Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Jardins e Manutenção’

jardim

Quem nunca ficou com vontade de  criar um cantinho verde e acolhedor dentro de casa? Saiba que a trajetória não é difícil, mas requer atenção e cuidado.

Para te guiar, abaixo tem algumas dicas importantes:
O que deseja plantar?
Antes de mais nada, decida o que gostaria de ter no seu jardim. Priorize os alimentos e ervas que você e sua família consomem muito – essa regra não é necessária para flores, que são sempre bem-vindas.

Escolha o melhor local
Certifique-se que as escolhas fazem sentido para o espaço reservado. Se for pequeno, prefira os verdes que não se espalham em grande proporção. Atente-se, também, às mudanças climáticas e os impactos na sua horta.

Grande parte das frutas e vegetais requerem bastante Sol, mas verduras, ervas e vegetais de raiz preferem uma sombra parcial.

Tome cuidado com os animais e crianças, interferências no crescimento das plantas e no solo podem ser prejudiciais.

cama de cultivo

Planeje a cama de cultivo
Ao decidir o local, escolha um tipo e tamanho de canteiro. Os elevados são versáteis, de fácil acesso e manutenção, porém, secam mais rápido. O ideal é organizar em linhas ou em um padrão de grade, maximizando o espaço de cultivo.

Comece devagar, certificando que todas as mudas possuem espaço suficiente para crescer. Em jardins verticais, você terá mais safras em um espaço menor.

Plantar em lugares alternativos, em caso de espaço limitado, também está valendo! Sacos ou recipientes podem ser um ótimo começo para a sua horta. Tenha em mente que modelos com água própria, como os vasos autoirrigáveis, são mais fáceis de cuidar do que vasos de flores comuns, principalmente os mais porosos, que secam rapidamente.

Considere adquirir algumas ferramentas básicas
Ter utensílios de jardinagem pode facilitar muito o trabalho e torná-lo mais prazeroso.

Dependendo do tamanho da sua área verde, invista em pá, luvas, tesoura de poda, regador ou até mesmo uma enxada ou ancinho. Mantenha-as limpas e afiadas, promovendo a sua durabilidade.

solo

Teste o solo
Antes de começar a construir o canteiro, procure saber mais sobre o solo. O equilíbrio de nutrientes e a presença de matéria orgânica fazem diferença na sua qualidade. Mas saiba que a maioria das culturas preferem um ph em torno de 7, nível neutro.

Muitas características podem ser determinadas apenas observando a terra, porém se você busca se aprofundar no assunto, procure testes caseiros ou até mesmo laboratórios profissionais.

Como preparar o solo?
Grande parte das plantas prefere solos profundos, drenados, férteis e ricos em matéria orgânica.

Bons vegetais e frutas nascem apenas de uma terra adequada, sendo assim, priorize esta etapa. Apenas fertilizantes e corretivos devem ser adicionados na área verde, para economizar tempo e dinheiro.

Escolha as sementes e transplantes
Se você deseja cultivar variedades específicas, provavelmente precisará começar a partir das sementes – esse hábito também é ótimo para economizar dinheiro.

Caso não estiver pronto para lidar com o cultivo, procure vasos com mudas que tenham aproximadamente o mesmo tamanho da vegetação adulta – plantas grandes em moldes pequenos têm probabilidade de ficarem presas às raízes e sofrerem choque quando transplantadas.

Sinais de estresse também devem ser analisados, como danos causados ​​por insetos ou folhas amarelas. Na hora da compra, pergunte se os produtos foram tratados ou pulverizados com químicos potencialmente prejudiciais, como pesticidas neonicotinóides.

Atenção na hora plantar!
As sementes devem ser colocadas na terra com cerca de 3 vezes mais profundidade do que seu diâmetro, a menos que indicado de outra forma na embalagem. Algumas também requerem luz para germinar.

Já os transplantes, em sua maioria, devem ser feitos na mesma profundidade em que estavam crescendo no vaso.

