Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Hortas e Medicinais’

ora pro nobis

A Pereskia aculeata, conhecida popularmente no Brasil como ora-pro-nóbis, é um tipo de cacto muito utilizado como cerca-viva e como quebra-vento devido às suas estruturas escandentes e espinescentes, sendo extremamente eficiente na inibição de invasores.

Também conhecida como ‘carne de pobre’, a Pereskia Aculeata surpreende pelo seus benefícios, sendo muito utilizada para a alimentação, pois suas folhas contém um alto teor nutricional, rica em nutrientes e proteínas, além de propriedades que tratam feridas, dores, revitalização e inflamações na pele.

Aprenda neste artigo como cultivar, quais tipos existem, quais são as diversas utilidades e benefícios para a saúde que essa planta apresenta, curiosidades e muito mais!

Como plantar e cuidar da Ora-pro-nóbis
Conheça aqui as melhores dicas de como cuidar da sua ora-pro-nóbis, incluindo informações sobre a temperatura ideal, solo, tipos de vasos adequados, adubos necessários, floração, manutenção, como combater pragas e doenças comuns da planta.

* Melhor vaso para Ora-pro-nóbis
A ora-pro-nóbis pode ser plantada em qualquer recipiente de pelo menos 30 centímetros de profundidade para garantir que suas raízes tenham espaço suficiente para se desenvolver. Quando plantada em vaso, as raízes crescem até onde a estrutura do recipiente permitir.

A terra utilizada deve ser rica em nutrientes para que a muda se desenvolva bem, podendo ser preparada com compostos orgânicos, húmus de minhocas. Esse tipo de cacto pode ser considerado uma planta trepadeira e de fácil proliferação, podendo ser colocado próximo a uma parede pois elas irão crescer e se fixar na estrutura que se encontram.

ora-pro-nobis

* Iluminação ideal para a Ora-pro-nóbis
Assim como todos os cactos, as plantas da ora-pro-nóbis necessitam de muita luz solar direta todos os dias e não muito beneficiadas com a alta exposição solar.

Por serem também tolerantes a ambientes secos, a ora-pro-nóbis pode prosperar nos mais diversos ambientes, como copas de árvores, florestas abertas e menos densas, florestas secas, áreas rochosas e em ambientes de sombra clara.

A iluminação é um fator importante para o desenvolvimento da planta. O crescimento irá ocorrer dependendo da intensidade da luz, pois quando exposta a luz fraca, os caules tendem a subir e as folhas crescem em tamanho, mas se tornam mais finas, e quando não recebem a quantidade ideal de luz, as folhas tendem a cair.

* Temperatura ideal para Ora-pro-nóbis
A temperatura ideal varia dependendo do local e do tipo de ora-pro-nóbis, mas são plantas tropicais e subtropicais que requerem temperaturas consideravelmente quentes e condições mais secas. Esta planta de crescimento fácil florescerá em temperaturas que variam 20°C durante a noite e 37,22 °C durante o dia.

A planta da ora-pro-nóbis consegue também sobreviver em temperaturas mais frias, no entanto, não irão se desenvolver com tanta facilidade.

Flor_Ora_Pro_nobis

* Rega da Ora-pro-nóbis
A irrigação da ora-pro-nóbis é considerada um dos passos mais fáceis do cultivo. As plantas podem ser regadas com pouca frequência, sendo muito resistentes à falta de água.

A frequência de rega para esse cacto depende do local onde está, pois caso haja mais luminosidade solar ou maior índice de vento, o solo tende a secar mais rapidamente, necessitando de mais água.

Para conferir se a planta necessita de água, basta afundar o dedo na terra até a metade da altura do vaso, conferindo a umidade do substrato. A planta irá indicar se está saudável quando novas folhas surgirem constantemente.

*  Solo ideal para Ora-pro-nóbis
O solo ideal para a planta de ora-pro-nóbis é um que seja adequado para cactos, ou seja, que contenha algum material orgânico e de boa drenagem seja boa para evitar danificar as raízes.

