Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Bulbosas’

ggllooxx

As gloxínias são herbáceas tuberosas originárias das matas tropicais do nosso país, mas antes de serem cultivadas no Brasil eram plantadas na Europa.

Elas chamam a atenção principalmente pelo seu aspecto exótico, cores intensas, pétalas e folhas aveludadas, realmente são plantas exuberantes. Mais ainda, pelas suas belíssimas flores que também são aveludadas e são bem grandes, podendo chegar a media 10 centímetros de diâmetro.

O mesmo pode-se falar da sua folhagem, também com a textura aveludada é muito vistosa e se apresenta na forma oval. Somadas todas essas características, as gloxínias atraem os paisagistas e são muito usadas na ornamentação, principalmente aquela de interiores.

Mas a beleza da gloxínia não termina por aqui, ela ainda reserva muito mais beleza para os olhos por conta das suas cores. Tons arroxeados, alaranjados, ou ainda, o seu intenso colorido nos presenteia com tonalidades rosadas ou avermelhadas. As flores ainda podem ser encontradas com menos frequência nas cores púrpura, na cor vinho ou nas bordas das pétalas, quando essas são esbranquiçadas.

Outra vantagem da gloxínia é que sua florescência pode acontecer nos 365 dias do ano, porém, não se assuste quando ela passar por um pequeno período de dormência. Ela poderá parecer seca e chegar a ficar sem folhas ou flores, mas voltará a ser linda logo em seguida. Claro, se ela receber os cuidados necessários.

gloxiniabranca

Para garantir a beleza das gloxínias é necessário ter alguns cuidados como:
* Quando a gloxínia parece ser seca, sem flores e sem folhas, no período de dormência, o correto é ir gradualmente diminuindo as regas. Faça isso até que a planta fique completamente seca. Esse período pode durar até 3 meses, quando só tubérculos estarão dormentes e a terra deverá ficar neste período levemente úmida. É observado que com o passar do tempo de dormência será possível ver novos brotos e não demorará muito para que a planta volte a crescer.

* O ideal é que as plantas gloxínias sejam cultivadas em solo poroso e uma boa base pode ser feita dessa forma: 2 partes de composto orgânico para 1 parte de farinha de ossos e mais 1 parte de areia grossa e mais 1 parte de terra.

* Outro cuidado de extrema importância que se deve ter com a gloxínia é na hora de regá-la. Se a planta receber mais água do que precisa, ficará úmida e isso fará com que se proliferem insetos e fungos. Essas pragas, normalmente, ficam escondidas embaixo das folhas.

* Ainda falando de rega: as pétalas não devem ser molhadas porque isso poderá fazer com que elas fiquem manchadas e expostas ao ataque de pragas.

* Se por acaso, mesmo com todo cuidado, a gloxínia sofrer com ataque de pragas, use sabão neutro com água morna para lavar a parte da folha doente. Porém, quando as folhas ou as pétalas estiverem muito murchas, deverão ser retiradas.

* A planta não deve ser exposta diretamente ao sol, porém, é melhor deixá-los próximo a janela para receber indiretamente a luz solar e o calor matinal e à tarde.

* A gloxínia é uma planta para ser cultivada em vasos e o seu uso mais adequado é na parte interior da casa em lugar que tenha boa iluminação natural.

glox

O cultivo da Gloxínia
O cultivo é feito com a retirada do tubérculo da terra, que deverá ser colocado em lugar seco e arejado. Um bom lugar para deixá-los é dentro de uma caixa de papel e cada um enrolado em um papel, que poderá servir para identificar que cores são as flores que tem aquela gloxínia.

Esse primeiro processo pode ser feito no outono, momento em que a planta entra em dormência e as folhas caem. Quando a primavera chegar é hora de preparar o vaso para receber as plantas.

Crie um substrato com adubo animal curtido pode ser de aves ou gado não se esquecendo de misturar húmus de minhoca ou composto orgânico. Incremente com uma colher de adubo NPK tipo granulado que tenha a fórmula 4-14-8. Outra alternativa é a mistura dada anteriormente.

O fundo do vaso deverá ser coberto com uma manta geotêxtil, você encontra em lojas que vendam produtos para cultivo de plantas. Depois é só jogar areia úmida e você não terá problemas com a drenagem.

