Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Cercas Vivas e Arbustos’

dama-da-noite

Por este nome popular de dama-da-noite são conhecidas algumas plantas de floração noturna. Suas flores começam a abrir no final da tarde, atingindo o apogeu perto da meia-noite. Pela manhã estarão fechadas, pois a polinização aconteceu de noite, feito por insetos ou morcegos.

Estamos falando do Cestrum nocturnm, este é um arbusto de grande porte, muitas vezes usado para ornamentação de calçadas. Também são conhecidos popularmente com os nomes de rainha-da-noite, flor-da-noite, jasmim-da-noite, coirana, coerana e jasmim-verde.

Seu habitat original são as regiões tropicais das Antilhas e México, assim como também é nativa da Índia. Pertence à família das Solanáceas.

A dama-da-noite é uma planta arbustiva de ciclo de vida perene. Pode atingir alturas de até 4 metros, apesar de seu tamanho médio girar em torno de 1,5 m. Chega a 1,5 m de diâmetro.

cestrum

Ao cair o sol é quando as flores deste arbusto se abrem e desprendem seu cheiro. Daí vem o seu nome dama-da-noite. Desfrutar da dama-da-noite em casa é muito fácil, já que os cuidados que requer são básicos e muito simples de realizar. Por isso, uma breve explicação sobre como plantar dama-da-noite para que possa ter esta planta sempre em casa.

Em primeiro lugar, deverá escolher o lugar apropriado para colocar a sua dama-da-noite, já que esta planta não tolera as baixas temperaturas e, portanto, deverá ser protegida do frio principalmente se mora em uma região com variações térmicas pronunciadas.

Deste modo, pode colocar em um lugar do seu jardim com teto para prevenir as geadas, mas onde também receba a luz solar para que no verão possa desprender seu cheiro característico.

cestrum_nocturnum_1011

A dama-da-noite costuma se adaptar à maioria de solos; não deverá se preocupar muito pelo tipo de substrato, mas sim garantir uma correta drenagem que evite a acumulação de água.

Quanto à irrigação que a dama-da-noite requer, será suficiente regar duas vezes por semana durante o inverno e a cada dois dias no verão, já que a quantidade de água que precisa é maior. É importante que a planta não fique encharcada para prevenir o apodrecimento das raízes.

Entre os cuidados básicos da dama-da-noite encontramos também a necessidade de retirar as folhas e flores murchas para conseguir que o resto cresça com mais vigor. Além disso, no começo do verão – quando já tiver florescido – deverá podar para evitar que cresça muito.

damadanoite

Também é recomendável dar nutrientes à terra da dama-da-noite, por meio de fertilizantes líquidos ricos em ferro. Deste modo, estaremos ajudando a que cresça forte e saudável, principalmente na etapa em que floresce.

Se desejar plantar a dama-da-noite em vaso, deve saber que isso só é possível se usar uma treliça de apoio e um vaso de grandes dimensões e de cimento, de forma a suportar o peso da planta,.

descanso

Rhododendron-simsii-2

As azaléias são lindas e preenchem os canteiros  com suas cores que brilham no rosa, branco, vermelho, mescladas e azuladas. Também são fáceis de serem cultivadas, se dão bem em diversos ambientes, internos ou externos, em vasos e em canteiros de jardim.

É uma planta de flor originária do Japão, lá seu nome quer dizer “árvore de rosas” e está presente em todos os jardins orientais.

No Brasil esta linda planta se aclimatou muito bem e, em vários estados, pode-se encontrar azaléias de porte nos entremeios de estradas de rodagem, passeios públicos e jardins. Quando bem cuidada, esta é uma planta que florescerá o ano todo.

Rhododendron_simsii_07C

A azaléia é uma planta rústica, aguenta frio e se adapta a todo tipo de solo. Algumas variedades preferem um pH mais ácido, outras nem tanto.

Tem azaléia baixinha, alta (até 2 m), de pétalas lisas ou crespas, e todas são perenes – quer dizer, você planta e ela fica lá, florescendo, alegrando o ambiente, para o resto de seus dias.

Em algumas caem as folhas, em outras, não. Dá para fazer “cerca viva” e “bonzai”, graciosas e floridas em diversas épocas do ano.

