Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




hortensia

Arbustos para cercas vivas  são plantas lenhosas e semilenhosas que permitem podas periódicas e até mesmo trabalhos topiários, são excelentes para a formação de cercas vivas ou sebes podadas, e protegem o jardim da vista dos curiosos, ruídos e poluição.

Com muita criatividade, além arbustos também podemos utilizar para formação de cerca viva árvores frutíferas como acerola , que é além de aceitarem podas aceitar permitem o consumo de frutos, que servem de alimentos para os pássaros.

É importante conhecer bem o tamanho das plantas na sua vida adulta, o manuseio mais adequado e a localização, para valorizar o ambiente e sua funcionalidade.

Grandes muros ou paredões podem isolar energia, serem ofensivos ou até mesmo perigosos. A cerca viva substitui em grande parte cumprindo inclusive as questões de segurança associadas a estética.

Os arbustos combinados com árvores de diferentes portes e forrações permitem a valorização do projeto paisagístico com suas variações de formas, cores, odores e sensações.
O manacá de cheiro, o viburno, o jasmim amarelo e a caliandra podem ser usados para cumprir esta função, entre outras espécies .

borboleta_voando_6

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Beladona

Nome científico: Amaryllis belladonna.
Família: amaryllidaceae.
Também conhecida por: Amarilis, Var.; Beladona; ou Sogras e Noras
Altura: 30 cm (60cm. max.).
Originária: África do Sul, de uma zona rochosa do Cabo.

Planta de exterior e semi-sombra, apesar de também gostar de sol direto.
Fica linda, plantada em redor de troncos de árvores velhas onde o nascimento das flores dá um toque muito especial.

É muitas vezes encontrada em canteiros e vasos colocados perto de casa, onde o seu adocicado cheiro envolve as casas, e aqueles que passam perto dela.
Dá folhagem em Março que se mantém alguns meses sem flor alguma. Esta folhagem seca, e lá para Setembro ou nos meses seguintes surge uma haste com a bela e aromática flor da beladona que nasce sem uma única folha.
Neste período o bolbo fica dormente.
Os bolbos são grande com 5 a 10 cm. de diâmetro (Atenção que podem ser confundidos com cebolas e são extremamente tóxicos).

É uma planta rústica e quase que não precisa de cuidados se estiver plantada livre no campo, mas em jardim ou quando em vasos, regue moderadamente até aparecer as folhas e depois regue generosamente até as folhas secarem. Depois deixe a terra seca, no período de repouso.

Deve ser plantada em grupo para maior impacto visual.
Transplante-a de dois em dois anos em Outubro, usando qualquer terra de boa qualidade para vasos, e deixando a ponta superior do bolbo a descoberto.
Reproduza-a pela remoção de bolbilhos ao transplantar que nascem agarrados ao bolbo principal.
A Beladona foi introduzida no século XVIII para o cultivo na Europa.
O nome de Amaryllis deriva das “Écloga” de Virgílio, do grego αμαρυσσω (em latim amarysso) que significa “brilhar”
O nome “Sogras e noras”, aplicado sobretudo no Alentejo em Portugal onde é muito comum, dá-se por estas flores estarem, normalmente, de costas viradas umas para as outras.

regador  e flores

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Comfrey-Symphytum-officinale-irelan

É uma belíssima planta herbácea vivaz pertencente à família das borragináceas, que pode crescer até 1 metro de altura e um diâmetro equivalente, de forma muito rápida.

Comum na Europa, exceto na região mediterrânica, surge no nosso país em alguns jardins e hortas, onde é cultivada de forma a tirar partido das suas inúmeras características: em consociação com outras plantas hortícolas, melhora a produção e a qualidade, por melhorar a disponibilidade de fósforo e potássio, além de poder proporcionar sombra, o que se revela, por exemplo, nos morangueiros.

Rica em cálcio, potássio, fósforo, ferro e magnésio, possui uma relação C/N semelhante ao composto curtido (9,8/1)!!!; O chorume fermentado obtido a partir das folhas fermentadas acelera a compostagem.

Prefere solos leves, úmidos e bem drenados, embora se adapte a qualquer tipo de solo desde que não encharcado, situação que pode levar ao apodrecimento e morte da planta.

Desenvolve-se bem ao sol embora prefira situações de meia-sombra.

Gosta de ser bem irrigada de Verão e desenvolve-se muito rapidamente, produzindo uma enorme massa foliar.
Resistente ao frio, floresce entre Maio e Junho e as suas sementes ficam maduras entre Julho e Agosto. As flores são cor-de-rosa, em grande número, hermafroditas e polinizadas por abelhas.

