Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




10411971_793721694039886_1651253641004340864_n

A Lichia é uma fruta exótica com origem no continente asiático – China. Mas já chegou a diversos outros países, antes de aportar em terras brasileiras. A árvore tem um porte grande, apesar dos pequenos frutos, e podem chegar a medir até 15 m de altura.

Esses frutos surgem a partir de cachos, com aparência arredondada a oval, possuindo uma polpa com coloração branca, que se desenvolvem em árvores com galhos e troncos delicados.

A casca é vermelha e espinhosa, com uma fruta delicada e branca dentro dela. A semente que é encontrada no fruto pode variar de tamanho conforme a variedade da espécie.

É um fruto que têm uma vantagem extra, são ricos em vitamina C e podem tanto ser consumido em compostas e doces, como ao natural.

Depois de feita a retirada da semente, é recomendado que seja feito o plantio imediatamente, já que deixá-la em exposição por um tempo maior impedirá seu crescimento. Entretanto, fazer o cultivo da planta por meio de sementes é complicado, pois muitas delas podem não se desenvolver.

A árvore de lichia passa a produzir frutos depois de um período que varia entre de cinco a dez anos, o que torna o cultivo da lichia mais recomendado para os jardineiros mais experientes.

11053494_793721767373212_8444441512005685690_n

Cultivo
As sementes de lichia precisam ser adquiridas a partir de viveiros com fiscalização. Caso as mesmas sejam armazenadas de forma incorreta, acabam perdendo sua longevidade com maior rapidez. Para obter grande viabilidade das sementes, fazendo com que elas durem até oito semanas é preciso que sejam conservadas em lugares úmidos e com temperatura baixa, variando entre os 10ºC e 15ºC.

Para fazer p plantio da lichia tem que se ficar atento ao clima, já que é uma planta bastante exigente à temperatura. Em áreas onde predomina o clima tropical a lichia consegue um pleno desenvolvimento, entretanto apresenta desvantagem na produção, pois não é capaz de render o suficiente. Em razão disso, esta planta precisa estar num clima seco e frio antes de ganhar suas flores e, após, durante o restante do ano o clima precisa ser úmido e quente.

Também é preciso que se dê atenção para o fator da precipitação, já que a Lichia só tem adaptação positiva em lugares onde a precipitação está entre os 1250 e ainda os 1700 mm por ano. Em se tratando do solo ideal, ela se adapta bem naqueles mais profundos, que tenham uma boa drenagem e que possuam alto índice de matéria orgânica.

Assim que resolver fazer suas mudas de lichia é preciso que se fique atento quanto ao diâmetro delas, já que é preciso ter entre 1,5 e 2,5 cm e o plantio precisa ser efetuado quando o clima estiver úmido, o que ocorre geralmente nos meses de janeiro a março. Já entre os meses que vão de junho a julho acontece o período de floração da lichia.

Se bem cultivada, a árvore de lichia costuma produzir no máximo 45 quilos de fruta e no mínimo 30, entretanto no Brasil ela pode chegar a produzir até 300 kg durante o ano.

Depois de se fazer a colheita dos frutos é preciso que se tenha atenção quanto aos frutos que acabam perdendo com grande facilidade a coloração vermelha da casca, tornando mais difícil caso queira fazer sua comercialização. Para que isso não corre com facilidade, no decorrer da comercialização e ainda com o transporte é necessário que os frutos sejam mantidos em lugares frios, aumentando a vida útil da fruta na prateleira.

11002653_793721744039881_6631056589722161444_n
Cultivo em vasos
Materiais

* Vaso com 09 cm;
* Terra boa e própria para ser usada na jardinagem;
* Lichias que esteja em perfeito estado;
* Elástico;
* Saco Plástico em cor escura;
* Fertilizante que possa ser dissolvido em água.

