Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Sintomas’

folha-amarelada-1

A clorose é sintoma comum de planta doente – as folhas ficam amareladas – mas, cada tipo de amarelado tem um motivo.

Aprenda aqui como entender porque suas plantas ficaram amarelas e dê a elas o que precisam para resolver o problema. Pode ser que falte ou haja excesso de água, faltem de nutrientes fundamentais, seja por ataques de bichos (pragas como pulgões, cochonilhas, lagartas) ou doenças bacterianas e virais.

Ocorre clorose acontece quando há pouca clorofila nas folhas da planta, ou esta se degradou. E a deficiência de clorofila ocorre quanto a fotossíntese, por algum motivo, é deficiente. Isso significa doença para a planta pois, a fotossíntese é, nada mais, nada menos, que o jeito que a planta tem de transformar alimento em energia.

Então, se a planta está doente, não conseguindo se alimentar bem nem obtendo energia, ela irá morrer se você não resolver o problema.

folha-amarela

As deficiências mais comuns e a forma de resolvê-las
Deficiência de nutrientes
As plantas precisam de 13 minerais essenciais e, se estes não estão disponíveis no solo, elas padecerão a não ser que você os ofereça. Os principais são N – nitrogênio, P – fósforo e K – potássio, que você oferece com a introdução de composto orgânico bem curtido ou em produtos líquidos ou granulados, existentes no mercado.

Seguem em importância o Ca – cálcio, Mg – magnésio e S – enxofre, também existentes no composto orgânico e na cal para calagem (se faz 3 meses antes do plantio).

Os outros elementos são necessários em pequenas quantidades – B – boro, Cu – cobre, Fe – ferro, Cl- cloro, Mn – manganês, Mo – molibdênio e Z – zinco – que podem estar em aparas de relva, folhas de árvore e outras matérias orgânicas, portanto, no composto bem curtido.

Faça uma análise de solos para detectar a falta ou, se não puder fazer, adube seu solo de forma mais completa e observe. Dê uma conferida no infográfico para determinar que tipo de clorose é que está ocorrendo com suas plantas:

folhaamarelando

Insetos, fungos e doenças bacterianas ou virais
As manchas são localizadas em algumas folhas ou partes da planta, as folhas podem ter pequenos furinhos, ou estarem carcomidas nas bordas, ou só nos veios, ou você pode encontrar manchas pelos caules, ou embaixo das folhas, ou ajuntamento de bichinhos, colônias, ou manchas escuras oleosas, por exemplo.

Há uma infinidade de sintomas visuais para as doenças fitossanitárias mas, você poderá ter bons resultados com algumas ações práticas, mesmo que não saiba qual doença é.

Use repelentes orgânicos, troque a terra do vaso, adube melhor, faça rotação de culturas e mantenha a terra com umidade controlada (o excesso de umidade ou a falta de luz podem aumentar a quantidade de fungos e outros patógenos), arranque as folhas estragadas, não deixe qualquer resto vegetal doente no vaso ou no pé da planta.

E caso toda a planta esteja doente, jogue tudo fora, terra e restos, bem longe. Dependendo da causa, do patógeno, é viável jogar os restos na sua composteira orgânica.

amarelamento

Irrigação e insolação
As plantas precisam de quantidades diferenciadas de luz e água, respeite as idiossincrasias de cada espécie e cuide para que sempre ocorra uma boa drenagem em seus vasos e jardim. Então, experimente mudar o vaso de lugar – se está na sombra, leve-o para o sol, se está ao vento, ponha-o em lugar mais protegido.

Observe a terra dos vasos, se está ressecada, troque e melhore a drenagem do fundo, com pedrisco, areia, e ponha bolinhas de argila ou lascas de madeira, na superfície, para preservas a umidade.

folhas3

angelicas

Ter plantas em casa é uma ótima “desculpa” para dar uma pausa na correria do dia a dia. Além disso, elas absorvem poluentes do meio ambiente e, claro, embelezam a sua casa. Para começar seu jardim, não é preciso muita coisa: basta um vaso, um pouco de terra e algumas sementes. Para fertilizá-las, você pode usar adubo oriundo de uma composteira.

Mas as plantas, assim como os seres humanos, têm momentos ruins. Às vezes, é possível identificar a causa – quando as folhas estão murchas, o problema deve ser falta d’água.

Ocorre que nem sempre é fácil verificar com precisão qual é o problema. Algumas possibilidades são: excesso ou falta de sol, clima seco ou pobreza de nutrientes no solo. Se você não sabe o que fazer, experimente esses truques rápidos abaixo que podem salvar suas plantinhas.

Pode demorar até três meses para você começar a notar uma melhora na saúde das suas “companheiras”, por isso, tenha paciência e acredite nos seus esforços. Aí vão as dicas:

Apare as folhas mortas
Com uma tesoura de poda, apare todas as folhas mortas de sua planta de modo cuidadoso. Caso não tenha a tesoura específica, use uma tesoura normal, sem ponta, ou um alicate. Tome cuidado com os brotos. Mesmo eles tendo um aspecto estranho, possuem grande potencial de crescimento.

