Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts com tag ‘doenças’

manchacircular

Manchas circulares em tons de castanhos ou marrom (inclusive com bordas amareladas) ou anéis avermelhados nas folhas de orquídeas, podem indicar doença causada por fungos.

Os fungos em orquídeas é algo mais comum do que nós cultivadores (experientes ou principiantes), gostaríamos.

A facilidade de propagação, a variedade e a utilização de produtos agrotóxicos para eliminá-los, causam receio em muitos amantes de orquídeas.

O ideal mesmo é prevenir, mas às vezes a gente só lembra disso quando a orquídea já apresenta sinais de doenças.
Essa matéria eu procurei falar desde a prevenção até as opções de tratamento.
Espero que ajude.

Prevenção
Para evitar a contaminação dos seus exemplares é importante alguns cuidados:
* Quando compramos alguma orquídea, precisamos observar se nas folhas tem manchas circulares amarelas ou manchas marrons (arredondadas) que envolta estejam amareladas.
* Sempre deixe sua orquídea recém comprada de quarentena. Isso porque precisamos deixar as novatas separadas por 40 dias para ter certeza que não tem nenhuma doença incubada.
* Sempre esterilizar as tesouras de poda antes de cortar qualquer parte da sua orquídea e nunca usar uma mesma tesoura (sem estar esterilizada) em duas ou mais orquídeas. Isso porque também é desta forma que as doenças passam de uma para outra.
* Evite colocar um vaso pendurado embaixo do outro, pois a água do vaso de cima cairá sobre a planta de baixo e, se esta estiver contaminada, os fungos podem para passar de uma planta para outra através da água.
* Mantenha o orquidário limpo. Evite deixar acumulo de folhas, folhas secas e outros materiais no chão.
* Deixe sua orquídea em local arejado e que haja renovação de ar.

Dica: Para esterilizar, deixe a tesoura de molho no cloro/água sanitária ou coloque as lâminas no fogo (boca do fogão, maçarico…).

folha manchada

Como se livrar dos fungos
Infelizmente, na maioria das vezes, não tem jeito, para eliminar os fungos, você precisa usar agrotóxico. Neste caso, basta ir em uma casa especializada em produtos agrotóxicos e pedir um fungicida.

É muito importante que ele seja aplicado de acordo com o recomendado na embalagem. Então, nada de inventar!

Ah! E sempre use luvas! O contato com produtos tóxicos pode causar doenças e intoxicação (alguns dizem até que podem aumentar as chances de câncer).

Fungicida sistêmico de contato?
Os fungicidas podem ser de contato ou sistêmico. A diferença entre eles é que o primeiro não penetra na planta, ou seja, fica na superfície.
Ele é recomendado quando a doença não está em nível tão grave, ou seja, poucas partes afetadas e poucas orquídeas no orquidário. Ele pode ser usado inclusive como preventivo.

O fungicida sistêmico penetra na planta(na seiva) e elimina totalmente os fungos, mas sua compra é controlada.
Para comprar, você precisa preencher um formulário com seus dados. Você ficará com uma cópia e no verso dela contém informações super importantes sobre como usar, pois o produto é tóxico. Siga certinho as recomendações.

manchas]

Alternativas
Segue abaixo duas opções para quem quiser testar.
Receita 1: Pasta de óleo mineral com canela (misturar os dois ingredientes até que vire uma pasta) – aplicar direto nas manchas e não regar por alguns dias.
Receita 2: 1 litro de água + 6 cravos-da-índia + 1 colher de chá de canela em pó + 1 ml de solução a 2% de mercúrio cromo ou iodo. Como fazer: durante 3 dias, misturar os 3 primeiros ingredientes, no quarto dia, acrescente o mercúrio. Corte a parte afetada e aplique imediatamente no corte. Se desejar, depois pode aplicar no restante da planta. Não guarde o que sobrar! Não molhe a planta por 7 dias.

