Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Dicas e Curiosidades’

vinagre-pragas-75

Alguns produtos que servem para a nossa cozinha e limpeza da casa também podem ser usados para controlar problemas que temos na horta e no jardim. Estamos falando do vinagre.

Sim, o vinagre é um deles e pode ser usado para diversas coisas. Na limpeza, o vinagre é excelente: o ambiente ácido que cria remove gorduras e bactérias. Na alimentação, o uso do vinagre de maçã já demonstrou seus benefícios tanto na culinária, na preservação de alimentos como nas dietas de emagrecimento e recuperação da saúde.

Aprenda como usar o vinagre para facilitar a saúde das suas plantas.
a) Afastar a mosca-da-fruta
O vinagre ajuda a afastar alguns insetos que atacam as plantas como, por exemplo, a mosca-das-frutas. Você pode fazer uma armadilha para moscas usando uma xícara de água, meia de vinagre de maçã e meia de açúcar.

Coloque tudo em uma garrafa ou lata e pendure nas árvores de frutos que você tenha no jardim – as moscas se deliciarão com a mistura e deixarão as frutas em paz.

horta

b) Afastar animais que danificam a horta
Alguns animais não suportam o cheiro do vinagre branco, comum – estou falando de gatos, coelhos e guaxinins não suportam o cheiro do vinagre, portanto, para proteger a suas plantas é suficiente você colocar alguns pedaços de pano, ou algodão, embebidos em vinagre, criando uma cerca de cheiro que afastará os animais, de forma segura, sem afetar a saúde deles.

c) Para regar as plantas que precisam de maior acidez
Use, para regar as plantas, a seguinte composição: uma xícara de vinagre de maçã em três litros de água é uma boa maneira de você aumentar a quantidade de ferro disponível.

jardim

Mas, não use essa fórmula para todas as plantas, evite aquelas que não suportam um aumento na acidez do solo. Plantas que vão se beneficiar são as rosas, a lavanda e o oxicoco, por exemplo. E não borrife sobre as plantas, pois o vinagre matará muitas delas.

d) Acabar com ervas daninhas
Vinagre é herbicida – se você despejar água com vinagre sobre plantas que não queira ter, ou que precise retirar de muros, calçada ou paredes, estas morrerão.

e) Água dura
Se a água da sua região é muito calcária, a chamada “água dura”, você pode misturar vinagre a ela para que se acidifique um pouco fazendo com que seja mais adequada ao uso. O indicado é acrescentar uma xícara de vinagre para cada 3 litros de água. Dessa maneira também se retiram bactérias e esporos de fungo que a água contenha.

utensílios-jardinagem

f) Desinfetar utensílios de jardinagem
Agua com vinagre é muito adequado para lavar utensílios de jardinagem – de ferramentas a vasos e bandejas de germinação, para evitar a transmissão de fungos que poderão afetar outras plantas.

g) Acabar com lesmas e caracóis
Lesmas e caracóis morrem com vinagre puro. Você pode fazer armadilhas que contenham vinagre (e repor sempre que chover), pode pulverizar o vinagre sobre as lesmas. Mas, este uso pode também afetar algumas plantas então, antes de o usar, verifique se a planta resiste ao vinagre.

h) Tratar plantas atacadas por fungos ou pulgões
Uma mistura de vinagre com água e sabão também é muito eficiente para retirar pulgões e outros insetos que grudam nas folhas das plantas. Este uso é muito eficiente também em caso de ataques de fungos às árvores (quando estas não são especialmente sensíveis ao vinagre, claro).

Pode-se usar qualquer tipo de vinagre mas, o melhor é usar o vinagre próprio para jardinagem, que tem 25% de ácido acético (os vinagres de uso alimentar têm 10%, em geral) e diluí-lo, conforme a necessidade.

girassóis_1

vasos-flores-04

Plantar, para muitos, é uma verdadeira terapia. O contato direto com a natureza ajuda em vários aspectos da vida, até mesmo na recuperação de doenças. Além disso, flores e plantas dão um toque a mais ao ambiente e servem também como lindos presentes.

O método para cultivo de flores no jardim é diferente do que é feito no vaso, mas muitos desconhecem isso.

