Decorando com Samambaias-de-metro - PlantaSonya - O seu blog sobre cultivo de plantas e flores
Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




samambaia-de-metro

Nome cientifico: Polypodium persicifolium
Nome popular: Samambaia chorona

As samambaias se destacam pela beleza, embora não apresentam flores, impressionam pela riqueza de detalhes de suas folhas.

São plantas pouco exigentes, desde que colocadas em locais propícios. São plantas altamente decorativas, pois a tonalidade verde de sua folhagem, e discreta e combina com qualquer ambiente.

Propagação:
Um dos métodos mais utilizados para fazer a propagação das samambaias é através da divisão de touceiras.

Esse método acelera o crescimento da planta, pois a nova muda já está enraizada e pega, naquela fatia de fibra de coco a ser transplantada. E em poucos meses os novos vasos já estarão repletos de folhas novas.

Procedimentos:
Se a planta a ser multiplicada estiver plantada num vaso de xaxim,  é mais fácil: proceda da seguinte forma:

Observar se a planta está toda enraizada e cheia de rizomas e rebentos em toda estrutura da fibra de coco, para planejar o corte da touceira.

Colocar a fibra de coco em uma superfície sólida, para recortá-lo cuidadosamente como se fosse um bolo, observando que em cada fatia deverá permanecer uma boa quantidade de rebentos.

Poderá ser recortado em 4,6 até 8 fatias, dependendo da densificação dos rizomas da planta.

Colocar cada fatia cuidadosamente em um novo vaso, completar com substrato de fibras de coco, misturado com cascas de pinus e pedriscos.

Vaso de barro:
Se a planta a ser dividida estiver plantada em vaso de barro, primeiro é necessário tirá-la cuidadosamente do vaso, para depois fazer o procedimento da divisão da touceira.

Se possível, removê-la com todo o substrato onde a planta está com suas raízes fixas.

Em seguida adotar os mesmos procedimentos acima, ou seja, fazer a divisão e plantar cada pedaço num novo recipiente.

Cuidados:
-As samambaias não gostam de sol quente, nem ventos fortes.

- Procure um lugar de meia sombra, onde não bata o sol forte do meio-dia. Se você mora em casa e tem um puxadinho ou uma garagem fresca e clara, pode apostar que ela vai curtir. Tome cuidado para escolher um canto longe de correntes de vento, que desidratam a planta e fazem as folhas caírem.

- As regas deverão ser feitas sempre que o vaso demonstrar pouca umidade. Mantenha o vaso úmido. Para não ter erro, coloque o dedo na terra: se ele sair sujo, não precisa molhar. Evite regar a folhagem – muitas espécies abortam folhas encharcadas.

- Caso elas estejam colocadas em locais externos, poderão receber sobre as folhas, chuviscos de água através de uma mangueira, uma vez por semana. Ou mesmo através de um borrifador manual.

- As podas consistem em apenas remover as folhas velhas e amareladas.

- A adubação só poderá ser realizada depois que a nova planta já estiver bem pegado. Para que elas fiquem tão verdinhas e lindas quanto na floricultura, misture 2 colher. (sopa) de torta de mamona e 1 colher. (sopa) de farinha de osso e espalhe na terra, a cada 40 dias. Você também pode borrifar as folhas num mês com NPK 20-20-20 e, no outro, com NPK 15-05-30, seguindo as orientações de diluição da embalagem.

-As pragas mais comuns são as lagartas que comem as folhas. Mas essas podem ser catadas manualmente. Contra pulgões e ácaros, pulverize com calda de fumo para afastá-los. Se eles aparecerem na planta, corte as folhas afetadas tentando evitar que a doença se alastre. Para eliminar, só pulverizando com inseticida.

janel8

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post