Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Bulbosas’

lírio

Lírios são flores lindas, muito apreciadas por floristas, jardineiros e qualquer pessoa que goste da beleza e da fragrância de flores.

É uma planta originária da Europa, Ásia e América do Norte, mas existem algumas espécies nativas dos trópicos, especialmente regiões elevadas e mais frias. Mais da metade das espécies são encontradas na China e no Japão.

São plantas de bulbo e que fornecem apenas um broto por bulbo de onde saem as flores e folhas. São de porte pequeno e médio e o cultivo é relativamente fácil. Você encontra os bulbos prontos para o plantio e recomendamos que você plante-os no outono ou no início do inverno para que as flores apareçam já na primavera.

Como cuidar de lírios: conheça as três variedades
As três principais variedades de lírios são:

Lírio oriental - Lillium speciosum

Orientais
Essas são as plantas que apresentam flores grandes e com um perfume forte, incomparável.

lirio_asiatico

Asiáticos
Os lírios asiáticos apresentam flores menores, quase sem perfume, mas possuem cores bem variadas e fortes.

Lírios-Longuiflorum-3

Longuiflorum
Os lírios da variedade longuiflorum só florescem nas cores branca e creme e apresentam flores grandes também, ideais para arranjos.

Como cuidar e plantar lírios
Os lírios precisam de muita luz solar e substrato com bom escoamento. Se você for plantá-los diretamente no solo, observe a região do seu jardim que costuma secar mais rápido depois da chuva. Esse será o local ideal.

O local do plantio precisa receber luz solar pelo menos em metade do dia. Lírios plantados na sombra tendem a crescer tortos, pois a planta começa a pender para as áreas mais ensolaradas.

Como dissemos anteriormente, você vai adquirir bulbos prontos para o plantio e eles devem ir para a terra imediatamente depois de comprá-los para garantir uma boa floração. Se não puder fazer isso de imediato, deixe-os na geladeira para evitar que brotem.

Faça buracos no solo com cerca de 10 a 15 cm de profundidade e com um espaço de 15 cm entre um e outro. Jogue um pouco de farinha de osso no fundo do buraco e os bulbos por cima. Regue imediatamente para incentivar o crescimento do bulbo.

O solo ideal é leve e com nível alto de fertilizante. Prepare o solo adicionando uma boa quantidade de areia grossa e adubo orgânico para que ele fique bem drenável e enriquecido com nutrientes.

lírio amarelo

Regas
Os lírios são plantas que não precisam de regas constantes, você deve regá-los somente quando for realmente necessário, pois o bulbo apodrece facilmente se a terra estiver constantemente úmida.

Em épocas mais secas, regue de 2 a 3 vezes por semana e, em épocas mais úmidas, 1  vez por semana é o  suficiente.

Adicionar cobertura vegetal sobre o solo depois do plantio evita que os bulbos ressequem ou que você regue mais do que o necessário. A cobertura vegetal é facilmente encontrada em lojas especializadas em jardinagem, é rica em matéria orgânica e geralmente vendida em sacos.

Podas
A poda dos lírios é importante, especialmente durante o período da floração para manter a planta forte e saudável para os próximos anos. Corte as flores murchas e mortas mantendo pelo menos dois terços da haste intacta.

Você pode deixar os pedaços cortados diretamente no solo, assim as plantas vão absorvendo os nutrientes.

Se você pretende retirar as flores para usá-las em arranjos e vasos, corte apenas um terço do caule, junto com a flor, claro, e deixe a haste fincada no chão para garantir uma boa floração no próximo ano.

lírio-amarelo

Exposição ao sol
Lírios precisam de uma boa iluminação, mas não devem ficar expostos diretamente ao sol nos períodos mais quentes do dia. O substrato não pode secar completamente ou a planta vai desidratar, por isso é bom cultivá-los em locais de meia sombra.

Essas plantas resistem bem aos climas mais frios, em geral eles entram em dormência, perdem parte de suas folhas, mas dificilmente morrem. Depois da hibernação, a planta acorda e produz folhas e flores novamente.

O importante nesse período é caprichar na adubação dando preferência para fertilizantes usados no cultivo de batatas.

Como cuidar de lírios em vasos
Os cuidados com lírios plantados em vasos são muito similares aos cuidados dos lírios plantados diretamente no solo. O vaso deve ficar em local bem iluminado, porém evitando os horários de sol mais forte e o substrato deve ter uma boa drenagem.