Apare os galhos e caules mortos
Quando for cortar os galhos, comece pelo topo e apare uma pequena quantidade por vez. Para cada pedaço de galho cortado, verifique a cor do centro do caule.

Às vezes, o caule parece morto, mas você encontrará a coloração esverdeada no centro dele, na medida em que o corte for se aproximando das raízes. Quando isso ocorrer, pare de cortar. Após um mês, galhos novos começam a crescer sobre os antigos.

flores-begonias

Troque sua planta de vaso
Muitas vezes, ao plantarmos uma semente, utilizamos vasos pequenos. Mas se a planta crescer muito, é necessário aumentar também o tamanho do vaso para que haja mais espaço para o desenvolvimento do organismo.

É possível saber a hora em que o replantio é necessário atentando para as raízes. Quando elas começarem a ficar visíveis e “saírem” do vaso troque o recipiente por um maior e que possua furos na parte inferior para ajudar na drenagem. Pesquise sobre a sua espécie antes e veja se existe algum requisito especial nesse processo, e lembre que talvez seja preciso colocar mais terra.

Cheque os níveis de umidade de seu vaso
A maioria das espécies gosta de um ambiente úmido, afinal elas vivem em florestas e bosques (com exceção dos cactos). Se perceber que o solo em que a planta está colocada fica continuamente seco, mesmo regando diariamente, significa que os níveis de umidade do jardim ser muito baixos.

Para corrigir isso, coloque uma panela rasa cheia de cascalho e pedrinhas debaixo do vaso da planta. Adicione um pouco de água à panela e certifique-se que a água não vai ultrapassar o cascalho. Como a água evapora, ela vai aumentar a umidade em torno do vaso.

Controle da luz do sol
Se a planta tem folhas queimadas e amareladas (sinais de muita exposição ao sol) ou pouca ou nenhuma floração (sinais de pouco sol), deve ser alterada a quantidade de luz que ela recebe no dia a dia. Teste colocá-la nas proximidades de diferentes janelas se o local atual não estiver fazendo bem à planta. Fique atento se resides em uma região com muita incidência de luz solar.

Adicione nutrientes
Assim como as pessoas, as plantas também precisam de nutrientes para se manterem saudáveis. Alguns deles estão presentes em saquinhos de, que podem ser colocados na terra, junto com as folhas secas do chá, que também são fertilizantes. A borra do café também é muito eficiente para a nutrição de suas plantas – e um centímetro de espessura é suficiente.

111111

especie-buxus-sempervirens

Algumas dicas de como proceder com alguns probleminhas que temos com as plantas, espero que seja útil.
Sintomas: Folhagem murcha, terra seca.
• Causa: Falta de água
• Tratamento sugerido: Retire a planta do sol, vaporize a folhagem; depois de uma hora mergulhe a planta numa bacia molhando o substrato por imersão. Leve o bonsai para um local sombreado por alguns dias.

Sintomas: Folhagem que murcha seguidamente e terra que seca muito rápido ou escorre pelas bordas (água não penetra no solo).
• Causa: Excesso de raízes
• Tratamento sugerido: Troque a terra imediatamente. Pode as raízes e use um vaso um pouco maior se necessário. Vaporize a folhagem.

Sintomas: Folhas murchas e terra úmida
• Causa: Raízes apodrecidas
• Tratamento sugerido: Retire a planta do vaso, limpe as raízes com jato de água ou mergulhe repetidas vezes numa bacia d’água; corte as raízes apodrecidas. Reenvase em composto com muita areia.

Sintomas: Galho que muda subitamente de cor
• Causa: Vírus
• Tratamento sugerido: Corte as áreas afetadas, esterilize as ferramentas usadas de modo a não contaminar outras plantas.

Sintomas: Folhas e veios amarelados
• Causa: Deficiência mineral
• Tratamento sugerido: Aplique um fertilizante mineral que inclua ferro, manganês, zinco e magnésio

Sintomas: Topo do bonsai está com folhas queimadas e secas
• Causa: Sol muito forte
• Tratamento sugerido: Retire a planta do sol, levando-a para um local mais sombreado; vaporize a folhagem.

Sintomas: Galhos baixos do bonsai estão secando, não desenvolvem folhas novas.
• Causa: Falta de sol (luminosidade) nos galhos inferiores
• Tratamento sugerido: Pode o topo do bonsai eliminando o excesso de folhas, gire o vaso de vez em quando, faça uma leve fertilização, mantenha o topo com pouca folhagem.

Sintomas: Coníferas com verde pálido, pouca brotação anual.
• Causa: Ácaros ou cochonilhas
• Tratamento sugerido: Aplique um inseticida mineral ou orgânico, pode os galhos com excesso de folhagem, coloque em local ensolarado.

Sintomas: Furo no tronco do bonsai
• Causa: Brocas
• Tratamento sugerido: Injete algum inseticida nos furos com uma seringa.

Sintomas: Tronco úmido, escuro e com limo.
• Causa: Excesso de água
• Tratamento sugerido: Lave com escova de dentes toda a região do tronco afetada, molhe somente a terra nas próximas vezes.

