Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




IPÊ AMARELO
Respeito

Para poder cuidar bem de uma Árvore, é preciso respeitar suas preferências. Para isso, veja em nossa Lista de Espécies, quais são as características de cada espécie. Este conhecimento, além de ser um respeito à natureza, garante o sucesso de seu plantio.
Muito cuidado com espécies de Biomas diferentes do local de plantio. Por exemplo, querer cultivar Mogno no sul do país, sabendo que esta é endêmica da Amazônia, ou mesmo querer plantar o Pinheiro-do-Paraná nos Lençóis Maranhenses, definitivamente não seria uma boa idéia.

Exóticas
Caso a árvore que você escolheu seja uma espécie Exótica, procure por espécies Brasileiras que possam substituí-la. Com certeza, na diversidade da Fauna Brasileira, alguma espécie lhe servirá.
A problemática de espécies Exóticas introduzidas no Brasil, está sem controle em muitos lugares do Pais. Ajude a não aumentar os números deste problema.

Árvore Adulta
Outro fator importante é conhecer características como altura, raiz, queda de folhas, flores, frutos ou mesmo galhos.
Quando pequena toda árvore é bonita e não incomoda ninguém. Ao crescer, a árvore pode soltar muitas folhas e entupir bueiros. Algumas podem apresentar frutos muito grandes representando perigo à via pública. Algumas espécies têm como característica a formação de copas muito altas, atrapalhando a fiação elétrica, e neste crescimento, algumas deixam cair galhos mais baixos, um risco em potencial. O fim desta  Árvore será igual a de muitas outras que foram plantadas sem nenhum conhecimento, e hoje são podadas nas formas mais vergonhosas possíveis, ou mesmo a morte.

Preferências
Escolhida a espécie, saiba sua preferência por solo, luz e água, e escolha o local mais apropriado possível.
Enquanto a muda é pequena, regue regularmente, nos períodos da manhã e a tarde. Evite regas à pleno sol, pois a água sob as folhas serve como lente de aumento para os raios solares que deixarão marcas. Além do mais, por motivos biológicos, a planta não aproveitará esta água, que evaporará.

Consciência
Assim como nos empenhamos para cuidar de animais domésticos, que outrora já foram, em ultima análise, selvagens, temos que nos empenhar o mínimo para cuidar de nossas árvores.
Os tratamentos dados à animais e plantas, são baseados em estudos de sua vida em seu Habitat Natural. Portanto, seguindo estes estudos, tudo sairá bem. Animais felizes e plantas saudáveis.

pássaro marrom

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


mata_ciliar

São florestas, ou outros tipos de cobertura vegetal nativa, que ficam às margens de rios, igarapés, lagos, olhos d´água e represas. O nome “mata ciliar” vem do fato de serem tão importantes para a proteção de rios e lagos como são os cílios para nossos olhos.

Já as reservas legais são as áreas de propriedade rural particular onde não é permitido o desmatamento (corte raso), pois visam manter condições de vida para diferentes espécies de plantas e animais nativos da região, auxiliando a manutenção do equilíbrio ecológico. Contudo, as florestas situadas nas reservas legais podem ser manejadas e exploradas com fins econômicos.

Quais as causas da degradação das matas ciliares e reservas legais?
As pastagens são a principal razão da destruição das matas ciliares. A maior umidade das várzeas e beira de rios permite melhor desenvolvimento de pastagens na estação da seca e, por essa razão, os fazendeiros recorrem a essa opção mais simples.

O desmatamento é outra causa. A Amazônia sofre, ainda hoje, um processo de diminuição contínua devido às políticas de incentivos à pecuária e culturas de exportação (café, cacau etc). O aumento das populações rurais e a prática de sistemas de produção que não são adaptados às condições locais de clima e solo têm sido fatores responsáveis pela destruição de vastas extensões de florestas nativas na região.

Alguns produtores também desmatam para que os igarapés aumentem a produção de água no período de estiagem. Esta realidade deve-se ao fato de as árvores deixarem de “bombear” água usada na transpiração das plantas. Contudo, pesquisas mostram que esta prática, com o tempo, tem efeito contrário, pois com a ausência da mata ciliar ocorre um rebaixamento do nível do lençol freático (de água).

