Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘Bonsai e Samambaias’

Stenochlaenatenuifolia

A samambaia trepadeira é uma espécie exuberante, grande e versátil que se adapta a várias condições de ambiente. Embora seja uma planta com folhas verdes lindíssimas, que aceita tanto sombra como sol, ela ainda é pouco conhecida no Brasil.

Nativa da África, Malásia e Polinésia, pertence à família Blechnaceae. Seu nome científico Stenochlaena tenuifolia e recebeu o nome popular de Samambaia trepadeira.

É uma samambaia grande, Ela cresce em florestas costeiras pantanosas ou não, em seu habitat de origem. A planta se propaga muito facilmente como planta de cobertura de solo, cobrindo bem rápido grandes áreas.

Além disso, a samambaia trepadeira possui características epífitas, ou sela, usa outras espécies como suporte para o seu progresso, porém, sem que ocorra parasitismo.

Em alguns países, a extração da sua seiva serve como planta medicinal. Aliás, ela também é uma planta alimentícia não convencional. Sendo comum o consumo das suas folhas jovens em países como Madagascar.

A Samambaia trepadeira é rizomatosa com folhas verdes brilhantes e longas, coriáceas e pinadas que atingem cerca de 180 cm de comprimento. As bordas são levemente serrilhadas, e assim como todas as samambaias, ela não floresce.

samambaia-trepadeira

Como cuidar
Assim como em seu habitat normal, a samambaia trepadeira evolui muito bem à sombra de outras árvores. Nesse sentido, é excelente sua utilização como cobertura e forração de solo e jardim.

Ademais, é uma espécie que aceita o cultivo tanto em vasos e jardineiras, como também em vasos suspensos onde suas folhas ficarão pendentes.

Porém, como é uma planta grande, deve-se preparar um suporte nos vasos para que a planta possa se apoiar.

Stenochlaena Tenuifolia

Embora prefira os ambientes de sombra, adequa-se ao cultivo à meia sombra e ao sol, com um solo que esteja umedecido a maior parte do tempo.

Apesar de ser uma planta rústica e firme, ela não se adapta bem do frio. Desse modo, o melhor é cultivá-la em regiões de clima tropical. As regas devem ser frequentes e o ambiente úmido.

A Stenochlaena tenuifolia se propaga mais facilmente por divisão de rizomas, no formato de estacas. Contudo, algumas de suas folhas produzem esporos pelos quais se multiplica.

passarinho

renda-portuguesa

As folhas desta samambaia contêm detalhes e recortes que parecem ter sido bordados à mão. Por isso, ela ficou popularmente conhecida como renda portuguesa ou samambaia-pé-de-coelho.

Além do mais, por ser um vegetal de origem equatorial, esta planta se adaptou bem ao clima tropical do nosso país. Assim, tanto pela beleza, quanto pela facilidade de cultivo, ela é uma ótima alternativa para ornamentar ambientes internos.

Como cultivar a renda portuguesa
A Davallia fejeensis (seu nome científico) é uma espécie do tipo epífita, ou seja, ela utiliza raízes ou troncos de outras plantas para se desenvolver. Desse modo, quando ela é plantada em vaso, seus rizomas crescem para fora do recipiente, à procura de novos espaços para se expandir.

Entretanto, isso não atrapalha em nada o seu cultivo. Sendo assim, vamos ver agora o que deve ser feito para a planta se desenvolver.

renda portuguesa

Qual é o solo ideal para a renda portuguesa?
A renda portuguesa alguns cuidados em relação ao solo. Portanto, se você quer manter as suas folhas sempre verdinhas, utilize terra vegetal e adicione 40% de fertilizante. Além disso, suas raízes se desenvolvem melhor quando são plantadas em cachepots, pois haverá maior oxigenação para elas.

Pode encharcar a terra?
De forma alguma. Se o solo for mantido encharcado, as raízes da samambaia apodrecerão. Desse modo, faça a rega apenas por necessidade.

Além disso, você pode adicionar substrato e areia à terra, para melhorar o escoamento de água. Todavia, não utilize vasos pequenos demais, escolha um recipiente com no mínimo 30 cm de profundidade.

renda_portuguesa

Folhas amareladas, o que pode ser?
No inverno, as folhas da renda portuguesa ficam amareladas mesmo. Aliás, esta é a hora de realizar a poda completa. Por isso, corte todos os ramos que perderam a cor, para estimular a planta a soltar novos brotos.

Se os galhos estão amarelando fora desta estação, pode ser uma questão de solo encharcado, falta de luz ou terra pobre em nutrientes.

Desse modo, faça a rega de forma correta, e utilize um fertilizante ou adubo orgânico para resolver o problema. Além disso, mantenha a renda portuguesa em ambiente bem iluminado ou próximo a janelas.

janela-brisa

avenca

Antes de tudo, perceba que a avenca, é muito delicada. Por isso tem que se tomar muito cuidado, na hora de tratar ela, porque alguns erros facilmente cometidos podem levar a sua planta diretamente para a morte.