Como multiplicar uma azaléia
A propagação da azaléia também é bastante fácil. Se faz por estaca de ponteiros de 7 a 10 cm de comprimento. Você vai escolher o ramo reprodutor, um ramo forte, que tenha galhos laterais e folhas. Retire todas as folhas da base deixando só 4 a 5 no ponteiro.

azaléia

Tenha preparado os vasos em que vai plantar as novas mudas de estacas com terra misturada com areia, sem adubação prévia, com boa drenagem.

As mudas novas não devem ser colocadas em terra recentemente adubada (então, prepare sua terra adubada com, pelo menos, 3 meses de antecedência da época da colocação das estacas.

Enraizamento das estacas
Em 2 meses, 60 dias, as estacas estarão enraizadas. Os cuidados necessários são a manutenção da umidade da terra e do ambiente da muda mas, não se pode encharcar a terra, portanto, cuide bem da drenagem.

Uma boa dica é fazer uma cobertura com meia garrafa pet cortada, deixando a abertura para cima. Você manterá a terra regada, úmida e a garrafa propiciará um ambiente mais protegido para a mudinha.

Transplante da azaléia para o local definitivo
Após esse tempo, você vai transplantar a sua azaléia para o seu local definitivo. Escolha bem o local definitivo do plantio, atendendo às características que menciono abaixo neste texto.

Rhododendron-simsii

Características de um bom local de plantio para a azaléia
Luz e vento
As azaléias gostam de luz e sol direto por, pelo menos 4 horas por dia. Se a azaléia estiver plantada no jardim, escolha um lugar menos ventoso pois esta planta não gosta tanto assim de ventania. Mas, se elas estiverem em vaso, cuide do excesso de vento e chuva, que poderá matar a planta.

Solo
O solo ideal para a azaléia é composto por uma parte de terra argilosa, uma parte de areia e outra parte de composto orgânico bem curtido, com pH mais para o ácido. No vaso esse solo deverá ter boas condições de drenagem e terá que ser afofado rotineiramente para não compactar.

É uma boa ideia se usar lascas de pinheiro ou bolinhas de argila, na superfície, para reduzir a evapotranspiração do solo e assim e assim, espaçar as regas.

Regas
As azaléias, no jardim, só deverão ser regadas se o tempo seco perdurar mais de uma semana mas, no vaso, regue um pouco cada dia, de manhã cedo.

azaléias_1

Podas
Para que a azaléia dê flores todos os anos, faça uma poda de limpeza após as floradas e, nesta época também, faça a adubação com composto bem curtido.

Adubação
As azaléias podem ser adubadas varias vezes ao ano, com adubo orgânico (composto ou estrume) bem curtido, com torta de mamona, cinza de lareira e fogueira, restos picados de folhagens.

Disponha o adubo já preparado em volta do pé da azaléia e, com um rastelo, introduza levemente. Regue em seguida e cubra a superfície com palhada ou folhas secas.

Para adubar os vasos, use uma colher de sopa de torta de mamona, farinha de osso e cinzas, misture bem e, em cada vaso, uma vez ao mês, espalhe uma colher de sopa (para vasos grandes) ou de sobremesa (para vasos médios).

Nas mini-azaléias plantadas em mini vasos, só coloque uma colherinha de café do adubo preparado.

Rhododenron-simsii-2

Atenção
Nunca adube mudas em formação ou enraizamento. Uma vez ao ano, misture um pouco de terra com salitre e incorpore nos locais onde tem azaleias plantadas (essa adubação deverá ser feita em tempo seco, a terra afofada e o adubo revolvido superficialmente). Posteriormente, uma boa rega para integrar o salitre em toda a superfície, fará o restante do trabalho.

Melhor época para plantar azaléias
As flores, na azaléia, surgirão a partir do primeiro ano de plantio, depois da primeira poda (na primavera faça as podas retirando os galhos e flores secas) e a melhor época para se plantar é no outono.

Pragas que atacam a azaléia
Apesar de muito resistentes as azaleias também sofrem com algumas pragas como os pulgões, cochonilhas, tripés e moscas-minadoras e, para controlar esses avanços, use inseticidas biodegradáveis à base de água.

