Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Interior e Paisagismo’

jardim-pallet

Um jeito fácil e barato de criar um jardim vertical em casa é usar pallet de madeira como suporte.

O aspecto pode nem sempre ser bom, são rústicos, podem vir com farpas, então a dica inicial é preparar o pallet antes de qualquer coisa, lixar e passar verniz marítimo, que dá um up e deixa a madeira protegida de sol ou chuva. Isso vai ajudar a ter um pallet que dure mais.

É possível criar o jardim de duas formas. A primeira é prendê-lo direto na parede e, incluir novas tábuas de madeira como um suporte. Uma base para criar um tipo de cachepot.

Depois, é forrar (esses suportes) com uma manta geotêxtil para fazer drenagem. Assim, podemos evitamos que a terra escorra.

Outra forma é prender os vasos diretos no pallet e usá-lo apenas como suporte. Ele pode ser pregado na parede, ou apoiado em um canto. Basta passar arames nos furos dos vasos (os em formato de meia lua funcionam melhor) e prender no pallet.

E quanto às espécies: quais se adaptam melhor a esse jardim? Vale lembrar sempre que a escolha das espécies tem a ver com o lugar onde elas ficarão.

Plantas de pleno sol são para áreas abertas e ensolaradas. Assim como as plantas de sombra para áreas mais reservadas.

calateia orbifolia

Se a idéia for instalar na área de sol, tem várias opções, como a horta de erva aromática. Plantas pendentes dão charme especial. As suculentas e bromélias também.

Em áreas mais sombreadas, pode abusar da combinação de samambaia e orquídea, as marantas e calatheas, com suas folhagens de cores diversas, prosseguem.

Se não quiser ter trabalho, uma boa opção de planta resistente é a jibóia. Ela é rústica, fica linda e ajuda a filtrar o ar do ambiente.

Se optar por usar o pallet como um cachepô, é preciso ficar atento sobre a escolha das espécies, e colocar no mesmo espaço apenas as com necessidades hídricas parecidas.

Exemplo: não pode colocar hortelã com alecrim, porque elas têm necessidades diferentes, uma vai morrer seca e a outra afogada.

luar

Zamioculcas-apartamento

Se pudermos trazer um pouco mais de cor pro nosso dia a dia, que seja com plantas e flores, então. E por que não dentro de nossos apartamentos?

Escolher a espécie certa para o local pode ser um bom começo. Cactos e suculentas por exemplo, são plantinhas que não necessitam de regas diárias e que se adaptam bem em qualquer lugar.

Prefira então, lugares com bastante iluminação natural, por exemplo, janelas e varandas. Planeje um cantinho especial para cada uma delas.

E uma boa dica de organização são os jardins ou hortas verticais que possibilitam colocar em cadeia várias espécies em uma mesma parede. Assim fica mais fácil de cuidar, regar e fertilizar. Que é também um passo muito importante, o cuidado.

E como não estarão em contato direto com a natureza é importante fertilizar cada planta em seu vaso e mantê-las o mais próximo possível de sua vida natural.

Apesar de estarem dentro do apartamento não estão completamente isentas das pragas e muito menos da poeira, neste caso. Lembre-se de protegê-las e também de fazer a limpeza necessária para retirar todos os resíduos vindos de fora.

vaso-de-planta

Fique sempre de olho se há partes não saudáveis na sua plantinha, e com o auxílio de uma tesoura de jardinagem retire-as para preservar a sua saúde.

Espécies como Orquídeas, Samambaias, Suculentas, Cactos, Luca, Lança de São Jorge, Árvores da felicidade entre outras, são ótimas para se ter dentro de apartamentos, além de ajudarem na decoração e serem lindíssimas.

Se adaptam facilmente aos ambientes, e algumas até curtem um ar condicionado no dia a dia.

Agora não tem mais desculpa para não ter o sonhado jardim, mesmo morando no conforto do seu apê.

borboletas044

interior

Uma casa com plantas é um lar. Ter plantas pela casa toda não é um sonho, é totalmente possível e ainda traz muitos benefícios. E dá para ter verdinhas em todos os cômodos: sala, quarto, cozinha, home e, dependendo da claridade, até mesmo no banheiro e lavabo.

O truque para conseguir cultivar plantas em espaços internos, seja em casa ou até mesmo no escritório, é: identificar a luz. Se o cômodo tem janelas, observe para ver a quantidade de raios solares que entram por elas.

Se o local recebe uma boa iluminação vinda do sol, mesmo que de uma forma difusa, isso pode ser o suficiente para cultivar plantas de sombra. Como explica nossa louca das plantas, lembre-se que sombra não é breu.

Em locais sem janelas, como garagens, hall de elevadores ou aquele espaço embaixo de uma escada, é impossível cultivar plantas por um longo período.

Agora, se tem aquela área que bate um solzinho de manhã ou de tarde, algo em torno de 2 horinhas e o resto do dia ainda fica bem claro, pode encher o lugar com fícus, calatéias, antúrios, samambaias, marantas, enfim,  todas essas são espécies ótimas para filtrar e purificar o ar, trazendo frescor e beleza para dentro de casa..

Outra ótima sacada para compor um ambiente gostoso e verde na sua sala é criar composições com contrastes: plantas grandes e pequenas, folhagens brilhantes e opacas, ou então, desenhos e formas: folhinhas delicadas e longas com outras espécies de folhas grandes e largas.

Essas composições ficam muito bonitas e são benéficas também para as plantas, já que a água do substrato dos vasos e da transpiração das folhas criam uma uma massa de vapor, mantendo a umidade por mais tempo.

plantasnavaranda

Se tiver espaço na varanda, entrada da casa ou até mesmo se a sala é bem ampla, folhagens grandes como ráfis, antúrios, xanadú e aglaonema são ótimas para criar aquela florestinha bem volumosa.