Por meio de alguns passos simples, é possível plantar nesses recipientes sem dificuldades e conseguir belos resultados. Aprenda como plantar em vasos de flores a seguir.

O primeiro passo é a escolha da planta
Para plantar em vasos de flores é fundamental optar por uma espécie que se adapte bem a esse tipo de plantio.

As suculentas são as mais indicadas, pois armazenam água em suas folhas, raízes e caules, dispensando regas constantes. Há também muitas flores que podem ser cultivadas em vasos, como o gerânio, a petúnia, a lobélia, o amor-perfeito e a prímula.

begônia amarela

Escolha o vaso ideal
Há diversos modelos disponíveis para jardinagem, e os principais são feitos de plástico, cerâmica, barro, fibra, amianto e cimento.

Veja as características e cuidados necessários para cada um.
Plástico e fibra de vidro – As principais vantagens do plástico são a leveza e o preço baixo, enquanto os de fibra são mais bonitos e duráveis. Ambos quase não possuem porosidade, por isso, precisam de um bom sistema de drenagem.

Cerâmica ou barro – As vasilhas desses materiais são as mais comuns e apropriadas para a maioria das plantas. Por serem bem porosas, conferem ótima ventilação e drenagem de água. Como há um maior escoamento, as regas têm que ser mais frequentes.

Amianto ou cimento – Esses dois materiais contam com pouca porosidade, necessitando de uma boa camada de material de drenagem, como cacos de telha, seixos e argila, e de uma irrigação menos frequente.

flores

Cuidados com a adubação – Não adube os vegetais assim que forem comprados – espere pelo menos duas semanas para isso. Faça a fertilização criteriosamente uma vez por mês e intensifique-a na primavera e no verão.

Faça a drenagem nos vasilhames – Todos os vasilhames devem ter furos no fundo. Para que a planta se desenvolva de maneira eficaz, crie uma camada de drenagem sobre essas aberturas com argila, seixo, cacos de telha ou pedregulho, o que irá facilitar o escoamento do excesso de água e impedir que a terra vá para o fundo do vaso.

Outra ação importante é colocar um pedaço de manta geotêxtil (também chamada de manta de bidim) sobre essa camada antes de inserir a terra.

Vasos-de-flores-criativos-9

Comece a plantar em vasos de flores
Depois da adubagem e da drenagem, ponha terra até metade da vasilha e então deposite a planta. Assegure-se de que as raízes estão bem colocadas e não hesite em podá-las um pouco caso estejam muito grandes.

Com o vegetal reto, vá introduzindo mais terra (o ideal é que fique a 1 cm da borda), dando leves socos para assentar. Para finalizar o plantio, aperte toda a terra em volta da planta a fim de deixá-la bem firme e regue-a para completar o assentamento.

Viu como plantar em vasos de flores é mais simples do que parece? Seguindo todas as recomendações, suas flores ficarão ainda mais belas e saudáveis. Além disso, elas dão um toque muito especial ao jardim e em diversos ambientes internos.

girassóis

Kalanchoe

A kalanchoê é uma das flores ornamentais mais belas que se pode ter em seu jardim. A fim de criar um jardim agradável e que possua uma planta que agregue beleza estética ao plano dado ao ambiente, é importante que o cultivo seja adequado e condizente com as necessidades que o vegetal necessita.

Para isso, os conhecimentos do cultivo do kalanchoê devem ser dominados e executados, especialmente no que se refere ao florescimento. Caso a planta perca suas flores, ela perderá o seu valor ornamental.

Nesse artigo você terá as melhores dicas de como fazer um kalanchoe florescer de novo, aplicando as melhores técnicas de jardinagem para que seu jardim seja um sucesso.

calandiva

Como fazer kalanchoê florir
A kalanchoê necessita de alguns cuidados básicos na hora de seu cultivo. A primeira coisa que deve se fazer é a poda constante da planta, para que ela não desperdice os seus nutrientes que iriam para a reprodução das flores no crescimento de seu corpo.

Reprodução do kalanchoê
Para acelerar a reprodução da kalanchoê, lhe dando mais flores, é necessário que você alcance um equilíbrio importante na hora de cultivá-la.