Também as queimadas, utilizadas como prática agropecuária para renovação de pastagens ou limpeza da terra, aparecem como causas de degradação. O efeito das queimadas leva ao empobrecimento progressivo do solo.

Por fim, não é dada às matas ciliares e às reservas legais a devida importância. As atividades de pesquisa e extensão na Amazônia e na maioria das escolas agro-florestais no Brasil, por exemplo, privilegiam a destruição das florestas, dando importância secundária à agricultura familiar. Há uma grande falta de informações sobre muitas atividades potenciais e ecologicamente adequadas à região.

Qual a importância ambiental das reservas legais e matas ciliares?
As reservas legais e especialmente as matas ciliares cumprem a importante função de corredores para a fauna, pois permitem que animais silvestres possam deslocar-se de uma região para outra, tanto em busca de alimentos como para fins de acasalamento.

Em locais de grande diversidade de espécies de plantas e animais, como em Rondônia, devem ser encontradas plantas e animais raros que somente ocorrem em sua região. Tal fato aumenta a importância das reservas legais. Dizer, por exemplo, que a floresta de uma região é compensada em outra distante, não é verdadeiro. Todo agricultor sabe que nas terras boas ocorrem muitas plantas e animais próprios de terras boas e uma terra fraca não compensa a perda das espécies da terra boa, e vice-versa.

Além disso, as matas ciliares e outras áreas de preservação permanente permitem ao proprietário diminuir os problemas de erosão do solo e manter a qualidade das águas dos rios e lagos da propriedade. Por fim, as matas nas propriedades particulares da Amazônia produzem muitos alimentos de grande importância para a fauna e para o homem. O equilíbrio ecológico só é possível, de fato, com o manejo adequado das florestas e matas e preservação do meio ambiente.

corujinhas

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


eucaliptos

Por não terem predadores naturais, essas espécies podem se multiplicar sem controle, tornando-se assim uma praga, como é o caso do Eucalipto.

- Por não terem uma boa relação com a floresta nativa, podem competir desigualmente pelo espaço, chegando até matar as espécies nativas, como é o caso da Leucena, que em seu habitat natural com pouca água, desenvolveu uma substância que impede o crescimento de outras espécies ao seu redor, para evitar a competição pela água escassa.

- A proliferação pode ser descontrolada. Como é o exemplo também da Leucena. Em seu habitat nativo desenvolveu uma estratégia de produzir milhares de sementes. Isso porque a semente que encontrar apenas um pouco de água já irá germinar. Mas aonde o solo é seco só algumas sementes conseguem sobreviver. Aqui no Brasil, por sser um país tropical úmido, todas as sementes encontrar condições ideais para germinar. O que temos é uma diceminassão tão intensa deste espécie que hoje é considerada uma verdadeira praga em nosso ambiente.

- Algumas espécies exóticas tem as raízes muito bem preparadas para absorver toda a água que conseguirem. Como é o caso do Eucalípto, que absorve tanta água do solo, que este chega a ficar seco. Muitos locais estão com o solo pobre por terem sido invadidos por esta espécie, que muitas vezes é plantada por pessoas que desconhecem este problema.

- O maior erro em se plantar exóticas como Eucalípto e Pinheiros, é que estas espécies crescem muito rápido. Pessoas e empresas que são obrigadas judicialmente a reflorestar, utilizam estas espécies para mostrar o resultado o mais rápido possível. O que muita gente não sabe é que com espécies pioneiras brasileiras, consegue-se este resultado ou mesmo um melhor, tanto em termos de tempo quanto obviamente de qualidade, como é o caso da Embaúba, Monjoleiro e outras.

árvores

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


cercas_vivas

Além do indiscutível efeito decorativo, as cercas vivas têm duas funções primordiais no paisagismo: delimitar espaços e proteger. Ambas as funções têm um sentido abrangente, que oferece diferentes maneiras de utilização, de acordo com a necessidade de cada um.

Podemos, por exemplo, dividir o jardim em dois ou mais ambientes, sem, no entanto barrar a visão entre os espaços. Para isto, pequenos e médios arbustos, e até mesmo ervas se prestam. Já a criação de espaços menores, através da utilização de cercas vivas mais altas, favorece a intimidade e a introspecção, permitindo o uso da área para um longo bate-papo ou uma tranqüila meditação.