Tem pessoas que indicam a calda bordaleza, mas se você olhar no wikipédia, e eu já tinha lido em outros lugares a respeito, ela funciona melhor como preventivo. Se quiser tentar, tem várias receitas na internet. Procure no google ou em outro buscador.

barco1

antracnose

O cuidado com as plantas, seja em sua própria casa, quanto em outros lugares que contêm estas belas decorações para qualquer ambiente, são indicadas e extremamente necessárias para mantê-las bonitas e com vida.

Além de evitar problemas que podem causar o maltrato a estes seres vivos que sofrem com os estas complicações, pois, assim como nós, elas nascem, crescem e morrem, sentindo tudo o que lhes é causado, devendo receber carinho, atenção e cuidados especiais.

Os fungos
Um dos problemas mais comuns de serem encontrados nas plantas são os fungos. Que também são seres vivos maléficos as plantas, porém fundamentais para o meio ambiente, exercendo funções de reciclagem e fabricação de diversos produtos, que possuem características próprias, variando a cada tipo encontrado, onde todos conseguem sobreviver as mais diferentes regiões, com diversos tipos de climas.

Os prejuízos causados
Os fungos que habitam o solo, e consequentemente as plantas, podem causar diversos prejuízos, além de serem dos tipos mais variados que se pode imaginar, e, por este motivo, os problemas causados as plantas também são dos mais diferentes tipos que se pode encontrar, pois os prejuízos dependem da quantidade de inóculo (estruturas de sobrevivência do solo) e da condição climática, ou seja, a gravidade do malefício causado depende do estado em que o solo afetado se encontra.

mofo-plantas

A habitação dos fungos no solo
O processo pelo qual os fungos habitam o solo depende do corte do plantio na hora necessária, pois, quando adiado por muito tempo, os fungos podem facilmente tomar conta das plantas. Os fungos afetam o solo, depende do tamanho das partículas envolvidas no processo de fermentação.

Tipos de plantas mais atingidas
O tipo de planta mais afetado são as hortaliças, dependendo da condição climática apresentada. Em alfaces, um tipo específico de fungo pode causar o apodrecimento da planta, provocando manchas marrons, que são lesões nestes seres vivos, que tem a capacidade de murchar suas folhas, fazendo-as ser ineficientes para o consumo.

Existe outro tipo de doença que pode afetar, também os alfaces, porém esta é causada por um fungo ainda mais maléfico, pois este causa o apodrecimento de toda a planta em somente dois dias, quando sua temperatura é média.

Como evitar os fungos
Para muitas doenças apresentadas por fungos nas hortaliças, há uma maneira de evitá-las, usando, em grande quantidade, mudas que foram produzidas em substratos.

A hérnia
Outro prejuízo que os fungos podem causar é a hérnia em certos tipos de plantas, como hortaliças.

Este tipo de problema ocorre, pois inicialmente, as plantas começam a ficar com uma cor verde clara, o que lhes proporciona a sensação de palidez, tornando-se, aos poucos, amarelada, com algumas partes já murchas.

Os problemas apresentados pelas plantas
Com o tempo, as plantas que forem afetadas por este fungo começam a apresentar menor capacidade de absorver água, consequentemente de nutrientes e dificuldades no desenvolvimento, comprometendo, também, a reprodução e podendo ser fatal para plantas que sofrem desta doença de maneira precoce.

Para evitar este tipo de prejuízo, só existe uma solução disponível: optar pelo uso de produtos que contenham combatentes a este tipo de hérnia nas plantas citadas acima.

pontos pretos em orquídeas

O controle de fungos
O controle de todo o tipo de fungo no solo pode ser feito mediante à medidas de controle com o uso de produtos específicos para estes tipos de problemas. Uma das precauções que devem ser tomadas é, ao utilizar uma nova parte de terra destinada ao plantio, é indicado o uso de mudas novas e sadias, para evitar a utilização de instrumentos e plantas que já foram contaminadas, pois, quando introduzidas em um solo novo e fértil, a possibilidade de uma planta infectada contaminar todo o local é grande.