Importante! Os verdes mais jovens possuem maiores chances de danificação do que os mais velhos e por isso precisam de proteção quando são colocadas ao ar livre.

adubo

Alimente sempre o seu jardim
Regar em excesso é tão ruim quanto não regar o suficiente, verifique o solo antes de aguar, muito umidade pode causar o apodrecimento de sementes e raízes. Alimentos foliares, como chá composto, podem ser adicionados para darem às plantas nutrição extra e uma dose de micróbios saudáveis.

Se você tem uma horta saudável e bem nutrida, seus problemas de pragas devem ser mínimos, os insetos são mais atraídos por vegetações estressadas ou de alguma forma deficientes.

Mas para a maioria dos problemas existe uma solução orgânica – as ervas daninhas, por exemplo, quando pequenas, podem ser utilizadas como cobertura do solo, alimento ou medicamento.

Se você não está preparado para se dedicar aos cuidados do seu jardim, talvez seja melhor optar por itens de manutenção baixa, como brotos ou ervas.

Dependendo do tamanho de suas plantações, os requisitos de tempo podem variar de alguns minutos por dia a um trabalho em tempo integral.

Aproveite a sua colheita
À medida que as safras amadurecem, certifique-se de colher prontamente para obter a melhor qualidade. Folhas verdes, como o alface, podem ser cortadas sem preocupações, pois voltam a crescer.

Se algo não deu certo na primeira vez, não se preocupe. Existem diversas maneiras de organizar e criar um jardim.

banquinho

flor-de-maio

As plantas acolhem, deixam a casa fresca, filtram o ar que respiramos e podem nos ajudar a controlar a ansiedade e nos acalmar. É fácil de entender porque o número de interessados em jardinagem só aumenta, não é?

Muitos especialistas apontam que num mundo pós-pandemia devemos ficar ainda mais conectados com o verde investindo em plantas dentro de casa e em hortas caseiras.

Se você começou a se interessar pelo assunto agora e não vê a hora de ter a casa cheia de verde, vejam principais dicas para você ter sucesso no cultivo de plantas.

Kit-Jardinagem

1 - Tenha o seu próprio kit de jardinagem
Quem está começando a se aventurar no mundo da jardinagem, deve começar munido de pá, espátula fina e rastelo. Mas é interessante ter outras peças para ajudar na manutenção das plantinhas.

Um borrifador de pressão e um regador de bico fino são aliados na hora de regar. Quando estiver com mais confiança, você pode aumentar esse kit com as nossas dicas para jardineiros intermediários e avançados.

2. Procure pela luz
É a luz que define onde uma planta deve ficar. Portanto, o primeiro passo é avaliar a luminosidade dos ambientes da sua casa ou do seu jardim.

No geral, as plantas são classificadas em plantas de sol, plantas de meia sombra e plantas de sombra O principal é entender como o sol bate na sua casa antes de decidir onde acomodar a planta.

É importante observar a luz solar para decidir se, por exemplo, o espaço perto da janela é sol pleno ou meia sombra. As casas voltadas para a face norte são mais ensolaradas.

As plantas de sol pleno são aquelas que precisam da exposição direta à luz por algumas horas ao dia. As plantas de meia sombra são aquelas que preferem a luz solar em menor intensidade, ou seja, gostam muito de claridade e preferem o sol mais ameno, do começo da manhã ou do fim da tarde. Já as plantas de sombra preferem a luz difusa, ou seja, não gostam da exposição direta, mas gostam de luminosidade.

substrato

3. Avalie o substrato
É fundamental que as plantas estejam acomodadas em um solo adequado – tanto em jardins quanto em vasos – para desenvolver suas raízes. Muitas vezes, usar apenas terra pode compactar este solo.