Embora a Pereskia Aculeata possa tolerar diferentes tipos de solos, ela tem uma afinidade por solos bem drenados e ricos em nutrientes. Ele prospera em solos com uma faixa de pH de 0,6 – 7,5.

A maior ameaça que este cacto enfrenta é a irrigação excessiva, pois danifica as raízes e o solo. Durante o replantio, eles precisam ser deixados sem nenhuma interferência no colo por um curto período para evitar que estejam sobrecarregadas.

orapronobis

* Adubos e substratos para Ora-pro-nóbis
A adubação mensal é a mais recomendada. O fertilizante utilizado regularmente para a ora-pro-nóbis deve ser balanceado e do tipo especificamente para cactos solúveis em água, o que aumentará a sua propensão para florescer.

Basicamente, a ora-pro-nóbis consegue crescer em qualquer tipo de solo, inclusive os pouquíssimos férteis.

Quando exposta a uma quantidade ideal de nutrientes, a ora-pro-nóbis irá se desenvolverá melhor e mais rapidamente. Os melhores substratos para esse cacto são aqueles com nitrogênio, explicando o alto teor de proteína foliar e aumentará seu potencial nutricional.

* Floração da Ora-pro-nóbis
Durante os meses de março a julho, a Pereskia Aculeata produz numerosas flores, que dependendo da espécie podem ter pétalas de cor branca, creme, rosa claro ou amarelas. Essas flores possuem 2,5–5 cm de diâmetro.

No Brasil, a floração da ora-pro-nóbis ocorre a partir de janeiro, durante o verão até o outono. Durante o período de floração, diversos insetos são atraídos pelo perfume das flores, especialmente as abelhas. As flores que brotam durante a floração da planta também são comestíveis.

ORA-PRO-NOBIS2

* Manutenção da Ora-pro-nóbis
A ora-pro-nobis se desenvolve bem em ambientes secos e sem muita interferência humana, além de não precisar ser replantada com frequência. No entanto, é necessário regar o solo com replantio ocasional.

Tenha cuidado ao replantar qualquer cacto para não se machucar com os espinhos afiados. Retire a planta de sua muda e coloque-a em um recipiente desejado antes de enchê-la com terra.

Não regue por algumas semanas após o replantio, pois a planta ainda está se adaptando ao seu novo recipiente. As podas também são necessárias esporadicamente para aumentar a quantidade de folhas.

* Qual o melhor lugar para plantar?
A ora-pro-nobis apresenta uma grande resiliência quando se trata do ambiente de plantio, havendo diversas possibilidades de locais para o seu desenvolvimento. Pode ser plantada tanto em ambientes externos com sol pleno quanto ambientes de meia sombra, sendo ideal para o cultivo dentro de casa ou apartamentos.

Nos ambientes internos, esses cactos podem ser cultivados em vasos (do tipo cuia) ou no solo, necessitando apenas de alguma estrutura para se apoiar. É necessário apenas garantir um ambiente onde a planta absorva ao menos quatro horas de luz solar diariamente. Caso o plantio seja feito por sementes, basta deixar que as mudas se desenvolvam no local de plantio.

* Poda da Ora-pro-nóbis
Quando bem feita, a poda pode servir para ajudar a aumentar a quantidade das folhas da ora-pro-nóbis. A colheita das folhas é considerada como o papel de poda. Quando as folhas são extraídas do cacto, as folhas mais jovens conseguem se desenvolver melhor e abre possibilidade para que novas folhas possam brotar.