Como cuidar do solo afetado
Caso o terreno já estiver sido prejudicado e infestado por fungos, será necessário maior cuidado com o solo, reduzindo o inóculo presente nele, a fim de proteger as plantas que estão localizadas naquele local, durante as fases que estarão mais desprotegidas, assim como climas desfavoráveis para as mesmas, podendo, até, conseguir recuperar alguma das que foram atingidas por fungos.

Procedimentos que ajudam
Alguns procedimentos como aração profunda, drenagem do solo, calagem, algumas possíveis modificações no processo de irrigação e produtos para desinfetar o solo (aquecê-lo com diversos meios) são altamente recomendados, dependendo dos fungos e estado do solo envolvido.

oídio

Solução para fazer em casa
Existe uma solução que pode ser feita por si mesmo em sua própria casa, para combater a infecção de fungos no solo de plantio. Serão necessário, para o preparo desta solução, os seguintes materiais: 50 gr. de sulfato de cobre, 2 recipientes (preferencialmente baldes), 10 gr. de cal virgem, tecido fino e pulverizador manual. Estes itens podem ser encontrados em lojas especializadas para agricultores.

Passo a passo
Primeiramente deve ser introduzido meio litro de água em um dos recipientes que foram separados para o preparo da solução. Em seguida, é necessário envolver o sulfato de cobre, encontrado em forma de pedras pequenas, no tecido fino.

Após estes dois passos, é necessário que o tecido consiga ser preso na borda do recipiente que contém água, ficando sob o líquido de maneira superficial, fazendo o sulfato de cobre ser dissolvido lentamente na água.

No segundo recipiente, também será aplicado meio litro de água, e desta vez, o produto que será dissolvido nela será o cal virgem, que deverá ser despejado com cuidado para evitar problemas ao agricultor, e necessitará de uma colher grande para mexer o produto e ser facilmente dissolvido. Após isto, acrescente mais cinco litros de água neste mesmo recipiente, adicionando-os a solução, devendo ser, em seguida, filtrada.

As duas soluções devem ser juntadas e colocadas em um pulverizador, que servirá para borrifar em todas as plantas presentes no plantio.

ferrugem

Lembre-se
É necessário lembrar que a mistura dos dois processos realizados acima devem ser utilizados imediatamente. Caso contrário, eles deverão permanecer em recipientes diferenciados até a hora de serem utilizá-los com o pulverizador.

É necessário ter um cuidado específico com o solo, para que os fungos não afetem o plantio e causem prejuízos as plantas, e consequentemente, perdas de produção, sendo precisos produtos especiais, precauções para evitar a infecção e preparo de soluções que ajudem a combater este tipo de problema que afeta o solo de muitos agricultores.

água

Phalaenopsis

Veja aqui algumas dicas para controlar e eliminar as doenças que podem aparecer nas suas orquídeas. Tudo isto pode parecer muito, mas é melhor agir logo antes que seja tarde demais.

Suas preciosas orquídeas precisam de muita atenção antes do problema se tornar muito grande para controlar.
* Mantenha a área de cultivo livre de folhas mortas ou flores velhas.

* Remova e queime folhas e flores doentes.

* Utilize ferramentas de corte esterilizadas.

* Trate as superfícies que foram cortadas (pendões de flores ou folhas) com carvão em pó ou canela.

* Mantenha boa circulação de ar dentro da área de cultivo.

sophronitis-cernua-1
* Forneça um regime de luz apropriado para o tipo de planta.

* Não lote o espaço com plantas.

* Sempre separar as plantas que estiverem infectadas.

* Se não existir nenhuma cura conhecida para uma determinada doença, destrua queimando todas as plantas infectadas.

* Isole as plantas que forem suspeitas.

* Fique atenta para a podridão das raízes durante a estação chuvosa. Retenha a água infectada coletada.

* Use canela para problemas menores, uma vez que também é conhecido por ser um antifúngico.

