Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




alamanda-florida

Erva, liana ou arbusto são plantas de crescimento trepador, cujo caule é incapaz de sustentar-se em posição ereta por seus próprios meios, então cresce apoiando-se sobre outra, ou sobre uma grande variedade de substratos (barrancos, penhascos, muros, cercas, etc.), através de apêndices fixadores, de raízes aéreas ou de caules e ramos volúveis. O seu desenvolvimento adquiri forma e direção variável de acordo com o objetivo pretendido.

As trepadeiras usualmente apresentam caule estreito e maleável, mas há trepadeiras lenhosas, que crescem rapidamente sobre as árvores para alcançar a luz abundante disponível sobre o dossel das florestas.

As trepadeiras utilizam vários métodos para escalar superfícies, elas podem ser escandentes – quando seu caule molda-se a uma superfície, enrolando-se e prendendo-se a ela -, podem ser volúveis ou de caules torcidos – o caule tem hábito de se enrolar em algum suporte de forma em espiral -, podem apresentar gavinhas – os caules emitem órgãos fixadores, prendem as plantas ao suporte com raízes fixadoras, gavinhas e ganchos -, podem possuir raízes grampiformes ou adventícias – cuja única função é prender o caule sobre uma superfície vertical -, ou podem ser facultativas, ou seja, – arbustos com ramos longos ou ervas rasteiras, que, quando em contato com um aparato vertical, apóiam seus ramos e desenvolvem-se verticalmente -, podem ainda ser do tipo cipós – trepadeiras que não possuem órgãos fixadores.

Seus ramos no início crescem para cima, depois com o peso vergam para baixo, formando um arco.

Desse arco sai novo broto que repete o ciclo.

columbine

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Lagenaria vulgaris (Small)

É uma planta trepadeira, da família das Cucurbitaceae presente no norte e nordeste do Brasil, e plantada em quase todo o território português.

É também chamada em algumas regiões brasileiras de cuitê ou cuité, cabaça-amargosa, cabeça-de-romeiro, cabaça-purunga, cabaço-amargoso, cocombro, Cuia e taquera.

Destaque-se que em algumas zonas de Portugal (especialmente no Minho) utiliza-se a palavra cabaça para designar a abóbora.

O fruto da cabaça é colhido mais cedo ou mais tarde segundo o tamanho da vasilha que se queira fazer.

Depois de retirado o miolo, lava-se bem e deixa-se secar.

A vasilha era usada para as mais variadas finalidades e estava presente na vida cotidiana dos indígenas e seu uso foi assimilado pelos colonizadores portugueses e espanhóis.

Era usada como recipiente para água e alimentos, também como vaso, entre outros usos, como para fazer um berimbau, por exemplo.

As regiões brasileiras que tiveram influência dos índios tupis conhecem a cabaça como cuieira e o fruto como (Ku ‘ ya). Até hoje a cuia é usada no sul do Brasil pelos gaúchos no hábito de tomar Chimarrão, função para a qual a cuia é cuidadosamente escolhida por sua forma (a aparentar o seio de uma mulher), e depois é ricamente lavrada e ornada em ouro, prata e outros metais.

margaridinha

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


corylus-avellana

Arbusto é toda vegetação do grupo das angiospermas dicotiledôneas, geralmente lenhosa, com bifurcação a baixa altura ou rente ao solo, de tamanho adulto inferior a seis metros.

Os arbustos desempenham um papel de extraordinária importância como componentes da ornamentação verde da paisagem rural e urbana.

Os arbustos silvestres formam as orlas dos bosques e marcam o percurso das correntes de água, dão ao campo aberto uma visão agradável com as suas ilhas de cor e as suas fileiras de moitas e são o fio condutor que a ladeia caminhos e estradas.

Os arbustos estão cheios de vida e proporcionam alegria ao nosso meio ambiente, do qual são parte integrante.

Possui muitas vezes a função de ornamentar, delimitar a visão e orientar a circulação das pessoas, proporciona privacidade, complementa linhas arquitetônicas, destaca ou esconde vistas pouco estéticas, forma cortina vegetal para a proteção do vento, pó e ruído.

Em outras palavras, são árvores de pequeno e médio porte que exibem seus ramos junto ao solo.