A privacidade, o conforto e a segurança são os anseios mais freqüentes quando se pensa em utilizar cercas vivas, seja em jardins residenciais, como em indústrias ou fazendas. Como foi citado anteriormente, a função de proteger é bastante ampla e desta forma podemos aproveitar as características das cercas vivas para nos oferecer a privacidade, o conforto e a segurança que tanto almejamos.

Assim, uma sebe alta e compacta, protege com eficiência uma área com piscina contra olhares curiosos. Da mesma forma, cercas vivas largas e espessas formam uma forte barreira contra ventos, ruídos, e poeira. Já os arbustos espinhosos se prestam para manter invasores afastados e atém mesmo para coibir a fuga de animais maiores da propriedade, como bois ou cabras.

As cercas vivas são apropriadas também para esconder áreas ou estruturas feias no jardim, tais como: casas de máquinas, pequenos depósitos, composteiras, muros, lixeiras, etc.

O profissional paisagista deve saber explorar as funções básicas das cercas vivas, criando efeitos secundários, como orientar os pedestres pelos caminhos, destacar áreas ou elementos, atrair a fauna silvestre, adicionar movimento, textura, volume, contraste, estilo e perspectiva, entre outros aspectos não menos importantes que podem ser criados ou melhorados para o bem-estar e a satisfação dos utilizadores do jardim.

Com certeza, há espécies de plantas mais adequadas a uma ou outra função. Da mesma forma, as plantas escolhidas também devem se adequar ao clima e ao tipo de solo da propriedade, assim como o estilo do jardim e o nível de manutenção que será despendido.

No final deste artigo você encontrará uma lista com sugestões de espécies para diferentes funções. Estude as diferentes espécies para a função que você deseja e escolha sempre aquelas que se adaptam às condições de sua propriedade, dando preferência às espécies nativas. Leia mais »

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


fazenda

O paisagismo tem sido visto meramente como um melhoramento estético de paisagens, mas essa idéia não é real.

O paisagismo hoje visa tanto melhorar a estética do ambiente, quanto o conforto, a funcionalidade, a privacidade, e a segurança. Mas como? São aspectos lógicos, e muito interessantes. Algumas das principais utilizações lógicas do paisagismo serão apresentadas a seguir:

- atenuação da luz solar direta – Em muitos ambientes, a luz solar direta passa a ser um incômodo, aumentando a temperatura do ambiente, impedindo a colocação de móveis próximos às janelas, além de alguns outros problemas. Mas o fechamento da janela causaria escuridão. Para esse caso, o paisagista pode sugerir o plantio de alguma espécie de planta na frente da janela problema. Essa espécie deverá possuir altura e copa, adequados à situação. Além disso, o aspecto estético é essencial, devendo também ser levado em conta na escolha da espécie a ser plantada.

- redução da temperatura de ambientes – Parece algo sem comprovação, mas a presença de plantas realmente reduz a temperatura do ambiente no qual ela se encontra, quando em altas temperaturas. Isso se dá devido à evaporação de água pelas folhas, processo no qual é necessária uma quantidade de calor (calor latente), sendo esse fato o responsável pela redução da temperatura local. Em locais excessivamente quentes, o plantio de árvores e arbustos é ideal, além da colocação de gramados, uma vez que quanto mais bem distribuídas as folhas no ambiente, mais eficaz será a regulação da temperatura. Esse processo pode ser facilmente relacionado com o funcionamento dos nebulizadores, e dos climatizadores.

- privacidade – algumas áreas são muito desvalorizadas devido à falta de privacidade do local. Mas isso pode ser em muitos casos, driblado com o plantio de árvores e arbustos em locais estratégicos, tampando a maior parte dos ângulos possíveis de visão. Esse é um recurso muito utilizado, principalmente com arbustos, utilizados como cercas-vivas. A escolha da espécie a ser utilizada depende do ângulo que se pretende bloquear, além da densidade da copa da árvore ou arbusto.

- isolamento acústico – é algo cuja eficácia ainda está em estudo. Mas há de fato uma redução nos níveis sonoros quando o som passa por uma barreira vegetal. O balanço das folhas provocado pelo som, reflete a transformação das ondas sonoras em energia cinética, reduzindo assim os níveis sonoros do ambiente. O que nos resta saber, é o quanto isso é eficaz para diminuir os barulhos urbanos, que são grandes problemas na atualidade.