É mais difícil que o seu lírio floresça novamente se mantido em um vaso, mas existe sempre a possibilidade de dar certo se você seguir os passos abaixo:
* Continue regando o lírio por mais ou menos 3 meses depois que as flores murcharem e morrerem;

* Pare de colocar água e espere as hastes secarem completamente;

* Quando você perceber que as folhas e hastes estão secas, retire o bulbo da terra, coloque-o em um saco plástico perfurado e deixe-o dentro da geladeira, na parte menos fria, como a gaveta dos legumes;

* Ele precisa ser mantido na geladeira por mais ou menos 4 meses sem choque dos bulbos com outros materiais para não causar danos;

* Passados 4 meses, retire os bulbos da geladeira e plante-os no vaso novamente. Nos primeiros 10 dias eles devem ficar em local fresco e arejado;

* Passados 10 dias, mude o vaso para um local bem iluminado e regue sempre que a terra estiver seca;

* Se tudo der certo, seus lírios voltam a crescer e vão dar flores dentro de 2 a 3 meses.

_lirio-amarelo

Você deve estar se perguntando por que o processo de resfriar o bulbo antes de plantá-lo novamente. Isso é necessário para que a planta “entenda” que o inverno chegou e que ele já pode se preparar para um novo ciclo de vida, dando flores outra vez.

Os lírios são provenientes de regiões de clima bem frio e deixá-los na geladeira faz com que ele entre em dormência, processo necessário para que as flores apareçam bonitas novamente.

Os lírios são flores muito conhecidas em diversos lugares do mundo, talvez só não sejam mais famosos  que as rosas, e agora que você já sabe como cultivar os seus, já está pronto para embelezar o seu jardim.

rio correndo

Lírios são flores lindas, muito apreciadas por floristas, jardineiros e qualquer pessoa que goste da beleza e da fragrância de flores.

É uma planta originária da Europa, Ásia e América do Norte, mas existem algumas espécies nativas dos trópicos, especialmente regiões elevadas e mais frias. Mais da metade das espécies são encontradas na China e no Japão

São plantas de bulbo e que fornecem apenas um broto por bulbo de onde saem as flores e folhas. São de porte pequeno e médio e o cultivo é relativamente fácil.

Você encontra os bulbos prontos para o plantio e é recomendado que sejam plantados no outono ou no início do inverno para que as flores apareçam já na primavera.

As três principais variedades de lírios são:

lírio oriental
Orientais
Essas são as plantas que apresentam flores grandes e com um perfume forte, incomparável.

lírio asiático

Asiáticos
Os lírios asiáticos apresentam flores menores, quase sem perfume, mas possuem cores bem variadas e fortes.

Lírios-Longuiflorum-3

Longuiflorum
Os lírios da variedade longuiflorum só florescem nas cores branca e creme e apresentam flores grandes também, ideais para arranjos.

Como cuidar e plantar lírios
Os lírios precisam de muita luz solar e substrato com bom escoamento. Se você for plantá-los diretamente no solo, observe a região do seu jardim que costuma secar mais rápido depois da chuva. Esse será o local ideal.

O local do plantio precisa receber luz solar pelo menos em metade do dia. Lírios plantados na sombra tendem a crescer tortos, pois a planta começa a pender para as áreas mais ensolaradas.

Como dissemos anteriormente, você vai adquirir bulbos prontos para o plantio e eles devem ir para a terra imediatamente depois de comprá-los para garantir uma boa floração. Se não puder fazer isso de imediato, deixe-os na geladeira para evitar que brotem.

Faça buracos no solo com cerca de 10 a 15 cm de profundidade e com um espaço de 15 cm entre um e outro. Jogue um pouco de farinha de osso no fundo do buraco e os bulbos por cima. Regue imediatamente para incentivar o crescimento do bulbo.

O solo ideal é leve e com nível alto de fertilizante. Prepare o solo adicionando uma boa quantidade de areia grossa e adubo orgânico para que ele fique bem drenável e enriquecido com nutrientes.

lírios

Regas
Os lírios são plantas que não precisam de regas constantes, você deve regá-los somente quando for realmente necessário, pois o bulbo apodrece facilmente se a terra estiver constantemente úmida.

Em épocas mais secas, regue de 2 a 3 vezes por semana e, em épocas mais úmidas, 1  vez por semana é o  suficiente.

