Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Sugestões’

landscaping

Nós vivemos cercados de profissionais. Tem o médico que cuida de nossa saúde, o arquiteto e o engenheiro que constroem nossas casas e por aí vai. A tarefa de criar um jardim bonito, prático e funcional também deve ser entregue a um profissional: o Paisagista.

1. Mais qualidade de vida
Segundo a Organização das Nações Unidas, é preciso de pelo menos 16 m² de área verde por habitante para diminuir o estresse urbano e se ter qualidade de vida. 0 paisagista trará esse bem estar para sua casa ou empresa.

2. Contribuir para o meio ambiente
Apenas um exemplo: uma árvore de 15 ou 20 anos consegue absorver uma tonelada de CO². A função primordial do paisagismo é criar e valorizar áreas verdes.

3. Economia
Investir em um bom projeto de jardim pode representar no futuro menos dor de cabeça e gastos com desperdícios, manutenção, calçadas quebradas, infiltrações, em função de erros na especificação de plantas, preparo de solo, entre outros.

4. Idéias criativas
0 profissional pode não só atender aos seus pedidos (e dizer se são viáveis), mas também sugerir idéias novas, as quais você nem tinha imaginado.

5. Excelente terapia
O contato com a natureza e a prática de jardinagem são ótimos recursos para desacelerar, descansar a mente e só pensar em coisas boas.

6. Melhor aproveitamento da área
O que antes era um cantinho abandonado em uma casa pode se tornar um espaço a mais para desfrutar, basta criar um recanto gostoso que as pessoas terão mais vontade de ficar nele. Seja uma pequena varanda ou sacada, o quintal dos fundos da casa ou o jardim de uma chácara.

7. Bonita por dentro e por fora
A área externa é o cartão de visitas de sua casa. O que adianta investir para deixá-la bonita só por dentro?

8. Menos estresse e mais tempo
Por que se preocupar em escolher e comprar plantas, vasos ou pisos? O profissional sabe harmonizar todos esses elementos e conhece os melhores fornecedores da área, podendo ainda supervisioná-los.

9. Impulsiona vendas
Na hora da venda, uma boa impressão conta muito. Um imóvel com paisagismo bem-feito é mais valorizado e vende mais rápido.

10. Auxílio na construção
O paisagista pode participar desde a escolha do terreno e implantação da casa, analisando juntamente com o arquiteto a vegetação a ser preservada, a topografia do terreno e as modificações para a obra se encaixar no entorno.

372508

Cattleya aclandiae

Para Orquídea terrestres
Vaso com terra misturada com areia e material orgânico e pedras no fundo para drenagem.

Para Orquídeas epífitas (vasos)
Vaso com fibra de coco e pedras no fundo para drenagem.

Para Orquídeas epífitas
Montar em placas de fibra de coco, ou pequenos troncos de madeira.

Para Orquídeas Humícolas
Terra misturada com folhas secas e humus, com pedras no fundo para drenagem.

Para Orquídeas de alta umidade
Vaso com fibra de coco misturado com sphagum, ou puro sphagnum e pedras no fundo para drenagem.

borboletas 1

terrario_city_sage

Na montagem desses pequenos jardins dentro de um garrafão, você pode usar as dicas para todo tipo de vidro e os que tem a abertura maior são ainda mais fáceis de fazer.

Antes de começar lembre-se que mesmo escolhendo espécies que não ganham tamanho, não se deve encher os vidros com muitas plantas, pois mesmo sendo de espécies pequenas, elas crescerão. Um garrafão ou um aquário grande abriga muito bem até seis tipos de plantas, já um vidro pequeno deve conter no máximo duas. Afinal quantidade não significa mais beleza, então sem exageros.

Para montar e cuidar de um jardim num terrário, algumas ferramentas ajudam muito, especialmente quando os gargalos são estreitos e os vidros muito grandes. Então precisamos começar a organizar esses instrumentros.

ferramentas
As ferramentas podem ser improvisadas a partir de velhas colheres e garfos, arames flexíveis e pausinhos diversos.

A colher ou um garfo amarrado no espetinho são uma pá. Para comprimir a terra depois que plantar as mudas use uma rolha no espetinho;
Um arame com a ponta encurvada ajuda a introduzir as mudas no lugar certo;
A gilete e a agulha presas no espetinho com arame, ajudam a cortar e retirar do vidro as folhas murchas;
E se for preciso limpar o vidro por dentro ou as folhas das plantas, use a esponja e o pincel, presos também no espetinho;
Dois palitos de madeira ajudam a manipular as mudas e a ajeitar dentro do vidro.

Vamos ver isso na prática
Para garantir a saúde do seu terrário comece lavando muito bem o vidro com detergente e enxaguando com água e desinfetante. Isso mata algum fungo que possa estar presente no vidro. Enxágue e deixe secar.

- Usando um funil de papel firme, derrame uma camada de 2 a 5 cm de cascalho no fundo do vidro. Cubra o cascalho com carvão de lenha para o composto não ficar ácido. Depois coloque uma camada entre 8 a 13 cm de composto.

- Decida a posição das plantas e com a colher abra um furo para cada uma. Usando o arame de ponta curva coloque a primeira muda.
1 – O composto de turfa é o indicado para os terrários e deve estar bem seco no momento da montagem para não grudar no vidro.
2 – Mudas altas devem ficar no centro do garrafão, mas comece a plantar as mudas pelas bordas, para ficar mais fácil.
3 – Se a sua muda tem uma estrutura de folhas abertas, enrole-a num papel para introduzir no garrafão sem machucá-la.

- Com as duas hastes de madeira retire o papel e endireite delicadamente a muda colocando as raízes no buraco que você abriu.

- Com o espetinho de rolha, comprima o composto em torno das raízes.

- Continue plantando suas mudas repetindo os cuidados. Vá observando a composição do conjunto enquanto planta.

- Quando terminar regue o composto levemente com ajuda de um vaporizador e feche a garrafa.

Se a água começar a condensar demais nas paredes do vidro, destampe por um dia para que a água evapore. E se, ao contrário, não houver nenhuma condensação, significa que você economizou demais na água. Abra o garrafão e vaporize novamente.

Depois de algum tempo você terá um jardim tropical rico de detalhes. Se as plantas cresceram demais, troque-as para que o conjunto continue com a harmonia de um pequeno jardim.

jarrinha_de_flores

seteleguas

As espécies mais indicadas para decorar muros, ou seja, não para cobri-lo, mas para se estender por cima, são aquelas capazes de se alastrar por grandes dimensões e ainda dar belas flores. A sugestão é usar a alamanda (Allamanda cathartica), o jasmim-estrela (Jasminum gracilimum) e o clerodendro (Clerodendrum splendens).

Para os pergolados, as plantas mais indicadas são a primavera (Bougainvillea), congéia (Congea tomentosa), jade-vermelha (Mucuna bennettii), sapatinho-de-judia (Thumbergia mysorensis) e sete-léguas (Podranea ricasoliana).

Nas teliças, vão bem a flor-de-são-miguel (Petrea subserrata), tumbérgia-azul (Thunbergia grandiflora), hera-africana (Senecio mikanioides) e as rosas-trepadeiras.

Cultivar estas espécies não é difícil, mas pede alguns cuidados. Entre eles, adubações orgânicas periódicas, com húmus de minhoca, por exemplo; condução do crescimento da planta (usando fios de nylon, ráfia, etc.) para que ela não se torne um emaranhado de galhos e podas de limpeza para retirar os galhos mortos que ficam por baixo dos mais novos e aqueles que comprometem o formato harmônico da planta.

flores-lilás