Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Excessos e Carências’

folhas amarelas

Algumas vezes, as folhas das plantas ficam amarelas. Por que será que isso acontece? O que posso fazer para tornar minha planta saudável?

Estas folhas amarelas são um sintoma chamado de clorose. Isso acontece quando existe pouca clorofila nas folhas ou até mesmo a degradação da mesma.

Essa deficiência de clorofila ocorre quando a fotossíntese acaba acontecendo de forma deficiente. Ou seja, a planta está doente e precisa de amor já que a fotossíntese, a forma pela qual a planta se alimenta, está com problemas.

Caso o problema perdure, a chance da planta morrer é grande. Por isso, vamos listar as causas mais comuns e a forma como tratar o problema:
* Deficiência de nutrientes: Existem 13 minerais essenciais que precisam estar disponíveis para a planta em seu solo, caso haja deficiência de algum destes existe a possibilidade da planta morrer.

Para você ter ideia, os principais nutrientes são nitrogênio, fósforo, potássio que são facilmente encontrados em compostos orgânicos ou em produtos líquidos ou granulados que existem para vender nas lojas de produtos de jardinagem.

Também é importante que a planta possua cálcio, magnésio e enxofre que podem ser encontrados em compostos orgânicos ou na cal para calagem que deve ser feita três meses antes do plantio.

Além destes, é preciso dispor de boro, cobre, ferro, cloro, manganês, molibdénio e zinco, então talvez seja necessário fazer uma análise do solo para identificar o problema.

folhas amarelas

* Doenças bacterianas ou virais, insetos e fungos: Se você localizar furinhos juntos as manchas ou outros sinais de que a mesma está sendo devorada, fique atento pois é possível que sua plantinha esteja sendo atacada por insetos.

Para evitar este problema é preciso trocar a planta de vaso, usar repelentes orgânicos, fazer rotação de culturas, manter a terra com umidade controlada e ainda uma limpa das folha estragadas, sem jamais deixar resto doente no vaso ou pé da planta.

Caso você acredite que seja doença viral ou bacteriana, jogue todos os restos doentes fora para não espalhar o patógeno.

* Insolação e irrigação: Cada planta possui sua própria necessidade de sol e água, ou seja, é preciso que você a conheça muito bem para que não a afogue ou a resseque, a faça secar no sol ou ainda a esconda do mesmo.

Para resolver problemas causados por esses dois elementos, vá fazendo testes. Troque o vaso de lugar, mude sua rotina de água e veja os resultados. Porém mantenha-se atento para que sua plantinha debilitada sobreviva.

Cuide da sua planta com amor para que ela retribua com toda sua beleza exuberante.

borboletas amarelas

folhas_1

As folhas costumam ser o termômetro da saúde das plantas. Reconhecer os sinais que elas nos dão é fundamental para ter plantas sempre floridas e bonitas.

1 – Falta de luminosidade
* Principais sinais: folhas moles e levemente desbotada.
- Primeiros socorros: procure entender a quantidade certa de exposição solar que sua espécie precisa.

2 – Pragas
* Principais sinais: folhas comidas e a presença de insetos, como lagartas, pulgões e formigas.
- Primeiros socorros: Borrife com cuidado óleo de neem diluído conforme a instrução do produto.

3 – Falta de água
*
Principais sinais: folhas secas e murchas.
- Primeiros socorros: Fique atento à terra. Regue sempre que sentir que ela estiver seca.

4 – Excesso de água
*
Principais sinais: Folhas amarelas ou murchas.
- Primeiros socorros: Molhe com moderação e verifique se a drenagem está correta.

5 – Deficiência de nitrogênio
*
Principais sinais: Folhas superiores verde-claras e inferiores, amareladas ou castanhas
- Primeiros socorros: coloque adubo de esterco de galinha.

saude-das-plantas-2

7 – Deficiência de cálcio
*
Principais sinais: Folhas novas necrosadas e velhas amareladas, principalmente das pontas para dentro.
- Primeiros socorros: Invista em adubo com calcários.

8 – Deficiência de ferro
*
Principais sinais: Folhas novas esbranquiçadas ou amareladas, com veios verdes.
- Primeiros socorros: aqui, os melhores adubos são os orgânicos, como húmus de minhoca.

