Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Nome científico: Kalanchöe blossfeldiana
Família: Crassuláceas
Origem: África e Madagascar

Características: Planta suculenta, também conhecida como “gordinha” em virtude de suas folhas carnudas. Planta rústica que produz abundante floração, com as pequenas flores agrupadas em buquês, nas cores rosa, laranja, amarela e vermelha, dependendo da variedade. Ideal para formar maciços e bordaduras nos jardins, mas também dá ótimos resultados em vasos e floreiras. É uma planta que precisa de muita luminosidade. Quando adulta, alcança até 30 cm de altura.

Época da Floração: Entre o final do outono e início da primavera.

Reprodução: Para obter novas plantas a partir de um vaso de kalanchoe, é só usar os brotos que surgem nas bordas das folhas adultas.

Solo: O ideal é o solo solto, poroso, drenado e rico em matéria orgânica. Para o plantio em vasos, recomenda-se a seguinte mistura: 1 parte de terra comum, 1 parte de terra vegetal e 2 partes de areia.

Cultivo: O clima adequado para o cultivo é o quente e úmido. Pode ser cultivada à meia-sombra, desde que receba luz solar direta algumas horas por dia. As regas no inverno devem ser espaçadas, pois o excesso pode provocar o apodrecimento das raízes. Para que o kalanchoe cresça forte e produza folhas com um leve tom avermelhado, devemos tentar reproduzir as condições de seu ambiente de origem, ou seja, colocar o vaso onde possa receber sol e vento.

Adubação: Para estimular a floração, recomenda-se uma adubação anual com farinha de osso, torta de mamona e um fertilizante de fórmula NPK, com porcentagem maior em P (fósforo), todos podem ser encontrados em lojas de produtos para jardinagem e gardens centers.

Podas: A planta não exige podas complicadas, mas para manter o visual decorativo, retire as hastes à medida que as flores vão murchando.

Cuidados: É uma planta razoavelmente rústica e se as suas necessidades básicas forem atendidas, dificilmente surgirão problemas como ataque de pragas ou doenças.

Dicas: Mesmo não estando florido, o kalanchoe é de grande valor ornamental, pois não suas folhas permanecem bonitas durante todo o ano e, recebendo boas doses de luz solar direta, adquirem um tom avermelhado, criando um efeito interessante em jardins ou floreiras.

Obs.: Plantas suculentas são aquelas que armazenam água em suas hastes ou folhas. O formato das folhas dessas plantas variam bastante: existem suculentas com folhas grossas e carnudas (ex: Cotyledon undulata e Crassula arborescens) e também as de folhas finas estreitas, como as da Euphorbia milli, popularmente conhecida como coroa-de-cristo. O kalanchoe, também conhecido como flor da fortuna, pertence a família das crassulaceas, originado da África, das áreas montanhosas e secas da ilha de Madagascar. É uma planta que possui folhas suculentas e é resistente ao calor como também à pouca água. Existem flores com tons de vermelho, alaranjado, amarelo, rosa, lilás e branco. Normalmente alcança uma altura máxima de 30 cm e se adapta a um solo solto, poroso, bem drenado e fértil.

Selecione sempre plantas saudáveis, com folhas inteiras, brilhantes, viçosas e sem manchas e/ou insetos e hastes das inflorescências firmes. É importante observar o número de botões, pois plantas que possuem grande número de botões fechados ou pouco abertos provavelmente terão maior durabilidade. Aspectos como: planta mal formada, desproporcional ao vaso, folhas desuniformes, poucas folhas e flores, são indesejáveis.