Pode tornar-se invasiva pois possui um sistema radicular muito profundo e difícil de erradicar, mesmo pequenas porções de raiz no solo podem dar origem a novas plantas. Convém por isso escolher um local definitivo para a plantar, não se adaptando à permanência em vaso ou floreira por muito tempo, a não ser em contentores grandes e bem drenados.

A propagação pode fazer-se por sementeira no Outono ou Primavera ou por divisão durante toda a Primavera/Verão.

O enraizamento de caules herbáceos também é possível nesta altura.
Pode ser atacada por doenças como a ferrugem e o míldio, que podemos combater removendo as folhas atacadas e podando sistematicamente a planta, de forma severa, já que reage rapidamente, produzindo novas folhas em abundância.

Os caracóis também representam um problema, mas nalguns casos esta situação pode transformar-se em vantagem, já que a planta representa uma excelente “armadilha” para os apanhar em grande número.

O confrey foi usado ao longo da história enquanto planta medicinal, no tratamento de vários problemas.

As partes mais utilizadas são a raiz e as folhas, sendo a raiz, a partir dos 2 anos de vida, mais ativa.

É especialmente utilizada no tratamento externo de cortes, contusões, entorses, eczemas, psoríase, fraturas de ossos, etc…

A planta contém uma substância chamada alantoína, que acelera o processo de cicatrização de feridas e é reepitelizante, sendo muito utilizada para acelerar a formação de calo ósseo depois das fraturas. Esta substância é já sintetizada pela indústria farmacêutica e utilizada numa enorme panóplia de fármacos e cosméticos. Contém também mucilagens que atuam como hidratantes e anti-inflamatórias.

Não deve ser utilizada durante a gravidez ou aleitação nem aplicado externamente sobre feridas abertas.

Existem muitas espécies e variedades de Confrey, uma das mais comuns é a Bocking 14, pela sua elevada disponibilidade em alantoína e potássio, embora seja menos interessante enquanto planta comestível.
Nos últimos anos é cada vez mais procurada para agricultura ou jardinagem biológica, onde deve ter um lugar de destaque, pois pode facilmente substituir a aplicação de fertilizantes de síntese, algo muito difícil de conseguir com qualquer outra planta.

borboletinha

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Oxalis deppei
Nome científico: Oxalis deppei ou O. tetraphylla speciosa
Transplante: Março
Desponta: Abril a Maio
Floresce: Depende da espécie mas é mais intenso de Junho a Agosto
Semeadura: Semear em aglomerado
Altura: 30 cm
Luz: Prefere o sol e semi-sombra
Originária: América do Norte, México.
Solo:Prefere terra normal e não calcária

Existem inúmeras variedades de trevos, com flores de varias cores e formatos, existem inclusive com flores dobradas que se parecem com pequenas rosas. Uns mais selvagens do que outros, mas todos de uma delicadeza ímpar.

Existem também vários tipos de folhagem, com marcações distintas e colorações exóticas, tons de roxo, por exemplo.

Muitos pensam que não,  mas o trevo mais popular é sem duvida o trevo de quatro folhas pela sua simbologia de sorte. Pode ser comprado em inúmeras lojas de especialidade e também em floristas.
Multiplica-se por bolbos, separando os tubérculos laterais da planta ao mudá-la
No Inverno apenas deixar secar até morrer, altura em que fica dormente, guardar à sombra e suspender as regas; quando os dias voltarem a ficar longos e soalheiros, trazer novamente para o sol e voltar a regar, rapidamente as pequenas e frágeis folhas aparecerão e posteriormente as belas flores.
Pode-se secar as folhas do trevo da sorte (o de quatro folhas) pressionando o trevo entre folhas de papel dentro de um livro e deixando ficar ou com um ferro de engomar “passar” o trevo entre folhas de papel vegetal.

banco

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Normalmente as plantas são capazes de produzir seu próprio alimento, retirando do solo, da água e das condições de luminosidade, tudo o que precisam para crescerem fortes e sadias.
Mas quando o crescimento se torna lento, espécies floríferas pobre ou ausente de floração, colorido apagado e sem vida, caules e hastes fracas e debilitadas, folhagem pequenas, folhas miúdas, sem brilho ou amareladas, folhas inferiores caem facilmente e a planta fica menos resistente ao ataque de pragas ou doenças, procurar o melhor tipo de fertilizante, seja em pó, líquido, cristais solúveis, bastões ou em pastilhas.
As plantas necessitam de três elementos essenciais para o seu bom desenvolvimento: Nitrogênio (N), Fósforo(P) e Potássio(K), sendo:
(N) Nitrogênio: Fabrica a clorofila e estimula o crescimento de folhas e brotos. Uso: uso em todos os tipos de folhagens.