- melhoria da visão de locais – com o plantio de plantas, é possível tampar aspectos negativos da paisagem, como obras abandonadas, lixões, fazendo com que eles não façam mais parte do visual local. Essa prática pode ser utilizada também para ressaltar vistas positivas do local, como uma vista para montanhas, ou para belas construções.

Esses foram alguns exemplos, mas existem muitas outras funções do paisagismo. Interessante, não? Aproveitem os novos conhecimentos e apliquem no seu dia-a-dia.

corujinhas

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Arvore florida

As árvores requerem poda. Se não podas de coformação ( aquelas cujo o objetivo é assegurar o bom visual da planta ), requerem pelo menos a poda dos galhos tortos, mortos, doentes ou mal formados.

Para assegurar o seu sucesso com as podas:

Para os galhos e ramos com até 3 cm de diâmetro, use a tesoura de poda. Dá menos trabalho e o corte é mais preciso.

Galhos mais grossos requerem o uso de uma serra de poda ou um serrote convencional. Quanto mais larga for a trava dos dentes da serra ou serrote, menos esforço requererá o trabalho.

Nunca use ferramentas cegas. Em más condições elas dificultam muito o seu trabalho e traumatizam os tecidos vegetais.

Após podar os galhos doentes, lembre-se sempre de esterilizar as ferramentas. Isso evita transmissão da moléstia.

Nunca deixe tocos nos galhos podados. Além de inestético, são uma porta de entrada para os fungos e bactérias.

É sempre bom fazer um “curativo” na região podada. Use pasta bordalesa, cicatrizante para árvores, ou parafina.

Após podar um galho, olhe a árvore de longe. Veja se não há necessidade de suprimir algum galho para manter o equilíbrio visual, e o da própria árvore.

árvore1

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


gramado

1. Usando o cortador como enxada rotativa
Muitas pessoas utilizam o cortador como arma letal, como enxada rotativa, não como ferramenta de manutenção. Nunca corte profundo demais, um corte muito profundo pode acabar com as raízes da grama. Em qualquer abertura no gramado que houver pode-se abrir caminho para a colonização de ervas daninhas. Gramados, como quaisquer outras plantas, necessitam de sua área verde (folhas) para se alimentar e se recuperar de podas. Portanto, quanto mais curta a grama,  mais  consumirá suas reservas de nutrição e água para se recompor. Trate o gramado com gentileza, corte apenas as pontas da grama. Se necessário corte novamente após alguns dias.

A longo prazo, um manejo adequado proporciona menos prejuízos, pois  não haverá necessidade de reposição de grama, do emprego de herbicidas ou manutenções trabalhosas com o mato que se forma.

Não se engane: Cortar grama deixando-a mais alta, mesmo que se tenha que fazê-lo uma ou duas vezes a mais no mês, continua sendo mais vantajoso,  é mais rápido e fácil do que combater um matagal de gramado.

É o nivelamento e não o comprimento da grama que dá uma aparência melhor à grama. Cortes mais freqüentes estimulam a grama a fechar pequenas falhas e evitar que ervas daninhas se espalhem e formem sementes.

A hora certa do corte também é muito importante. Evite cortar em dia de muito calor no verão, a grama irá estressar e necessitar de mais água. Evite cortar grama molhada, pois ela irá rasgar.  Ao contrário,  não pare de cortar a grama no outono e inverno, quando o crescimento for lento,  pois uma emparelhada,sempre que precisar, pode estimular o crescimento e evitar as ervas daninhas.

2. Exaurindo o gramado
Cada vez que for recolhido um carrinho de mão de grama cortada, você estará exaurindo nutrientes, umidade e matéria orgânica do seu gramado. Todos estes componentes terão que ser repostos, ou seu gramado irá sofrer e  tornar-se fraco. Se o gramado for cortado com maior freqüência, e não muito baixo, você estará retirando menor quantidade de energia dele. E se o que for cortado for reaproveitado pelo próprio gramado, melhor ainda. Por isso, é sempre preferível a utilização de um tipo de cortador “reciclador” do que o tipo com coletor de grama.

