Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




adubo-bonsai

Um bom substrato é fundamental para sobrevivência de um bonsai.
Saiba como produzir um substrato básico, suficiente para a grande maioria das espécies, mas antes alguns pontos serão esclarecidos:
1 – Substrato é a mesma coisa que solo, ou seja, onde o seu bonsai estará “plantado”;
2 – Cada espécie gosta de um determinado tipo de solo, assim como na natureza certas árvores só nascem em certas regiões;
3 – Por estar em um vaso, o bonsai precisa de maiores cuidados, e precisa desenvolver suas raízes de forma mais eficiente do que acontece na natureza e para isso, todo substrato deve permitir uma boa aeração das raízes.

Como produzir o substrato ideal é uma dúvida bastante comum entre os bonsaístas e acredite, não existe uma fórmula ideal, tudo que se pode fazer é ir testando e vendo os resultados, mas com base nessas informações acima, já podemos começar a entender um pouco melhor a composição dos substratos.

Aeração é uma palavra chave na hora de se produzir um substrato, mas ao mesmo tempo em que você deve permitir que as raízes se desenvolvam com facilidade, você não pode permitir que existam “buracos vazios” no meio do seu substrato. Como fazer isso?

Evitar a compactação da terra. Outro ponto importante, já que com a terra compactada, as raízes terão dificuldades para crescer e se alimentar, ou seja, nada de usar apenas terra preta (adubada) como substrato para o seu bonsai.

Um substrato bastante utilizado em bonsai é basicamente: caco de telha (ou tijolo) moído, areia (grossa, dessas usadas em obras), argila moída, Rendmax (terra adubada), dolomita (ou qualquer mineral calcário) e terra de cupinzeiro.

Outro ponto importante é o pH do solo, e isso é algo que não é tão simples assim, de uma forma geral, se o substrato tiver uma boa aeração, o pH não chegará a ser um problema, a não ser no caso das Azaléias, que gostam de um solo mais ácido e têm deficiência em ferro, e isso é simples de resolver também. Uma dica para este problema do ferro é enterrar um fiapo de palha de aço no substrato, com o tempo ele vai dissolvendo e suprindo a necessidade da planta, e para o solo ácido, bem existem diversas maneiras de se resolver isso, uma delas é aumentar a proporção de componentes ácidos no substrato (como Plantimax, ou qualquer outro substrato comercial).

Granulometria do substrato. Nada mais é do que o tamanho dos grãos que estão presentes no substrato, o tamanho ideal dos grãos fica entre 2 e 5 mm, podendo variar entre qualquer número compreendido nesse intervalo. Não é complicado, basta observar o tamanho do vaso que você vai usar, se for um mame, é claro que você não vai colocar um grão de 5 mm, pois ocupará muito espaço

Cada espécie tem sua particularidades, por isto é difícil saber qual seria a composição ideal de substrato a usar em um bonsai, mas de uma forma geral deve-se utilizar 40% de dolomita (ou qualquer outro mineral calcário), 30% de terra de cupinzeiro moída, 20% de Rendmax e 10% de caco de telha (ou tijolo) moído. O segredo é variar as misturas e encontrar o substrato ideal para o clima de sua cidade e para a sua planta, lembre-se que mesmo que você leia todos os textos e artigos sobre o bonsai, você só vai aprender, praticando.

c224

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post