Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Flores e Folhagens’

columéia

A Columnea hirta rouba a cena e ganha status de protagonista no final da primavera e durante todo o verão, com seus longos ramos repletos de flores vermelho-alaranjadas cobertas por uma pelugem muito delicada.

Parente da conhecida Columeia-gloriosa (Columnea gloriosa) e de tantas outras columéias, a herbácea é generosa com quem não tem o sol sempre à disposição: precisa e apenas duas horas diárias de luz e floresce mais que suas irmãs – enquanto a maior parte das columéias concentra as flores apenas nas pontas dos ramos, a Columnea hirta tratou de de espalhá-las por toda a ramagem semi pendente. Oferece ainda como bônus a visita constante dos beija-flores.

Nativa da Costa Rica, a espécie é típica de clima quente e úmido e vai bem em quase todo o Brasil – a exceção é a região Sul, onde as temperaturas são mais baixas. Porém, com alguns cuidados, – o plantio em local protegido do frio e de geadas, como as varandas e jardins de inverno – é possível cultivá-la até mesmo nessas áreas.

columéia hirta

Versátil como ela só, pode ser plantada em vasos e jardineiras suspensas; em jardins verticais, combinada com samambaias; e usada para forrar vasos mais altos.

Para ter belas flores
O recomendado é acomodar a columéia em vasos para pendentes preenchidos com uma mistura de terra vegetal, 10% de húmus de minhoca e 2% de torta de mamona.

As regas podem ser feitas três vezes por semana no verão e duas vezes no inverno, pois a planta não é fã de solos encharcados.

Já a adubação, sempre nos meses de agosto, novembro e fevereiro, limita-se à aplicação de NPK 4-14-8. Use uma colher de café nos vasos de até 10 litros e triplique a dose nos maiores.

colummea

Para controlar o crescimento da columéia e estimular novas brotações, é importante podar os ramos logo após o fim da florada – no máximo até o mês de fevereiro.

Essa pode ser leve, apenas com o corte dos ponteiros, ou mais radical se o objetivo for revigorar a planta e intensificar a florada na primavera seguinte. Nesse caso, reduz o comprimento dos ramos a apenas 15 cm.

No que se refere às pragas, o ataque mais comum é o de cochonilhas, combatidas com aplicações de óleo mineral ou vegetal agrícola nas folhas da planta. Quem preferir um tratamento mais caseiro pode recorrer a uma solução de sabão neutro.

Outra dica é, na hora da rega, molhar também as folhas da planta, principalmente nos dias mais secos, já que muitas vezes as cochonilhas se escondem na parte inferior das lâminas.

colummea hirta

Características
* Família: Gesneriáceas.
* Origem: Costa Rica.
* Características: herbácea, perene de hábito epífito. Tem ramos espessos, de consistência suculenta, retorcidos e semipendentes, que podem atingir até 1 m de comprimento.
* Folhas: são verde-claras ou variegadas, estreitas, longas – com até 4 cm de comprimento – e cobertas por pelugem. Nascem aos pares, diametralmente opostas e com mais intensidade na parte terminal dos ramos.
* Flores: despontam isoladas ao longo dos ramos no final da primavera e durante o verão. São tubulares, com até 7 cm de comprimento, e têm o lobo superior elevado e os lobos laterais longos e estreitos. De tonalidade vermelho-alaranjadas e interior amarelo, são cobertas por pelugem e atraem beija-flores.
* Luz: meia-sombra ou sombra.
* Solo: poroso, rico em matéria orgânica, solto e bem drenado.
* Clima: tropical quente e úmido.
* Regas: três vezes por semana no verão e duas no inverno.
* Plantio: preencha um vaso de 5 litros com terra vegetal acrescida de 10% de húmus de minhoca e 2% de torta de mamona. Acomode as mudas e cubra o torrão com substrato.
* Adubação: em agosto, novembro e fevereiro, com NPK 4-14-8. Use uma colher de café nos vasos de até 10 litros e três nos de 15 ou 20 litros.
* Podas: após a florada – e no máximo até o mês de fevereiro –, corte os ponteiros para controlar o tamanho da planta e estimular novas brotações. Quem preferir também pode fazer uma poda mais radical e deixar os ramos com apenas 15 cm de comprimento.
* Propagação: por sementes, estaquia ou divisão de touceira.
* Pode ser plantada em vasos, jardineiras suspensas e é sucesso em jardins verticais.
* Se destaca por sua folhagem e flores alaranjadas cobertas por uma pelugem delicada. * Não precisa de muita luz solar e floresce por toda sua extensão, sendo perfeita para atrair beija-flores.