A manutenção e extração das folhas é recomendada a cada dois meses, bastando remover folhas do ramo a cada 80 dias durante as estações chuvosas e a cada 100 dias durante períodos de seca. No entanto, não é uma ação necessária, apenas sendo recomendável para a remoção de folhas secas ou danificadas.

ora pro nobis

* Pragas e doenças comuns da Ora-pro-nóbis
A ora-pro-nóbis costuma ser muito resistente a pragas e doenças. Os maiores problemas que podem surgir são devido ao excesso de umidade ou devido a precária infraestrutura do seu recipiente.

Para proteger naturalmente o seu plantio, a medida certa que irá ajudar será através da diversificação do cultivo, bastando encontrar variedades de plantas para a sua horta que servem como repelentes naturais, como o alho, alecrim e manjericão.

Repelentes naturais com preparos de alho também irão ajudar contra as pragas e insetos. Caso o problema seja com os fungos, provavelmente a raiz da sua ora-pro-nóbis está sofrendo com o excesso de umidade e calor. Portanto, evite a rega durante as épocas de calor e chuvas intensas e remova as folhas que apresentarem a doença para combater a proliferação.

* Propagação da Ora-pro-nóbis
A Pereskia aculeata se propaga com bastante facilidade através da dispersão de suas sementes ou de seus fragmentos que se desprenderam da planta principal. Os caules podem criar raízes se caírem no chão enquanto as sementes são dispersas por pássaros e outros animais que comem os frutos.

As inundações e chuvas também auxiliam na propagação das sementes e segmentos de caule. Manualmente, a propagação pode ser feita através do corte de um pedaço do caule de cerca de alguns centímetros de comprimento.

O pedaço poderá se desenvolver em um bom composto orgânico. Após o período de enraizamento, plante uma muda no substrato e local desejado.

* Como fazer mudas de Ora-pro-nóbis
Se quiser plantar a ora-pro-nóbis através da germinação de sementes, deixe que sua ora-pro-nobis entre no período de floração para que produza frutos.

As sementes da ora-pro-nobis estarão dentro de pequenas bagas amarelas, com aproximadamente 3 cm de diâmetro, que contém em seu interior várias sementes. Utilize elas para germinação e produza novas mudas.

Além disso, é possível comprar mudas prontas com as plantas já enraizadas e altura adequada (geralmente comercializadas quando atingem cerca de 50 cm) em lojas de jardinagem ou pela internet. Para plantio da muda no jardim, basta fazer a cova e acomodar a muda cobrindo-a com a própria terra.

* A Ora-pro-nóbis é tóxica?
A ora-pro-nóbis não é considerada uma planta tóxica. Na verdade, a ora-pro-nóbis é uma planta do tipo cacto que possui propriedades nutricionais extremamente importantes para a saúde humana, o que inclui grandes quantidades de proteínas, vitaminas, minerais, e fibras.

Alguns estudos sugerem que a Pereskia aculeata pode conter antinutrientes (substâncias que atrapalham na absorção e na utilização dos nutrientes durante a digestão, muito presente em vegetais) e alcalóides (responsáveis pelo sabor amargo) em suas folhas, mas em níveis extremamente baixos.
Portanto, o potencial da ora-pro-nóbis como alimento funcional continua sendo indicado para a complementação da dieta e no auxílio do bem estar.

janela-brisa

alecrim

O alecrim é uma planta que é muito comum na cozinha como tempero, chás e aromatizantes, o que muitos não sabem é que o alecrim, também pode ser usado para fins medicinais.

Planta-se dentro de casa mesmo, de modo a usufruir de tais benefícios com cultivo caseiro e orgânico dessa erva que não exige muita manutenção, pensando nisso preparamos esse artigo sobre como cultivar Alecrim no vaso, conforme veremos abaixo.
* Primeiramente, sabia que o Alecrim e uma planta de origem no Mediterrâneo? Sim! por essa razão é uma planta de sol pleno. Com duração mínima de 4 horas de sol diários nela e as folhas pontudas determinam que são resistentes ao vento e frio.

* Em seguida, indica-se a utilização de vaso pequeno, cerca de 20cm de diâmetro, onde vão as suas sementes ou as mudas.

