-se semear em cada bandeja contendo terra e areia lavada, apenas uma espécie de cada vez, tendo o cuidado de anotar a lápis o nome da planta e a data do semeio, que deve ficar presa à bandeja.

Antes do semeio deve-se fazer o teste de germinação. Entre 7 a 15 dias as plantas nascem, nessa data deve-se fazer a 1ª seleção delas, eliminado as com defeito. Entre 15 a 30 dias do semeio deve-se fazer o transplantio para o vaso ou para o canteiro, ou ainda fazer o plantio em local definitivo. Uma série de cuidados devem ser observados:
- a plantinha não deve ficar muito tempo exposta, ao plantá-la deve-se observar se as raízes estão corretamente colocadas;
- a irrigação diária é importante tanto na sementeira como nos canteiros;
- as mudas formadas ficam no canteiro por 3 a 6 meses, dependendo da espécie plantada, a partir daí devem ir para a área de aclimatação, onde também devem ser irrigadas diariamente, dependendo do clima, chuvas, etc.;
- quando a multiplicação for por estaquia, esta, deve ser feita diretamente no vaso onde vai ser formada, ou ainda diretamente no local definitivo;
- as estacas podem ser colocadas em caixas de madeira contendo areia lavada, para o seu enraizamento e depois plantadas nos vasos de mudas;
- as estacas de caule, devem ter em torno de 20 a 30 cm de comprimento, e possuírem um número significativo de gemas vivas, devendo ter o cuidado de colocá-las em posição correta, isto é, a parte superior para cima. Nas estacas de raiz, também segue o mesmo raciocínio.

Quando por enxertia, estas devem ser feitas no local definitivo ou nas mudas já formadas, e quando por alporquia, as mudas devem ir para os seus locais definitivos. Quando por mergulhia, as mudas formadas podem ser aclimatadas no viveiro ou irem direto para o local definitivo.

A clonagem para produção de mudas, somente deverá ser feita em laboratório de biotecnologia, suficientemente montado.

lagartas

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post