janel427

beijo pintado 7

O beijo-pintado é uma flor que provavelmente você já viu, mas não sabia o seu nome, ela é uma flor bem delicada de aparência, além disso, uma das suas vantagens é que ela pode ser de muitas cores diferentes, isso ajuda a aumentar a sua popularidade, sendo que por esse movito ela muitas vezes é usada para embelezar os jardins por aí.

Essa flor é nativa do continente africano e foi trazida para o Brasil, essa importação para terras brasileiras pode ter acontecido na época da escravidão, quando a chegada de navios negreiros de escravos, infelizmente eram comuns em nossos portos.

O gênero dessa flor é Impatiens, que é o mesmo gênero de outras flores que também recebem o nome de beijo, em seus nomes populares, são elas a beijo turco e a beijo de frade, nomes bem curiosos, não é mesmo? Mas bem comuns, pode acreditar.

Características da flor Beijo-pintado
É importante mencionar quais são as características físicas dessa planta, que assim como já foi citado anteriormente, tem um aspecto físico bem delicado.

As suas folhas seguem a linha delicada e tem como características serem bem macias, já o seu caule é bem espesso, rígido e suculento, outra informação sobre os seus caules é que a coloração deles é um vermelho em tonalidade mais escura, tal como os seus galhos pequenos laterais e os seus ramos.

Vale ressaltar, no entanto, que algumas variedades da flor beijo pintado pode ter o seu caule e até mesmo as suas folhas em tonalidades diferentes, que podem ser um verde amarelado, ou até mesmo um verde escuro, isso vai depender do tipo de flor e da subespécie que você escolher.

Quando a subespécie escolhida for a do tipo que tem folhas amarelas, normalmente há uma linhazinha, na cor verde mais escuro nas beiradas das suas folhas e elas podem crescer em uma organização de três folhas juntas.

beijo-pintado 3

Normalmente as cores das diferentes variedades da flor beijo de pintado, no que diz respeito às suas flores, elas podem variar em diferentes cores, mas todas elas são cores consideradas vibrantes, entre essas cores estão o rosa mais claro e o rosa mais escuro, o violeta, o vermelho e o branco, é importante dizer que ainda existem flores beijo pintadas de outras tonalidades, porém elas são consideradas mais raras e bem incomuns, tal como os tons pasteis em geral.

Normalmente quando essa planta começa a dar flor, ela produz um grande número de flores, fazendo com que fique bem florida e cheia, ótima para enfeitar o seu jardim, se por acaso você quiser trazer mais cor a ele. Outra característica também é que as suas muitas flores surgem em um formato mais circular, que se assemelha ao formato de um buquê tradicional.

A flor beijo pintada não tem uma época mais provável de dar flores, ao contrário de muitas outras espécies, ela dá flores durante o ano todo, sem data ou estação definida, basta que esteja submetida a cuidados adequados a sua espécie.

Outro ponto importante a ser destacado é de que as plantas que são híbridas têm uma maior resistência do que as que não são, portanto, podemos dizer que as plantas híbridas tendem a durar mais e viver saudáveis por muito mais tempo, ainda que sofram intempéries durante a sua vida, elas podem resistir em casos de situações e condições mais extremas.

Beijo-pintado

Essa planta atinge normalmente uma altura que pode variar desde os 30 centímetros de altura, a até os 50 cm de altura, ela normalmente não tem problema quanto a viver plantada diretamente no solo ou viver plantada dentro de vasos, cabe a você escolher de acordo com o seu espaço.

Em geral os cuidados com a flor beijo-pintado não requerem muita atenção, ou nada muito complicado, elas são bem resistentes em geral, principalmente as híbridas, ela não precisa de muita manutenção, como algumas outras espécies precisam.