Adicionar cobertura vegetal sobre o solo depois do plantio evita que os bulbos ressequem ou que você regue mais do que o necessário. A cobertura vegetal é facilmente encontrada em lojas especializadas em jardinagem, é rica em matéria orgânica e geralmente vendida em sacos.

Podas
A poda dos lírios é importante, especialmente durante o período da floração para manter a planta forte e saudável para os próximos anos. Corte as flores murchas e mortas mantendo pelo menos dois terços da haste intacta.

Você pode deixar os pedaços cortados diretamente no solo, assim as plantas vão absorvendo os nutrientes.

Se você pretende retirar as flores para usá-las em arranjos e vasos, corte apenas um terço do caule, junto com a flor, claro, e deixe a haste fincada no chão para garantir uma boa floração no próximo ano.

Exposição ao sol
Lírios precisam de uma boa iluminação, mas não devem ficar expostos diretamente ao sol nos períodos mais quentes do dia. O substrato não pode secar completamente ou a planta vai desidratar, por isso é bom cultivá-los em locais de meia sombra.

Essas plantas resistem bem aos climas mais frios, em geral eles entram em dormência, perdem parte de suas folhas, mas dificilmente morrem. Depois da hibernação, a planta acorda e produz folhas e flores novamente.

O importante nesse período é caprichar na adubação dando preferência para fertilizantes usados no cultivo de batatas.

lírio-vaso

Como cuidar de lírios em vasos
Os cuidados com lírios plantados em vasos são muito similares aos cuidados dos lírios plantados diretamente no solo. O vaso deve ficar em local bem iluminado, porém evitando os horários de sol mais forte e o substrato deve ter uma boa drenagem.

É mais difícil que o seu lírio floresça novamente se mantido em um vaso, mas existe sempre a possibilidade de dar certo se você seguir os passos abaixo:
* Continue regando o lírio por mais ou menos 3 meses depois que as flores murcharem e morrerem;

* Pare de colocar água e espere as hastes secarem completamente;

* Quando você perceber que as folhas e hastes estão secas, retire o bulbo da terra, coloque-o em um saco plástico perfurado e deixe-o dentro da geladeira, na parte menos fria, como a gaveta dos legumes;

* Ele precisa ser mantido na geladeira por mais ou menos 4 meses sem choque dos bulbos com outros materiais para não causar danos;

* Passados 4 meses, retire os bulbos da geladeira e plante-os no vaso novamente. Nos primeiros 10 dias eles devem ficar em local fresco e arejado;

* Passados 10 dias, mude o vaso para um local bem iluminado e regue sempre que a terra estiver seca;

* Se tudo der certo, seus lírios voltam a crescer e vão dar flores dentro de 2 a 3 meses;

Você deve estar se perguntando por que o processo de resfriar o bulbo antes de plantá-lo novamente. Isso é necessário para que a planta “entenda” que o inverno chegou e que ele já pode se preparar para um novo ciclo de vida, dando flores outra vez.

Os lírios são provenientes de regiões de clima bem frio e deixá-los na geladeira faz com que ele entre em dormência, processo necessário para que as flores apareçam bonitas novamente.

lírio

Curiosidades sobre o lírio
*
O lírio é visto como símbolo de pureza e é uma das plantas mais antigas do mundo. Existem registros de lírios na Grécia Antiga, onde eram dedicados à deusa Hera;

* Como essa flor é símbolo da pureza, em geral é muito associada à Virgem Maria e muito utilizada em buquês de noivas e cerimônias religiosas;

* Nos tempos antigos, acreditava-se que os lírios ajudavam a reconciliar os amantes. Um pedaço do bulbo de lírio poderia reconciliar namorados que romperam relações;

* Os lírios também são consideradas plantas mágicas com poderes de proteção dos lares contra energias negativas. Muitas pessoas plantavam lírios em seus jardins para que eles protegessem a casa contra malefícios;

* Essa planta também era considerada uma planta medicinal capaz de acelerar a cicatrização de úlceras, ferimentos e queimaduras;

* Se você tem animais de estimação como cães e gatos, muito cuidado ao cultivar lírios em casa. Todas as partes dessa planta são altamente tóxicas, a sua ingestão pode causar irritação oral e de mucosas, irritação ocular, dificuldade para engolir e até mesmo problemas respiratórios;

* Ao preparar um arranjo com lírios em vasos com água, retire os pistilos das flores com uma tesoura. Assim você evita a propagação de grãos de pólen no ar diminuindo riscos de alergia e manchas em roupas. As flores também irão durar mais.

