Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




2515025683_eda06a0ea3

Dracaena cinnabari: a árvore sangue de dragão.
A Dracaena Cinnabari é uma árvore nativa do pequeno arquipélago de Socotra no Oceano Índico, próximo Nordeste Africano. Ela é conhecida como ‘árvore sangue do dragão’ em função da sua seiva vermelha. No passado, a seiva era muito procurada como medicamento e corante. A Dracaena cinnabari é uma das plantas mais marcantes de Socotra, ela tem uma aparência estranha, assemelhando-se a um guarda-chuva virado pelo vento. A espécie foi descrita formalmente por Isaac Bayley Balfour em 1882.

Segundo uma lenda árabe, um elefante e um dragão lutaram até a morte na ilha africana de Socotra, a sudeste do Iêmen, fazendo brotar lá uma árvore cuja seiva é vermelha como sangue. Mas a ciência sabe que foi a batalha pela sobrevivência que encheu o lugar de plantas exóticas como s sangue-de-dragão. Há 10 milhões de anos, Socotra não era uma ilha. Seus 3 600 quilômetros quadrados estavam colados na África e faziam parte da atual Somália. De lá pra cá o nível do mar subiu e ela ficou isolada no Oceano Índico. Enquanto rinocerontes acabaram com a vegetação costeira em terra firme, a flora da ilha sobreviveu às mudanças ambientais. As espécies mais resistentes ao clima semi-árido, com ventos de até 43 quilômetros por hora, transformaram Socotra em um dos maiores celeiros de espécies endêmicas – aquelas que só crescem em um lugar – em todo o mundo. São quase 300 plantas que só existem ali, segundo o relato dos botânicos escoceses Diccon Alexander e Anthony Miller, do Royal Botanic Garden de Edinburgo, publicado na revista inglesa New Scientist. Por isso a ilha está nos planos da ONU, para estudo do potencial econômico de sua biodiversidade.

A Dracaena cinnabari, ou sangue-de-dragão, é a planta que mais se espalhou pela ilha. É uma espécie endêmica remanescente, quer dizer, uma sobrevivente da flora que desapareceu no continente. Tem folhas carnudas, semelhantes às da babosa e do pau-d’água, que se encontram no Brasil. Só que é bem mais alta. Pode atingir cinco metros de altura. Seu nome está ligado à resina de cor vermelho vivo chamada cinábrio, extraída das folhas e das cascas do tronco e dos galhos (foto da página anterior). A população local usa essa substância para tingir lã e também como anti-séptico bucal, matéria-prima para fazer batom e remédio para dor de estômago, desinteira e queimaduras.

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



9 Responses

  1. #1
    sandrah 
    Friday, 9. April 2010

    Tive a felicidade de conhecer essa arvore e ganhei algumas “perolas” que são suas sementes.
    Como devo fazer o plantio para ter sucesso?
    Agradeço
    sandra Spiri

  2. bom dia!! você saberia me dizer algum lugar onde eu possa encontrar sementes dessa arvore?? eu procuro a muito tempo por essa raridade! tem um motivo muito especial na minha familia e com meus ancestrais!

  3. #3
    Salim Albino de Oliveira 
    Thursday, 23. December 2010

    Os senhores poderiam me dizer como conseguir uma muda ou sementes de Dracaena cinabari?
    Obrigaado.

  4. #4
    JOVANI ZILIO 
    Wednesday, 29. December 2010

    BOM DIA, POR FAVOR, PODERIAM ME DIZER SE É POSSÍVEL CONSEGUIR SEMENTES DE DRACAENA CINNABARI?

    OBRIGADO

  5. #5
    Valdineia 
    Friday, 11. March 2011

    Excelentes informações! Achei linda essa Dracaena que não conhecia…

  6. Onde comprar mudas ou sementes da Árvore Sangue de Dragão. Abraços Heudes.

  7. #7
    antonio carlos 
    Wednesday, 20. April 2011

    Olá , gostaria de saber onde encontrar mudas.
    obrigado

  8. A Dracaena cinnabari, será o que aqui na Madeira chamamos de Dragoeiro????

  9. Tenho mudas do dragoeiro – 86 995468790

Comente sobre o post