Os arbustos podem apresentar frutos, flores ou não, também são popularmente chamados de cerca-vivas, pela sua função de delimitar espaços.

sol

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Monstera_deliciosa

Nome Científico: Monstera deliciosa
Nome Popular: Costela-de-adão, monstera, banana-do-mato, abacaxi-do-reino, ceriman
Família: Araceae
Origem: México
Ciclo de Vida: Perene

Possui uma folhagem grande e perfuradas, com longos pecíolos, exótica e exuberante que adere bem ao muro, mas possui o crescimento bem lento.

Suas flores são aromáticas, em espádice comestível, branco-creme, com espata verde, e bagas amarelo-claras.

O nome científico refere-se ao seu fruto (delicioso) é comestível e muito saboroso, daí seu nome científico, “Monstera deliciosa”.

Combina bem com muros rústicos, especialmente os muros de pedras.

Gosta de locais à meia sombra.

Reproduz-se por meio de estacas de pedaços do caule e o espaçamento correto para o plantio é de 1m entre as plantas.

Essa espécie é nativa do México e é mundialmente cultivada como ornamental pelas belas e peculiares folhas, com segmentos que lembram costelas.

flores-lilás

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Mussaenda erythrophylla

Nome Científico: Mussaenda erythrophylla
Nome Popular:
Mussaenda-vermelha, mussaenda-vermelha-trepadeira
Família:
Rubiaceae
Origem:
África
Ciclo de Vida:
Perene

Arbusto perene muito vistoso, de folhagem e floração bastante ornamentais da família das Rubiaceae, Angiospermae originário da África.

A mussaenda-vermelha apresenta folhas arredondadas, com sulcos bem marcados.

A inflorescência é composta, com flores pequenas, de coloração branco-creme, acompanhadas de uma sépala grande e vermelha, de formato muito parecido com as folhas.

Pode ser conduzida como trepadeira, sobre pérgolas e caramanchões ou pode ser formada como arbusto isolado ou em grupos.

Sua floração ocorre nos meses mais quentes.

Devem ser cultivadas à pleno-sol, em solo fértil, com regas regulares.

O plantio requer covas convenientemente preparadas com adubos químicos ou orgânicos.

As podas são toleradas, para a formação e manutenção, desde que não sejam muito radicais.

Não é tolerante ao frio.

Multiplica-se por estaquia e alporquia.

rosa lilás

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Maranta Sanguinea – (Stromanthe sanguinea)

Nome Popular : Maranta Sanguinea

Luminosidade : muita luz (não suporta luz direta do sol)

Rega : solo úmido (não devendo secar nem encharcar)

Ambiente : ambientes externo e interno

Época : o ano todo

Este arbusto pode chegar a 2 m de altura e sua beleza está principalmente nas folhas alongadas, verdes e roxo-violáceas na face inferior e, cujo conjunto lembra um leque.

Cada feixe da planta produz uma haste com cacho de flores miúdas e vermelhas, com pétalas brancas, seguidas de frutinhas alaranjadas.

É um arbusto bastante ornamental, que mesmo sem as flores possui uma notável conformação.

corujinhas

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Photinia_fraseri_B (Small)
É uma planta de grande valor ornamental como cerca-viva, ou mesmo isolada, que quando cultivada como arbusto ou arvoreta, no início da primavera ela produz delicadas e pequeninas flores brancas no período que vai do início da primavera até meados de janeiro.

O período de floração na cerca-viva é menor.

Também é conhecida como fotínia-vermelha.

Pertencente à família das Rosáceas, a mesma da rosa, trata-se de uma planta híbrida asiática, resultante do cruzamento realizado entre a Photinia serrulata (originária da China) e a Photina glabra (originária do Japão).

Suas folhas novas nascem nas pontas dos galhos da planta surgem vermelhas.

Depois, com o tempo e o amadurecimento, elas vão se tornando verdes e dão lugar para novas e surpreendentes brotações.

O efeito bicolor das folhas e a sua versatilidade fazem da fotínia uma ótima escolha para quem deseja inovar no paisagismo.

Atinge um porte de 3 a5 metros de altura, dependendo da forma como é cultivada, sua propagação é por meio de estacas ou por alporquia.

O solo deve ter boa drenagem e, de preferência, ser levemente alcalino, prefere sol pleno e meia-sombra com algumas horas de sol direto ao dia.