Cozinha também é um ótimo lugar para plantas. Sempre tem uma janela, bastante claridade e dá para cultivar espécies pendentes e de folhas largas; não precisa ficar só nos temperos e ervas.

A cozinha é um ambiente muito prático para fazer as regas, dá até mesmo pra levar os vasos para dentro da pia. Nessa hora, aproveite e lave as folhas, para ajudar a remover poeira e um pouco da gordura,, principalmente em cozinhas onde o fogão é bastante utilizado.

plantano quarto

Esqueça a lenda de que não pode ter plantas dentro do quarto. Ela não vai competir com você pelo ar do ambiente, mesmo que à noite vegetais consomem oxigênio assim como nós. Pessoas dividem o quarto, sejam casais, crianças e até mesmo, com gatos e cachorros.

Então, fique tranquilo porque nenhuma planta vai “roubar” o seu ar mais do que faria outro ser humano ou um pet. Vasos e cachepôs com espécies pelo chão ou mesmo plantas pendentes são bem vindas, só não se esqueça de regá-las e ter claridade o suficiente para cultivá-las no seu quarto.

O escritório também fica mais bonito, colorido e humanizado com plantas. Basta escolher as espécies corretas e, principalmente, o local onde os vasos devem ficar. Quase sempre, pensamos em uma plantinha em cima da mesa de trabalho, mas será que perto da sua janela não tem um equipamento eletrônico?

escritório

Se tiver, troque a máquina de lugar com a planta: assim, você tira a impressora ou o computador do sol, que têm sua via útil comprometida com a luz solar e, coloca ali os vasos com as plantas. A claridade natural fará bem para as verdinhas e todo mundo sai ganhando.

Espécies mais rústicas são bem vindas, como o antúrio e a ráfis, que são plantas que suportam alguns dias sem rega (nos fins de semana) e até mesmo resistem à secura do ar condicionado.

É hora de trazer as plantas para dentro de casa e, deixar lá fora, tudo aquilo que agride e queremos manter longe.

Poluição do ar e sonora, ar seco, e, porque não, um ambiente duro e sem vida. Certeza de que com muitas plantas, você terá um lar mais aconchegante, humano, colorido e feliz.

agua xzO

horta vertical

Os jardins verticais não são apenas uma solução paisagística para pequenos espaços, mas também uma ótima alternativa para o cultivo de hortaliças, temperos, legumes e verduras. A horta vertical é uma técnica de jardinagem que utiliza alguns recursos para que as plantas cresçam verticalmente ao invés de uma superfície horizontal do jardim.

O primeiro passo é escolher um ambiente iluminado e arejado para plantar. A horta deve receber cerca de quatro horas diárias de luz do sol direto. Pode ser no período da manhã ou da tarde.

Já existem contêineres especiais para cultivo vertical de hortaliças. Você também vai precisar de terra orgânica, sementes ou mudas, pedras e fertilizante. Caso queira investir, um sistema de irrigação automatizada facilitará uma boa colheita.

E para ter ervas mais verdinhas e bonitas, é importante podar com bastante frequência para estimular o crescimento das folhas. Confira a seguir cinco dicas para sua horta vertical engrenar,

hortavertical

Dê preferência a adubos orgânicos
Além de serem altamente nutritivos e proporcionar alimentos livres de agrotóxicos, algumas receitas podem ser feitas em casa, com baixo custo e praticidade. Não apenas para vegetais comestíveis, esses produtos podem ser utlizados na maioria das plantas ornamentais.

Além disso, pode-se ajustar as concentrações dos ingredientes de acordo com a quantidades de vasos da sua casa.

Regue nas primeiras horas da manhã ou no final da tarde
Devido às variáveis do desenvolvimento das plantas, podem não haver regras específicas quanto a tegas, porém, tanto a terra muito seca quanto muito úmida podem acabar com o seu sonho da horta doméstica.

Procure evitar horários muito quentes, pois a água evapora rapidamente. Regar à noite também não é indicado porque a absorção é menor e as folhas demoram a secar.

horta-vertical

Preste atenção nas características do solo diariamente
Inúmeros fatores podem levar ao excesso ou à falta de água. É fundamental que o solo esteja sempre úmido, porém nunca encharcado.

Para avaliar, mexa a terra com o dedo ou alguma ferramenta e observe se ela está seca ou úmida. Se estiver úmida, regue apenas no outro dia.

Evite venenos industrializados
Pragas em  hortas caseiras podem ser combatidas de maneira bem simples e com produtos orgânicos. O primeiro passo é reconhecer cada tipo de praga e, assim, definir a melhor receita para combatê-las.

As lesmas e caracóis costumam aparecer em solos úmidos e gostam de atacar durante a noite, furando e devorando folhas, caules e botões florais.

Já as formigas costumam ser injustiçadas: não são todas as espécies que atacam as plantas. Atente também para as duas pragas sugadoras mais comuns no jardim: as cochonilhas e os pulgões.

jardim vertical

Dê a devida atenção às plantas
Um jardineiro caseiro dedicado deve saber as especificidades de cuidado para cada espécie. Sabemos que você não se tornará um expert de repente, por isso, a dica é anotar as frequências de rega, adubação e outros requisitos em um caderninho, que fique à vista e em perímetro de alcance quando você for aplicar os cuidados.

Caso algo dê errado, tome nota das possíveis causas do apodrecimento da planta, para não cometer as mesmas falhas no futuro.

É importante retirar folhas secas e verificar a condição das plantas sempre que puder. Quanto maior atenção e interação com as plantas, melhor seu desenvolvimento e vigor.

janela-flor