Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Flores e Folhagens’

helicônia

Esta planta, muito comum em jardins decorativos, também é conhecida como caeté ou bananeira do mato e pertence ao próprio gênero Heliconia, da família Heliconiaceae. Trata-se de uma planta tropical, originária da América do Sul, América Central, Ilhas do Pacífico e Indonésia.

No entanto, seu nome é uma homenagem à montanha Helicon que fica no sul da Grécia, onde acreditavam-se viver as musas inspiradoras das artes. E não é à toa, pois a Helicônia tem um porte belíssimo!

Possui hastes longas e pendentes, com gomos grossos, vermelhos e amarelos que lembram os bicos dos tucanos e parecem pesadas, mas são levíssimas. Sua extensão é coberta por uma penugem avermelhada, proporcionando uma textura macia como veludo.

As folhas também são bem frágeis e rasgam facilmente com o vento forte e a chuva. As flores verdadeiras são brancas e ficam escondidas entre os gomos de cores vibrantes que imitam as cores de um pássaro.

helicônia

O cultivo da Helicônia é bem simples, pois ela não exige podas e adubações regulares. Por ser uma espécie de clima quente e úmido, o ideal é plantá-la em solo composto por partes iguais de terra e húmus, mantendo a umidade a maior parte do tempo.

Características principais
* As helicônias podem atingir alturas de 50 cm a 1 m, conforme a espécie.

* O fruto imaturo é de cor verde ou amarelo, e azul escuro na maturação completa. Geralmente traz sementes com 1,5 cm de diâmetro.

Helicônia: como cuidar?
A planta não necessita de cuidados muito elaborados. O solo mais indicado é úmido e rico em matéria orgânica. Ela deve ser irrigada com abundância e ser banhada pela luz do sol.

Cuidado com solos muito encharcados para evitar o apodrecimento das raízes. Toma cuidado com ventos fortes, que podem danificar as folhas da sua planta.

Por isso, recomenda-se molhar uma vez pela manhã e outra a noite, tomando cuidado apenas para não deixar o solo encharcado, uma vez que pode resultar em fungos.

Além disso, elas também gostam de luz solar. Portanto, mantenha-as sob luz solar direta por 6 horas todos os dias, ou então coloque uma lâmpada de sol, se for necessário.

O espaçamento entre uma planta e outra também é importante, pois elas precisam de muito espaço para se espalhar. O ideal é manter uma distância de 4 a 6 m entre elas.

Mantenha a Helicônia sempre limpa, livre de plantas daninhas para manter a unidade necessária, bem como retire folhas e caules mortos da planta para favorecer o seu crescimento.

Fora isso, o cuidado e o carinho devem ser os mesmos tidos com outras plantas e flores do seu jardim, uma vez que todas elas necessitam de nutrientes, poda, rega e muita atenção!

florestachuvosa

lágrimas-de-bebe

Essa planta linda é também muito conhecida como a árvore da felicidade. Lágrimas de bebê é uma planta herbácea abundante que fica terra-a-terra com altura até 15 cm e muito ramificada, com folhas circulares e bem miúdas de tonalidades esverdeadas , mas intensa e com talos arroxeados.

Bela por natureza, que gosta de climas tropicais, mas não resiste bem em climas frios e geadas por longo tempo.

O solo de cultivo precisa ser muito rico em matéria orgânica; a rega deve ser  regularmente para que o solo tenha uma boa umidade, mas também uma boa drenagem. A elaboração do berço acontece pela remoção de inços e outras plantas não desejadas.

Deve-se botar composto orgânico bem isolado, em seguida, adiciona  200 g/m2 de fertilizante de aves bem permutado. Você pode encontrar a venda de mudas em potes ou em caixas com 15 unidades.

Como plantar
Plante com espaçamento de 20 cm permitindo espaço entre as mudas, organizando em filas desencontradas, assim que plantar pode regar. Nos dias seguintes, observe como ela reage , banhando de maneira leve todo o berço.

lágrimas-de-bebe

Propagação
A forma que ela desenvolve é por estaquia de ramos, que pode ser com suas raízes, sendo que, quando os nós atingem a terra as gemas tendem a dar fixação.