O Clima ideal deve ser temperado a subtropical, ideal para regiões de clima ameno e as regas devem ser bem espaçadas, a média é de 1 vez por semana, quando não há chuvas.

tulipinha azul

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


araucárias

As gimnospérmicas ou gimnospermas -  As gimnospermas são vegetais que formaram grandes vegetações no passado. Na Era Mesozóica, “Era dos dinossauros”, as florestas eram de imensos pinheiros. Eles sustentavam uma cadeia alimentar de seres gigantescos. Mas a Mesozóica também foi uma Era de muita ação tectônica. A pangéia estava se desfazendo. Muita mudança climática acontecendo e as gimnospermas sofreram, começaram a desaparecer. Os dinossauros, também.

A maior floresta do mundo é constituída por gimnospermas: é a Taiga (floresta boreal ou floresta das coníferas). Ocorre em grandes latitudes norte, na Europa, Ásia e Canadá. Possui algumas espécies de angiospermas mas a paisagem é tipicamente de coníferas. Pinheiros. Os pinheiros são árvores sempre-verdes. Os pagãos confiavam naquela imagem de uma planta que resiste ao inverno muito rigoroso, verde, crescida. Depois de ícone pagão, os cristãos acolheram-na como símbolo do Natal. Primeiro, na Europa. Os Estados Unidos copiaram. Nós os copiamos.

As gimnospérmicas já foram consideradas uma Divisão do Reino Plantae, mas recentemente descobriu-se que este agrupamento era polifilético. Atualmente, consideram-se as plantas anteriormente classificadas como gimnospérmicas nas seguintes divisões:

* Pinophyta – os pinheiros e plantas semelhantes;
* Cycadophyta – as Cycas, Encephalatos, etc.;
* Gnetophyta – o Gnetum; e
* Gingkophyta (ou Ginkgoales) – o Gingko.

Temos aqui as principais características das gimnospermas: -São os pinheiros, ciprestes e sequóias; – Tem raíz, caule, folhas, sementes; Não apresentam frutos; Sua estrutura reprodutiva é o estróbito (pinha); Podem existir plantas que são femininas e masculinas ao mesmo tempo, chamadas de monóicas (pinus sp.), e as que têm sexos separados, que são chamadas de dióicas (araucárias).

O estróbilo feminino possui esporófitos com esporângios. No interior de cada esporângio existe um esporócito, cada esporócito sofre meiose formando 4 células haplóides. Três degeneram, o esporo que sobra sofre diversas mitoses originando duas ooferas e ou gametófito feminino.

pinheirinho

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


jardineiros

Uma seleção dos melhores truques e macetes de jardinagem e paisagismo. É para ler, guardar e consultar toda hora. As dicas estão organizadas por tópicos, para facilitar a sua consulta.

Adubação

1. Dosagem correta - Para evitar o excesso ou a falta de adubo no solo, ambos prejudiciais para as plantas, saiba a dosagem recomendada de cada um deles Adubos Dosagem por m2. Composto orgânico 10 litros -Esterco de gado 6.5 litros -Esterco de coelhos 10 litros -Esterco de galinha 1 litro -Farinha de osso 100 a 300 gramas -Farinha de sangue 100 a 300 gramas

2. NPK – Não há segredos para identificar a dosagem do fertilizante NPK se você souber o que significam os números da formula. Cada número corresponde à dosagem garantida desses elementos no produto. Exemplo: NPK 18-8-6 significa que neste fertilizante há 18% de nitrogênio (N) 8% de fósforo (P) e 6% de potássio (K).

3. Adube o Gramado - Para adubar o gramado sem queimá-lo, utilize carrinhos próprios. Eles distribuem o produto uniformemente no solo.

4. Orgânico x químico - Prefira adubos orgânicos, absorvidos mais lentamente, para não super adubar as plantas. Como os adubos inorgânicos agem mais rapidamente e têm concentração mais forte, use-os para cultivos em solos comprovadamente podres ou quando a planta estiver com deficiências nutricionais.

5. O que significa NPK e onde age cada elemento - O nitrogênio (N) estimula a brotação e o enfolhamento. O fósforo (P) é responsável pela produção de energia, incentivando a floração e a frutificação. O potássio (K) fortalece os tecidos vegetais, tornando as plantas mais resistentes às pragas e ao frio, além de atuar no crescimento das raízes.