Por fim, pode colocar o substrato que foi preparado e abrir os buracos para receberem o tubérculo. Não aperte e nem enterre, apenas depois de colocar o tubérculo jogue um pouco de substrato por cima. Nos primeiros dias, deixe a sua planta em lugar quente e com boa iluminação. E não precisa adubá-la novamente quando as flores começarem aparecer, assim como a rega deverá ser feita somente com o substrato quase secando.

A temperatura ideal para cultivar as gloxínias é de 22 a 24ºC.

Gloxínia_1

Mais dicas e cuidados com a Gloxínia
* Uma forma simples de irrigação é deixar um prato grande sob o vaso com cascalhos e colocar a água nele para que a planta absorva, evitando encharcá-la por engano.

* Se quiser fazer a multiplicação poderá escolher entre: divisão de tubérculos, estaquia das folhas ou sementes, sempre trâmite os bulbos.

* Não molhe as haste para evitar o apodrecimento.

* Durante o crescimento o adubo se faz necessário uma vez por mês.

* A planta deve repousar depois da primeira floração pelo menos 2 meses e no máximo 4 meses.

* É normal que depois da floração a planta sugue das folhas os nutriente e estas, em consequência morram. Elas deverão ser retiradas.

* Com algumas gotas de água sanitária na água você poderá evitar que as folhas morram.

* Para aproveitar as folhas retiradas, elas poderão ser colocadas dentro de uma bacia plástica, com furos no fundo e cheias com areia de construção. As folhas colocadas no recipiente não poderão ter o pecíolo.
Depois é só deixar essa areia na sombra e sempre úmida. Você observará que se formarão raízes, que estarão prontas para o plantio. Dentro de um ano, estarão crescidas e dando flores.

* O processo de plantio com sementes, segundo os especialistas, é aquele mais lento e para que funcione será necessário o uso de estufas.

Para quem deseja cultivar flores que dão o ano inteira, as flores de Gloxinias são uma ótima opção, visto que florescem durante todo o ano, entrando em períodos de dormência apenas entre as florações.

São flores de pequeno porte, atingindo somente 30cm de altura. São lindas flores que são encontradas em diferentes cores como vermelho, lilás, entre outras.

-gloxinia

Cоmо fazer mudas dе Gloxínia – Passo а passo
Fazer mudas dе Gloxínia chega а ѕеr mаіѕ fácil dо quе preservar аѕ plantas dероіѕ dе grande. Suа propagação é simples, роr divisão dе bulbo е tаmbém роr folhas. Lembre-se dе tеr paciência е dar atenção àѕ plantas que, ainda mаіѕ quаndо ѕãо mudas pequenas, precisam dе cuidados maiores.

Então, ѕе vосê gosta dessa planta е quer fazer mudas, preste atenção nessas dicas fáceis е eficazes.
* Em primeiro lugar é necessário ter um pequeno recipiente. Um copo, роr exemplo, јá еѕtá dе bom tamanho;
* Encha о recipiente соm água potável;
* Agora é preciso cortar umа folha dе Gloxínia, deixado а haste dо maior tamanho possível;
* Umа boa dica é usar um pedaço dе papel filme nа boca dо recipiente е fazer um furo nо meio раrа ali enfiar а haste dа planta е deixá-la centralizada;
* A haste dа planta deve еѕtаr еm contato total соm а água, mаѕ а folha não;
* Dероіѕ deve-se armazenar о recipiente соm а planta еm lugar arejado е соm boa iluminação, mаѕ jamais еm contato direto соm raios solares.

gloxínia

Em algumas semanas de é possível enxergar о aparecimento das primeiras raízes dentro dо recipiente (por іѕѕо mеѕmо é recomendável usar materiais transparentes). Entretanto, аѕ primeiras folhas dаѕ mudas devem aparecer еm torno dе 6 meses. Claro quе еѕѕе tempo pode dar umа variada, mаѕ nãо muito, еm decorrência dе fatores externos соmо о clima. Então nãо esqueça: local sempre arejado е соm boa iluminação.

espalhando-folhas7

curcuma-pink

O gênero Cúrcuma inclui numerosas espécies que são amplamente utilizados em flores de corte não só pela sua beleza, mas também pela sua longa duração. É também conhecida popularmente como Açafrão-da-terra. O gênero é da família Zingiberaceae e inclui várias herbáceas e rizomatosas, arbustivas e aromáticas. É uma planta originária do Extremo Oriente e Austrália.

As plantas são caracterizadas por um grande rizoma variadamente ramificado que em algumas espécies é uma parte de grande interesse comercial. As folhas são alongadas e com flores colhidas na inflorescência variadamente coloridas de amarelo para laranja dependendo da espécie e da variedade.