Cuidados em casa – Num ambiente domiciliar podemos ter várias fontes de calor, correntes de ar, gases de combustão, luz direta e pontos de passagem constante, que devem ser evitados na hora de colocar as plantas. Evite colocar o kalanchoe em lugares muito escuros, pois as folhas amarelecem e as flores murcham. Lugares bem iluminados, como varandas e jardins, são bastante indicados, pois a planta é bastante resistente.
Tome algumas precauções: não use água fria, isso causa manchas nas folhas. Evite molhar as folhas e principalmente as flores, porque muitas vezes podem apodrecer. O excesso de água é ruim; deve-se regar com pouca água, o suficiente para que um pouco escorra no pratinho. Não se deve encharcar o vaso, ou deixar muita água no pratinho, pois causa apodrecimento de raízes. Pouca água, duas vezes por semana no verão e uma vez no inverno, é mais do que suficiente.
Existem muitos produtos no mercado, siga corretamente as instruções do rótulo.
Muitas das doenças que causam podridão estão associadas ao uso excessivo de água. Separe a planta doente das outras e caso essa podridão esteja concentrada em uma folha ou flor, elimine-a e diminua as regas. Remova os insetos, passando um pano úmido com sabão neutro e separe a planta das outras.

Atenção: seguir apenas uma dessas recomendações não garante plantas saudáveis. Dedique-se mais às plantas no seu dia-a-dia.

barra-de-vasinhos

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



7 Responses

  1. #1
    Anonymous 
    Friday, 5. September 2008

    Oi meu nome é Andrei, e tenho 13 aninhos. Eu fui na 27ª Expoflora de Holambra/SP, e comprei varias plantas para mim poder cuidar. E vc Sonya me ajudou muitooo !!!

    Muito Obrigadoo.. Beijos

  2. o post mais completo q já li até agora sobre essa plantinha!!! aadooreiii!!
    mtissímo obrigada pela ajuda!!!

  3. #3
    Katia Pinheiro 
    Thursday, 18. June 2009

    Tenho dois kalonchoes que eram lindos quando os comprei mas depois as flores caíram e as folhas foram murchando. Nasceram novas folhas só que bem pequenas e não mais nasceram flores. É normal? O que faço?
    Obrigada

  4. #4
    Anonymous 
    Monday, 17. August 2009

    Olá Sonia, moro no interior do Maranhão, a minha cidade é quente mas até q é ventilada. Comprei muda de hortensias com +ou- 40centimetros com flores lindas e outras q ainda não abriram,no dia seguinte a plantinha estava murcha e quase sem vida, reguei e botei em uma janela para pegar o sol da manhã mas não mudou nada. O que faço? Me ajuda…

  5. Oi Sônia, tudo bem??
    Meu nome é Ionara e também gosto muito de kalanchoe…tenho vários que enfeitam minha cozinha, lugar , que por incrível que pareça eles gostam muito…rs. Adorei as dicas de cuidados.
    Abração!!

  6. #6
    Giovanni 
    Sunday, 16. May 2010

    Hola, tenho uma Phalaenopsis e tenho uma série de dúvias. Há algum modo de reproduzir em casa (sei que existe a micropropagação mas é feita em laboratorio). Outra coisa, a minha Phalaenopsis foi comprada há umas 3 semanas e já está perdendo flores, é normal? De quanto em quanto tempo devo regá-las (Sei que com o borrifador). Como retirar pragas ou fungos das folhas?
    Também tenho uma Kalanchoe que foi comprada no mesmo dia da Phalaenopsis, senti que que ela estava um pouco apertada naquele vaso e decidi trocar de vaso, botei 1 camada no fundo de brita e depois pus adubo e terra suas flolhas estão muito bonitas, agora suas flores nem tanto algumas estõ murchas e outras nascem secas, não sei se ela não gotou da terra ou se é normal pela estação do ano que estamos que provavelmente não seria a da sua floração.
    Muito obrigado, e parabéns pelo belo site.

  7. #7
    Gabrielle Cury 
    Sunday, 16. June 2013

    Olá! Te procuro pra ver se podes me dar uma ajuda… Tenho uma kalanchoe há mais ou menos dois anos e meio, e ela sempre esteve linda e florida. De uns tempos pra cá, começaram a surgir “pelinhos” marrons no tronco e alguns branquinhos nas folhas, e ela foi lentamente murchando. As folhas eu eliminei, mas o tronco eu não sei o que fazer. Não sei se a planta está doente ou se é característica da fase adulta da kalanchoe. Muito obrigada!

Comente sobre o post