Os lírios são flores muito conhecidas em diversos lugares do mundo, talvez só não sejam mais famosos que as rosas, e agora que você já sabe como cultivar os seus, já está pronto para embelezar o seu jardim.

janela-flor

tulipas

A tulipa é uma espécie vegetal que se caracteriza por   apresentar uma bela flor, além de ser uma planta associada a Holanda. Essa espécie vegetal possui o nome científico de Tulipa Gesneriana.

No entanto, a tulipa é oriunda das montanhas que ficam localizadas na antiga Pérsia (atual Irã). O nome tulipa vem do persa – tulband (que tem o significado de turbante).

Com as expedições e a criação da rota da seda, as tulipas se espalharam por todo o planeta. A planta era tida como uma joia pelos turcos, tanto que podia ser cultivada somente nos jardins da família real.

Como a tulipa se espalhou, acabou chegando na Holanda onde encontrou condições climáticas ideais para o cultivo. As primeiras tulipas cultivadas em território holandês, foram originarias de bulbos cultivados na Turquia.

Nesse país, a tulipa se tornou um sinal de poder e prestigio, e o cultivo e comercio desta espécie vegetal cresceram de forma vertiginosa.

A tulipa é uma espécie vegetal pertencente a família botânica de plantas chamada Liliaceae, e se destaca por apresentar uma grande variedade de espécies diferentes e de cores.

No Brasil, o clima encontrado não é o indicado para o cultivo da tulipa, no entanto sendo tomados os cuidados necessários você poderá cultivar a sua tulipa sem maiores problemas.

Família Liliaceae
Essa família botânica é popularmente chamada de família do lírio. Essa família possui grande importância no ramo de plantas ornamentais, pois possui inúmeras espécies que se destacam pela beleza de suas flores.

As plantas desta família se caracterizam por apresentarem folhas de formato oval ou lanceolado, e no centro apresentarem uma haste, com uma única flor no topo.

Tulipa-2

As características da Tulipa
As tulipas são flores que se destacam pela grande variedade de espécies e cores. Elas são plantas que apresentam bulbos (espécies de caules subterrâneos). Se tratados de maneira adequada e correta, o bulbo pode viver por muitos anos.

O bulbo da tulipa gera apenas uma flor, que apresenta o formato de um sino invertido, geralmente no inicio da primavera.

A tulipa é uma espécie vegetal que aprecia os climas mais amenos e frios e conseguem se desenvolver em solos que não são tão ricos em nutrientes. A terra ideal para o cultivo da tulipa é a vegetal, de preferência preta e fina.

As tulipas cultivadas no Brasil, normalmente são realizadas em estufas climatizadas para reproduzir o clima adequado para estas belas flores.

As tulipas além do uso ornamental vêm sendo utilizadas para fins culinários e tendo as suas propriedades medicinais sendo aproveitadas, pois o bulbo da tulipa pode sofrer cozimento e ser usado para produzir diversos produtos (bolos, tortas, sopas e outros produtos).

tulipa 3

Dicas para o cultivo de Tulipas
Devido ao fato das tulipas serem plantas muito apreciadas pelas pessoas por sua grande beleza, e serem facilmente encontradas (até em supermercados elas são vendidas).

Segue abaixo algumas dicas para o cultivo das tulipas para que as suas flores consigam viver por um tempo maior e demonstrando grande beleza e exuberância:
* Para cultivar tulipas bonitas, o processo inicial começa pela escolha do bulbo. Um bulbo saudável gera tulipas bonitas. O bulbo deve ser grande (tamanho), não devem apresentar rachaduras e nem sinais de que estejam podres;

* A Tulipa se diferencia das demais espécies de flores por possuir uma floração única;

* Quando a floração da tulipa acabar e a planta se encontrar com as flores e folhas murchas, você deve fazer a retirada do bulbo (espécie de caule subterrâneo) debaixo da terra;

* Depois que retirar o bulbo debaixo da terra, é necessário que este seja limpo (pode ser utilizada uma escova ou um pano), e fique guardado em um lugar arejado e fresco por um período de 3 meses;

* Depois que esse período de 3 meses passar, o bulbo deve ser plantado em um vaso, e este deve ser colocado em uma geladeira durante um período de 6 meses. Devem ser tomados os cuidados de rega e de observação da planta;

* Após o período de 6 meses, o vãos deve ser colocado fora da geladeira e deixado preferencialmente em um local arejado e fresco. Se o processo tiver sido seguido de forma correta, como o descrito anteriormente, a sua tulipa irá florescer num período que varia de 1 a 2 meses;