Passo a passo
- Primeiro, retire a semente que é encontrada dentro da fruta;
- Encha o vaso que tem a mão com terra para jardinagem estéril. Coloque um pouco de água na terra, para que a mesma escorra por baixo do vaso;
- Nessa terra, faça um pequeno buraco e nele enterre entre quatro e cinco sementes da fruta e ponha mais ou menos 2 cm de terra por cima, para que a semente fique bem protegida e tenha mais espaço para se desenvolver;
- Ponha o saco plástico em cima do vaso e prenda com a ajuda de elástico convencional;
- Deixe o vaso num escuro e quente. Observe o vaso todos os dias e molhe o solo, se achar que é preciso. A muda da planta deve surgir a partir de duas semanas;
- Retire o saco plástico depois que a planta ter brotado e ponha numa janela onde o sol bata indiretamente;
- Depois que as mudas tenham entre três ou quatro folhas, já podem ser retiradas, e plantadas ao ar livre, usando como base a mesma profundidade que estava no primeiro lugar;
- Deixe a muda da lichia num lugar que tenha bastante iluminação depois de três ou até quatro semanas. Quando perceber que o solo que está plantado a muda está ficando seco, molhe-o com cuidado, e use fertilizante que dissolva em água, conforme as instruções que vêm inseridas no pacote, fazendo isso de duas em duas semanas.

A muda de Lichia cresce com bastante rapidez e até atingir os 20 cm de altura vai muito bem. Não se desespere se ela não crescer muito mais, além disso, já que isso somente irá acontecer depois dos dois anos, mostrando um crescimento vagaroso e pouco notável.

Mas aproveite a delícia e a beleza dos frutos e tenha uma dessas em casa, especialmente se você tiver um quintal grande e precisar de uma sombra para descansar e ler um bom livro. Além disso, árvores em casa ajudam na renovação do oxigênio, deixam o ar mais puro e leve, e consequentemente favorecem a sua saúde.

x portal

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


heliconia-bihai

O Pássaro-de-fogo é considerada como uma planta tropical. Sua origem é da América do Sul e a espécie se destaca pelo forte colorido das inflorescências e pela abundante folhagem.

O seu caule é formado por rizomas e com longos pecíolos, que dão base para a sustentação de folhas grandes, verdes e com a enervação marcada. Seu ciclo de vida é perene, isto é, tem vida longa.

É também conhecida popularmente por Pacová-branca, Tracoá, Caetê-vermelho, Helicônia e Bananeira-silvestre.

Apesar de ser uma planta herbácea, o seu porte é arbustivo, e ela chega a atingir de 1,5 a 4 m de altura. As suas inflorescências lembram espigas, são eretas e surgem nas estações quentes (primavera e verão).

Elas são formadas por grandes brácteas de um vibrante vermelho alaranjado, com uma margem verde superior. Suas flores são pequenas, tubulares e da cor branca.

Como suas flores são nectaríferas, ou seja, possuem a capacidade de produzir néctar, os pássaros de fogo atraem animais, como morcegos e beija-flores, que acabam sendo seus principais polinizadores. O seus frutos são drupas, que se tornam azuis quando amadurecem.

heliconia-bihai
As inflorescências dessa planta são excelentes para serem usadas como elementos decorativos, já que são muito duráveis e resistentes, além de belíssimas. A sua grande variedade de cores permite criar diversos tipos de arranjos florais.

No paisagismo esta helicônia chama a atenção pela exuberante folhagem e flores de cores chamativas. Ela valoriza principalmente jardins de estilo tropical, em canteiros, maciços e bordaduras informais, suavizando construções, cercas e muros.

O efeito da planta cercando caminhos amplos também é muito refrescante e acolhedor. Pode ser plantada em vasos largos e conduzida em estufas em locais de clima temperado.

O pássaro de fogo, à medida que vai se desenvolvendo, tende a cercar os caminhos, proporcionando sensação acolhedora e bonita. Além disso, as plantas são excelentes controladoras térmicas, deixando o lugar mais fresco.

Ela é ideal para ser cultivada em vasos largos e estufas que possuam clima temperado. O pássaro precisa de sol ou meia-sombra para se desenvolver bem, além de estar em um solo fértil, drenável, adubado com matéria orgânica e regado sempre que possível.

Pássaro-de-fogo (Helicônia bihai)

As suas folhas são sensíveis ao frio extremo e geadas, mas caso a planta seja atingida, não se preocupe, pois ela brotará novamente na primavera seguinte.

Seu cultivo é perene, não necessita replantio. Fertilizações orgânicas anuais na primavera estimulam intensas florações.