3. Dieta para o gramado
Dietas para os gramados não são uma boa prática. Um gramado bem alimentado é sempre mais saudável. Depois de bem estabelecido, o gramado precisará de muito pouco adubo suplementar, se forem deixados no próprio local,  os restos da grama cortada que serão decompostos e transformados em nutrientes. Tem-se que tomar muito cuidado com adubação. Alguns produtos, como a uréia, podem desequilibrar a composição bioquímica do gramado, causando mais problemas do que saúde. Cuidado, peça a ajuda de profissionais qualificados antes de comprar um produto para gramados aleatoriamente. É importante que o profissional vá até sua residência fazer um diagnóstico das condições do seu gramado, pois cada caso exige uma ação específica. Muitas vezes, o que um gramado está necessitando é apenas uma cobertura de barro vermelho.

4. Molhando demais
Regas freqüentes não significam um gramado sempre  mais verde e mais saudável. Gramados demasiadamente regados    podem  afetar-se  com o frio, necessitando de mais adubação, ou até mesmo serem mais suscetíveis a ataques de fungos e outras doenças.

Além disso, o excesso de regas geralmente ocasiona  um enraizamento mais superficial do gramado, tornando-se assim, menos resistente à seca. A melhor opção é deixar o gramado secar entre  regas mais completas, estimulando assim, a procura de água pelas raízes em locais mais profundos e um enraizamento mais saudável. Solos ricos em matéria orgânica conservam mais  água.

borboletinhas-azuis1

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


cerca_viva

Com raríssimas exceções, toda a cerca viva requer podas para se manter bonita.

Exceção feita às coníferas, não relute em podar cercas vivas recém plantadas. De preferência, a mais ou menos 20cm do solo. isso possibilita que os arbustos se mostrem “cheios” desde a base.

Evite fazer podas nos meses de Maio, Junho, Julho e Agosto.

É sempre melhor fazer podas quando a lua estiver em quarto minguante.

Embora necessárias, as podas não deixam de ser um traumatismo para a planta. Para reduzir o traumatismo, nunca execute podas com tesouras cegas. Para não ferir e mastigar os tecidos vegetais, favorecendo, inclusive, o surgimento de pragas e doenças.

Cercas vivas, sobretudo as de estilo formal, devem ser podadas de modo que a base fique mais larga que o topo. Isso permite melhor insolação e mais circulação de ar em toda a planta. Além disso, faz com que fiquem mais resistentes ao vento.

Uma boa maneira de evitar cercas vivas com formato irregular é estender, antes da poda, fios de arame esticados para servirem de gabarito. Idealmente dos dois lados da cerca, em cima e em baixo.

Procure, sempre, fazer a nova poda pelo menos uns dois dedos acima da marca (cicatriz) da poda anterior.

jardineira

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


cipo-de-sao-joao (pyrostegia-venusta)

Ao plantar a sua trepadeira, faça covas obedecendo mais ou menos ao seguinte critério:

* Para as plantas sarmentosas e volúveis, o tamanho ideal é de 30 x 30 x 30 centímetros.
* Para os cipós e arbustos escandentes, as covas devem ser maiores, medindo aproximadamente 50 x 50 x 50. Considere, ainda que uma das regras mais praticas para o cultivo de trepadeiras, é aquela que diz “umidade nas raízes e sol na copa”, além do fato de necessitarem sempre de um tutor.

As que necessitarem de ser amarradas ao suporte , utilize fios elétricos revestidos de plástico ou braçadeiras plásticas, tomando sempre o cuidado de não apertar demais a planta ao suporte. É necessário inspecionar periodicamente o desenvolvimento das trepadeiras, sobretudo para instalar novos atilhos, soltar ou afrouxar atilhos antigos e para podar brotos ladrões ou aqueles que, se crescerem, darão à planta uma formação diferente da desejada.

As trepadeiras requerem podas constantes, para que se consiga dar a elas o formato desejado. Faça isso com tesoura bem afiada, de modo a não ferir os tecidos da planta.

janela 2945

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


plantando
Houve tempo em que plantar uma árvore era um prazer, brincadeira de criança. Tempos depois se tornou uma espécie de obrigação civil divulgada amplamente por diversas e contínuas campanhas. Infelizmente o prazer não existe mais, nem as campanhas. E a maioria das crianças de hoje em dia sabem, por exemplo, os componentes e as “proteínas” de um big mac, mas não sabem da importância que tem plantar uma árvore.