* Considere o fertilizante a ser utilizado: reduza o nitrogênio e aumente o componente de potássio. Você pode usar peróxido de hidrogênio, mas observe se ele é eficaz.

Sophronitis-coccinea-amarela

* Lave bem as mãos depois de manipular as plantas.

* Deixe as plantas secarem entre as regas.

* Limpe todas as poças d’água e conserte vazamento, se tiver um orquidário.

* Para ácaros ou tripses, use óleo de horticultura.

* Para fungo, não molhe suas orquídeas em dias frios e nublados.

Sophronitis-coccinea5
* Inseticidas – Nunca pulverize com o mesmo inseticida duas vezes seguidas., alterne dois ou mais inseticidas para evitar o desenvolvimento de uma resistência.

* Ventiladores internos, em orquidário, devem ser usados para dispersar o produto químico e secar as folhas.

* Isole novas comprar por duas semanas antes de adicioná-las a uma coleção para evitar que insetos ou doenças infectem outras orquídeas.

luar

ferrugem_nas_plantas

Muitas espécies de plantas são atacadas pela doença mais conhecida como ferrugem, mas embora o nome seja o mesmo, muitas vezes o agente causador da ferrugem não é o mesmo.

As partes afetadas são as folhas, os caules, flores e colmos. Os sintomas são as lesões de coloração amarela a vermelha e em alguns casos branca, de formato arredondado a oblongo. Presença de esporos pulverulentos semelhantes à ferrugem. A parte inferior da folha pode conter caroços nas mesmas zonas onde surgem as manchas no topo. É nesses caroços que se encontram os esporos do fungo.

Os esporos estão sobre as plantas aos milhares, mas basta que um deles consiga germinar para generalizar uma infecção. São facilmente disseminados pelo vento até muitos quilômetros de distância.

As ferrugens gostam de climas amenos, com temperaturas moderadas e muita umidade. Daí que apareça mais em anos muito chuvosos porque, para que o esporo germine, é necessário que a planta esteja molhada. Uma das grandes causadoras do desenvolvimento da ferrugem é a rega.

Se já teve a visita de ferrugem no seu jardim, regue sempre o pé ou o sol, evitando a todo o custo molhar as folhas das plantas.

Saiba como evitar a ferrugem nas plantas e aprenda como manter um jardim saudável e bonito.
Não existe tratamento curativo para esta doença, apenas preventivos, sendo o mais eficaz de todos a calda bordalesa.

Para combater o fungo da ferrugem, procure produtos derivados do enxofre. Extrato de cavalinha ou uma solução de alho podem ser pulverizados na planta para sensibilizar o fungo no começo da manhã. Para fazer o remédio de alho, bata duas ou três cabeças com um litro de água no liquidificador e coe a mistura.

Mas o mais eficaz é a calda bordalesa. As aplicações devem ser feitas preventivamente. Devem ser regulares e, após uma grande chuvada, por exemplo, deve voltar a aplicar-se. Esta calda age por contato, se reparar em algum tipo de efeito tóxico nas folhas das plantas, pode diluir a calda, mas, não deixe de a aplicar.

ferrugem1

Nota: Numa fase inicial da doença, pode apenas remover as partes afetadas para evitar a distribuição. Remova as folhas infectadas e desinfete as tesouras que usar neste processo.

A higienização do jardim é importante para prevenir a ferrugem na planta ou árvore. Se estão aparecendo doenças no seu jardim, procure fazer uma limpeza na vegetação esgotada. O fim da estação é propício ao aparecimento de fungos nas folhas, que são dos órgãos mais sensíveis da planta.

Nota: Nunca coloque folhas infectadas em composto ou pode contaminar as demais plantas.

Quando o fungo da ferrugem ataca uma planta, ele pode até não contaminar outra planta próxima. Não use produtos fungicidas indiscriminadamente ou pode criar resistência ao fungo.

flores-ao-vento-gif72