Sua multiplicação é feita através de sementes, divisão do rizoma ou da touceira.

janel9

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


tilipa sp.
As Tulipas são flores bem comuns de encontrar nos jardins de várias casas isso porque são flores bonitas, fáceis de cultivar e com uma elegância bastante particular. Para quem está pensando em cultivar esse tipo de planta a dica é conhecer os diferentes tipos dessa espécie que existem.

Confira abaixo algumas informações interessantes sobre os tipos de tulipas que você pode vir a cultivar em seu jardim.

A tulipa pertence à família das Liláceaes e a origem dessa espécie de flores é a Ásia Central, porém, também se considera a Rússia e França como países de origem. Um país em que as Tulipas são bem difundidas é a Holanda.

Em geral as tulipas podem chegar a atingir entre 30 cm e 60 cm, tudo depende do tipo que você escolhe cultivar.

A Tulipa é uma planta que faz parte da divisão das angiospermas, aquelas plantas que produzem florações. Pode ser encontrada em mais ou menos 100 espécies diferentes, possui uma folhagem bastante longa e ovalada num formato que lembra lanças.

tulipa sp1
Elas encantam as pessoas que gostam de flores porque podem ser encontradas em formas e cores variadas. Atualmente, é possível encontrar uma grande variedade de espécimes e também incalculáveis híbridos de cores e tonalidades diversas. Uma curiosidade é que as tulipas quando manuseadas podem liberar um pó que causa rinites e em casos mais extremos crises alérgicas.

O período de floração das tulipas é bastante curto e pode ser previsto de acordo com o escalonamento das variedades.

Podemos dividir a classificação das tulipas basicamente em:
Tulipas Precoces
Aquele tipo que floresce na Europa no período que vai do final de fevereiro até o final de março.

Tulipas Semitardias
Aquelas que florescem desde março até o começo de abril.

Tulipas Tardias
São aquelas que florescem de abril até o começo de maio.

Classificação das Tulipas e os tipos mais populares
Como já foi destacado ao longo desse texto são muitos os tipos de tulipas que existem, uma grande variedade de cores que começam no branco, passando por tons de amarelo, laranja e chegando próximos a um tom de vermelho.

Dentre tantas espécies de Tulipas existem aquelas que se destacam por suas diferenças e por serem o que podemos identificar de exóticas.

Spathodea campanulata
Tulipa africana (Spathodea campanulata)
A Tulipa africana é uma dessas espécies que podemos considerar como exótica, trata-se de uma tulipeira, ou seja, uma árvore de madeira clara que tem a casca fina. No que se refere a tamanho essa planta pode alcançar uns 24 m de altura. Porém, se você for a África, local de origem dessa planta, é possível observar espécimes de até 30 m de altura.

O tronco da Tulipa africana tem em média um diâmetro que fica entre 30 cm e 50 cm. As flores dessa árvore crescem bem rapidamente e é bastante utilizada para a ornamentação. Apesar de todo o seu tamanho a Tulipa africana precisa de cuidados bem comuns para as demais espécies de tulipa. Essa planta é tropical, logo não suporta regiões em que o clima seja demasiado frio.

Tulipe Black Parrot
Tulipa negra
Outro tipo de tulipa que chama muito a atenção devido as suas características exóticas é a Tulipa negra. Apesar do nome ela não é verdadeiramente negra, apenas possui uma tonalidade um pouco mais escura.

As necessidades das tulipas
As espécies de Tulipas não são muito exigentes, mas com alguns pequenos cuidados podem ter um desenvolvimento bem mais saudável. Uma boa dica é contar com um solo solto e bastante favorável em matéria orgânica.

É um tipo de planta que suporta bem o frio e que precisa passar por um período de temperaturas mais baixas durante o inverno para conseguir florescer com qualidade. Se a região em que estão sendo cultivadas tem um inverno quente pode causar alguns problemas na floração da Tulipa.

Cultivo
Saiba agora como cultivar Tulipas e garantir que elas cresçam e floresçam sempre lindas em seu jardim.

Solo e Adubo
Os melhores tipos de locais para plantar tulipas são em lugares úmidos, pois assim o solo rico em nutrientes ajuda a planta a encontrar o que precisa para crescer e florescer. É sempre positivo utilizar adubos orgânicos periodicamente nas suas tulipas.