Para garantir a reprodução da planta, é importantíssimo que você a regue a cada dez dias o vaso e também que mensalmente faça sua nutrição com o adubo fertilizante NPK 20-20-20, preferencialmente orgânico e que possua qualidade para abastecer a kalanchoê de nutrientes para que ela tenha um bom florescimento e uma boa reprodução. É através da adubação da planta que vem os principais incentivos naturais à floração

Outros processos importantes para a floração têm como base a simulação da noite durante 14h do dia, a exposição direta a luz do sol. Também nunca a deixa exposta à temperaturas que fiquem abaixo dos 10ºC e acima dos 35ºC. Essa é uma planta que é acostumada com temperaturas médias e não suporta frio ou calor excessivo, devido a sua sensibilidade no trato.

calandivas

Poda
Uma das partes mais importantes do cultivo da kalanchoê é que se pode seu corpo, especialmente as partes da planta que estão secas ou mortas, pois essas absorvem nutrientes e danificam o crescimento dela.

Também não deixe que a planta acabe crescendo demais porque se não você pode perder os nutrientes que iriam para as flores para seu crescimento. Se estiver a kalanchoe apodrecendo, pode tudo que seja possível, exceto o caule central, pois se não a planta morrerá de qualquer maneira.

Outros cuidados
Não deixe a kalanchoe exposta a chuva por muito tempo, pois a acidez da chuva pode acabar maltratando as flores. Utilize pesticidas orgânicos e preferencialmente naturais para retirar fungos e pestes, e caso não funcione, pode as regiões da planta que estão sendo afetada pelos males das pestes.

Se as plantas não forem devidamente cuidadas e caso sua saúde não esteja no ápice, seu florescimento, comum do início do inverno até o final da primavera.

kalanchoê branco

Como fazer mudas de kalanchoê
Para fazer mudas de kalanchoê, o processo e bastante simples. Para uma planta saudável, basta que você tenha uma planta já crescida e florescida. Posteriormente, você deve retirar uma estaca dessa planta já crescida, com tamanho de cerca de cinco centímetros.

Retire da base dessa muda algumas folhas e deixe-as secar por três das. Após esse período, plante a estaca em um potinho de hormônio enraizador, produto que você pode encontrar em qualquer floricultura. Após a estaca criar raiz, basta colocá-la no solo.

Durante duas ou três semanas, é importante que você coloque um saco plástico em cima da kalanchoê para simular um ambiente extremamente úmido, regando com frequência. Abra alguns buracos por cima do saco para manter a oxigenação e aguarde o florescimento com sucesso da sua kalanchoê.

brisa_2

phoenix_roebelenii

Para se ter plantas bonitas dentro e fora de casa são necessários cuidados básicos e específicos de cada uma delas. Vários fatores influenciam na florescência de uma planta, os principais deles são: sol e água.

Aliás, é muito comum encontrar jardineiros que têm os seus segredos para manter as plantas mais bonitas e acima de tudo, que elas tenham um período de flores perfeito, quanto mais, melhor.

Vamos relevar alguns desses segredinhos para você também ter as suas plantas de interior com mais flores. Anotem.
1- Em primeiro lugar é saber bem que tipo de terra está usando.
Não dá para cultivar as plantas em qualquer terra, é necessário conhecer bem o tipo de mistura que foi usado, melhor que isso, usar a mistura adequada para aquela determinada planta.

É muito importante saber exatamente o nível de pH da terra que será colocada no vaso e isso pode ser feito através de um teste simples. Só assim você terá certeza de que aquela mistura é a correta para a sua espécie de planta ou será necessário fazer ajustes.

2 – Pense na qualidade em primeiro lugar e não na quantidade.
É muito comum que as pessoas cultivem plantas, dentro ou fora de casa, e queira ver muitas flores surgindo na época da florescência.

Mas, a primeira coisa que deve ser pensada é na qualidade dessas flores, vistosas, perfumadas, fortes e não na quantidade. Não adianta a planta está cheia de flores ,mas fracas, sem perfume, com textura comprometida.

Um dos motivos que leva as plantas cultivadas em vasos terem as flores feias é o fato de o tamanho do recipiente não ser adequado. Elas precisam de espaço, cada uma faz um tipo de exigência.

interior

3 – Saber escolher é fundamental.
Se você pega uma planta que é adequada para parte externa, para o jardim e a planta em um vaso, não dá para esperar que ela dê tantas e lindas flores. Obviamente, não estando em um lugar adequado, isso será um problema. Por isso, escolha espécies que se adaptam muito bem a parte interna da casa.

