Saiba como cultivar Bulbos - PlantaSonya - O seu blog sobre cultivo de plantas e flores
Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Bulbo de Amarílis

Desde que se respeitem algumas regras básicas, é fácil cultivar bulbos. Além do colorido e da variedade das espécies disponíveis que dão grande vivacidade a um jardim, alguns bulbos podem inclusive ser plantados em vasos ou em contentores e, obedecendo a algumas regras essenciais, chegam a florir dentro de casa.

Além de água, um bulbo não necessita de mais cuidados. Quando é de boa qualidade o bulbo contém dentro de si um mecanismo altamente desenvolvido de armazenagem de alimentos que, quando plantado no solo, o torna praticamente independente de tudo exceto de água.

Mesmo após um período longo de dormência, sujeito à seca, à geada ou ao calor intenso, na Primavera um bulbo volta à vida e frequentemente repete o seu ciclo vegetal, ano após ano. Os bulbos podem ainda ser utilizados ao longo de todo o ano, dependendo do tipo de bulbo, o que permite manter um jardim constantemente florido.

amarílis

Tipos de bulbos e época para plantação
Existem três tipos de bulbos, consoante a época em que dão flor: Bulbos de Primavera, de Verão e de Outono. Alguns são bem conhecidos de toda a gente, mas conhecer melhor o respectivo ciclo de vida permite-nos planear e organizar com maior eficiência  o seu cultivo e duração.

Os bulbos de Primavera mais populares são as Tulipas, os Narcisos, os Jacintos, os Crocus e os Alliums. Também os Amarílis e os Íris. Em comum, todos têm o facto de necessitarem de um período de frio debaixo do solo para que o relógio biológico inicie a contagem decrescente.

Por esta razão plantam-se no fim do Outono ou no início do Inverno, após terem permanecido uns dias guardados no frigorífico e passam todo o Inverno sem dar sinal de vida.

Quanto mais frio for o Inverno melhor para este tipo de bulbo. Em regiões de geada deve tapar-se o solo acima do bulbo com alguma proteção do tipo folhas secas, casca de pinheiro, etc.

Os bulbos de Verão são as Dálias, as Begônias, os Lírios, os Gladíolos e os Jarros. Plantam-se no fim da Primavera e dão flor alguns meses depois. Dão-se bem em geral em todo o tipo de climas, mas como são pouco resistentes às geadas e aos Invernos frios, nas regiões onde as temperaturas são mais baixas, tiram-se do jardim e guardam-se.

crocus

Depois da floração, espera-se até a folhagem ficar toda amarela, altura em que o bulbo armazena o alimento e só depois se cortam as folhas rentes ao solo. Tira-se o bulbo do chão e guarda-se num local fresco e seco, entre palha ou folhas secas, para voltar a ser enterrado na próxima estação.

O bulbo de Outono mais conhecido é o Crocus e planta-se no Verão. Quando todas as plantas de flor iniciam o seu repouso, este bulbo enche-se de cor dando vida ao jardim.

Como comprar?
Além de ser indispensável, respeitar o período indicado acima para plantar os bulbos, há ainda que conhecer a época em que devem ser comprados, para que não percam qualidades.

Leia sempre no verso da embalagem qual a melhor época para plantar, não guarde o bulbo em casa mais do que um ou dois meses e cumpra com as instruções indicadas.

O que fazer depois da floração?
A maior parte dos bulbos naturaliza-se e tornam-se plantas perenes, voltando a florir durante anos seguidos no mesmo local. Para que isso aconteça, as folhas devem cumprir o processo completo de fotossíntese e outros, que se destinam a armazenar o alimento necessário para que o bulbo se regenere.

Durante este processo nascerão novos pequenos bulbos embrionários junto do original. É um processo que ocorre durante as semanas que se seguem  ao desaparecimento da flor.

Esta a razão do porque as folhas não devem ser cortadas cedo demais e mesmo depois de terem desaparecido os bulbos que ficam no chão continuam o seu processo de recuperação para o próximo ciclo e não devem ser perturbados.

jacintos

Antes de cobri-los com terra, ponha uma tela (de galinheiro) que evitará danos involuntários ou os ataques de pequenos animais. Se necessário marque com uma etiqueta o local do bulbo, porque não vai ter sinal dele durante uma temporada longa.

Existe um relógio biológico que permite aos bulbos despertar todos os anos para um novo ciclo, criando raízes, rebentos e folhas, dando flor e morrendo para entrar em dormência novamente.

No caso do bulbo de Primavera, logo que é plantado no Outono inicia o processo de desenvolvimento embrionário das folhas e das flores, desenvolvendo rapidamente raízes e um caule, que cresce até ficar abaixo da superfície do solo, altura em que para de crescer por um tempo à medida que a temperatura exterior desce.

Quando a temperatura volta a subir, retoma o processo de desenvolvimento, rompe a superfície do solo, dá flor por um período de tempo relativamente curto e volta a morrer e a entrar em dormência.

Alguns bulbos conseguem armazenar nutrientes suficientes para alimentar não só a planta mas também a flor e as folhas durante todo o ciclo e por esta razão, alguns bulbos desenvolvem-se fora do solo, mesmo quando não foram convenientemente plantados na época própria. São quase auto suficientes.

Como forçar um bulbo para que dê flor
Do mesmo modo, se plantar, por exemplo, bulbos de Narcisos numa taça com água e alguns seixos, desenvolver-se-ão e darão flor, mas dado que o meio não lhes permite reconstituir o estoque de nutrientes, não darão flor na época seguinte. Podem até nem voltar a florir.

Os Jacintos são extraordinariamente aromáticos, podendo o perfume causar mal estar a algumas pessoas. Podem ser cultivados dentro de casa, em vasos baixos e largos, com uma mistura de terra e areia suficiente para desenvolverem raízes, produzindo um efeito muito decorativo em cima de uma mesa.

Pode ainda ser aplicada uma técnica para forçar a floração do Jacinto, cujo inconveniente é impedir que a planta volte a florir tão cedo.

tulipa

Como fazer
Coloque o bulbo num jarro pequeno com um gargalo estreito por forma a que o bulbo fique com a terça parte inferior dentro de água. Tape-o com um cartucho de papel pardo ou outro semelhante e deixe ficar guardado dentro de um armário num local escuro e protegido durante um tempo.

Periodicamente tire o cartucho e acrescente um pouco de água morna tendo cuidado para não perturbar as raízes nem molhar excessivamente o bulbo.

Verificará que as raízes romperão por volta da 4ª ou 5ª semana e que o caule ou “borboto” que lhe dará origem nascerá uns 15 dias depois, sensivelmente. Quando o caule atingir os 6 cm tire o cartucho e uma semana depois traga o bulbo para a luz, onde as folhas se desenvolverão.

Se tudo correr bem, em breve terá um magnífico “cacho” de lindas flores coloridas e cheias de perfume durante uns dez dias.

Este bulbo porém, não voltará a florir tão cedo, dado que foi forçado desta maneira.

janel159


Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post