Rega
A rega dessa planta deve acontecer conforme for necessário. Uma dica para saber quando é necessário regar novamente é verificar se o solo da planta se encontra úmido. Regue novamente somente quando ele estiver completamente seco, pois de outra forma você arrisca encharcar a planta.

Iluminação
A iluminação é um fator absolutamente essencial para que a tulipa possa se desenvolver. Em regiões muito secas e quentes é interessante que elas permaneçam a meia sombra.

Limpeza
Uma questão bem importante também é a limpeza das tulipas, ou seja, a remoção das folhas mortas da planta. Tenha sempre um dia na sua rotina para fazer essa limpeza, pois, se você deixar as folhas mortas na planta poderá prejudicá-la.

floresaovento

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Hibisco Bloodsport (híbrido)
Com flores de formas exuberantes e belas cores, a planta é usada como ornamentais em jardins e porte para servirem de cerca viva

Embora não tolere geadas o plantio do Hibisco se espalhou por toda região do Brasil, mas é no Sudeste que predomina a produção.

O hibisco se dá bem até em áreas litorâneas, mas deve-se evitar muita proximidade com o mar, pois as partículas de sal carregadas pelo vento danificam suas flores e as folhas.

Suas várias espécies, sempre exuberantes, com folhas estreitas ou largas e flores de diferentes cores e tamanhos, são apreciadas como plantas ornamentais.

Além da beleza, a planta é rústica, apresenta crescimento rápido e pode ser produzida o ano inteiro.

De textura lenhosa e fibrosa, a planta pode chegar a atingir de 3 a 5 m de altura, o que a qualifica para ser utilizada como cerca-viva.

Isolado ou em conjuntos, o hibisco também tem efeito decorativo em jardins de residências, espaços públicos, propriedades rurais e até em vasos em ambientes internos. Mas é bom lembrar da luminosidade para o seu florescimento.

O Hibisco pertence à família Malvaceae e se divide por centenas de espécies. O Hibisco rosa-sinensis L. é o mais conhecido pelos brasileiros, conhecido por Graxa-de-estudante, Mimo-de-vênus, Hibisco-da-china e Hibisco-tropical. Também é chamado por nomes populares como Vinagreira, Quiabo-azedo e Groselha. O Hibiscus sabdariffa L. é outra variedade comum no Brasil. Suas flores e folhas podem ser usadas em geléias e chás.

Hibisco rosa-sinensis L.Hibisco rosa-sinensis L.

Hibiscus sabdariffa L.Hibiscus sabdariffa L.

O plantio do hibisco deve ser em solo fértil, em um substrato composto de cinco partes de terra preta, três partes de esterco de gado, uma parte de terra vermelha e outra de areia de rio e adubações periódicas devem ser feitas

Podem ser plantados sem vasos ou jardineiras e seu florescimento é de 6 a 8 meses após feito o plantio. Entre plantas, o espaçamento indicado é de 40 cm.

O mais aconselhável é realizar o plantio sob sol pleno, durante o horário da manhã ou ao entardecer, para que a planta não sinta a transferência do local. Regue com água logo em seguida.

Hibiscos de boa procedência dificilmente apresentam doenças. Contudo, a planta é geralmente prejudicada por insetos, como grilos e borboletas. Ao depositarem seus ovos nas folhas e flores, permitem o nascimento de lagartas que atacarão a planta.

Faça podas anualmente, de preferência no fim de maio. Corte os galhos pela metade no sentido diagonal.

De dois em dois meses, espalhe ao redor da planta uma colher de sopa de mistura de farinha de osso e torta de mamona, em partes iguais. Em meses alternados, coloque esterco na superfície. Sem encharcar o solo, molhe o hibisco diariamente à tarde durante o verão. No inverno, somente quando a terra estiver seca.

Ainda não há venda de sementes de hibiscos híbridos no país. Matrizes, no entanto, podem ser adquiridas em hortos de centros urbanos, como São Paulo e Rio de Janeiro. Para diversificar, quem coleciona espécies de hibiscos compra flores diferentes de produtores de outros países.

13 - 1 (3)

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.