Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Podas’

hortênsia

As hortênsias são plantas muito comuns em jardins e sacadas, já que suas flores são grandes e vistosas, e podem ser de diferentes cores de uma ampla faixa cromática. É muito fácil plantar hortênsia em casa, os cuidados que esta planta requer também não são exagerados. Ainda assim, deveremos realizar ao menos uma poda durante o ano para que a planta cresça forte e saudável.

Uma das principais coisas que devemos levar em conta é quando fazer a poda de hortênsias, já que em muitas ocasiões são cometidos erros graves quanto à época correta para o fazer. A poda de uma hortênsia deverá ser feita no final do verão, e não no inverno ou primavera como muitas vezes se faz equivocadamente.

A hortênsia é uma planta que precisa de grande quantidade de água, por isso é fundamental podar aqueles ramos que já não florescem e também as flores, da época anterior para que os nutrientes se repartam melhor nas partes fortes e vitais da planta.

Também deveremos retirar parte dos brotos (2 ou 3 em cada 5 brotes), aqueles ramos novos que só têm um broto no final, por isso só produzirão uma flor. Caso contrário, estes absorverão a energia da planta e as flores não crescerão vigorosamente.

Será importante esvaziar o centro da planta, onde costuma acumular a madeira velha, evitando que os ramos se entrecruzem. Desta forma, os novos ramos poderão crescer melhor e as flores serão bem maiores e bonitas.

Cabe destacar que os ramos doentes ou torcidos poderão ser cortados em qualquer momento do ano.

011

podas

Trabalhar com as plantas é realmente enriquecedor e relaxante. Dentro de casa ou num jardim, é muito bom vê-las crescendo, respondendo aos estímulos, se multiplicando. As plantas dão leveza e charme ao ambiente, além de trazer vida e múltiplas cores.

Cuidar das plantas é extremamente importante. São elas que nos dão de comer de forma natural e saudável e são elas também que nos ajudam a respirar melhor. Assim, não apenas pela estética, mas principalmente pela nossa saúde, precisamos cuidar muito bem das plantas.

E, para cuidar delas de forma correta, é preciso seguir algumas regras básicas que, se você não tem experiência, com a prática vão sendo incorporadas com o tempo. Aqui o assunto é poda de árvore. Esse procedimento, como todos os outros no que se refere às plantas, necessita de alguns conhecimentos e cuidados especiais. Fique de olho nas dicas e aprenda a podar uma árvore frutífera.

* Antes de começar a trabalhar com plantas, é preciso conhecer bem as suas especificidades, como a poda, que é uma parte importante na sua formação. A poda de uma árvore possui quatro objetivos básicos:
- Dar à árvore uma forma adequada ao meio urbano durante o seu desenvolvimento – a chamada poda de formação.
- Eliminar ramos mortos, danificados ou com pragas – é conhecida como poda de limpeza.
- Remover partes da árvore que ofereçam riscos à segurança das pessoas – chamada de poda de emergência.
- Remover partes da árvore que podem causar danos sérios às edificações ou aos equipamentos urbanos – conhecida como poda de adequação.

* A poda de formação substitui os mecanismos naturais que impedem o crescimento da árvore pelas laterais, além disso tem o objetivo de conferir a ela ereção e à copa a altura suficientemente adequada para que o passeio público não seja atrapalhado.

* A poda de limpeza evita que a queda de ramos mortos possa prejudicar as pessoas que transitam pela rua onde está a árvore, além disso impede o uso de agrotóxicos no meio urbano e evita que os ramos danificados atrapalhem a evolução saudável das árvores.

* A poda de emergência, apesar de traumática – tanto para a árvore (mutilação) quanto para o espaço urbano (mudança na paisagem), é necessária para garantir a integridade física dos transeuntes.

* A poda de adequação soluciona e ameniza conflitos entre os equipamentos urbanos e a arborização. Quando uma espécie é inadequadamente plantada, surgem esses conflitos. A poda de adequação restaura a harmonia entre as plantas e a rua.