Cultivo
A cúrcuma tem um crescimento ativo na primavera e no verão assim como os rizomas durante o outono e inverno entram em dormência total. Na verdade neste momento você deve deixar o rizoma seco e fresco em um ambiente onde as temperaturas giram em torno de 17 ° C. Na primavera quando os primeiros brotos começam a aparecer você pode então retomar o cultivo normal.

Elas devem ser expostas a luz indireta do sol diariamente o contato direto com os raios solares podem queimar as folhas e flores. A temperatura mínima de inverno, a que os rizomas devem ser expostos, não deve ser abaixo de 17ºC, pois isso iria danificar a produção de flores.

curcuma-aromatica-179

Assim como as temperaturas de verão não devem exceder os 35ºC porque isso iria prejudicar o crescimento da planta. Se você pretende reproduzir as plantas elas devem permanecer sempre expostas às correntes de ar na primavera quando o perigo de geada é inexistente, pois as correntes de ar são responsáveis pela polinização das plantas.

Rega
Toda a rega no verão deve ser intensificada e é necessária para manter o solo sempre ligeiramente úmido, mas evite a água estagnada no pires do vaso que prejudica a planta encharcando o solo.

Sendo uma planta nativa das regiões tropicais é adequado manter um ambiente úmido em torno dela através da névoa frequente na folhagem usando sempre um borrifador. No outono quando as folhas começam a amarelar você deve suspender qualquer hidratação deixando as folhas secas completamente. Quando na primavera começará a soltar os primeiros brotos então você precisa retomar gradualmente a rega.

Curcuma_longa_001

Solo
Um bom solo para o desenvolvimento da cúrcuma é baseado em turfa para solo de jardim e areia para fazer solos bem drenados. O vaso deve ser grande o suficiente, pois o rizoma tem um crescimento moderado.

Fertilização
A cúrcuma a partir do momento em que começa a formar brotos deve ser fertilizada regularmente até o amarelecimento das folhas que acontece em meados de setembro a cada duas semanas com um fertilizante líquido diluído em água para rega e sempre metade da dose do que o indicado na embalagem do fertilizante.

É aconselhável a utilização de um fertilizante que além de ter a macro tal como azoto (N), fósforo (P) e potássio (K) tenha também os “micro-nutrientes” tais como o ferro (Fe), manganês (Mn), cobre (Cu), zinco (Zn), boro (B) e o molibdênio (Mo) todos importantes para o bom crescimento das plantas.

curcuma

Poda
As plantas Cúrcuma não são podadas. Você exclui apenas as partes da planta que seca ou torna-se danificada para evitar o surgimento de doenças parasitárias.

Multiplicação
A multiplicação de Cúrcuma ocorre por divisão de rizomas. É normalmente realizada no momento do transplante. Na primavera divida os rizomas usando uma faca limpa, desinfetada e afiada de modo a evitar o desgaste do tecido e divida o rizoma em diversas partes cada uma com pelo menos 2 a 3 folhas e raízes bem desenvolvidas. A superfície de corte tem que ser tratado com fungicida e produtos à base de enxofre.

39

amarílis

Quando se fala de plantas, alguns termos são sistematicamente usados, mas nem todo mundo sabe exatamente o que é, é o caso da planta bulbosa.

São chamadas plantas bulbosas todas aquelas que têm um tipo de caule subterrâneo, que tem como objetivo armazenar os seus nutrientes. Além disso, elas podem ser duráveis, que usamos o termo perene ou passar por um período onde a parte aérea, isto é, a parte externa “dorme”, mas sem morrer, porque a raiz continuará firme e forte. E depois de passado um tempo ela voltará bonita como antes.

Quando acontece esse período em que ela “adormece” você tem duas opções: retirar e guardá-los em lugar seco ou deixar na terra esperando que aconteça uma nova brotação natural.

allium-nigrum-08

Vejam a seguir quais são os tipos de brotação:
* Bulbo: tem a forma esférica e é formado por bainhas umas sobre as outras em escamas ou camadas. Ex.: lírios em geral e cebola das hortas.

* Tubérculo: o seu caule possui as gemas que darão vida a outra planta porque podem brotar. Renova-se da parte de dentro para fora e a cada um ano, morre. O ciclo é com a floração esgotada porque chegou o seu fim de vida útil. Mas, depois forma vários novos tubérculos. Ex.: tinhorão e palma-de-santa-rita.

