Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




rainha-da-noite

Nomes Populares: Rainha da noite; Flor-da-noite
Nome Científico: Hylocereus undatus
Origem: Provavelmente da Índia
Luminosidade: A planta necessita de luz solar plena
Temperatura: A rainha-da-noite não suporta locais muito frios, embora suporte até 13ºC, a faixa de temperatura ideal para o seu cultivo fica entre 18 a 32ºC.
Solo: A mistura de solo ideal é a de 1 parte de terra comum, 1 parte de composto orgânico e 2 partes de areia.
Regas: Deve-se evitar o excesso de água. Recomenda-se aguardar que o solo seque na superfície, antes de fazer outra rega.
Floração: do final da primavera ao início do outono.
Propagação: estacas de caule.
Dicas de cultivo: Recomenda-se replantar a rainha-da-noite a cada 2 ou 3 anos, dependendo do tamanho da planta.

A Rainha-da-Noite é uma flor espetacular. Possui flores de grandes dimensões e perfume intenso, produzindo um fruto saboroso e rico em vitaminas. A sua floração era um espetáculo lá em casa, sendo que todo dia verificávamos se havia alguma flor prestes a abrir. Quando acontecia esperávamos a noite chegar para ir ao jardim admirá-la e nos embebedarmos em seu perfume.

Além de Rainha-da-Noite (Hylocereus undatus) também é chamada de Flor-da-Noite, Dama-da-Noite, Pitaia, Cardo-Ananás, Flor-da-Lua, entre muitos outros. No Oriente é conhecida como Fruta Dragão porque tanto o fruto como o caule que antecede as flores é recoberto por escamas que lembram as das tradicionais figuras dos dragões. O nome pitahaya deriva de palavra indígena que quer dizer fruto de escamas.

Não há certezas sobre a origem desta planta, sendo provavelmente da Índia ou das zonas tropicais do continente americano, desde o México até a Colômbia.

É uma cactácea de ciclo de vida perene, com raízes fibrosas e numerosas. Possui raízes aéreas das quais faz uso para fixar-se no solo ou em alguma superfície, além de serem utilizadas para a obtenção de nutrientes. Produz uma grande quantidade de ramos divididos em artículos. Só começa a florir após o terceiro ano e desde que cultivada em condições adequadas. A floração dura de finais da Primavera até princípios do Outono, sendo mais intensa em pleno Verão. As flores só desabrocham quando começa a anoitecer, permanecendo abertas até começar a nascer o sol. Algumas podem chegar a ter 30 cm de diâmetro. Produz um fruto comestível de casca vermelha e polpa esbranquiçada. Sua consistência lembra a do kiwi e o sabor é semelhante ao melão.

No paisagismo pode ser utilizada tanto em vasos como trepadeira. Devido às grandes dimensões que pode alcançar é mais apropriada para o plantio no solo, junto a uma superfície na qual as raízes aéreas possam agarrar-se. É ideal para jardins de pedra e pode também ser plantada junto a uma árvore na qual possa enramar-se.

A Rainha-da-Noite deve ser cultivada preferencialmente em sol pleno, mas tolera meia sombra. Não suporta temperaturas abaixo dos 13ºC, sendo ideal quando está entre 18 e 32ºC. Caso passe por um longo período de frio pode mesmo morrer. O solo para seu cultivo deve ser leve com uma mistura de uma parte de terra de jardim uma de composto orgânico e duas de areia. As regas devem ser espaçadas, pois o excesso de água pode apodrecer a planta. Só deve ser regada quando o solo estiver seco na superfície. De 3 em 3 anos convém ser replantada.

A reprodução da Rainha-da-Noite pode ser feita por estaquia dos caulas ou por sementes. O método mais prático é por estaquia. Quanto maior for o segmento utilizado para a criação de uma muda mais rápido será seu enraizamento. Pode-se utilizar produtos que estimulem o enraizamento para apressar o processo, pois a tendência é que demorem cerca de 2 meses até enraizarem. Neste período de espera pelo enraizamento deve-se ter muito cuidado para evitar o excesso de umidade que pode levar ao apodrecimento da base. As estacas devem ser enterradas a apenas 1 cm de profundidade. Os possíveis brotos laterais que apareçam devem ser eliminados deixando apenas os que estejam mais verticais, permitindo que a planta tenha um crescimento melhor.

Quanto à reprodução por sementes, nós meros amadores, devemos deixar para profissionais. Esta reprodução é mais adequada para a produção de mudas para o melhoramento da espécie.

Obs.: O nome da Rainha-da-noite é um sinonímia, podendo ser:
- Hylocereus Undatus
- Hylocereus Triangularis
- Cereus Triangularis
- Cereus Undatus
- Cereus Tricostatus

O nome científico da rainha-da-noite pode variar, sendo o mais aceito Cereus Triangularis.

liflor

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



2 Responses

  1. #1
    RANNYHELL LECTER 
    Saturday, 10. January 2009

    Minha tia tem a anos essa linda flor em seu quintal, hoje me ligou as 23:00 horas e fui até a casa dela para apreciar, foi um espetáculo.Tirei várias fotos.Não sabíamos o nome e minha tia a chama de vergonhosa, rs…Mas falei que iria pesquisar e encontrei aqui em seu blog o nome que é muito apropriado para ela…Rainha da Noite. Realmente ela reina absoluta no quintal… Minha tia vai adorar saber finalmente o nome e a origem dessa flor que a mais de 30 anos flores somente a noite em seu quintal.

    Muito obrigada!

    Um lindo ano para você!!!

  2. #2
    Silvia Gesuato 
    Saturday, 27. October 2012

    Hoje, novamente fui abençoada com duas lindas ” Rainhas da Noite” em meu jardim.É um espetáculo mágico… As flores ficam abertas apenas uma noite, mas sua beleza e seu perfume me deixam extasiada por vários dias. … Gostaria de descobrir um jeito de preservá-las abertas por mais tempo…e de saber porque minha planta nunca produziu frutos.
    Obrigada, Deus!
    Obrigada, Natureza!

Comente sobre o post