Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Bonsai e Samambaias’

Pteridium aquilinum ssp. latiusculum

As samambaias são uma das plantas mais antigas do planeta e atualmente servem como decoração em muitas casas. Existe uma grande variedade de samambaias e podem proceder de diferentes lugares, ainda que sempre de regiões cálidas e úmidas ao mesmo tempo.

Os cuidados com as samambaias não são muitos nem demasiado específicos, mas se queremos que nossas plantas cresçam sadias e fortes, deveremos prestar-lhes a atenção necessária.

Elas são lindas plantas de crescimento rápido que ficam muito bem no corredor de uma casa ou como protagonistas penduradas na decoração de um jardim. As samambaias são muito resistentes e proporcionam luminosidade aos espaços graças à sua característica cor verde.

Se quiser uma em casa, neste artigo é explicado como cultivar samambaias.
* Em primeiro lugar, cabe destacar que as samambaias procedem, na maioria, de regiões com clima temperado e úmido, por isso será necessário mantê-las em um meio com muita umidade.

* O que se deve fazer para cultivar uma samambaia é comprar a raiz que vai plantar em uma loja especializada em jardinagem. Ao escolher a raiz verifique que está livre de qualquer praga e que se encontra saudável. O ideal é plantar a samambaia no outono ou primavera.

* As samambaias são plantas que crescem muito, e como costumam ser usadas como elemento decorativo suspenso, é recomendável ter um bom suporte e base onde plantá-la, já que com o tempo e o crescimento das folhas ela ficará cada vez mais pesada. Compre uma linda base que permita à planta respirar.

Osmunda regalis (royal fern)

* Antes de plantar é importante preparar um substrato especial. O ideal é que esteja composto por terra de urze, terra de consistência média e areia. Os fertilizantes não são necessários para estas plantas, no entanto, é necessário que o substrato seja leve e com excelente drenagem.

* Depois de preparar o substrato é hora de plantar a samambaia. É recomendável que o buraco seja duas vezes maior e mais profundo que o tamanho da planta. Depois de colocada, pise o solo delicadamente e regue.

* A frequência de irrigação deve ser regular, a planta deve estar sempre úmida, não molhada, e deve-se evitar sempre a presença de água estancada. Por isso algumas pessoas também recomendam regar, esperar até que a água seque e fazer a seguinte irrigação.

* A samambaia deve estar localizada a meia-sombra e isto é obrigatório, já que esta planta não suporta a luz direta do sol, e se ignorar este detalhe as folhas da samambaia começarão a ficar cada vez mais amarelas até morrer.

* Depois de plantar a samambaia deverá cuidar dele como este tipo de planta requer.

* Também, durante o verão será necessário borrifar as folhas das samambaias com um spray ou vaporizador, para mantê-las frescas e úmidas, bem como usar um substrato poroso.

avenca

* Por outro lado, também será importante colocar as samambaias em um lugar apropriado para que recebam luz, mas de forma indireta. Não deveremos colocá-las onde o sol incida diretamente e, além disso, será bom colocá-las em um lugar ventilado, ainda que sem corrente.

* Não será necessário podar as samambaias, somente deveremos retirar do solo aqueles galhos que estejam amarelos ou quebrados.

* Quanto aos fertilizantes, poderemos colocar nas nossas samambaias fertilizante líquido para plantas verdes dissolvido na água de rega a cada 15 dias durante a época de crescimento.

* À medida que as samambaias forem crescendo, será conveniente transplantá-las a um vaso maior para que se desenvolvam corretamente. A melhor época para fazer isso é na primavera.

janel6

MiniSamambaiaHavaiana

A mini-samambaia-havaiana também é conhecida popularmente como mini-havaiana, samambaia-crespa ou samambaia-havaiana. Faz parte do gênero Nephrolepis e pertence à família das Davalliaceae.