Sintomas: Limo em madeira morta
• Causa: Umidade
• Tratamento sugerido: Limpe com escova de dentes e aplique calda sulfocáustica com pincel pequeno.

Sintomas: Limo no vaso
• Causa: Algas
• Tratamento sugerido: Limpe o vaso com escovinha. Use uma solução de água sanitária (Tipo clorox) diluída; depois de seco o vaso, passe uma leve camada de óleo mineral.

Sintomas: Crosta branca no vaso e até na terra
• Causa: Depósito de sais minerais; pode ser duas as causas: água com excesso de cloro ou uso de adubo mineral com muita frequência.
• Tratamento sugerido: Limpe a crosta do vaso com escovinha, água e detergente; molhe a planta mergulhando-a numa bacia com água que cubra toda a terra do vaso por aproximadamente 1/2 hora.

Sintomas: Pó branco em folhas
• Causa: Míldio
• Tratamento sugerido: Tratar com fungicida (Tipo calda bordalesa) molhe somente a terra evitando molhar a folhagem; retire as folhas atacadas.

Sintomas: Folhas com pó cor de ferrugem
• Causa: Fungos
• Tratamento sugerido: Tratar com fungicida ( Tipo calda bordalesa ), molhe somente a terra evitando molhar a folhagem; retire as folhas atacadas.

Sintomas: Folhas novas muito maiores que as demais
• Causa: Excesso de nitrogênio
• Tratamento sugerido: Molhe bem o bonsai para remover o excesso de fertilizante, leve a planta para local ensolarado, remova as folhas indesejadas.

Sintomas: Folhas caem subitamente
• Causa: Choque de calor
• Tratamento sugerido: Leve a planta para local sombreado, vaporize a folhagem remanescente e molhe bem a terra.

Sintomas: Pouca brotação nova e pequena para o normal
• Causa: Excesso de raízes
• Tratamento sugerido: Reenvase a planta, podando as raízes, use um bom composto.

Sintomas: Mesmo sintoma apresentado no item anterior, mas a planta não apresenta excesso de raízes.
• Causa: Falta de Nitrogênio
• Tratamento sugerido: Fertilize levemente e mais seguido.

Sintomas: Escamas brancas nas folhas novas e brotos.
• Causa: Mosca branca
• Tratamento sugerido: Vaporize inseticida mineral ou orgânico.

Sintomas: Folhagem de crescimento alongado; folhas muito espaçadas, verde pálido.
• Causa: Luz insuficiente
• Tratamento sugerido: Mova a planta para local ensolarado aos poucos, podando o crescimento muito alongado.

Sintomas: Coníferas azuis que passam para verde
• Causa: Carência de magnésio
• Tratamento sugerido: Use adubo mineral completo. A cor azul se intensifica com o sol, verifique se a planta está em local adequado.

Sintomas: Árvore que não floresce
• Causa: Poda em época errada
• Tratamento sugerido: Se a planta já alcançou a idade de florescer a poda deve ser feita na Primavera somente depois de as flores murcharem e caírem. A poda anual muito profunda remove os botões florais; adube plantas que florescem com fosfato (Farinha de osso ou adubo mineral no Outono).

Sintomas: Formigas andando por galhos e tronco
• Causa: Pulgões e cochonilhas
• Tratamento sugerido: Use inseticida orgânico ou mineral vaporizando a folhagem.

Sintomas: Novos brotos das folhagens não abrem
• Causa: Deficiência de fósforo
• Tratamento sugerido: Fertilize com farinha de osso ou adubo mineral tipo 4-10-8 ou similar

Sintomas: Flores que não abrem
• Causa: Deficiência de potássio
• Tratamento sugerido: Fertilize como no caso anterior.

janel40

- Pontas das folhas marrons
* Umidade atmosférica muito baixa
* Excesso de fertilizante
* O substrato não está retendo água suficiente
* Excesso de flúor ou cloro na água da rega

- Folhas amareladas
* Falta de fertilizante
* Excesso de regas
* Correntes de ar quente
* Correntes de ar frio
* Folhas velhas

- Folhas caindo
* Unidade atmosférica muito baixa
* Excesso de água
* Falta de água
* A planta está se adaptando ao novo ambiente

- Folhas nascem pequenas
* Baixa luminosidade
* Alta luminosidade
* Falta de fertilizante

- Folhas com áreas mortas
* Provocadas por pingos de água fria
* Provocadas por queimaduras do sol

- Folhas com hastes longas
* Baixa luminosidade
* Excesso de nitrogênio fertilizante

- A planta não cresce
* Local muito frio
* Baixa luminosidade

- Os botões caem
* Correntes de ar quente
* Correntes de ar frio
* Umidade atmosférica insuficiente
* Ambiente muito aquecido
* Substrato ruim, não está retendo fertilizante nem água.
* Planta constantemente mudada de local

- Não produz flores
* Baixa luminosidade
* Podas erradas

- Murcha freqüentemente
* O vaso está pequeno
* Ambiente muito quente
* Umidade atmosférica insuficiente

screens22