Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Ensete ventricosum

Nome Científico: Ensete ventricosum
Nome Popular: Bananeira-da-abissínia, bananeira-de-jardim
Família: Musaceae
Origem: África
Ciclo de Vida: Bienal

A bananeira-da-abissínia é uma planta herbácea interessante sob vários aspectos. Aparentada com as bananeiras (Musa sp), ela difere destas por apresentar pecíolos curtos e por ser bienal, isto é, ela morre após a frutificação e não emite novos brotos. Suas folhas são brilhantes e enormes, com mais de 3 metros de comprimento e um calibroso veio central avermelhado. Elas são dispostas em espiral, formando o pseudocaule, caracterizado por pecíolos sobrepostos.

As inflorescências são vistosas, em longos cachos florais, com brácteas bronzeadas e duráveis, protegendo as delicadas flores de cor creme. Após o secamento completo da inflorescência, pode-se extrair as sementes, arredondadas e pretas, do tamanho de ervilhas.

No início seu crescimento é lento e em um ano após o plantio, atinge 1 metro de altura. No segundo ano há uma explosão de crescimento e pode alcançar facilmente entre 6 a 12 metros de altura. Quanto mais bem tratada a bananeira-da-abissínia, mas rapidamente ela encontra condições de frutificar e morrer, completando seu ciclo. Desta forma, geralmente ela vive de 2 a 8 anos. É uma planta espetacular, escultural e essencialmente tropical. Ela necessita de muito espaço no jardim, mas também pode ser cultivada em vasos grandes. Destaca-se quando plantada isolada, embora possa ser organizada em pequenos grupos também.

Alguns animais conseguem aproveitar a presença dessas plantas no jardim, mesmo sendo exóticas, ou seja, não são naturais da flora brasileira.

Pequenos espaços
Mesmo em jardins menores é possível cultivar bananeiras ornamentais plantando-as em vasos. Dependendo do tamanho, o recipiente restringe seu crescimento sem que a planta deixe de emitir inflorescências. Quanto aos cuidados, o exemplar deve ser mantido a pleno sol ou meia-sombra (dependendo da espécie), em substrato bem drenado e poroso – para favorecer o desenvolvimento radicular – e receber irrigação frequente.

Cultivo adequado
As bananeiras ornamentais ocorrem em áreas tropicais e subtropicais do continente asiático, nas quais há chuva abundante e temperatura média anual alta. Uma certeza é que, na natureza, vivem sob a copa das árvores ou a pleno sol e em solo rico em matéria orgânica. Por esse motivo, são exigentes em relação à água e se desenvolvem melhor em terrenos com alto teor de nutrientes orgânicos.

Pode ser cultivada isoladamente formando touceira ou em grupo, sendo relativamente tolerante a baixas temperaturas, porém, floresce com mais intensidade em áreas dos trópicos e subtrópicos com maiores amplitudes térmicas e úmidas.

Não tolera geada e deve ser mantida em solo úmido acrescido de matéria orgânica. As sementes demoram de duas a quatro semanas para germinarem, dependendo da temperatura e do substrato. As mudas dessa espécie obtidas por sementes podem emitir inflorescências em um ano.

Essa planta é fácil de lidar domesticamente, adaptando-se a diferentes terrenos, contudo, prefere os leves e soltos, o que facilita a formação de touceiras. A adubação periódica é desnecessária, mas, duas vezes ao ano, pode-se aplicar 200 g de NPK 4-14-8.

Sua manutenção também é simples, uma vez que dificilmente são atacadas por pragas e doenças e ainda não aceitam poda. Se o ‘tronco’ for cortado, o exemplar morrerá.

É possível realizar a propagação
Em qualquer época do ano por meio da separação das brotações laterais, que normalmente são abundantes. Para o plantio, é importante abrir uma cova de 30 x 30 x 30 cm para dispor o rizoma, deixando apenas uma pequena ponta para fora do solo. O restante deve ser coberto com terra leve e solta. As musáceas precisam de espaçamento entre as mudas para que as touças se formem. Vale lembrar que a planta-mãe morrerá, no entanto, antes, soltará perfilhos (brotação lateral).

Deve ser cultivada sob pleno em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado freqüentemente. Aprecia o calor e a umidade, sem encharcamento. Não tolera geadas. Após o inverno, suas folhas podem apresentar-se queimadas e devem ser removidas. O rápido crescimento desta planta exige adubações trimestrais o ano inteiro. Multiplica-se por sementes, postas a enraizar em saquinhos com substrato leve.

Curiosidades
Assim como a maioria das espécies tropicais, as flores das bananeiras ornamentais são bastante duráveis, podendo permanecer abertas por até um mês. Por isso, são muito utilizadas em arranjos florais. Com o passar do tempo, perdem as brácteas que protegem os frutos, expondo-os e deixando o cacho visível. A época de floração varia entre a Primavera e o Verão.

florzinhas8

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



2 Responses

  1. #1
    Carla Belinger 
    Sunday, 22. January 2012

    Gostaria de saber onde eu encontro mudas ou sementes dessa bananeira?

  2. #2
    Rosemiro Correa 
    Monday, 14. May 2012

    olá na minha casa naceu uma Bananeira-da-abissínia – Ensete ventricosum
    sem niguem mesmo ter plantado uma coisa bem curiosa ela está com uma flor linda grande estamos curiosas para saber se vamos ter mudas apartir desta muda por brotação ou por semente?

    grato.

Comente sobre o post