As samambaias são plantas que já existem há muitos e muitos anos, podemos dizer que são tão velhas quanto os dinossauros. A sua estrutura é muito simples e por esse motivo, elas não geram nem frutos e nem flores, como faz a grande maioria as plantas.

Como se trata de uma planta muito velha é normal que ao longo do tempo ela tenha sofrido diversas mudanças genéticas e isso a fizeram, com o passar do tempo, se tornarem plantas mais resistentes e também ganharam status de exótica. Um dos exemplos de samambaia exótica é justamente a mini-samambaia, que estamos falando aqui.

O gênero do qual faz parte a mini-havaiana, possui pelo menos 30 espécies e dessas, são tão comuns que passaram a ser tratadas como ervas daninhas. Pois não precisa de muito para que elas se espalhem no solo, basta que ele seja ligeiramente ácido e tenha boa concentração de umidade. Outro requisito que faz com que esse crescimento seja acelerado é que ela esteja em meia sombra, mas o sol pleno e sombra total não impede que elas cresçam.

A samambaia-havaiana é na verdade, uma variação da Marisa, porém, ela tornou-se mais popular que a espécie da qual é originária e no Brasil, entre as samambaias miniatura é mais cultivada.

A Mini-samambaia dentro de apartamentos
Quem não tem jardim e mora em apartamento sabe como não é fácil encontrar plantas que fiquem bem nesse tipo de ambiente. Mas, a mini-samambaia é uma boa opção, ela tem uma aparência bem bacana é pequena e fica bem sob o ambiente do apartamento.

Além disso, é uma ótima opção para quem tem pouco tempo, pois exige menos cuidados. Para ela crescer bonita é só deixá-la em um lugar bem iluminado. O que não quer dizer que os cuidados básicos que se deve ter com uma planta podem ser ignorados.

A rega é de extrema importância, como é para qualquer planta, pois através da rega é que ela fará o processo e terá os nutrientes que precisa. A frequência é garantir que a terra permaneça úmida sempre.

O vaso deve ter terra orgânica e não deixe a sua samambaia exposta diretamente aos raios solares, que acabam queimando as folhas.

Nephrolepis-exaltata-Marisa-01

Como cuidar das Mini-samambaias
* Deixe a sua mini-samambaia em um lugar que seja bem iluminado.
* O vaso ideal para se cultivar a mini-samambaia deve ser largo e raso, para que ela cresça sem problemas.
* A terra tem que ser rica em material orgânico.
* A rega deve garantir que ela ficará com a terra úmida sempre.
* A mini-samambaia deve ficar longe de crianças e animais domésticos e longe de local de passagem para não ser danificada.

Sobre a iluminação correta:
Quem gosta de plantas sabe que elas necessitam de luz para crescerem fortes e saudáveis, porém, algumas precisam dela diretamente e outras não, a mini-samambaia entra no segundo caso. Deixe-a dentro de casa sempre perto da janela, mas onde os raios do sol não alcancem.

Os melhores lugares são aqueles abertos e cobertos, como as varandas de apartamento.

Cuidado somente para que não se trate de um lugar que chegue muito vento, ela também não gosta de corrente de ar. Além de não tolerar mudanças de temperatura muito bruscas.

mini-samambaia

Regas
A umidade é o principal fator para o seu desenvolvimento. Regue 2 vezes por semana, deixando todo o substrato completamente úmido, nunca deixe-o completamente seco e nem encharcado. Borrife água nas folhas da samambaia 1 vez por semana. No verão devem ser irrigadas duas a três vezes por semana.

Substrato
Antigamente eram cultivadas em xaxim, que retêm mais a umidade e permitem que as raízes respirem melhor, porém devido a sua extinção algumas alternativas estão sendo estudadas em substituição a este substrato, como os vasos de fibra de coco, por exemplo.