4- Fique de olho nos custos para manter as plantas bonitas e com flores maravilhosas.
Algumas plantas exigem muito mais do que as outras, o que implica em um gasto muito maior. Você deve contar com a compra das sementes, mas as despesas vão continuar, com fertilizantes, pesticidas, utensílios e herbicidas, como mínimo.

A escolha da planta deve ser feita de acordo com o orçamento que pretende dedicar a ela. Não adianta comprar uma planta que dá um grande trabalho, exige muito, e depois querer lindas flores, sem passar pelas etapas e cuidados necessários.

Se a ideia é gastar menos e ter flores lindas, busque as espécies que exigem menos cuidados e gastos e aposte nelas para enfeitar os vasos da sua casa.

5 – A iluminação é extremamente importante.
Por menos luz que uma planta precise, ela não sobrevive sem ela. Por isso, na hora de escolher uma planta, lembre-se quanto de luz a sua casa poderá oferecer a ela.

Sem sol suficiente você jamais terá lindas flores. Escolha um lugar que ela receba a luz do sol, não tenha muito vento e ar fresco.

plantasdeinterior

6 – A água é indispensável, às vezes mais ou menos.
Sem água a planta não vai crescer e muito menos dar lindas flores, mas com água em excesso ela poderá deixar a raiz encharcada.

Tenha cuidado ao misturar no mesmo vaso plantas com exigências diferentes, aquela que precisa de muita água e a outra que nem tanto. O ideal é agrupá-las de acordo com as suas necessidades.

Aposte naquelas combinações que dão certo, se você quer mesmo fazer grupos mistos. Neste caso, é melhor pedir conselho ao vendedor e explicar qual é o projeto.

7 – Para combater os fungos use também alternativas naturais.
As alternativas naturais ajudam a deixar as flores mais bonitas, a planta como um todo. Quanto menos produto químico, melhor para sua planta.

Experimente trocar a água por leite, que é considerado um excelente fungicida natural, use um spray para aplicá-lo tanto nas flores quanto nas folhas. Ele poderá ser usado puro ou diluído na água.

É uma opção muito melhor do que usar produtos químicos. Experimente e você vai ver como ficarão mais bonitas as suas plantas.

plantas-de-interior-850943

8 – O poderoso mulching, uma técnica muito usada na jardinagem e considerada ótima.
Quanto melhor a planta for tratada, melhor será a retribuição dela, bonita e com lindas flores.

O mulching é uma técnica muito usada, que significa, colocar material orgânico em cima do solo, sendo um modo de conservar a umidade da terra, necessária para as plantas.

Além disso, isso ajuda a manter bem longe as ervas daninhas e garante mais nutrientes para o solo, que por consequência, alimenta as plantas. As raspas de madeira, a grama cortada, as folhas, a palha e até o jornal triturado são os compostos orgânicos mais utilizados.

9 – Mantenha as suas ferramentas de jardinagem limpas e em bom estado.
Pode parecer que não, mas as ferramentas em péssimas condições ou sujas podem acabar comprometendo a saúde da sua planta e em consequência alterando o sucesso da época das flores.

As ferramentas não devem ser guardadas sujas só porque são usadas na terra, pois isso pode acabar facilitando a chegada de doenças, insetos e pestes. Basta um balde com água e sabão para deixar as ferramentas limpas e depois, deixá-las secar bem antes de guardá-las.

plantas_de_interior_1592

10 – O que não se fazer quando se cultiva em vasos.
A primeira coisa importante que deverá saber é que não se usa terra de jardim para encher o vaso. Esse tipo de terra fica compacta e dura e não é adequada para o cultivo em recipientes e basta isso, para que as plantas, ao invés de crescerem bonitas, terminem mortas. E flores, nem pensar, nem feia e nem bonita.

Além disso, o solo deve ter drenagem e é necessário uma excelente circulação de ar.

11 – Para garantir as flores, lindas, abertas e coloridas, nunca deixe que as folhas secas se acumulem. Esse é um grande erro, que acaba evitando que elas floresçam ou que voltem a florescer.

passarinho