* Deixe dentro de seu vaso substrato/terra, de preferência adubado minimamente e bem drenável, em um lugar bem iluminado e nada úmido e basta regá-la, no máximo, duas vezes por semana deixando sempre dois dias de intervalo.

O importante é que o solo do seu alecrim sempre permaneça úmido, mas não encharcado, por isso tenha sempre atenção.

* Pronto, assim terá realizado o plantio do seu alecrim, mas calma que os cuidados não param por ai.

Rosmaninus-officinalis

Como realizar poda e colheita da plantinha
Por fim, o alecrim vai crescer em formato de arbustos. Sendo assim, após 3 meses já será possível realizar a primeira colheita e aplicar da maneira que mais apreciar seja para chás, temperos saladas, e tantas outras opções.

flores (2)

ora-pro-nobis-2

Da família das cactáceas, a ora-pró-nobis (Pereskia aculeata) tem origem nas Américas e é uma planta trepadeira, podendo ser cultivada em vasos (do tipo cuia) e no solo, tendo alambrados ou outro tipo de estrutura para se apoiar.

Em fazendas e chácaras, é comum elas serem utilizadas como cercas-vivas, até por conta dos seus espinhos. É preciso ter cuidado quando for mexer com ela.

Fácil de cuidar, a ora-pro-nóbis vai bem em ambientes com sol pleno ou meia-sombra, o que faz dela também ideal para o cultivo dentro de casa e de apartamentos.

Basta colocá-la em um local onde pegue pelo menos de três a quatro horas de sol por dia. As regas devem ser feitas de duas a três vezes na semana, sempre com atenção para não encharcar o substrato.

A frequência de rega de toda planta depende do local onde ela está, pois se ela pega mais sol ou corrente de vento, o solo tende a secar mais rápido.

Então, aqui também vale a regra do “dedômetro”, ou seja, afundar o dedo na terra até a metade da altura do vaso, e não apenas na superfície, para verificar se o substrato está úmido ou precisa de água.

Para saber se ela está saudável, basta olhar se estão surgindo folhas novas. Este e o grande indicador de saúde das plantas.

ora-pró-nobis1

E as mudas?
Para ter uma ora-pro-nóbis para chamar de sua, é possível comprar uma planta já enraizada e com altura média (elas são comercializadas com cerca de 50 cm), cujos valores giram em torno de R$ 25 e R$ 30, dependendo da localidade.

Outra opção é adquirir uma muda, por um valor que varia de R$ 3 a R$ 7, em média, plantá-la e acompanhar do desenvolvimento dela.

Para plantio no jardim, basta fazer a cova e acomodar a muda cobrindo-a com a própria terra. Em vasos, pode ser usada terra vegetal acrescida de húmus de minhoca, se possível, para que a muda receba uma carga maior de nutrientes.

No jardim, se tiver espaço para o desenvolvimento das raízes, ela vai se apoiando e crescendo. Já dentro do vaso ela cresce até o ponto quando as raízes não tem mais para aonde ir.

Outra característica interessante da ora-pro-nóbis é a de que, a cada “colheita”, surge uma nova muda em potencial. Isso porque, para se retirar as folhas para consumo, o recomendado é que se corte todo o comprimento do galho onde elas estão fixadas (cerca de 20 cm) e este, por sua vez, vira uma nova muda, já que a reprodução da planta se dá por estaca ou estaquia.

Nesta primeira fase de desenvolvimento é preciso dar especial atenção à rega. Além disto, a “colheita” também funciona como poda, o que é um excelente estímulo para o crescimento lateral da planta.

ora-pro-nobis

Floração
Com pétalas brancas com miolo alaranjado ou em tom de rosa, a floração da ora-pro-nóbis acontece a partir de janeiro, no verão, até o outono e é bastante atraente aos insetos, em especial às abelhas.