Conseguindo as suas mudas de avenca
Primeiro, é necessário escolher o modo de plantação, porque apesar de conseguirem ser feitas por sementes. O melhor é escolher as mudas, porque com elas, você consegue garantir melhor sobrevivência das suas plantas.

Agora, procure um local que tenha boas referências. Para isso, pesquise na ‘internet’, lugares que vendem plantas. E para ter certeza da qualidade,  pegue o nome da empresa e digite num site que constata a reputação.

Por fim, deve ter conseguido achar um estabelecimento, com uma boa reputação. Vá até à loja, e observe as mudas de Avenca, veja se as folhas estão verdes e se ela está bem desenvolvida. E compre a muda.

avenca

Plantio correto das mudas
Primeiramente, antes de plantar a sua muda, você vai preparar o seu solo com cuidado. Escolha um local, que seja definitivo, se plantar em vaso pegue um que seja grande e se tiver pátio escolha um pedaço de terra.

Em seguida, faça uma análise do seu solo, que deve ser fértil. Também é necessário, ter muita matéria orgânica, com substrato que deve ter: 10% de areia, 50% de terra e 40% de húmus de minhoca.

Por fim, se fazer num vaso, comece com argila expandida (Para Drenagem), areia e depois misture à terra com húmus de minhoca. Com ele pronto, pegue sua muda e retire o plástico, faça uma cova que cubra as raízes e só a plantar com cuidado.

Rega e cuidados com ela
Então, temos a rega, que deve ser feita com muita atenção. Porque a avenca pode gostar de água, mas o excesso pode resultar na morte da sua planta. Por isso, a rega deve ser feita de forma cuidadosa e constante.

Agora, para fazer isso corretamente, coloque o dedo na terra que sua avenca foi plantada. Ao retirar ele da terra, veja se está sujo ou completamente limpo, se estiver sujo não é necessário regar e se estiver limpo está na hora de regar.

Entretanto, nós temos outros cuidados, como a adubação tem que ser feita num intervalo de 15 dias. Também é necessário, você pegar uma tesoura de poda, e fazer a retirada de folhas ou galhos que estão secos.

avenca

Local correto
Por fim, nós temos o local correto, pegue sua avenca e a coloque num local que não bata sol diretamente. Porque pode resultar na morte da sua planta, por conta da queimadura do sol por isso a coloque num local de meia-sombra.

margarida8

Você sabe qual a diferença entre renda francesa e renda portuguesa? Se você já ouviu falar nessas duas espécies, mas ainda tem dúvidas a respeito de como diferenciá-las, então esse é o momento de aprender.

Sabemos que qualquer tipo de planta fica bonita em casas e jardins. No entanto, existem várias espécies de plantas, cada uma com sua peculiaridade, agradando assim inúmeras pessoas. Hoje iremos falar um pouco sobre qual a diferença entre renda francesa e renda portuguesa.

Seja como for, qualquer das duas que você escolher, fica extremamente linda em qualquer ambiente, dando um toque da natureza e vivificando o espaço. Então, se você é amante destas plantas ou se não conhece fique conosco e iremos lhe mostrar um pouco sobre cada uma delas.

renda_portuguesa

Renda portuguesa
A renda portuguesa é semelhante a uma samambaia e possui suas folhagens bem grandes e com detalhes e cortes que chamam atenção, possuindo assim uma semelhança com uma renda.

Seus galhos são retorcidos e sua coloração marrom e apresentam felpas em seu corpo. Essa espécie utiliza outras plantas para seu desenvolvimento, ou seja, elas aproveitam outras espécies como apoio para continuar seu crescimento.

Se o seu cultivo ocorrer em vaso, pode-se notar que suas hastes irão sair do recipiente procurando outras plantas para se apoiar e continuar seu crescimento.

A renda portuguesa gosta bastante de calor e umidade. Além disso, outros cuidados devem ser tomados em relação a rega, tipos de solo e adubagem. Ficam lindas em qualquer ambiente que proporciona a planta um crescimento saudável.

renda-francesa

Renda francesa
Também pertence à família da samambaia. Essa planta nos faz lembrar do passado, pois eram bastante comuns nas casas de nossos avós. Sua aparência é de aspecto delicado e suas folhas parecem plumas recortadas e os detalhes podem ser vistos em toda a planta.

Ainda, dependendo do cuidado, muitas vezes podem gerar confusão com plantas artificiais devido a sua perfeição. Outro fato que chama atenção é suas raízes que ficam expostas no ar.

A renda francesa é grossa e fica em cima do substrato. Além disso, possui pelos brancos em toda a raiz, dano assim um melhor visual a planta. Seus cuidados são basicamente iguais a renda portuguesa.

Mas qual a diferença entre renda francesa e renda portuguesa?
A diferença apresentada entre ambas as plantas, fica basicamente no formato das folhas, que pode ser bastante diversa umas da outras.

Enquanto uma apresenta folhas grandes e recortes bastante presente, a outra vem com aspecto delicado e folhas menores. Com tudo o que vimos, podemos ter então a certeza de que, ambas as plantas ficaram lindas em jardins ou vasos.

marrevolto