Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




Posts para categoria ‘multiplicação’

s_MLB_v_O_f_177321651_1825

Nome científico: Platycerium bifurcatum C.Chr.
Origem: A planta é comum na América do Sul, África, Austrália, Nova Guiné entre outros.

A samambaia chifre de veado é nativa das matas tropicais onde umidade e temperatura se mantém constantes.
Trata-se de plantas epífitas que se prendem às cascas grossas das árvores, ou às bainhas das folhas mortas nos trocos de coqueiros.

Propagação:
- O método mais utilizado para propagar a samambaia chifre de veado é aquele feito através da retirada dos filhotes que surgem nas paredes dos vasos e xaxins.
- Outro método é através da utilização de esporos, mas esse é muito demorado, e somente a natureza tem toda a paciência do mundo para esperar aqueles minúsculos esporos se transformarem em vistosas plantas.

Procedimentos:
- Para remover os filhotes da planta matriz, é preciso esperar que eles atinjam certo tamanho, capaz de sobreviver à própria custa, sem as benesses da planta mãe. E isso se dará quando a muda apresentar algumas folhas compridas.
- De posse de um canivete bem afiado, recortar, com todo o cuidado para não ferir o sistema radicular, o pedaço de xaxim onde a muda está presa vegetando.
- Caso a planta matriz esteja plantada em vaso de barro, a remoção do filhote terá que vir acompanhado com parte do substrato em suas raízes.

Substrato:
- O substrato precisará ter uma consistência leve, fértil, rica em nutrientes orgânicos, além de apresentar porosidade e boa drenagem de água.
- Misturar fibra de coco, esterco animal bem curtido areia grossa, na proporção de 1:1.

Como preparar o vaso:
- Colocar uma camada de cascalho de aproximadamente quatro centímetros no fundo do vaso.
- Completar o vaso com substrato.
- Fazer um orifício do centro do substrato.
- Plantar a muda, apertando o substrato para fixá-la bem.
- Caso necessite, colocar um tutor para melhor fixar a muda, amarrando nele as folhas mais compridas, com pedaços de barbante.
- Colocar os vasos em locais sombreados e livre de ventos fortes.
- Regar uniformemente o substrato.
- Manter a umidade sempre constante

Informação:
- O chifre de veado tolera temperaturas de 5 ºC, mas prefere regiões quentes, úmidas com sombreamento parcial.
- Os esporos situam-se nas pontas da parte inferior das folhas, parecendo uma ferrugem marrom lanosa.  Para colhê-los, passar de leve algodão umedecido embaixo de suas folhas, em seguida colocá-los em locais com grande umidade relativa, dentro de algum tempo irão aparecer as pequenas plantinhas.

38430

touceira

A técnica de fazer muda pelo processo da divisão de touceira é simples, porém delicado. Método muito utilizado em jardinagem para propagação vegetativa de plantas ornamentais, (orquídeas, samambaias, etc.), e também em alguns casos em plantas alimentícias, (bananeiras, gengibre, açafrão, etc.).

A divisão de touceiras também chamada de divisão de rizomas, ou divisão de plantas,  como o próprio nome diz, é repicar uma planta matriz em vários pedaços  para transformá-la em várias mudas, Porém requer muito cuidado para  não danificar suas gemas de brotação nem comprometer demais o seu sistema radicular.

A Multiplicação por touceiras apresenta alguma vantagem, quando plantas entouceiradas que poderiam perfeitamente ser multiplicadas por sementes demandarem mais tempo para atingirem a fase adulta e florescer. Além de que, a divisão de touceiras é um método fácil e garantido, ideal para propagação de plantas domésticas.

Dividindo as touceiras:
Método simples e poderá ser descrito da seguinte forma:
. Verificar se a planta está realmente entouceirada.

- Se a planta estiver em vasos:
. Remover a planta do vaso, com todo o cuidado para não danificar as frentes de crescimento (brotos).
. Remover o excesso de substrato para facilitar a visualização do sistema radicular.
. Estudar a planta para observar onde deverá ser recortada de forma que cada parte permaneça com um número de brotação não inferior a 3.
. De posse de uma tesoura de jardim ou qualquer outro instrumento cortante, separar as novas mudas, sem machucar demasiadamente os rizomas além do necessário.
- Se a planta estiver plantada no chão:
. De posse de uma ferramenta apropriada, ex: enxada, remover a planta com cuidado.
. Em seguida seguir as mesmas orientações acima.

- Dividida as partes:

- Plantar cada muda  em seu respectivo vaso, com substrato apropriado para cada tipo de planta.
. Na maioria dos casos, a nova muda já poderá ser transplantada diretamente em seu local definitivo.
. Colocar os vasos em locais sombreados até o pegamento total da muda.
. Recomenda-se  regar as plantas regularmente, sem encharcamentos.
. Assim que a novas plantas começarem a emissão de brotos e folhas, já poderão ser colocadas em seus locais apropriados.

bird3