Por isso, é indicado misturar um pouco de areia de construção, assim a área fica mais drenada para a água escoar. Esta terra preparada é chamada de substrato e pode conter algumas substâncias químicas – como nitrogênio, fósforo e potássio – para auxiliar no crescimento da planta.

mudinha-de-rosa-do-deserto

4. Aprenda a plantar mudinhas
Uma das grandes diversões – e trunfos! – de quem está começando a cultivar um jardim é plantar. Isso pode ser feito de diversas maneiras. Uma delas é por meio de sementes quando é preciso preparar o solo e ter paciência para esperar as plantas se desenvolverem.

As outras maneiras são por: estaquia (quando a gente planta um galhinho), brotos (quando plantamos as mudinhas que ficam na base da planta em outro lugar) e bulbo (algumas espécies nascem a partir deles). Todas elas são maneiras fáceis de multiplicar o seu jardim.

5. Atente-se à ventilação
Há plantas para todos os tipos de ambientes. Algumas plantas conseguem até resistir em ambientes com ar condicionado como escritório, mas não é o espaço mais adequado para que elas se desenvolvam.

A maioria das plantas tem ambientes um pouco ventilados para facilitar a troca de gases. Mas vale ficar atenta ao excesso de vento que pode secar e prejudicar o crescimento da planta.

Uma dica para saber se a espécie aguenta ambientes com bastante vento é observar as folhas. No geral, as plantas que possuem folhas com franjas – como coqueiro, as palmeiras ou as russélias – têm mais resistência ao vento.

Outras plantas que aguentam e barram o vento são aquelas que possuem folhas duras e envernizadas.

vincas

6. Aposte em plantas fáceis de cultivar
Uma boa dica para quem vai começar a cultivar plantas em casas é apostar em espécies que exigem poucos cuidados. As suculentas e os cactos são ótimas opções.

As espécies deste gênero possuem os diversos formatos, são resistentes e precisam de pouca rega. Há também espécies com folhagens e plantas pendentes que podem ser excelentes opções para quem ainda está aprendendo sobre jardinagem.

7. Regue de acordo com as necessidades
As plantas possuem necessidades hídricas diferentes. As suculentas e os cactos, por exemplo, precisam de menos rega e, se acumularem água nas raízes, podem até apodrecer.

Outras plantas, como a maranta, precisam de regas mais regulares para se desenvolverem. Vale estudar as necessidades das suas espécies. Se ficar em dúvida, faça o teste do dedinho. Afunde o indicador no substrato, se estiver úmido não há necessidade de regar.

Se sentir a terra seca, pode regar novamente. É importante também usar vasos com furos na parte inferior apoiados sobre pratos para que, caso haja excesso de água, ela possa escorrer e não deixar a raiz encharcada.

adubo

8. Adube
Adubar é fornecer os nutrientes necessários para que a planta se desenvolva melhor. É  importante adubar principalmente quando a espécie está plantada em vaso já que, neste caso, ela não tem autonomia para tirar os nutrientes da própria terra.

No geral, existem dois tipos: os adubos orgânicos ou caseiros; e os adubos químicos, como o NPK, que é formulado em laboratório.

Existem muitos tipos de adubos, líquidos, em pó, granulados, para diferentes fins – seja floração, frutificação, enraizamento. O essencial é buscar informações sobre a planta que queremos nutrir.

tormenta

Jardim

Pouca gente sabe, mas o vinagre pode fazer verdadeiras milagres no jardim da nossa casa. E é bem melhor que fertilizantes e outros produtos químicos, pois é uma alternativa natural e saudável para proteger suas plantas.

Você vai se surpreender com os resultados.Veja o uso possível deste incrível ingrediente em seu jardim:

1. Afasta animais
Gato, cachorro, coelho, toupeiras e roedores simplesmente fogem do cheiro do vinagre.
Portanto, basta pulverizar um pouco em seu jardim para mantê-los longe.

Outra opção é pegar roupas velhas ou pedaços de pano, embebedar no vinagre e jogar por cima de estacas que cercam seu jardim.

2. Espanta formigas
Para quem não sabe, o vinagre é o inseticida orgânico mais eficaz. Portanto, pulverize as áreas afetadas com vinagre e você se livrará das formigas bem rápido.