As pragas atacam as azaleias quando as condições de plantio são inadequadas: regas irregulares, falta de luz e ventilação, baixa umidade do ar ou muitas plantas em pouco espaço físico.

asalea_rhododendron_simsii15

Como cuidar da saúde da azaléia
Se a sua azaléia tiver folhas cinza escuro caídas, que eram esbranquiçadas antes, é sinal de ataque de oídio, então, você deve diminuir a rega desta planta e isolá-la para não infetar as outras.

Se tiver ponteiros secos, é a podridão marrom escura que começa na ponta do ramo e pode atingir toda a planta, pode as partes doentes e passe no corte uma pasta à base de oxicloreto de cobre. Esses fungos se devem ao excesso de umidade no solo ou no ambiente e deixa as manchadas de ferrugem.

Se cultivada em estufas, a azaleia pode florescer em qualquer estação do ano, desde que se controle a iluminação e a temperatura que a planta recebe. Esta é uma planta de temperaturas amenas apesar de aguentar bem as variações de frio e calor, mas quando em estresse, não florescerá.

A azaléia pode ser cuidada dentro de casa desde que, de tempos em tempos, fique na frente da janela aberta tomando o sol da manhã, por exemplo.

cursodeágua

leiteiro-vermelho

O leiteiro-vermelho é um arbusto grande ou arvoreta, de copa globosa e folhagem vermelha, muito ornamental.  Pertence à família Euphorbiaceae e é originária da América Central e América do Sul. Seu caule é ramificado e sua seiva é lactescente. As folhas apresentam são de um vermelho intenso, muito vistoso e diferente.

Quando castigada por estiagem ou geadas, o leiteiro-vermelho se desfaz de suas folhas, tornando-se decíduo. A floração ocorre na primavera e as flores são bem pequenas, de coloração branco-creme e importância ornamental secundária.

Euphorbia Cotinifolia 5

Esta arvoreta de colorido exuberante é ótima para cultivo isolado, em pequenos espaços, como calçadas, pois apresenta pequeno porte, dificilmente ultrapassando 5 m de altura. Ela também pode ser conduzida como arbusto e até mesmo em cercas-vivas, com boas podas de formação que deixem a planta mais baixa e compacta.

Apesar de tolerar a meia-sombra, suas folhas perdem seu vermelho vibrante e tornam-se esverdeadas e esmaecidas nesta condição.

Euphorbia-cotinifolia

Seu cultivo deve ser sob sol pleno, num solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado a intervalos regulares, principalmente no primeiro ano de plantio. A planta é Planta tipicamente tropical, capaz de tolerar o frio e a seca, mas se ressente, perdendo folhas e até a ramagem mais jovem e fina.

Sua multiplicação se faz através de sementes e estaquia de ponteiros e ramos semi-lenhosos.

casinhanolago

mirabilis-jalapa10

A planta maravilha é também conhecida popularmente de jalapa, boa-noite, bela-noite, beijo-de-frade, entre vários outros.

Pertencem à família Nyctaginaceae e se originam da América do Sul, América Central e América do Norte.

Existem cerca de 50 espécies diferentes, todas presentes nas áreas de clima mais quente da América. Como adaptou-se bem ao clima temperado também pode ser encontrada em zonas abrangidas por este clima.

A maravilha é uma planta herbácea, que tem altura média de 70 cm, mas pode chegar a 1,20 m. Tem ciclo de vida perene, mas em áreas de clima temperado pode comportar-se como planta anual, já que com geadas fortes ou baixa umidade pode morrer. São comuns em áreas próximas ao mar, ou em áreas com influência marítima, por serem resistentes à salinidade.

mirabilis_jalapa1

Possui raízes tuberosas que facilitam sua sobrevivência durante os meses mais secos e frios. Tem um caule ramificado e ereto. As folhas são simples, afinadas na ponta, opostas, em tons de verde claro a escuro ou avermelhadas. A folhagem é densa dando um aspecto agradável à planta mesmo quando não está florida. Podem ter até 13 cm de comprimento e 8 cm de largura.