Pode ser utilizado: 50% de fibra de coco, 25% de terra e 25% de areia grossa. Outra mistura de solo básica para o cultivo das samambaias é composta por 1 parte de terra vegetal, 1 parte de terra comum de jardim e 1 parte de húmus de minhoca. Samambaias também não gostam de alterações de lugar, pois elas acostumam-se a luminosidade, temperatura e umidade local, podendo definhar e até morrer caso sejam mudadas.

Adubação
Recomenda-se o uso de farinha de osso ou torta de mamona. Mas existem no mercado, fertilizantes indicados para o uso específico em samambaias. Aplique seguindo as instruções da embalagem ou do fornecedor.

A mini-samambaia não gosta de mudanças
Não fique trocando a sua planta de lugar, ela não gosta. Depois que ela estiver por um tempo em um determinado lugar, evite de trocá-la, esse tipo de planta não gosta disso.

Nephrolepis-exaltata-04

Poda
Eliminar somente ramos secos ou doentes.

A reprodução da Mini-samambaia
As plantas da família da qual faz parte a mini-samambaia se reproduz através da divisão dos rizomas, que se apresentam como caules bem “peludos” ou que às vezes possuem muitos esporos.

Eles são aqueles pontinhos na cor marrom que estão bem embaixo das folhas. Quando são colocados em solo úmido, rico em nutrientes e fofo, em bem pouco tempo surgem as mudas.

A mini-samambaia é excelente para colocar em ambientes internos ou fora, em lugares com meia sombra, porém, é importante que ela esteja em lugares sem correntes de vento. O lugar também deve ser ventilado e de preferência que entre muita luz natural, mas nunca deve ficar exposta ao sol direto.

Outro detalhe importante é que a mini-samambaia gosta de adubo orgânico, como saquinhos usados de chá, borra de café, casca de ovos trituradas, entre outros. O ideal é usar uma vez por semana qualquer tipo de adubo caseiro e em seguida, regar a mini-samambaia.

chuva8814

samambaia-2500-

As samambaias são uma das plantas mais antigas do planeta e atualmente servem como decoração em muitas casas. Existe uma grande variedade de samambaias e podem proceder de diferentes lugares, ainda que sempre de regiões cálidas e úmidas ao mesmo tempo.

Os cuidados com as samambaias não são muitos nem demasiado específicos, mas se queremos que nossas plantas cresçam sadias e fortes, deveremos prestar-lhes a atenção necessária.

Elas são lindas plantas de crescimento rápido que ficam muito bem no corredor de uma casa ou como protagonistas penduradas na decoração de um jardim. As samambaias são muito resistentes e proporcionam luminosidade aos espaços graças à sua característica cor verde.

Se quiser uma em casa, neste artigo é explicado como cultivar samambaias.
* Em primeiro lugar, cabe destacar que as samambaias procedem, na maioria, de regiões com clima temperado e úmido, por isso será necessário mantê-las em um meio com muita umidade.

* O que se deve fazer para cultivar uma samambaia é comprar a raiz que vai plantar em uma loja especializada em jardinagem. Ao escolher a raiz verifique que está livre de qualquer praga e que se encontra saudável. O ideal é plantar a samambaia no outono ou primavera.

* As samambaias são plantas que crescem muito, e como costumam ser usadas como elemento decorativo suspenso, é recomendável ter um bom suporte e base onde plantá-la, já que com o tempo e o crescimento das folhas ela ficará cada vez mais pesada. Compre uma linda base que permita à planta respirar.

samambaia

* Antes de plantar é importante preparar um substrato especial. O ideal é que esteja composto por terra de urze, terra de consistência média e areia. Os fertilizantes não são necessários para estas plantas, no entanto, é necessário que o substrato seja leve e com excelente drenagem.

* Depois de preparar o substrato é hora de plantar a samambaia. É recomendável que o buraco seja duas vezes maior e mais profundo que o tamanho da planta. Depois de colocada, pise o solo delicadamente e regue.