Repita o procedimento depois de alguns dias e não haverá mais nenhum problema com formigas.

3. Estende a vida de flores cortadas
Adicione duas colheres (sopa) de vinagre e uma colher (chá) de açúcar num vaso de flores. Feito isso, coloque a planta no vaso e pode-a a cada 3-5 dias.

Desta forma, suas flores obterão os nutrientes apropriados que prolongarão a vida delas.

4. Remove as ervas daninhas
O vinagre é um dos melhores remédios para combater ervas daninha. Adicione uma xícara de sal, duas colheres (sopa) de sabão e uma colher (sopa) de suco de limão em um galão de 5% de vinagre branco.

Misture bem os ingredientes e despeje-os em um frasco de spray. Depois é só pulverizar toda a erva daninha em torno de seu jardim.

5. Elimina insetos  do Jardim
Misture uma parte de vinagre, três partes de água e uma colher (chá) de detergente em um frasco de spray. Feito isso, mexa bem, coloque num frasco de spray e aplique em todo o jardim.

6. Afasta as moscas de fruta
As moscas estragam os frutos do jardim. Para se livrar delas, basta seguir o procedimento:

Misture uma colher (sopa) de melado, meia xícara de vinagre de maçã, um quarto de xícara de açúcar e um copo de água. Despeje a mistura em algum recipiente de sua escolha e pendure-o em sua árvore frutífera.

As moscas de fruta vão atacar a mistura e ficar presas nela. Este é também um método muito eficaz contra moscas domésticas.

plantas de jardim

7. Ajuda no crescimento das plantas
Mantenha suas plantas saudáveis. Misture um copo de vinagre com um galão de água.

Pulverize nas plantas. Você notará um crescimento significativo.

8. Remove a ferrugem das ferramentas de jardim
Pulverizar um pouco de  vinagre não diluído em suas ferramentas ou apenas mergulhe-as nele por meia hora. Em seguida, enxaguar bem e, assim, se livrará dos ferrugens.

9. Combate fungos
Se você notar que suas plantas não estão crescendo bem ou têm algumas manchas escuras nas folhas e caules, provavelmente é porque foram afetadas por algum fungo.

O vinagre branco vai resolver este problema e proteger as plantas. Faça um pouco de chá de camomila e adicione duas colheres (chá) de vinagre. Feito isso, pulverizar as plantas com esta mistura.

Se a planta forem rosas, a técnica é diferente:
Combine quatro litros de água com três colheres (sopa) de vinagre de maçã. Pulverizar as rosas com esta solução e o fungo será eliminado.

10. Combate os caracóis
Tantos eles como as lesmas são pragas que destroem os jardins. Espalhe vinagre na região para afugentá-los.

11. Acelera a germinação de sementes
Use vinagre branco para germinar sementes, em particular sementes que não brotam facilmente.

Com uma lixa grossa, esfregue as sementes. Certifique-se de fazer isso uma noite antes de plantá-las.

Misture 125 ml de vinagre, 500 ml de água morna e uma borrifada de detergente biodegradável. Em seguida, mergulhe as sementes na solução. No dia seguinte, plante as sementes e elas crescerão muito rápido.

ouvindo-a-chuva20

jardim

Quer aprender como iniciar um jardim, mas não sabe por onde começar? Abaixo há 10 dicas para você fazer o jardim dos sonhos!

Quer aprender como iniciar um jardim, mas não sabe por onde começar? Neste artigo, vou te dar 10 dicas para você fazer o jardim dos sonhos!

1 – Decida o que você gostaria de cultivar em sua horta
Regra nº 1 – Se você gosta de cultivar temperos, frutas e verduras, essa é uma boa opção para começar. Concentre-se nas frutas, legumes ou ervas que sua família mais gosta.

2 – Escolha um local para começar seu jardim
A maioria das frutas e legumes precisam de sol pleno, com um mínimo de cinco horas de luz solar direta por dia para a frutificação.