Os climas preferidos da flor beijo-pintado são os climas mais quentes, que podem ser o clima tropical, o clima equatorial e até mesmo o clima subtropical, mas o que ela não gosta muito é de ficar em locais em que fique completamente sujeita aos ventos.

Ela tem uma grande facilidade em se adaptar em diferentes ambientes e com diferentes médias de temperaturas (desde que não sejam muito frias), mas elas podem não resistir a um lugar com ventos, vale ressaltar também que ela não gosta de grande incidência de sol direto e deve ser regada com frequência.

janela-33

Clívia-1

A clívia é uma das plantas indicadas para quem está começando na jardinagem, pois apresenta facilidade de florescimento e não demanda muitos cuidados. Além disso, quando essa planta tem qualquer problema produz alertas visíveis que ajudam a identificar a necessidade de socorro.

Exatamente pela facilidade de manutenção a clíva, que é nativa da África do Sul, está presente em praças e parques públicos. O gênero Clívia conta com apenas quatro espécies.

O auge do florescimento de espécies de clívia é no verão, as flores começam a se abrir no fim da primavera dando origem a lindos buquês de coloração alaranjada. Quando em grupos criam um lindo efeito dando origem a canteiros quando a meia sombra. Continue lendo para saber como cuidar de uma planta clívia e como fazer o seu plantio.

Conhecendo a planta Clívia
Trata-se de uma espécie herbácea, rizomatosa e perene que pode alcançar até 0,60 metros de altura. As flores dessas plantas podem chegar a até 0,80 m de altura. Dificilmente os rizomas se tornam aéreos, algo mais comum em plantas velhas, geralmente são bem compactos.

Suas folhas são estreitas tendo entre 5 e 7 cm de largura e podendo chegar a até 1,0 m de comprimento.

Quanto à cor, as folhas têm tonalidade verde-escura sendo lisas e coriáceas. Possui flores vistosas de cor alaranjada intensa, apresentam gargantas amarelas. As flores estão dispostas em inflorescência do tipo umbela e quando há um número considerável de flores dá origem à forma de uma cabeça.

Depois da floração a clívia dá origem a frutos do tipo baga carnosa com aproximadamente 20 sementes que são em geral viáveis. Essa planta gosta de climas mais amenos como das regiões Sul e Sudeste.

Clívia

Como cuidar da planta Clívia
Como mencionamos plantas do gênero clívia tendem a ser muito fáceis de cuidar, pois não demandam muitos cuidados diários. Além disso, quando essas plantas estão com algum problema costumam emitir sinais de alerta bem visíveis.

O ideal é cultivar essas plantas em clima ameno e com solo úmido. Fique atento apenas para não deixar água parada no ‘olho’ da planta.

Você saberá que está regando excessivamente uma planta clívia se ela passar a apresentar manchas amareladas em suas folhas. Aos poucos esse acúmulo excessivo de água pode fazer com que as raízes apodreçam.

Se o problema for sombra em excesso você perceberá que as folhas estão se partindo verticalmente. A haste ficará longa e terá poucas flores.

Quando as plantas clívia não florescem na primavera significa que receberam muita água durante o inverno. Para ajudá-las a florescer é interessante deixá-las mais secas nos meses de temperaturas mais baixas.

A irrigação padrão (duas a três vezes na semana) deve ser retomada quando a planta apresenta haste de 15 cm. Um cuidado que garantirá que a clívia apresente floração perfeita por muitos anos.

clívia

Como plantar Clívia
As plantas do gênero clívia podem ser cultivadas em recipientes ou canteiros que devem estar sempre a meia sombra. A seguir vamos explicar como fazer o plantio em canteiros e em vasos.

* Como plantar em Canteiros
Quem deseja cultivar as suas plantas clívia em canteiros deve iniciar o processo revolvendo bem a terra. Em seguida adicione em torno de 3 kg/m2 de adubo de animal de curral (deverá estar bem curtido) junto com composto orgânico de folhas. Atenção que deverá estar bem misturado.

As mudas deverão ser plantadas com espaçamento de 50 cm entre si. Regue abundantemente e mantenha as regas regulares para manter o solo do canteiro com alguma umidade.

* Como plantar em Vasos
O plantio em vasos deve ser feito após a aplicação de impermeabilizador asfáltico, aguarde que seque bem. O furo de drenagem deverá estar bem protegido com cascalho, brita, areia úmida e cacos de vasos. Se desejar poderá fazer a substituição da geomanta.