(P) Fósforo: ajuda a produzir raízes saudáveis e estimula o surgimento dos botões de flores.
Uso: Em todos os tipos de plantas, principalmente floríferas.

(K) Potássio: Produz folhas saudáveis e estimula a produção de flores e frutos. Uso: Todas as plantas floríferas, com bulbos e plantas com frutos. O adubo é essencial para que suas plantas cresçam fortes e sadias.

Mudas: Adubar com fertilizante para raiz, conforme dicas do fabricante.
Gramados e Folhagens: como as samambaias, avencas, heras etc. Adubos à base de nitrogênio, como salitre do Chile e torta de mamona. Adubar de 3 em 3 meses.
Flores: floríferas, como as violetas, begônias, gerânios etc. Adubos à base de fósforo, como farinha de ossos. Adubar ao termino de cada florada.
Plantas debilitadas por pragas ou com raízes fracas: adubos à base de potássio, como cinza de madeira. Adubar de 20 a 20 dias até que a planta se fortaleça.

A quantidade é sempre a mesma para todos os adubos: 100 gramas por mt2. Se a planta estiver em vasos, adubar com a medida de uma colher para cada vaso, e aumente conforme necessário. E adubar sempre nas primeiras horas da manhã, quando o sol ainda não esquentou o solo, ou no fim da tarde quando o sol já está se pondo.

Roseiras: Não usar estercos fortes como o de aves, coelhos, cabras, etc e nunca frescos.
Medidas aproximadas por cova (uma muda).
- calcáreo dolomítico – 1 colher de sopa.
- Composto orgânico ou húmus de minhoca – 2 a 3 kg.
- Farinha de osso – 2 colheres de sopa.
- NPK 10.10.10 – 1 colher de sopa

Em regiões muito secas e quentes molhar diariamente na hora do sol mais quente.
Não molhar no final da tarde. As rosas não gostam de muita água. Repetir a mesma adubação com o fertilizante granulado NPK 10.10.10 a cada 60 dias. Poderá ser intercalado com o fertilizante granulado NPK 04.14.08. Ou após cada floração.

OBS: Os fertilizantes que se dissolvem com água são os melhores para os vasos. (uma colher de chá para cada 1litro de água) Normalmente coloca-se uma medida de xícara para cada vaso. Basta seguir as instruções da embalagem corretamente.

cestinha rosa

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


geranio

É especialmente nesta época do ano que as floradas de gerânios tornam-se mais intensas e exuberantes. Mas, para que isso aconteça, além de muita luz, estas plantas precisam de duas ou três regas por semana, sempre de acordo com a temperatura ambiente. Entretanto, tenha o cuidado de observar, se o vaso ou mesmo a jardineira, oferecem boas condições de drenagem, pois a água empoçada pode fazer com que as raízes apodreçam.
Ao regar a planta não borrife as folhas, como você costuma fazer com as outras plantas: os gerânios gostam de atmosfera seca.

Depois da floração, pode os galhos pela metade. Isto vai estimular o aparecimento de novas flores.
Se a planta estiver em vasos, replante a cada primavera ou verão.

Agora, veja o que você deve fazer:

1. Se o vaso tem poucas flores e folhagem intensa, é sinal que você está usando excesso de adubo. Como a aplicação recomendada é a cada 15 dias, pare de adubar durante algum tempo.
Mais tarde, providencie um fertilizante do tipo NPK com menor porcentagem de nitrogênio na fórmula;

2. Quando os ramos forem longos e houver muita distância entre as folhas, sua planta está recebendo pouca luminosidade.
Mude-a para um local com mais iluminação, de preferência fora de casa, onde ela poderá receber sol direto;

3. No caso de você verificar insetinhos brancos, voando ao redor da planta, tome imediatamente uma providência, do contrário elas acabarão comprometendo a saúde do gerânio.
Pulverize as folhas com um inseticida apropriado, facilmente encontrado nas casas especializadas;

4. Se por acaso você notar que as folhas mais baixas ficaram amareladas, com manchas marrons, é sinal que o solo está excessivamente seco. Regue com regularidade e mantenha o vaso em boas condições de ventilação;

5. Quando as folhagens e os caules ficam avermelhados é porque está havendo quedas acentuadas da temperatura durante a noite.
Mude o vaso para uma área mais protegida e quente.

flor vermelha

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


regadores

As orientações abaixo descritas poderão ser utilizadas, porém o mais importante, é que sejam adotadas como orientação básica, devendo ser ajustadas para cada situação:

