Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Leia-vermelha-7-

A Leea-rubra que também é chamada de léia-vermelha faz parte da família Vitaceae sendo originária da Malásia é uma planta altamente bela e valiosa no mercado de criação e jardinagem.

É uma planta considerada arbustiva, que poderá ter uma forma diferenciada de uma pequena árvore, contando com uma altura equivalente de até mais de dois metros de altura, e também folhagens consideradas perenes.

Suas folhas são compostas de diversos folíolos em tamanho pequeno e de coloração verde arroxeada. Bastante escuro e de bordas onduladas, estreitos e também acuminados.

Suas flores normalmente são avermelhadas e bem pequenas, acontecem em uma reunião de inflorescência densa dos tipos racemo. Este tipo de planta costuma ser raras e muitas vezes passam despercebidas nas florestas de onde é originária.

Este tipo de planta se adaptou muito bem em todo o país, apesar disso em algumas regiões onde existe um inverno mais intenso, é recomendado que aconteça o recolhimento da planta para que seu cultivo seja realizado de forma protegida até a época da primavera, onde acontece a sua segunda floração.

leea

Cultivo
Existem diversos locais que podem ser utilizados, porém é preciso se respeitar a plantação em meia sombra ou mesmo ser realizada em alguns lugares que tenham uma boa luminosidade natural.

Apesar disto é importante que não se tenha sol direto, o que poderá acontecer situações de manchas bem como queimaduras nas folhagens. O cultivo, além disso, deverá ser realizado seu cultivo em interiores que sejam bem iluminados juntamente a janelas.

Como utilizar nos canteiros
Para plantas nos canteiros é interessante se abrir um buraco que seja maior do que o torrão. E no fundo do buraco é preciso soltar um pouco a terra colocando adubo animal de curral que será bem curtido, em torno de 1 kg/cova ou ainda cama de galinheiro com a metade desta quantia.

É interessante se colocar os compostos orgânicos o quanto isto for necessário, além do adubo granulado NPK de formulação 10-10-10 em torno de 100 gr por muda. Basta apenas se misturar bem.

É importante se colocar um pouco no fundo do buraco. Em seguida procure retirar a muda do saco ou mesmo balde de plástico com todo o cuidado, procurando verificar se estas raízes não estão enroladas ao redor de um torrão. Se isto acontecer poderá até mesmo se desenrolar com os cuidados ao se plantar esta muda.

Em seguida procure colocar nos buracos e ainda complete com o resto da mistura, procure ainda apertar a muda para que ela não tombe.

Caso a muda tenha um tamanho superior ao de 0,80 m procure colocar um tutor temporário, amarrando assim de leve com um cordão de algodão em forma de oito para não se estrangular o seu caule, e em seguida procure regar.

leea-rubra

Como cultivar a leia-rubra em vasos
Primeiramente procure proteger as paredes e fundos do vaso com uma tinta de impermeabilização que deverá ser aplicada com um pincel para que se possa descartar depois.

É possível ainda se comprar todos os materiais em lojas diversas de materiais de construção, procure ainda deixar secar bem durante vários dias. Procure ainda colocar brita e areia úmida nos fundos para as drenagens das águas.

É possível ainda que se possa substituir por geomanta, que é mais leve. Procure utilizar recipientes de boas profundidades, pois a léia deverá ter uma raiz longa.

Em seguida coloque uma mistura de adubo animal de curral que seja bem curtido, com areia e também compostos orgânicos em partes iguais.

Caso a muda tenha um destino de cultivo em interiores, procure as substituir no adubo animal por granulado de NPK formulação 10-10-10, em torno de 100 gr por vaso. Em seguida plante e regue a muda.

Neste tipo de criação procure realizar regas periódicas, porém não deixe a terra muito encharcada.

Utilize também um espaçamento de 1 m entre plantas na linha para que forme assim um maciço em canteiros lineares ao longo dos muros.

leearubra

Propagação da planta
Para que se tenha uma boa muda de léia por estaquia de ramos, é possível se conseguir no final do inverno, bastando se retirar ramos que possam fugir dos formatos de arbustos para que não danifique toda a sua aparência. É importante se ter este cuidado.

Procure ainda retirar todas as folhas de base e a enterre nas areias úmidas, perlitas, ou ainda misturas de areia e também compostos orgânicos, mantendo assim em um cultivo protegido e também á sombra até que se possa notar o desenvolvimento de uma muda, o que deverá mostrar sinais de que emitiu raízes.

Transplante então para vasos ou mesmo canteiros que sejam preparados.

O uso no paisagismo
Esta é uma planta considerada de grandes efeitos ornamentais. É possível se deixar a sua vegetação a partir do solo formando assim uma vegetação mais compacta ou também é possível se limpar seus ramos da parte inferior que são arbustos, e poderão ser transformados em uma pequena árvore.

Nos interiores considerados bem iluminados e também de paredes claras deverá contar com um efeito surpreendente contando com a sua folhagem de coloração vinho tinto.

Ao longo dos muros e também canteiros com uma boa largura é considerado muito ornamental.

46

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post