* Procure manter a terra onde sua tulipa é cultivada sempre úmida, no entanto não deve ser encharcada, pois água em excesso atrai doenças (bactérias e fungos);

* Tente cultivar a sua tulipa dentro de casa, e preferencialmente em um lugar bem arejado. Exemplo: próximo de uma janela que seja ensolarada;

* Esses cuidados descritos tentam gerar as condições ideais para o cultivo da tulipa aqui no Brasil, pois o nosso clima não é dos mais agradáveis, para essa bela espécie de flor.

tulipa amarela

Cuidados a serem tomados com as Tulipas
Segue abaixo uma serie de cuidados que precisam ser tomados para a realização de um cultivo adequado de tulipas.

Pois como estas plantas são típicas de clima frio, muitas vezes pensamos que a tulipa morreu, mas caso tomemos os cuidados devidos ela conseguira viver e florir por vários anos:
* Caso pretenda adquirir tulipas para o cultivo, escolha aquelas que as flores ainda se encontram fechadas (ainda é um botão). Adquirindo tulipas neste estagio, você terá plantas com maior tempo de vida útil para cultivar;

* A tulipa é uma espécie vegetal que aprecia ser cultivada em ambientes bem arejados e frescos, no entanto não devem existir correntes de vento no local;

* Procure não deixar a sua tulipa exposta sob o sol;

* Em caso de clima extremamente seco e temperatura elevada, podem ser colocadas pedras de gelo no vaso em que está sendo cultivada a tulipa. Essa atitude ajuda a reduzir a temperatura;

* Pode suas tulipas. Corte a rama que se encontra inutilizada, faça a retiradas das folhas e das pétalas que se encontram secas.

chuvinha-4

Cyclamen persicum

De nome científico Cyclamen persicum o nome popular no Brasil varia entre ciclame, ciclame-da-Pérsia, ciclame-de-Alepo ou ciclâmen. Isso se explica pela espécie ter vindo das Ilhas Gregas e de igual maneira a região do Mar Mediterrâneo. É uma planta pertencente à família Primulaceae.

A planta é pequena, não ultrapassa 20 centímetros, e de igual maneira costuma ser cultivada tambem em vasos de interiores.

As flores nascem no verão, tambem em hastes, também em tons de rosa, exalando um perfume leve.

Recomenda-se a preparação do solo com:
Uma combinação de duas partes iguais de terra comum e de igual maneira terra vegetal, e de igual maneira meia parte de areia.

A planta é de clima ameno, de meia sombra, mas precisa de sol direto durante 4 horas por dia. Desse modo, o ideal é colocá-la próxima à janela, mas protegida do vento. Recomenda-se regar duas vezes por semana.

*Curiosidade: é uma planta perene, mas tem sido cultivada como anual. Assim, muitas pessoas, durante o periodo tambem em que a veem murchar, acreditam que, claro ela está morta, mas seu bulbo irá florir dentro de 1 ano novamente, se hidratado como indicado.

Cyclamen

Descrição da planta:
O grupo das Primaveras é constituído por 15 variedades de plantas perenes, de folha caduca, provenientes de um tubérculo parecido com um bulbo. De entre elas, os Cíclames atingem 20 a 30 cm/s e possuem belas folhas de tom verde escuro em forma de coração, com traços finos de fios verde claro ou prateados.

As flores, parecidas com uma borboleta pousada de asas juntas, podem ser simples ou duplas e sobressaem acima da folhagem em tons que vão do branco, ao vermelho, lilás, rosa, salmão ou que podem possuir mais do que uma cor.

A primeira vaga de flores surge em geral de Setembro a Novembro, podendo repetir-se a floração ao longo do ano até ao fim do Verão.

Cultura: Muitas pessoas pensam que é muito difícil cultivar Ciclames, mas quando se compreende o seu ciclo de desenvolvimento esse processo é simples.

Se seguir estas regras verá como se torna fácil desfrutar desta bela planta durante anos a fio.
- pode dar flor todo o ano, mas o ideal é conseguir que as plantas fiquem “dormentes” durante os meses de Verão para que deem flores no Inverno e na Primavera seguintes.

- gosta de ambientes frescos, idealmente de temperaturas que vão dos 15 aos 18ºC durante o dia e dos 12 aos 15ºC durante a noite, sobretudo se estiver dentro de casa, mas tolera climas onde a temperatura do ar pode chegar aos 5ºC ou mesmo menos.

