Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




orquídeas

Para falarmos sobre a adubação de orquídeas, devemos compreender o ambiente em que elsa vivem, pois, através da observação do seu habitat  (quando possível) é que são adotados os seus tratos culturais, tais como: as regas (freqüência e quantidade), a escolha do substrato, o local ideal para cultivá-la, a luminosidade mais adequada, a umidade atmosférica mais adequada, a correta adubação através de adubos químicos (pó granulado ou líquido) e orgânicos em termos de dosagem (quantidade) e freqüência (intervalo em que se deve fornecer os nutrientes.

As orquídeas são as que possuem como habitat as árvores e como tais são chamadas de epífitas (orquídeas, bromélias, cactos tropicais), um termo designado a todas as plantas que se desenvolvem nos troncos das árvores, em busca do sol para realizar a fotossíntese e sintetizar o seu próprio alimento. Por serem autosuf’icientes quanto à síntese do alimento, elas não podem ser chamadas de plantas parasitas (definição para seres vivos que utilizam um hospedeiro de onde retiram o alimento que ele sintetiza). As orquídeas epífitas atuais, para sobreviverem nas árvores, onde há escassez de água e nutrientes (ambiente equivalente a um deserto) desenvolveram mecanismos físicos e fisiológicos para se adaptarem a essas condições adversas ao longo do processo evolutivo de milhões de anos. A falta de água por períodos longos, selecionou plantas com a capacidade de absorver água em grande quantidade e em pouco tempo.

Houve uma seleção de plantas que mantinham os estômatos fechados durante o dia, o que resultou numa diminuição drástica da transpiração durante esse período (absorvem e acumulam o gás carbônico – CO2 – durante a noite na forma de um composto orgânico de quatro carbonos quando os estômatos estão abertos, para que durante o dia, na presença do sol, haja a síntese de carboidratos, mesmo com os estômatos fechados); desenvolveram a capacidade de acumular água e nutrientes em estruturas chamadas de pseudobulbos; a utilização eficiente dos nutrientes, em pequenas quantidades que estão disponíveis quando há período de chuvas e/ou orvalhos à noite (solubilização para tornar os nutrientes assimiláveis).

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post