O envelhecimento do substrato - PlantaSonya - O seu blog sobre cultivo de plantas e flores
Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




substrato

Existe uma mudança da relação dinâmica entre a planta e o seu substrato em um recipiente. Percebemos que as plantas crescem e mudam, mas nós não consideramos que o substrato também. No recipiente de crescimento, é importante entender a expectativa de vida do solo para a freqüência de transplante. Isto assegura que suas plantas no vaso não serão obrigadas a lutar em uma mistura de solo em “colapso”, com o passar do tempo eles tendem a quebrar, reduzindo o tamanho das partículas e reter mais água, este processo pode realmente corresponder às necessidades de crescimento e taxa de umidade da planta, se cuidadosamente equilibrado.

As plantas recém transplantadas não absorvem tanta água como as que já estão estabelecidas no vaso, isso ocorre porque o sistema radicular é comprometido, no transplante há a poda de raízes e retirada do substrato antigo, algumas em sua totalidade, levando isso em conta, é fato a diminuição de transpiração a nível foliar.

Como as raízes crescem e novos brotos e folhas se desenvolvem, aumenta a transpiração, isso pode ser tratado pela poda aérea para reduzir a transpiração, o aumento da irrigação, reduzindo a luz solar, etc. Mas uma das coisas realmente importante é um componente orgânico no solo, é que ele começa a quebrar com o tempo de acordo com a exigência da planta em questão de umidade. Isto efetivamente aumenta a capacidade de retenção de água, um solo bem estruturado e manutenção da planta apropriada irão ajudar a manter a umidade em equilíbrio. Uma vez que o substrato já esteja bem colonizado de raiz não está sujeita ao colapso na maioria das espécies a menos que a planta seja submetida a maus tratos, tais como umidade constante, falta de luz direta do sol, etc. A rede de raízes tenderá a manter o solo arejado, criando uma estrutura lenhosa.

A vida do substrato
Deve-se entender que a mistura do substrato feitas em viveiros são projetadas (se assim o são) para crescimento rápido e de curta vida (até 5 litros), pois não ficam neste mesmo vaso até um ou dois anos. Passando disso o solo entra em colapso e também chega-se a condições limite da raiz, a mistura para o bonsai deve durar mais tempo, e eles devem ser mais flexíveis e estáveis para dar conta de poda e de formação, isso significa que temos que prestar muito mais atenção às características do solo de viveiros em geral. O ideal é fazer a mistura de substrato durar tanto quanto possível, mesmo aquele em vasos de formação, use casca fresca e estável, com inorgânicos (pedras, cacos cerâmicos), um solo deve ser projetado, para durar o tempo que a planta necessita para se manter em vasos.

Concluindo: Não importa o que você usa para o substrato, se você usar componentes puramente inorgânicos, provavelmente você vai ter que usar fertilizantes orgânicos e seus problemas decorrentes como a remoção de resíduos da superfície, o mal cheiro, insetos, etc., se você usar mais do que o necessário de componentes orgânicos, então você vai ter problemas relacionados com a água e aeração, colapso mais rápido e você terá que prestar mais atenção para as práticas de irrigação. Não existe “melhor” substrato, existem apenas as misturas que funcionam bem em um conjunto de condições ambientais que incluem as espécies de plantas e seu estado atual (idade), como ela é manipulado (técnicas aplicadas à ela e intervenções neste período), a rega, o clima, tipo de adubo, quantidade de exposição a luz / sombra, todas estas coisas estão interligadas.

88

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post