- enquanto tiver flores a planta deve ser colocada num local luminoso embora com luz indireta.

- necessita de rega regular mas não em demasia enquanto estiver a crescer ativamente e a florescer. Coloque o vaso num prato cheio de gravilha úmida para proporcionar à planta a umidade extra de que necessita. Durante o período de floração, mantenha o solo sempre úmido, não permitindo nunca que seque.

cyclamen-1
- quando regar, utilize sempre água tépida e nunca regue em excesso, permitindo apenas que a gravilha fique úmida e que a água evapore lentamente.

- remova sempre as flores secas ou murchas, desde o ponto de origem da flor e durante todo o período da floração.

- à medida que as flores desaparecem, corte as pontas à planta e fertilize com frequência de preferência com uma solução líquida, até que surjam folhas novas e flores.

- quando as folhas começarem a secar, pare de fertilizar e reduza a quantidade de água gradualmente, permitindo que o tubérculo permaneça não ativo durante algum tempo para poder descansar e reforçar-se – atenção, este aspecto é importante!

- quando o solo estiver completamente seco e todas as folhas tiverem desaparecido, coloque o vaso num local fresco e protegido do sol, durante 6 a 12 semanas pelo menos.

- retire o tubérculo do vaso e replante substituindo com terra nova, deixando o tubérculo semi enterrado em 1/3 ou mesmo pela metade.

- quando deste tubérculo começarem a surgir novas folhas, recomece a rega e fertilize mensalmente até que as flores apareçam na forma de botão. A partir daqui recomeça-se o ciclo anual de desenvolvimento do Ciclame.

No finalzinho do outono, já é possível ver essa planta nas lojas de flores. No inverno, ela está em plena floração, expondo seus pendões florais nas cores branca, rosa, vermelha ou roxa; dependendo da variedade.

As flores do ciclame apresentam um formato bem original: as pétalas se distribuem nas pontas das hastes de forma que lembram as asas acetinadas das borboletas.

Quando fechadas em botão, a flor, em conjunto com a haste, forma o desenho característico de um cisne, com um longo pescoço e o bico voltado para baixo.

A folhagem também é muito ornamental e continua bonita mesmo depois que as flores acabam. As folhas, num tom verde intenso, apresentam manchas esbranquiçadas, resultando num efeito marmorizado.

Cyclamen-4 (Medium)

Luz
Gosta de luz indireta, de sombra ou de sol parcial. Resulta bem quando colocado à sombra sob arbustos e à volta de árvores com copa frondosa.

Umidade
O Cíclame necessita de uma atmosfera fresca e úmida para se desenvolver de forma saudável, mas é essencial que o solo drene bem e que seja organicamente rico. S

e a terra em que está plantado for muito pesada e pouco porosa, acrescente areia ou gravilha fina e junte material orgânico (folhas em decomposição) para ajudar a torná-lo mais adequado.

Nos canteiros, junte uma misture de pedrisco ao solo para permitir o escoamento mais eficiente das águas de rega.

Resistência
Quando adquirir um Ciclame verifique se existem junto ao solo botões de flores, sinal de que a planta está em pleno processo de desenvolvimento.

cyclamen_persicum_branco

Propagação
O Ciclame propaga-se por sementes a partir do fim do Verão, num meio úmido e muito orgânico, contendo folhas em decomposição, areia e húmus misturados. Um viveiro protegido ou um tabuleiro próprio para propagar permitirá obter melhores resultados.

Como as sementes não germinam todas ao mesmo tempo, torna-se necessário repicá-las e replantá-las logo que as plantinhas tenham a estrutura suficientemente forte para poderem ser pegadas com os dedos com cuidado e mudadas de sítio.

As plantas obtidas por meio de semente florescem no prazo de 15 meses (ou seja, mais de um ano depois, não desanime entretanto…) e devem manter-se num local fresco e com luz filtrada. Por volta do 14º mês, ou seja um mês antes da floração, transplante para um vaso que coloca num local um pouco mais quente para ajudar o processo de floração.

Aplicações
Adaptam-se muito bem em canteiros, bordejando caminhos ou ainda em vasos dentro de casa. Apesar de como planta de interior, o Ciclame de florista pode também ser plantado no exterior onde chega a dar flor todo o ano, desde que a temperatura não desça abaixo dos – 6ºC.

folhas no outono