* A frequência de irrigação deve ser regular, a planta deve estar sempre úmida, não molhada, e deve-se evitar sempre a presença de água estancada. Por isso algumas pessoas também recomendam regar, esperar até que a água seque e fazer a seguinte irrigação.

* A samambaia deve estar localizada a meia sombra e isto é obrigatório, já que esta planta não suporta a luz direta do sol, e se ignorar este detalhe as folhas da samambaia começarão a ficar cada vez mais amarelas até morrer.

* Depois de plantar a samambaia deverá cuidar dele como este tipo de planta requer.

* Também, durante o verão será necessário borrifar as folhas das samambaias com um spray ou vaporizador, para mantê-las frescas e úmidas, bem como usar um substrato poroso.

samambaia cabelo-de-anjo
* Por outro lado, também será importante colocar as samambaias em um lugar apropriado para que recebam luz, mas de forma indireta. Não deveremos colocá-las onde o sol incida diretamente e, além disso, será bom colocá-las em um lugar ventilado, ainda que sem corrente.

* Quanto aos fertilizantes, poderemos colocar nas nossas samambaias fertilizantes líquido para plantas verdes dissolvido na água de rega a cada 15 dias durante a época de crescimento.

* À medida que as samambaias forem crescendo, será conveniente transplantá-las para um vaso maior para que se desenvolvam corretamente. A melhor época para fazer isso é em primavera

30

chifredeveado

Chamadas de chifre-de-veado ou de samambaias chifre-de-veado, a espécie é uma planta doméstica, que não são comuns, pelo contrário, são bem difíceis de encontrar. Faz parte da família Polypodiaceae e sua origem é da Nova Caledônia, Nova Guiné, Austrália e Ilha Sunda.

Dentro dos diversos hábitos de crescimento que a chifre-de-veado possui, destaque para o modo com frondes foliares e basais. O que quer dizer que são folhas que crescem e ficam bem grandes e divididas.

As frondes que são da base são redondas e grandes, são colocadas fixas sobre uma superfície e depois o crescimento é feito em camadas sobrepostas. Enquanto as frondes foliares se dividem e são eretas. As folhas apresentam as estruturas amarronzadas de esporos, deles podem crescer novas plantas da espécie.

Características do Chifre-de-veado
As florestas que recebem a planta chifre-de-veado são aquelas tropicais úmidas e também as subtropicais úmidas. Porém, apesar do clima particular que cresce esse tipo de planta, elas podem ser cultivadas em casa. Porém, para que isso seja possível é necessário compreender os fatos básicos sobre a composição da planta.

É uma planta que se classifica como epífitas, isto é, ela não capta nutriente do solo e nem a água. O significa que elas precisam do apoio das árvores. A fotossíntese para o crescimento é realizada pelas frondes verdes.

O papel das frondes de base do chifre-de-veado é de capturar os resíduos que caem e daí chega até a  planta os nutrientes. Ela possui raízes, porém, a única “obrigação” delas é de fixar as estruturas da planta.

É aconselhável que não sejam retiradas escamas acinzentadas. É comum que as pessoas que a cultivam façam essa retirada porque ela acaba dando uma aparência de poeira à planta. Porém, as escamas não estão na espécie por acaso e sim para interromper a evaporação.

chifre-de-veado

Durante todo o ano é necessário deixar sempre o apoio desta samambaia úmido. A rega deve ser em maior quantidade durante os meses do verão. Na estação da primavera é necessário, além de regar, cobrir com adubo fresco. É muito importante que o chifre-de-veado  receba nutrientes durante a primavera.

O lugar correto para cultivar a samambaia é sob a luz solar. Porém, nunca deixe a sua planta direto no sol. Para crescer bonita e forte a planta necessita receber a luz do sol, porém, de forma filtrada, como na floresta tropical.