Num recipiente mistura 1 parte de esterco de animal curtido com 4 partes de composto orgânico e 1 parte de areia. Uma parte deverá ser colocada no fundo, adicione então o torrão da planta e faça o preenchimento das laterais com a mistura.

Regue abundantemente. Aos poucos a sua planta começará a dar sinais de florescimento e irá enfeitar a sua casa ou jardim.

* Como adubar Clívia
O ideal é fazer adubação de reposição com adubo granulado tipo NPK com fórmula de 4-14-8 no começo da primavera e depois de florescer. Adicione uma colher de sopa previamente diluída num litro de água. A proporção de nutrientes do adubo é essencial para dar à planta aquilo de que ela precisa.

Faça isso um dia antes de regar o canteiro ou o vaso. Isso dará origem a um bulbo de umidade no entorno das raízes. No dia seguinte você deverá regar com água e nutrientes dissolvidos. Isso possibilita que os nutrientes alcancem as raízes com mais facilidade.

Clivia_miniata1

Como obter mudas de Clívia
Como as raízes da clívia são superficiais se adapta bem a vasos, no entanto, é importante dizer que não se dá bem com transplantes. A adição de nutrientes ao solo deve ser feito preferencialmente com adubo diluído em água de forma que possa ser incorporado durante as regas.

Assim que acabar a floração você deverá remover as mudas dividindo então a touceira, esse é um método de propagação mais eficiente e prático do que esperar que as sementes germinem sozinhas. Com os cuidados certos você poderá ter lindas flores de tonalidade laranja para enfeitar a sua casa e os seus canteiros.

Clívia no paisagismo
Essas plantas são perfeitas para canteiros extensos e estreitos em especial aqueles que ficam sob janelas de casas e empresas em que o arbusto ultrapassa o nível das janelas reduzindo assim a luminosidade na parte de dentro.

Recomenda-se para locais que estejam a meia sombra ou então com orientação para leste, pois assim o sol da manhã não se mostra tão intenso. Lembre-se que a meia sombra é uma condição relevante para as plantas clívia.

pingos-9

Cravina6

A cravina é uma planta extremamente delicada, que produz inflorescências nas cores rosa, roxa, vermelha e branca. Possui bordas serrilhadas, criando um efeito visual diferenciado e, por esse motivo, é muito utilizada na composição de arranjos e buquês.

As flores da cravina são de uma única cor ou mescladas e deixam qualquer jardim ainda mais bonito quando cultivadas em grupo ou com tonalidades variadas. Além do uso paisagístico, as flores também são comestíveis, assim como a da capuchinha e amor-perfeito.

Características
Consideradas uma planta de pequeno porte, a cravina chega a no máximo 50 cm. Possui odor característico e floresce durante o ano todo, desde que receba os cuidados adequados às suas preferências.

Plantio
O preparo do solo em canteiros deve ser feito revolvendo a terra e acrescentando matéria orgânica, como húmus de minhoca, para garantir mais nutrientes para a planta.

Como plantar cravina em vasos?
A cravina pode ser propagada por sementes ou mudas. Em vasos, faça uma camada de drenagem feita com brita ou argila expandida.

Em seguida, prepare o solo com terra vegetal, areia de construção e terra comum, usando a medida de 1:1:1.

No plantio por sementes indica-se o espaçamento de 3 cm entre elas, mantendo a profundidade de 0,5 cm (meio centímetro) para a semeadura.

A germinação acontece entre 10 a 14 dias e, após um mês, elas podem ser transplantadas ao local definitivo.

cravina

Luminosidade e regas
Para cultivar a cravina também vale a regra comum de exposição ao sol por até 4 horas. Se o cultivo for em vasos em áreas internas, é importante que sejam posicionadas em espaços que recebam bastante iluminação natural.

Época de floração
A cravina é uma planta perene que floresce durante o ano todo em regiões com temperaturas mais altas. Em locais de clima ameno, a floração ocorre no fim da primavera.

Quando o corte é realizado a planta promove uma floração mais abundante e as novas mudas ficam mais baixas e ramificadas.

janela-brisa