Você precisa escolher o local do seu jardim pensando no “bem estar” das plantas, frutos e semente que pretende cultivar. Pense em como você acessará o jardim para colher, regar e cuidar de suas plantas.

jardim

3 – Planeje suas camas de jardim
Depois de saber onde deseja o seu jardim, decida sobre o tipo e tamanho dos canteiros.

As camas elevadas são ótima opções, além de atraentes facilitam o trabalho!

Pense em plantar seu jardim em blocos ou canteiros de plantas, em vez de fileiras únicas. As camas devem ter 3 a 4 pés de largura – estreitas o suficiente para que você possa alcançar o centro de ambos os lados.

Dentro dos canteiros do jardim, coloque as plantas em linhas ou em um padrão de grade. O objetivo é minimizar as passarelas e maximizar o espaço crescente.

Camas retangulares ou quadradas são as mais comuns, mas você também pode plantar seu jardim em itens encontrados, como tanques de água de gado velhos ou seções de canos de esgoto.

4 – Invista em ferramentas básicas de jardim
As ferramentas certas tornam o trabalho no seu jardim um prazer, e não uma tarefa árdua. Você não usa uma faca de manteiga para cortar cenouras cruas e não deve usar ferramentas opacas ou frágeis para trabalhar em seu jardim.

O equipamento básico de jardinagem inclui: Enxada de jardinagem; Enxada; Ancinho e terra; Ancinho da folha; Pá de jardim ou pá ; Ferramentas de mão.

jardim

5 – Teste seu solo
Antes de começar a construir seus canteiros ou plantar, você precisa saber sobre as propriedade do solo do seu jardim.

O seu solo é ácido, alcalino ou pH neutro? Você tem areia, argila, lodo, pedras ou uma mistura dos quatro? Existe risco de contaminação do solo por estruturas próximas, estradas ou outras fontes? Possui uma boa quantidade de nutrientes básicos?

Algumas dessas características podem ser determinadas apenas observando o solo. Outros podem exigir testes em casa ou testes de laboratório profissionais.

Por exemplo, a contaminação por chumbo de pinturas antigas ou estradas próximas com tráfego intenso é um problema em algumas áreas.

6 – Construa seu solo
Se você está começando com a grama, precisará cortá-la em pedaços e montá-las como se fosse um quebra cabeça, até que ela entre no solo.

A melhor época para isso é o no outono, mas não deixe que isso o impeça de começar seu jardins nas outras épocas do ano.

7  - Escolha as sementes
Para saber quais plantas crescem melhor diretamente no jardim, você precisa pesquisar antes sobre o tipo de semente que você quer cultivar. Assim, você vai saber exatamente se ela vai crescer ou não no seu jardim.

É importante ter um solo saudável. Para isso é necessário possuir matéria orgânica e nutrientes necessários para “regar” o solo.

8 – Plante com cuidado
A maioria dos pacotes de sementes e recipientes vem com instruções básicas de plantio. Depois de fazer o trabalho de chão (literalmente), basta entrar e planta.

Apenas tente e você pode aprender o resto à medida que avança.

jardim

9 – Cultive seu jardim
Há um velho ditado que diz: “O melhor fertilizante é a sombra do jardineiro”. Se você não estiver preparado para reservar um tempo em sua programação para cuidar de suas plantas, pode ser melhor chegar ao mercado do agricultor ou ficar com itens de manutenção extremamente baixos, como brotos ou ervas.

Dependendo do tamanho de suas plantações, os requisitos de tempo podem variar de alguns minutos por dia a um trabalho em período integral.

10 – Aproveite sua colheita
À medida que as culturas amadurecem, certifique-se de colher rapidamente para obter a melhor qualidade.

Verduras folhosas como alface são tipicamente “cortadas e recolocadas”, o que significa que você pode cortar as folhas e elas voltarão a crescer para outra colheita.

Pronto, agora você já pode começar a tirar do papel a idéia que você tinha para o jardim da sua casa.

folhas caindo_1