Ela deve ficar mais saudável ao meio sol, com mais sombras. Ela gosta de ficar perto de árvores que lhe presenteie com coberta de sombras ao vento.

Atente para separar atenciosamente, a intenção é não deixar espaços desocupados. Plante estas mudinhas em vasos com combinados orgânico, conservando o local protegido e aguardar para que se abram novos ramos.

Ela tem qualidade de planta rasteira e sua capacidade é para forrações nas extremidades de árvores que auxilia também boa sombra.

Elas não podem ser pisoteadas, ela não resiste e morre. De modo que é melhor abrir caminhos para passagem em locais que as pessoas circulam. Ela fica lindamente como bordas  de laguinhos, fonte e locais pedregosos, mas lembre-se que não muito ao sol, ela poderá perder seu desenvolvimento inibido.

Pode ser cultivada em  vasos tranquilamente, pois são delicadas e decoram belamente suas extremidades.

arvore outono1

Gerânios-12

Com uma diversidade de cores belíssimas, os gerânios (nome científico: Pelargonium) encantam não só pela sua beleza, mas também pela praticidade do seu cultivo.

A flor é bastante utilizada nos projetos urbanos e também em floreiras e vasos nos jardins particulares, e essa escolha é baseada em dois aspectos: o gerânio é de fácil manutenção e floresce o ano inteiro! Confira algumas dicas de cuidados e de cultivo dessa flor:

Como plantar gerânio
O gerânio é uma flor que adora a luz do sol e precisa de um solo bem drenado e com substrato para crescer. Escolha um cantinho do seu jardim ou varanda que receba bastante luz solar e prepare bem a terra com areia, composto orgânico e até adubo;

Poda e limpeza do gerânio
Para deixar os gerânios sempre saudáveis e mantê-los floridos por mais tempo, retire as folhas que forem secando periodicamente. Não é aconselhável molhar as folhas e flores, pois seu toque aveludado misturado com a água estragaria a planta.

Para a limpeza, utilize apenas um espanador ou tecido macio. Depois da floração mais abundante, que acontece na primavera e no verão, pode os galhos para estimular o crescimento de novas flores.

gerânio1

Cuidados extras com o gerânio
Se a sua floreira apresentar muito mais folhas do que flores, diminua o adubo. Se o caule apresentar coloração escura, significa que a rega está abundante demais. Diminua a quantidade de vezes que a rega acontece, assim como a quantidade de água.

O caule escurecido é sinal de apodrecimento da raiz. Outro cuidado bastante importante é com o piso ou outra superfície que possa ficar em contato com a flor – o gerânio solta bastante pigmento e tem o poder de manchar azulejos e outros tipos de piso. Mantenha as floreiras longe do piso para evitar esse problema.

chuva-janela

Begônia-Maculata-2

Amarela, vermelha, rosa, branca, laranja ou quem sabe ainda todas essas cores juntas, em um verdadeiro arco- íris de flores no jardim. Sabe como você pode conseguir esse efeito colorido e cheio de vida? Plantando begônias. Isso mesmo!

Existem cerca de 1.500 espécies diferentes de begônias catalogadas e cada uma delas possui características únicas que tornam a planta uma excelente opção decorativa não só para jardins, mas para dentro de casa também, uma vez que as begônias podem ser cultivadas em vasos e jardineiras. E quando bem tratada, a begônia floresce o ano inteirinho, de janeiro a janeiro.

Nativas da América do Sul, essas plantas perenes (Begônia Maculata) crescem em climas subtropicais e tropicais, embora essa espécie seja um híbrido. Felizmente, elas lidam muito bem com as diferenças climáticas e crescem em condições mais frias nas regiões temperadas.

Mas não é só na beleza que as begônias se destacam. A planta é ideal para quem não tem muito tempo para jardinagem, já que o cultivo das begônias é simples e não exige grandes cuidados.