Assim como as folhas, as flores da planta também são comestíveis. Se não colhidas, elas se transformam em frutos pequenos de cor alaranjada, que também pode ser consumidos, apesar do sabor não tão elaborado.

Das folhas aos frutos, a riqueza da ora-pro-nóbis está no seu valor nutricional. Rica em proteína, a planta também é fonte de minerais (manganês, ferro, cálcio, magnésio), além de fibras e vitamina C.

Ela pode ser consumida in natura, cozida ou na forma de sucos e farinhas, utilizadas para enriquecer bolos, pães e massa.

Tantos nutrientes fizeram com que a planta recebesse a alcunha pejorativa “carne de pobre”.

A história dá conta, no entanto, que seu nome popular vem das antigas igrejas, que utilizavam a planta para cercamento, as quais tinham suas partes consumidas pelos fiéis durante os sermões celebrados em latim – ora-pro-nóbis significa “rogai por nós”.

Dia-de-Chuva

pimenta biquinho

Essa pimenta possui alguns nomes diferentes, além de pimenta biquinho em algumas regiões do país ela também é chamada de pimenta de bico, Seu nome científico é: Capsicun Chinese, da família Solanaceae (que é a mesma do tomate, berinjela e pimentões. Tem origem no continente americano.

Essa planta atinge a altura de 60 cm podendo chegar a até 1 m. Suas flores são hermafroditas e seus frutos atingem normalmente o tamanho de 2,5 cm de diâmetro. Como o próprio nome diz, ela é redonda e possui um pequeno biquinho que dá o seu nome. Tendo uma cor vermelha bastante intensa.

É possível um tempero ser marcante e suave ao mesmo tempo? A pimenta biquinho, também conhecida como pimenta-de-cheiro, é ideal para quem deseja adicionar um sabor diferenciado nas refeições do dia a dia ou em preparos para ocasiões especiais.

Para ter essa variedade fresquinha sempre à mão, a dica é aprender como plantar pimenta biquinho em casa. Além de testar diferentes receitas, o cultivo de temperos deixa os cantinhos ainda mais bonitos e aconchegantes.

Quer uma horta cheia de vida? Confira essas dicas e o passo a passo para cultivar pimenta biquinho em casa ou apartamento.

pimenta

Plantio de pimenta biquinho
O cultivo doméstico de pimenta biquinho adiciona praticidade ao preparo das refeições.

A pimenta biquinho pode ser cultivada por sementes, em jardins, pomares ou em vasos e jardineiras. Para plantá-la aí na sua casa, siga o passo a passo:
* Escolha um local ensolarado e prepare a terra, preferencialmente com húmus ou adubo NPK (1 copo para um espaço de 10 m² é o suficiente).

* Com o dedo, faça pequenas covinhas, com o dobro de tamanho das sementes. Coloque, no máximo, de 3 a 4 sementes de pimenta biquinho em cada buraco.

* Depois de adicionar as sementes, cubra os espaços com terra fofa e pronto! A germinação irá acontecer em uma a duas semanas.

* Assim que aparecer as primeiras mudas, arranque as menores, deixando somente a mais forte e vistosa. Se deseja ter um grande pé de pimenta biquinho, evite vasos pequenos: quanto mais substrato, maior a chance dela se desenvolver.

pimenta biquinho

Regas e iluminação
Uma das principais dicas sobre como plantar pimenta biquinho é sobre a irrigação. Independentemente do recipiente que esteja sendo cultivada, as regas devem ser frequentes, mas sem encharcar o cultivo, que pode levar ao apodrecimento das raízes.

O período mais indicado para irrigação é no início da manhã ou no final da tarde.

As pimentas gostam do clima tropical e subtropical, portanto, o local deve apresentar, no mínimo, de 18ºC a 34ºC. Em regiões mais frias, a germinação pode demorar um pouco mais, já que a pimenta biquinho ama o calor. Quanto mais sol, melhor.

outono_1