6. Adubo líquido - Aproveite o esterco curtido de galinha e de outras aves para preparar um ótimo chá e garantir a beleza de suas plantas. Misture 200 g de esterco seco esfarelado com 800 g de terra vegetal. Dissolva tudo em 10 litros de água e regre suas plantas uma vez por mês com esse liquido.

7. Sem carrinho - Na falta de carrinhos específicos para adubação, espalhe o adubo manualmente, a lanço. Para obter bons resultados, caminha em marcha cadenciada e espalhe o fertilizante fazendo movimentos semicirculares com o braço.

8. Faça a aeração antes de adubar - É recomendável perfurar ou arear o gramado várias vezes antes de fazer a adubação ou a cobertura com terra. Os furos ajudam a descompactar a terra e melhoram a absorção dos produtos. Faça esse trabalho com um forcado ou com sapatilhas apropriadas.

9. Estimule a floração - A primavera é tempo de adubar as plantas ornamentais. Escolha entre o esterco de gado bem curtido, a farinha de osso e a torta de mamona. Eles devem ser incorporados ao solo para não exalar um cheiro desagradável. O NPK 4-14-8 é outra boa opção.

10. Composto orgânico líquido - O composto orgânico é um adubo feito a partir da fermentação de folhas e ramos. Você pode torná-lo líquido para facilitar a aplicação.
Veja como:
a) Coloque um punhado de composto em um pano;
b) Amarre como se fosse um sache e deixe na água por 10 dias;
c) Coe a água e borrife nas plantas.
Leia mais »

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


fertilizar

Muitas pessoas ficam em dúvida na hora de adubar suas plantas com fertilizante químico: como funciona, qual fórmula usar, como aplicar? Para facilitar o trabalho, aí vão algumas dicas bem úteis:

1 – Os adubos ou fertilizantes químicos geralmente são vendidos em lojas de jardinagem e até em supermercados. Na embalagem, trazem a sigla NPK, mostrando que o produto contém os elementos mais importantes para o desenvolvimento das plantas: o nitrogênio (N); o fósforo (P) e o potássio (K).

2 – Existem formulações diferentes de fertilizantes NPK, baseadas na sua finalidade. Em geral, usa-se:

- NPK 4-14-8 (4 partes de nitrogênio, 14 partes de fósforo e 8 partes de potássio) para espécies que produzem flores e frutos. Ex. hibisco, azaléias, violetas, cítricos como a laranjeira, legumes, etc. Além disso, segundo a maioria dos fabricantes, esta formulação é ideal para ser aplicada no momento do plantio dos vegetais, no preparo do solo, pois o alto teor de fósforo proporciona uma melhor formação e desenvolvimento das raízes e estrutura das plantas.

- NPK 10-10-10 (partes iguais dos 3 elementos) para espécies que não florescem e não produzem frutos, como as samambaias. Segundo os fabricantes, esta formulação também é ideal para ser aplicada em plantas já formadas, na forma de cobertura. Neste caso, pode ser usada em flores, folhagens, hortaliças e frutíferas.

- NPK 15-15-20 (15 partes de nitrogênio, 15 partes de fósforo e 20 partes de potássio), rica em potássio, esta formulação é considerada bem prática, pois pode ser usada também no cultivo hidropônico, sendo indicada especialmente para hortas.

Também existem no mercado as fórmulas preparadas especialmente para determinadas espécies de plantas ornamentais. É o caso das violetas, orquídeas, rosas e samambaias. Neste caso, os fabricantes elaboram uma fórmula adequada às necessidades nutricionais de cada espécie.

Uma outra formulação especial já encontrada no mercado é o NPK granulado para gramados, que pode ser aplicado de uma forma bem rápida e prática, simplesmente espalhado sobre o gramado.

3. A freqüência de adubação varia de acordo com a espécie cultivada. Algumas precisam mais outras menos, mas, de forma geral, a adubação pode ser feita a cada dois meses. Mas lembre-se: quanto à dosagem e forma de aplicação, siga rigorosamente as indicações do fabricante, que constam na embalagem do produto.

girassóis

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.