1. Reduzir o efeito do aquecimento global. As árvores atuam como coletoras de gás carbônico. Um hectare de novas florestas retém até 6,25 toneladas deste gás ao ano. As árvores podem absorver CO2 a um ritmo de 6 quilos por árvore ao ano. Em 50 anos, uma árvore pode gerar 72 mil reais em oxigênio, pode reciclar água que teria um custo de 84 mil reais e limpará o ar a um valor de 150 mil reais: Um total de quase 300 mil por árvore sem levar em conta outros benefícios adicionais!
2. As árvores evitam ou reduzem a erosão do solo e a contaminação da água.
3. Contribuem às correntes subterrâneas e à manutenção dos rios.
4. As telas naturais feitas de árvores e arbustos, convenientemente plantadas, reduzem significativamente a poluição acústica nos cruzamentos e vias de grande movimento.
5. Servem de barreira visual.
6. Suavizam os perfis dos edifícios.
7. As plantações de espécies de rápido crescimento e de rendimento controlado são uma fonte constante de combustível para estufas e usinas.
8. O manejo controlado de florestas são uma fonte sustentável de madeira.
9. Segundo sua situação, espécie, tamanho e estado, a sombra das árvores pode reduzir os gastos em ar condicionado de edifícios residenciais e comerciais entre um 15 e 50 por cento. As árvores são um meio de “refrigeração” natural que reduz a necessidade da construção de diques, centrais hidrelétricas e nucleares.
10. Os arbustos plantados ao redor das casas protegem do vento e da neve e podem reduzir o gasto necessário em calefação em até 30%.
11. A sombra das árvores refresca as ruas e os estacionamentos. As cidades são autênticas “ilhas de calor” que costumam registrar entre 5 e 9 graus a mais de temperatura que as zonas ao seu redor.
12. As árvores e os arbustos de uma zona residencial ou comercial, bem colocados e cuidados, podem aumentar significativamente o valor dos imóveis.
13. As barreiras naturais contra o vento, bem situadas e cuidadas, aumentam significativamente o rendimento das colheitas em comparação com os campos sem proteção, inclusive tendo em conta o espaço ocupado pelas árvores. Criam um micro clima mais favorável para os cultivos, reduzem o efeito do vento e do calor sobre as colheitas e evitam ao mesmo tempo as perdas na camada superior do solo e reduzem as perdas de umidade do mesmo.
14. As barreiras naturais plantadas ao redor das moradias rurais têm muitas vantagens, como a redução dos gastos de calefação e refrigeração, a proteção contra a neve e o vento, o efeito estético e a criação de um novo habitat para a fauna.
15. As árvores que servem de refúgio para a fauna permitem que alguns animais sofram perdas muito menores durante os meses frios do inverno e proporcionam sombra para se proteger do calor do verão.
16. As telas naturais contra a neve, estrategicamente situadas, evitam que as estradas fiquem cobertas, reduzindo desta maneira os custos de manutenção viária e evitando os fechamentos de estradas.
17. As árvores dão beleza e harmonia a qualquer comunidade. Fazem a vida mais agradável, tranqüila, relaxada e supõem um rico legado para futuras gerações.
18. Os bosques tropicais, além de ter um grande valor como habitat para a fauna e como fonte de madeira, têm um valor extraordinário como matéria prima para fármacos. Um de cada quatro produtos farmacêuticos usados no mundo procede de uma planta que cresce num bosque tropical.
19. As árvores oferecem numerosas oportunidades para que as pessoas dediquem seu tempo de lazer a criar habitat para a fauna.
20. As árvores que crescem junto a rios, ribeirões e lagos baixam a temperatura da água com sua sombra, evitam ou reduzem a erosão das orlas e a formação de lodaçais e melhoram o habitat dos peixes.
21. As árvores contribuem para reduzir o estresse no trabalho e aceleram a recuperação dos pacientes hospitalizados.
22. As árvores ajudam-nos a relacionar com nosso legado natural e com nossos valores espirituais e culturais mais profundos.
23. As árvores nos servem para recordar às pessoas queridas desaparecidas e para deixar algo de valor às gerações futuras.
24. Uma tribo de índios da Amazônia acha que as árvores do bosque sustentam o céu. Segundo a lenda, a queda das árvores aceleraria o fim do mundo.
25. Pode-se plantar e cuidar árvores simplesmente por que…é muito legal vê-las crescer!!! crescer!

árvores

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.