9 – Deficiência de zinco
*
Principais sinais: folhas amarelas, menores e de formato diferente nas nervuras.
- Primeiros socorros: Produtos ricos em sulfato de zinco são os mais recomendados.

10 – Deficiência de potássio
*
Principais sinais: folhas amarelas e escuras nas bordas.
- Primeiros socorros: O melhor adubo para este problema é o de cinza vegetal rico em potássio

11 – Deficiência de magnésio
*
Principais sinais: Folhas amareladas apenas nas nervuras.
- Primeiros socorros: Adubo com sulfato de magnésio e calcários.

passarinho_1

manchas-foliares2
Excesso de Enxofre -
As folhas mais novas apresentam clorose (cor verde clara) e eventualmente podem apresentar uma coloração adicional (laranja, vermelho, roxo), necrose e desfolhamento; folhas pequenas; redução no florescimento, enrolamento nas margens das folhas; internódios curtos (OBS: excesso de Enxofre (S) pode ocasionar clorose internerval).

Excesso de Boro - Folhas pequenas com clorose internerval ou sem clorose, podendo apresentar deformações; folhas mais grossas que o normal e quebradiças, com nervuras suberificadas (com aspecto de cortiça) e salientes, as vezes com tons vermelhos ou roxos; morte do meristema apical da gema em desenvolvimento, raízes com pontas engrossadas e depois necróticas e ramificadas; pode ocorrer ausência de florescimento (OBS: excesso de boro (B) pode ocasionar a queima das margens das folhas, onde há acúmulo desse nutriente).

Herança genética
Labiatas e warneris quando advindas de plantas de flores rubras e as híbridas chamadas “sardentinhas” possuem tendência de folhas e bulbos ficarem avermelhados.

Outra possível causa: temperaturas mais baixas, que só acontece com as plantas pintadinhas. O desenvolvimento delas é normal. Somente as folhas, bulbos e até as flores ficam com essa cor de sangue.

Não é queimadura de sol e só acontece no inverno. Segundo opiniões poderá ser deficiência de Magnésio do que certas planas sentem maior necessidade nesse tempo em locais de frio mais intenso.

Influência do habitat
Vez por outra encontrados em populações de labiatas, como vez por outra são encontradas plantas com coloração avermelhada, principalmente nas que vegetam como ripícolas ou sobre pedras e em meio a detritos.

Por exemplo, pode haver por algum motivo alguma precipitação de minério de ferro, e isto já seria com certeza motivo para alterar a coloração de folhas e bulbos.

Encarquilhamento de folhas
A partir de ataques de pulgões ou outros insetos na fase de broto que cresce deformado por aprofundamento das nervuras. Ocorre isoladamente sem apresentar a cor avermelhada ao mesmo tempo nas folhas e bulbos.

fertilizar

clúsia (Clusia fluminensis)

É muito comum a gente ver plantinhas em vasos morrerem por falta de tratamento, mas isso também costuma acontecer devido ao excesso de cuidados. Saiba que o trabalho de manutenção deve ser constante, porém na medida certa. Acompanhe aqui alguns dos erros mais comuns e procure não cometê-los. As chances de ter plantas saudáveis serão maiores!

Não regue demais, pois isso só faz com que as raízes e as folhas apodreçam. Coloque água somente quando o solo estiver ligeiramente seco e não deixe que ela se acumule no pratinho sob o vaso.

* Não use água fria para borrifar ou regar a folhagem. Prefira água na temperatura ambiente, que evita possíveis choques térmicos, prejudiciais até às espécies mais resistentes.

* Não exponha as plantas a correntes de ar frio. Elas só precisam de ambientes bem arejados para manter suas folhagens bonitas.

* Não coloque os vasos, de vez em quando, para tomar ar ou chuva, isso pode provocar uma mudança brusca de temperatura.

* Não lave as folhas diretamente em tanques ou banheiras. O ideal é borrifar água na temperatura ambiente e limpar com um pano bem macio.
* Não mude as plantas de lugar, se elas estiverem bem adaptadas ao local. Assim não precisarão despender energia para se acostumar às novas condições.

* Não aplique indiscriminadamente inseticidas ou adubos. Escolha a fórmula de fertilizante adequada às necessidades de cada planta e use-a conforme as instruções do fabricante, pois o excesso pode queimar as raízes. No caso dos inseticidas, use só quando os métodos de limpeza não resolverem. Sempre respeitando as indicações que acompanham o produto.

39