A floração ocorre na Primavera e Verão, podendo aparecer flores esporádicas, em menor quantidade no Outono e Inverno. As cores da Maravilha justificam seu nome. As cores básicas de suas flores são vermelho e branco, mas podem produzir flores das mais variadas tonalidades de rosa, amarelo e laranja.

As flores podem apresentar diferentes combinações de cores, existindo flores de até três cores diferentes que se apresentam em listras, pintas ou manchas irregulares. As flores tem a forma de uma trombeta coroada por cinco pétalas, podendo ter um perfume adocicado, podendo ser solitárias ou em grupos.

Só se abrem ao final do dia, e em dias nublados também dão o ar da graça durante o dia. Atraem insetos noturnos e mariposas, responsáveis por sua polinização.

maravilha_1

As sementes são ovais e têm entre 6 e 8 mm. São enrugadas e tem cor verde amarelada quando imaturas, tornando-se totalmente negras quando maduras.

Numa mesma planta podem nascer flores de diferentes cores ou mistura de cores. Uma mesma planta pode em um período de sua vida dar flores amarelas e com o passar do tempo começar a produzir flores rosas, ou brancas que depois passam a ser rosa claro.

Seu uso como planta ornamental é muito difundido, sendo utilizada na formação de maciços, conjuntos e bordaduras. Pode também ser plantada em vasos, mas tende a ter uma altura inferior do que uma que está diretamente no solo. Devido a sua rusticidade é de fácil cultivo, podendo, caso haja algum descuido, tornar-se uma praga pela facilidade com que volta a ser selvagem. Por ser resistente à salinidade é uma planta ideal para jardins próximos à praia.

Na medicina popular é utilizada como cicatrizante, para manchas na pele, sardas, problemas hepáticos, entre outros. Mas nunca se deve fazer uso interno de raízes e sementes, pois são tóxicas.

maravilha

Seu clico de vida é perene mas em regiões onde o Inverno é mais severo tende a morrer com as geadas, sendo cultivadas como plantas anuais. Em locais de Inverno mais rigoroso podem ser arrancadas no Outono, semeando novas sementes para o ano seguinte. Em áreas de clima mais quente uma planta pode durar anos sem qualquer problema.

Onde o clima tem um Verão que seja extremamente seco a planta também pode morrer devido ao calor intenso e baixa umidade do ar, sendo essencial regas diárias nos períodos de maior calor, e frequentes em qualquer época do ano ou clima.

Seu cultivo deve ser a sol pleno, apesar de adaptar-se bem à meia-sombra. Sob sol pleno tendem a ter um maior porte e floração mais intensa. O solo precisa ser fértil, rico em matéria orgânica e com boa drenagem. Quanto à adubação deve ser feita uma vez ao mês na Primavera e Verão, com adubo rico em potássio.

mavilha branca

A reprodução desta planta é muito fácil. Pode-se fazê-la através das sementes que são abundantes ou pela separação de suas raízes. Por auto-reproduzir-se com facilidade não necessita de auxílio humano, mas se sua reprodução não for controlada torna-se uma praga.

A semeadura deve ser feita em fins do Inverno e princípios da Primavera, podendo-se apenas jogar as sementes sobre a terra ou em covas rasas. Porém, para apressar a germinação, as sementes devem ser postas de molho durante 12 horas antes da semeadura.

Nos meses quentes mais chuvosos pode sofrer a infestação de fungos que costumam ser facilmente eliminados com um fungicida. Mas só deve ser usado antes do início da floração plena.

Ácaros, pulgões e outras pragas podem atacá-la também, sendo necessária a utilização de inseticida de forma preventiva para evitar uma infestação, também quando a planta ainda não tenha flores.

Mirabilis-jalapa-

Alerta: Estas plantas podem tornar-se invasivas se as sementes não forem mantidas sob controle apertado. Quando se deixam crescer livremente, tornam-se difíceis de eliminar, em virtude das raízes (tubérculos) serem fortes e profundas.

Não podem ser ingeridas porque todas as suas partes são venenosas. Atenção, pois às crianças que podem achar as bolinhas pretas convidativas e também aos animais caseiros.

barquinho22