Begônias se tornaram algumas especialidades de produtores, como orquídeas, bonsais e violetas africanas. Isso ocorre porque há muitas espécies dentro do gênero e muitas foram hibridizadas.

Não é de admirar que muitos se especializem em Begônias, elas são uma planta com aparência bonita quando cultivadas corretamente.
* Floração – As begônias florescem durante o verão. Essas flores são do tipo ceroso pequeno que crescem em grupos a partir dos caules e meio que caem ou penduram. As flores geralmente florescem de vermelho vivo a rosa claro.

* Folhagem – Esta espécie é uma Begônia do tipo cana, com caules grossos e nós bastante grandes. As folhas são brilhantes e têm uma borda externa vermelha em algumas variedades e uma parte inferior vermelha. A parte de baixo vermelha os torna atraentes quando plantados em um nível interno, onde podem ser vistas as partes superior e inferior da planta.

Gênero de tipo para a família Begoniaceae, contém cerca de 900 espécies de plantas perenes, arbustos e trepadeiras encontradas nos trópicos e sub trópicos, com a maior diversidade encontrada nas Américas.

Embora algumas espécies tolerem geadas leves, a maioria é tenra e só sobrevive a invernos amenos; portanto, fora dos climas tropicais, as begônias são melhores cultivadas como plantas de contêineres internas.

Begônia-Maculata-1Begônia maculata, espécie muito ornamental caracterizada por folhas de verde intenso com pequenas bolinhas brancas em sua superfície.

Características da planta
As begônias podem ter raízes fibrosas ou rizomas ou tuberosas. São plantas formadoras de grumos com folhagem verde azeitona a verde brilhante que podem variar em cor, textura e forma, mas geralmente são lindamente marcadas, enroladas ou cobertas de pelos finos.

A folhagem emerge do porta-enxerto ou é mantida em caules semelhantes a cana. Uma característica distintiva das begônias são as flores masculinas e femininas separadas; geralmente há uma única flor feminina cercada por 2 ou mais flores masculinas, ocorrendo em tons de branco, amarelo, laranja, vermelho e rosa.

Como cuidar de Begônias
O primeiro passo para quem deseja cultivar begônias é saber exatamente como plantá-las. Prefira fazer o plantio nos meses de outono, período em que o clima está mais ameno.

A preparação do solo também é importante. A dica aqui é usar uma mistura rica em matéria orgânica, preparando uma parte de terra de jardim para duas partes de composto orgânico ou substrato. Faça uma pequena covinha para colocar a semente, mas sem enterrá-la. Lembre-se de manter o solo úmido até a germinação.

Quando a muda alcançar cerca de dez centímetros faça o transplante para o local definitivo. Após cerca de quatro meses a begônia começará a apresentar sinais da primeira floração.

Caso plante a begônia em um vaso, certifique-se que o mesmo possui um bom sistema de drenagem.

Você pode conseguir isso colocando pedrinhas ou argila expandida no fundo.

Depois da primeira floração você já pode fazer as primeiras mudas de begônia. Para isso, escolha um galho que está para florescer, corte um pequeno pedaço dele em diagonal – cerca de quatro a cinco centímetros – e coloque em um recipiente com água.

Quando perceber que o galho está criando raiz diminua a quantidade de água. No momento em que a raiz estiver com aproximadamente quatro centímetros já é possível plantá-la em um pequeno vaso com terra e adubo, como descrito acima. Mantenha o vaso na sombra e regue a muda diariamente até que ela “pegar”. Depois de “pegada” você pode mudá-la de vaso.

Apesar da imensa variedade de begônias existentes na natureza, os cuidados de cultivo são basicamente os mesmos, seja qual for a variedade escolhida.

begonia rex

De modo geral, as begônias gostam de temperaturas amenas, entre 20º a 28º C e luz direta. Por isso, o mais recomendado é plantá-la em um local onde ela possa receber luz do sol, mas fique protegida de chuvas, frio e ventos.

As regas devem acontecer sempre que o solo estiver seco. Mas atenção: nunca molhe as folhas e flores na hora da rega, apenas o solo.

