Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Cereus repandus

O cacto-do-peru é também conhecido popularmente como Cacto, Cacto-monstruoso, Cereus, Mandacaru, Mandacaru-do-peru, Mandacaru-monstruoso-do-peru, Urumbeva-do-peru. É uma planta da família Cactaceae e originária da América do Sul.

Esse tipo de planta semi-herbácea é um cacto típico de regiões semiáridas e com todas as características dos cactos que costumeiramente encontramos nas regiões mais secas do nosso país.

Acontece que o cacto-do-peru é diferente dos cactos do nosso nordeste, podem ser cultivados em casa mesmo e você ainda encontra exemplares menores como se fossem bonsais do cacto-do-peru, exclusivamente cultivados para serem mantidos em ambiente internos.

Saiba mais então sobre essa planta, suas principais características e principalmente como você pode cultivar a planta em seu jardim sem problemas e dificuldades.

Cereus-repandus-f.-monstrosa4

Ficha técnica
Categorizado como um cacto e como planta suculenta, preferencialmente ele deve ser cultivada em regiões onde o clima é equatorial, semiárido, subtropical e tropical, climas bem típicos da sua região de origem. E já que estamos falando em clima e regiões de origem, não podemos deixar de lembrar que sob as condições ideais do primeiro fator, o cacto-do-peru pode ser cultivado tranquilamente e facilmente em diversos outros locais.

Não é uma planta de porte grande, podendo chegar até 4 m de altura, o que significa que pode ser cultivado com tranquilidade em vasos e em ambientes internos, caso da maioria dos cactos inclusive.

A planta possui uma textura semi-herbácea, com um caule bem cilíndrico e segmentado sempre na cor verde um pouco acinzentada. Os espinhos do cacto-do-peru são bem pardos e acumulam-se sempre nas auréolas dos cristais das hastes da planta.

As flores são bem bonitas e surgem sempre no verão, apresentam um tamanho bem grande, são solitárias e sempre nas cores branca e rosa. Elas curiosamente só desabrocham uma vez cada uma e somente à noite nessa estação.

Os frutos do cacto-do-peru são comestíveis e existem algumas receitas deliciosas que podem ser feitas com ele. Apresentam-se com uma casca bem vermelha ou amarela e a sua polpa é branca e bem doce. Ao comê-lo, a sensação é de que se está comendo uma pitaia.

É uma planta bem silvestre, mas ainda é muito utilizada de forma ornamental devido à forma como crescem. O seu formato é de fato interessante e devido a isso, passou a ser muito utilizado em decorações de ambientes e de pequenos jardins.

A “versão” do cacto-do-peru que é encontrado em ambientes decorativos é famoso Monstruosus. Esse tipo é menor, o crescimento é diferente e tuberculado totalmente diferente, como se fosse uma miniatura do cacto-do-peru que comumente é cultivada em jardins.

Pode ser tranquilamente cultivado tanto em grupos como de forma isolada, principalmente a planta anã. Como é uma planta que possui uma quantidade considerável de espinhos, de preferência evite manter essa planta em ambientes onde existe uma circulação bem grande de crianças e animais pois você pode acabar com alguns pequenos acidentes.

Cereus repandus_YY

Cultivo
O cultivo do cacto-do-peru deve ser feito em um ambiente sob o sol pleno, com um solo bem leve e bem drenável também, pois a planta não gosta de ambientes muito molhados e deixando água parada junto a sua planta, pode gerar o apodrecimento da mesma e dessa forma, a sua perda.

As regas devem ser feitas em intervalos bem grandes e o local sempre enriquecido com matéria orgânica.

O ideal é que você realize regas de 20 em 20 dias e evite realizar se a sua região passar por períodos de chuvas. Como o cacto-do-peru é uma planta muito resistente, não precisa regar se existir chuva porque meio litro de água já é o suficiente para hidratar a planta por quase um mês inteiro.

Se o caso do cultivo for em ambientes internos, daí sim não se deve esquecer de manter as regas bem regulares porque caso a planta seque ou apodreça, raramente poderá ser recuperado, já que é uma planta bem suculenta.

Como foi citado acima, o solo deve ser bem fértil e drenável, mas atente-se sempre para a questão da terra que deve ser sempre bem leve e arenosa. Isso vai fazer com que a sua planta cresça bem melhor e dessa forma apareçam sempre mais flores e frutos, deixando-a muito mais bonita.

cereus

O solo não tão bem tratado não vai matar a planta ou evitar que ela cresça, assim como suas flores e seus frutos, mas isso vai acontecer de uma forma muito mais lenta e não tão sustentável, deixando o cacto-do-peru suscetível a pragas e doenças.

Se o cultivo for feito em vaso, deixe a planta bem coberta com substrato e algumas pedrinhas para que ela se adapte bem ao ambiente. A multiplicação é feita por sementes ou estacas.

Apresentam surgimento de flores também, que se dá durante o verão, de coloração que varia entre o branco e o rosa. São flores solitárias que desabrocham durante a noite.

Apesar de serem plantas bastante silvestres, são muito utilizadas para fins ornamentais. Podem ser cultivadas em grupo ou solitária, em diferentes tipos de jardins. Necessitam de pleno sol e preferem solo rico em matéria orgânica e irrigado esparsamente.

cah 68

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post