Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




44_Angelonia_angustifolia

Essa espécie vegetal, além do nome popular de angelônia, é conhecida por boca-de-leão-de-verão, por causa da semelhança das folhas das duas plantas.

Essa planta é oriunda das Américas (América Central, América do Norte e América do Sul), sendo nativa do México. Pertencente à família Plantaginaceae.

Essa planta está ficando popular devido ao fato de apresentar o formato em hastes e ser resistente a altas temperaturas e a umidade, sendo plantas compactas e bastante floríferas durante todo o ano.

Sobre a família Plantaginaceae
A família Plantaginaceae se caracteriza por ser um grupo de espécies vegetais angiospérmicas. Ela é composta por 97 diferentes gêneros que abrigam em torno de 1.855 espécies.

São espécies vegetais que se caracterizam por se adaptarem com facilidade as regiões temperadas, onde são muito encontrados, no entanto são cultivadas em quase todas as regiões do mundo.

As plantas dessa família são encontradas geralmente sob a forma de ervas e arbustos, e de forma mais rara sob a forma de plantas aquáticas.

A família botânica Plantaginaceae possui importância econômica, pois através de suas espécies são produzidas substancias que ajudam no tratamento de doenças. Exemplo: a leishmaniose e doenças cardíacas (através da digitalina).

Angelônia

Características da Angelonia augustifolia
A angelônia se caracteriza por ser uma espécie vegetal de textura herbácea, que normalmente é um tipo de vegetação rasteira, cujo caule não possui lignina, o que permite que ele seja macio e bastante maleável, podendo ser quebrado até mesmo com a unha.

As espécies vegetais herbáceas possuem como característica a ausência de crescimento secundário, além de se ramificar próximo ao chão.

É uma planta que possui ciclo de vida perene, isto é, apresenta um tempo de vida longo, contudo quando cultivadas em locais que apresentam baixas temperaturas deve se considerar essa espécie como uma planta anual.

Além disso, a angelônia é uma espécie vegetal que perde o vigor e a sua beleza com o passar do tempo, por isso recomenda-se que ela seja tratada como uma planta anual, apesar de ser uma espécie perene.

A angelônia é uma espécie vegetal de pequeno porte que atinge uma altura média de 60 cm.

A planta possui os seus ramos eretos e as folhas apresentam formato lanceolado, acuminadas (são terminadas em ponta) e possuem as margens denteadas.

As inflorescências são do tipo espiga, são eretas e trazem inúmeras flores de tamanho pequeno que são bastante similares a pequenas orquídeas ou as flores da boca de leão.

As flores da angelônia se destacam por possuírem um aroma com odor de frutas que nos recorda a maça e uva. Além do agradável aroma, as flores da Angelônia se apresentam em diversas cores, sendo as mais comuns: branca, rosa, roxa, azul e salmão.

Existem flores de coloração misturada ou mesclada e surgem geralmente na primavera e no verão.

A variedade da angelônia mais popular que existe na atualidade é a denominada “angelmist”, que inclusive tem a sua patente registrada. Essa espécie de angelônia foi desenvolvida para ser multiplicada de forma vegetativa e para apresentar maior resistência a ocorrência de doenças que podem atacar a planta.

Angelonia angustifólia

Cultivo
A angelônia é uma planta que gosta do calor e da umidade, sendo uma espécie típica de cultivo nas regiões de clima tropical. No entanto, a consegue se adaptar a ser cultivada em locais que apresentam outros tipos de clima, como: continental, equatorial, subtropical, mediterrâneo e temperado.

Essa é uma espécie vegetal rústica, que consegue se desenvolver de forma plena sem a existência de maiores cuidados da parte da pessoa que a cultiva.

Devido à sua rusticidade e ao seu vigor (a espécie é muito forte), a angelônia consegue resistir a períodos relativamente curtos de estiagem, de calor intenso e de umidade alta.

A planta não suporta viver em solo encharcado, o frio intenso e não consegue se desenvolver se for cultivada sob sombra constante.

O solo ideal para o cultivo da angelônia é o fértil e com boa capacidade de drenagem, ressaltando que o solo pode passar por aplicação de material orgânico para ser enriquecido.

Quando a angelônia é cultivada em locais que apresentam clima temperado, a planta é cultivada como anual, pois a planta não consegue tolerar o inverno e não consegue ficar muito tempo em ambientes internos.

Devido a essa necessidade de luminosidade, a angelônia é uma planta que precisa ser cultivada sob pleno sol (a espécie necessita de no mínimo 5 horas de exposição ao sol por dia).

Essa espécie vegetal se caracteriza por possuir flores abundantes, contudo elas são bastante delicadas, o que a torna uma planta com grande utilidade na formação de bordaduras e de maciços coloridos.

A angelônia não necessita passar pelo processo de beliscamento (ou pinçamento – processo de corte das plantas para que elas apresentem um crescimento mais compacto) para que sejam formadas moitas densas, para isso acontecer basta que sejam realizadas fertilizações com periodicidade semanal, para que assim a planta floresça de forma intensa e bela.

Pode ser cultivada em vasos e jardineiras (podendo ficar suspensas), e também pode ser plantada combinando com outras espécies vegetais, como alguns tipos de forrações verdes e pendentes.

A angelônia é uma flor que também serve para ser utilizada como flor de corte, para a elaboração de arranjos florais e de buquês de flores, que se caracterizam por apresentar grande durabilidade.

Angelonia-Angustifolia-1

Multiplicação
A espécie vegetal se multiplica de 3 formas: dispersão das sementes, estaquia ou divisão da ramagem enraizada, de acordo com o tipo de angelônia.

A multiplicação por dispersão das sementes consiste em que sejam espalhadas em locais apropriados para o cultivo, para que as sementes sejam plantadas e tenham condições de germinar e gerar uma nova planta.

A multiplicação por estaquia ou divisão da ramagem enraizada consiste em formar pequenas estacas e planta-las para formar novas plantas, com as pontas dos ramos da planta. Essas estacas precisam possuir raiz, caule e folha, que quando forem plantadas em um local apropriado para o cultivo, a estaca consiga germinar e gerar uma nova planta.

A multiplicação por estaquia ou divisão da ramagem consiste em cortar o ramo quando ele germinar e tiver condições de ser transplantado.

Apesar da angelônia ser uma espécie vegetal perene, ela normalmente é cultivada como planta anual, sendo replantada na época da primavera para que a planta recupere a sua beleza e o seu vigor.

9 (2)

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post