* Soqueira: são dois elementos que não podem se destacar um do outro porque se completam. Ex.: malva-rosa, dálias e mandioca.

* Rizoma: composto por gemas, escamas e nós, os bulbos armazenam nutrientes porque são subterrâneos. Essas plantas a medida que vão crescendo vão formando touceiras. Porém, atenção, é muito importante que seja realizada sempre a limpeza do canteiro para que seja feita a produção de novas mudas, que é feita cortando um pedaço do rizoma, que deve ter entre 2 ou 3 gemas. Depois é só plantá-las novamente: Ex: gengibre e lírio-do-brejo.

lírio-do-brejo

Vejam como são usadas as plantas bulbosas no jardim
* No canteiro é necessário cultivar as plantas com bulbos misturando-as com outras, que podem ter flores ou não. O melhor é fazer uma plantação aleatória, dando um colorido tipo aquele de campo.

* Homogêneo é quando o cultivo é feito usando uma única espécie em um canteiro que possua forma geométrica. O impacto visual é muito legal. Para ficar ainda mais bonita faça alternância das cores.

* Outro modo de plantar a espécie bulbosa é fazendo um ladeado que pode ser de um tanque, de uma estátua, de um muro, de um lago, de um canteiro, entre outros. Faz uma integração entre jardim e outros elementos que fazem parte da decoração.

* No caso das jardineiras ou nos vasos, o ideal é usar mais de uma espécie e para fazer essa escolha é muito importante ter em mente que tipo de efeito você está buscando.

* Livremente, neste caso, tanto faz plantá-la sozinha ou com outra espécie, também pode ser no gramado ou sob árvores. Quando são dessa tipologia e anuais, elas deixam o jardim florido e são perfeitas para dar continuidade e vida a um jardim monótono.

036

muscari

O jacinto-uva faz parte da família Hyacinthaceae essa tipologia de planta com ciclo de vida perene tem sua origem na Europa e na Ásia e por isso, gosta de sol pleno e de meia sombra

É uma planta bulbosa, mas também é herbácea e é bem fácil de ser encontrada no mediterrâneo.

Características do Jacinto-uva
Suas folhas longas, basais, lineares, suculentas e carnosas. As suas inflorescências são eretas e cônicas e em muitas vezes se vê as flores que se formam de maneira esférica, que além da beleza da sua cor, azul arroxeada, ela possui um perfume muito próximo ao almíscar.

Não é por acaso que seu nome é jacinto-uva, pois durante a sua inflorescência elas ficam muito parecidas com verdadeiros cachos de uva. As flores aparecem somente durante a primavera.

O porte da planta é bem baixo ficando entre 15 a 25 cm de altura aproximadamente. Trata-se de uma planta fácil de ser cultivada, por isso aconselhável a quem está começando a lidar com jardins, pois é muito rústica.

A beleza e o perfume dessa planta fazem com que ela seja muito usada nos projetos de jardins e normalmente, as formações com ela são de bordaduras ou maciços. E ficam lindas quando colocadas sob a sombra de arbustos e difusa de árvores.

jacintouva

O jacinto-uva é apropriada para o cultivo em vasos e também em jardins rochosos, além de ser usada como flor de corte. Para isso, veja as principais variedades que são: heavenly blue, saphire (de todos os tipos essa é a que dura mais), álbum, blue spike, carneum (são rosadas) e caeruleum.

O cultivo do Jacinto-uva
A primeira observação importante que se deve saber sobre o jacinto-uva é que ela deve ser cultivada a meia sombra ou sob sol pleno. O solo deve ser preparado, sendo drenável e fértil, além disso, deve ser enriquecido com matéria orgânica. A rega deve ser periódica, principalmente no período vegetativo.

Sendo uma planta bulbosa, a planta precisa passar por um período de frio e é isso que fará com que ela floresça na primavera. Passado esse período com a chegada do verão, as folhas irão ganhando o tom amarelo e é hora de retirar os bulbos do solo, guardá-los em lugar seco, arejado e fresco e limpo.

Muscari_armeniacum2

Sendo assim, os melhores climas para o jacinto-uva são o temperado, o subtropical, o mediterrâneo e o tropical. Quando ela floresce intensamente, isso pode acontecer, é aconselhável fazer um novo plantio. E não se esqueça de que as adubações da planta  devem ser bienais.

Já a multiplicação é feita através da separação dos bulbos, que vão crescendo em torno da planta mãe e também com o uso de sementes.

30