Retire as folhas secas e doentes da begônia para evitar que elas caiam e contaminem o solo. Caso perceba folhas marrons na begônia, pode ser um sinal de que a planta está sofrendo com pouca água, providencie, portanto, uma melhor umidade do solo.

Na primavera faça uma poda geral para incentivar a criação de novos brotos. Para isso, faça o corte na diagonal e sempre acima de uma folha. A adubação deve ser realizada a cada dois meses com torta de mamona, nitrocálcio ou NPK.

Begônia-grandis

Condições de crescimento
Siga estas dicas de crescimento para garantir begônias lindas e florescentes:
Água: Regue quando o solo secar pela primeira meia polegada, regue bem e deixe escorrer. Forneça muita umidade.

Temperatura: Média a quente (e úmida). Como em todas as begônias, eles não gostam de correntes de ar frio e não podem tolerar o congelamento.

Solo: Solo arejado, leve e de drenagem rápida.

Fertilizante: Use fertilizante líquido semanalmente com um quarto de força ou quinzenalmente com meia força. Durante o florescimento no inverno ou na primavera, mude para fertilizante com alto teor de fósforo.

Mudas
Begônias  são muito fáceis de propagar a partir de estacas . Quando um novo crescimento começar a surgir na primavera, remova cuidadosamente um corte de duas a três polegadas na ponta das folhas que não tenha flores e insira-o no solo de envasamento e mantenha-o úmido e quente até o novo crescimento começar.

Um hormônio de enraizamento aumentará as chances de sucesso, mas não é estritamente necessário, pois eles rapidamente se originam de estacas nas circunstâncias certas. Como em outros híbridos, eles não se reproduzem com precisão a partir das sementes; portanto, apenas cultive begônia a partir das sementes se você tiver certeza da fonte das sementes (uma empresa de sementes, por exemplo).

Troca de vaso
Para manter sua coleção fresca, pegue mudas a cada primavera e descarte plantas adultas pernaltas – elas tendem a ficar com perneiras se as condições forem inferiores ao ideal, especialmente se estiverem frias e sujas.

As begônias de asas de anjo e dragão parecem realmente prosperar quando estão levemente ligadas ao vaso. Quando a troca for necessária, como quando a planta tiver esgotado o meio de envasamento ou o vaso estiver tombando, mude para um vaso um pouco menor e refresque o solo .

Essas plantas podem crescer acima de um metro de altura, e plantas maiores podem ter caules um tanto quebradiços. Coloque plantas maiores para evitar danos às bengalas, pois a folhagem é altamente atraente. Não tente remanejar uma planta em flor, no entanto, pois o choque interromperá a floração.

begonia-maculata

Variedades de Begônias
As begônias tipo cana mais conhecidas são as begônias de asas de anjo , que crescem em caules verticais com folhas interessantes e exibições magníficas de um pendente e flores caídas. A begônia da asa de dragão, outra beleza, também pertence a esta categoria. Em termos de cultura, eles não são particularmente difíceis de crescer e podem prosperar em ambientes fechados , desde que você atenda a alguns requisitos básicos.

A begônia de asa de anjo ou maculata  serviu de base a um extenso programa de hibridação a longo prazo . Como resultado, existem dezenas de híbridos nomeados, bem como várias espécies que se enquadram vagamente na categoria de cana.

Os favoritos incluem “Lucerna” e “Carriere”. Todas as begônias de asas de anjo têm requisitos crescentes semelhantes, portanto, trate-os da mesma forma. A begônia da asa-de-dragão (baseada em B. descoleana ) é uma begônia semelhante ao tipo cana que vive com o mesmo tratamento que as begônias da asa de anjo.

asa-de-dragão

Dicas
Enquanto outras begônias podem exigir um toque mais cuidadoso, as begônias maculatas parecem perfeitamente adequadas para a cultura interna, desde que você possa fornecer o calor e a umidade de que necessitam.

No inverno, eles podem até tolerar a luz solar direta e ficar lindos no parapeito da janela com uma coleção de plantas que florescem no inverno (incluindo a begônia Rieger ).

folhas caindo_1