1_gif49

azaléas

A poda dos arbustos consiste em suprimir certas partes que tem por objectivo de favorecer a sua vegetação e a sua floração.
Embora a poda de formação já é geralmente começada pelo viveirista é bom de continuar durante pelo menos os 2 ou 3 primeiros anos segundo a plantação, em função da espécie, da velocidade de crescimento e da forma procurada.

Poda de formação
O primeiro ano após a plantação, de novembro a março, pode os ramos de cerca da metade para provocar ramificações.

O segundo ano, de fevereiro a março, reequilibre a forma do arbusto se for preciso. Pode os ramos muito vigorosos mais curtos que os mais fracos. Reduza o conjunto da ramada pelo menos de um terço, suprime os galhos demasiados fracos ao pé do arbusto.

O terceiro ano se o arbusto apresentar uma assimetria ou for ainda demasiado fraco renova a operação.

Poda de manutenção
Os anos seguintes, preserva a forma natural do arbusto. Suprime os ramos mortos, elimine de seguida os ramos duplicados (os que se cruzam e encontram-se em concorrência por outros que têm a mesma direção).
Para uma boa floração, os arbustos com flores precisam de uma poda anual, pelo menos para tirar as flores murchas. Se a floração for primaveril espere o fim da floração para podar, senão vai eliminar futuras flores. Se a floração for estival pode no fim do inverno e sempre antes do inicio da vegetação.

Cuidado, porque certos arbustos toleram muito mal a poda. Como por exemplo, a azaléa, a camélia, a laranjeira do México, o ciste, o rododendro.

chuva88

A Poda Certa

como-podar-plantas

A poda das árvores e arbustos serve para podar e também para dar forma. É necessário saber como fazer para deixar sua árvore ainda mais bonita.

A primeira precisa ser feita o ano todo e nada mais é do que retirar folhas secas e pontos que não estão se desenvolvendo. O mesmo vale para as flores: quando elas murcham ou morrem, devem ser imediatamente removidas. Esse procedimento impede que a planta fique fraca. Já a poda de formação e fortificação deve ser feita sempre depois das floradas, de preferência no outono, que é a estação do descanso das plantas. Nessa época, a poda, além de não prejudicar o crescimento, ajuda a desenvolver o tronco principal. Não hesite em cortar os novos brotos.

Um lembrete: ferramentas de jardinagem devem ser usados unicamente no jardim, pois sempre estarão com vestígios de inseticidas. Depois de usá-los, lave-os e guarde tudo em uma caixa separada.

Algumas espécies de plantas necessitam uma vez ao ano de poda para rejuvenescer e controlar o seu tamanho. Mas para que isso ocorra é necessário algumas dicas de como podar plantas.

Algumas pessoas recorrem aos profissionais em jardinagens e paisagismo para executar a tarefa, mas outras pessoas preferem fazê-los sozinhas. Se você se encontra no grupo que prefere fazer o trabalho de manutenção do seu jardim sozinho, algumas dicas importantes devem ser observadas para que o resultado seja satisfatório.

Primeira dica: Como podar as plantas
- Faça a poda com tesouras de poda, cortadores e até em alguns casos, uma serra;
- Todas as ferramentas devem ser de boa qualidade;
- As lâminas devem estar bem afiadas, e o cabo resistente;
- Opte por ferramentas que a lâmina possa ser re-afiada;

Segunda dica: Para controlar a altura:
- A poda da vela, ou de brotos, é especialmente praticada para manter os pinheiros-de-montanha pequenos para o uso próximo da casa, ajuda os pinheiros fracos, ramificados a encher para formar um cone mais sólido e substancial;
- Poda para renovação de floração de arbustos através da remoção de um terço dos troncos uma vez a cada ano, mantêm os arbustos jovens;
- Os arbustos cobertos de vegetação ou fracos, devem ser cortados pela base, para que ele comece a brotar forte e saudável;
- A maioria das plantas frutíferas precisam ser podadas, enquanto eles estão adormecidos

Terceira dica: Período ideal de podas
- No início da primavera é o ideal para fazer podas, algumas flores serão sacrificadas na primeira floração;
- Se preferir aguarde até o final da floração para então fazer a poda.

Dia-de-Chuva