E outro fator importante é deixar em um lugar com pouca umidade, caso o contrário você corre o risco de apodrecer a raiz. E ainda, num lugar com boa circulação do ar.

fronde

Propagação do Chifre-de-veado
Para propagar esta planta é necessário retirar as mudas enraizadas, fazendo isso começando pela base. Depois elas deverão ser plantadas em um vaso com adubo. Em seguida, lembre-se que é importante manter as plantas posicionadas da maneira correta com estacas de madeira ou um arame dobrado.

O solo deve estar úmido até que elas estejam grandes o suficiente até que possam ser transplantadas. Outro detalhe é que é possível, durante o crescimento da chifre-de-veado, colher os esporos que ficarem maduros das frondes foliares. Lembrando que um esporo maduro precisa ser da cor marrom brilhante.

Outra dica é retirar uma parte de fronde onde tenha esporos maduros e em seguida, colocá-lo num saco (de papel) e observar, quando ele ficar disperso ou lanoso, seco e com a cor mais amarronzada poderá ser usado para a propagação.

Na hora de plantar é só colocar no fundo de um vaso pedaços de um vaso de barro, sobre ele coloque uma camada de esfagno ou turfa. Depois pegue aquele esporo que ficou no saco de papel e coloque bem no alto do substrato. O vaso deverá ser colocado sobre um pires com água. É uma forma de dar mais umidade para a planta.

Quando as plantas estiverem grandes que possam a ser manuseadas sem correr o risco de danificá-las, coloque em outros vasos observando um espaço de 5 cm entre cada uma delas.

platycerun

Sobre o cultivo, não esquecer
*
Usar substrato apropriado para plantas epífitas.
* Cultiva em lugar com muita umidade.
* Cultivo a meia sombra.
* Deve ser plantada na vertical de preferência.
* A multiplicação é feita através das mudas e elas nascem próximas da planta mãe.
* Devem ser fixadas em troncos de árvore e também em placas de fibra de coco, com pedaços de fibra de coco, ou um pedaço de arame galvanizado.

Os cuidados com a planta Chifre-de-veado
Em se tratando de água, o ideal é deixar placa ou vaso de fibra de coco, árvore ou terra onde o chifre-de-veado estiver plantado, um pouco úmido, mas nunca encharcado para não provocar o apodrecimento da raiz.

Algumas pessoas preferem esperar o substrato secar para assim regá-lo, mas como se trata de uma planta com muitas folhas, muitas vezes não é possível ver se a terra está seca ou não, uma boa saída é a rega por imersão, mergulhe a planta por 30 minutos na água, deixe escorrer o excesso e depois a pendure.

Com relação à temperatura, diz-se que o clima brasileiro é ideal para essa planta, porque ela sobrevive em temperaturas de 30 a 21º C, mas também aguenta as baixas temperaturas do inverno, até menos de 10º C.

Para escolher o local ideal da sua casa ou jardim para plantar o chifre-de-veado, procure um local iluminado, mas que não tenha sol direto, para não provocar a queimadura de suas folhas, uma brisa leve é bastante agradável para a planta.

platycerun1

Adubo ideal para o Chifre-de-veado
Na hora de plantar, você pode optar por placas de fibra-de-coco, tábuas de madeira, onde o substrato usado pode ser o musgo sphagnum e também pode ser usado um tronco de árvore já seco, além de ser um bom lugar para o plantio ainda servirá como uma peça de ornamentação. E como qualquer outra planta, devem ser usados adubos para auxiliar seu crescimento e mantê-la sempre bonita e saudável.

Como se trata de uma planta epífita, o chifre-de-veado não retira do substrato onde está plantado, os nutrientes necessários para sua sobrevivência e por isso é necessário fazer uso de um adubo, os líquidos são os mais indicados. Basta misturar o adubo líquido a água em que for regar a planta, tomando sempre cuidado para não molhar as folhas com a mistura. As melhores épocas para a aplicação do adubo são a primavera e verão.

Casa-na-floresta_663