- As plantas em vaso pequeno requer rega mais freqüente do que a da mesma espécie plantada em vaso maior: volume menor de solo implica em menor reserva de água;

- Solos com maior teor de areia, seca  mais depressa que o solo com menor concentração de argila, húmus, pó de xaxim e outros que possuem capacidade maior de retenção de água;

- Plantas em vasos de cerâmica vitrificada ou esmaltada e de plástico precisam de menos rega do que as que estiverem em vasos de barro cozido comum, porque nestes a água evapora mais depressa;

- Muitas plantas requerem não apenas solo constantemente úmido, mas também alto grau de umidade do ar. A umidade do ar pode ser suplementada pela evaporação da água de recipientes de larga superfície (bandejas), posicionadas logo abaixo do vaso, mas sem contato com ele.
Pode-se também borrifar água em aspersão bem fina sobre toda a parte aérea da planta que não tolere ambientes muito secos;

- É preferível regar as plantas na primeira hora da manhã, de modo que ela disponha de reservas para o período diurno, quando é mais abundante sua perda de água, evaporada da superfície das folhas.
Se não puder regar de manhã, regue à noite, mas não nas horas e sol quente;

- A melhor água de rega é a da chuva. A de segunda melhor qualidade é a do degelo do congelador (depois de ter assumido a temperatura ambiente).
Em princípio, toda água potável é também aceitável para as plantas, embora venha sendo cada vez mais difícil obter-se água verdadeiramente apropriada para beber ou regar, mesmo nas torneiras.

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


pergolado
Você pode ter um cantinho sombreado em sua casa construindo um pergolado para ser coberto por trepadeiras.
Ele pode ser feito com vigas de madeira, ferro ou, até mesmo, estruturas pré-fabricadas de concreto.

A estrutura deve suportar o peso da trepadeira e, se for feita em madeira, precisa ser tratada com verniz especial para protegê-la da chuva e do desgaste.

Para fazer a cobertura, escolha espécies de acordo com o tamanho da pérgula. Para as maiores, prefira as plantas perenes, como a bouganvillea ou primavera, o brinco-de-princesa e a alamanda, que devem ser podadas regularmente para controlar seu crescimento e floração.

Para as pérgulas menores, prefira uma trepadeira mais leve e de crescimento anual, como o jasmim.

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


Mandevilla
A partir do início da primavera, as trepadeiras vão passar por uma fase de crescimento mais acelerado. Por isso, renove os tutores, colocando para cada planta uma estaca maior. As trepadeiras simples, como o brinco-de-princesa ou a lágrima-de-cristo, podem ser amarradas em tutores de madeira ou bambu. As do tipo jibóias ou filodendros, que fixam suas raízes em tutores, vão se dar muito bem em tutores de fibra de coco. Já as plantas como as heras ficam muito decorativas apoiadas em suportes de bambu, formando uma escada.

Seja qual for o tipo de suporte que você escolher, nunca amarre a planta muito firme. O mais adequado é deixar uma folga para não estrangular o caule, contribuindo para a livre circulação da seiva.

barrinha de flores

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.


trombeta chinesa
Nome Científico:
Campsis grandiflora
Nome Popular:
Trombeta-chinesa
Família:
Bignoniaceae
Origem: China e Japão
Ciclo de Vida:
Perene

A trombeta-chinesa é uma trepadeira perene e muito vigorosa, de florescimento decorativo. Seu caule é volúvel, de textura semi-lenhosa, ramificado e emite raízes adventícias que aderem aos suportes, auxiliando sua fixação e crescimento vertical. Apresenta grandes folhas compostas, com nove folíolos glabros, acuminados e de margens serrilhadas. As inflorescências são terminais e apresentam numerosas flores grandes, de coloração laranja-avermelhada, em forma de trombeta. Produz frutos do tipo cápsula.

A trombeta-chinesa é uma planta apropriada para escalar e cobrir árvores secas, colunas, grades, cercas, pórticos, arcos e caramanchões. É bastante rústica e resistente às doenças. Necessita um pouco de tutoramento, para orientar seu crescimento e auxiliá-la em sua fixação. A floração da trombeta-chinesa ocorre no verão e outono. As podas, efetuadas no final do inverno, restringem-se aos ramos que já floresceram. Difere da trombeta (Campsis radicans), por ter folhas e flores maiores.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria-orgânica e irrigado periodicamente. Tolera geadas e frio moderado. Perde boa parte das folhas no inverno inverno (semidecídua). Pode ser conduzida sob meia-sombra, o que reduz sua floração.

Cuidado: esta planta possui seiva tóxica e torna-se invasiva em determinadas situações.
Multiplica-se por estaquia e sementes.

coruja

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.