Subscribe to PlantaSonya Subscribe to PlantaSonya's comments




rendafrancesa_YY

A renda-francesa é uma espécie de samambaia pertencente à família Dryopteridaceae e originária da região da Austrália.

Trata-se de uma planta herbácea rizomatosa, com grandes e longos rizomas cheios de pelos marrons escuros, de onde partem as folhas compostas, finamente pinadas, de aparência delicada,queima no inverno e rebrota na primavera.

Sua folhagem é bem fina, caules na grossura de um polegar e folhas mais finas do que a da samambaia. Ela é uma planta de sombra, que deve estar num local com bastante claridade natural e ventilação.

Esta é uma planta que não pode pegar sol diretamente, porque queima, mesmo sendo regada todos os dias. Chega a durar mais de 20 anos e mede quase um metro de altura, ficando bastante volumosa.

A renda-francesa deve ficar em ambientes com temperatura entre 20º e 35º C.
Regue dia sim, dia não, com um litro de água. Em épocas muito quentes, molhe-a diariamente. É preciso adubar a planta, usando o produto NPK 4-14-8, geralmente a cada três meses.

Assim como avencas e rendas-portuguesas, a renda-francesa também gostam de solo úmido e sol fraco,

Conheça os segredinhos para ter as rendas-francesa verdinhas, cheias de brotos e felizes.

rendafrancesa_1

Cultivo
Para ambientes iluminados, porém sem sol direto, é uma planta que poderá ser cultivada no chão sob as árvores, em vasos ou jardineiras e em vasos para interiores.

Os vasos podem ser largos, do tipo bacia, mas não precisam ser altos, pois os rizomas ficam meio descobertos no substrato.

O jeito certo de cuidar
Procure um lugar de meia sombra, onde não bata o sol forte do meio-dia. Se você mora em casa e tem um puxadinho ou uma garagem fresca e clara, pode apostar que ela vai curtir. Tome cuidado para escolher um canto longe de correntes de vento, que desidratam a planta e fazem as folhas caírem.

Regue regularmente
Mantenha o vaso úmido. Para não ter erro, coloque o dedo na terra: se ele sair sujo, não precisa molhar. Evite regar a folhagem – muitas espécies abortam folhas encharcadas.

renda-francesa

Faça uma mistura correta de adubos
Para suas plantas ficarem tão lindas quanto na floricultura, misture 2 colher (sopa) de torta de mamona e 1 colher (sopa) de farinha de osso e espalhe na terra, a cada 40 dias. Também pode borrifar as folhas num mês com NPK 20-20-20 e, no outro, com NPK 15-05-30, seguindo as orientações de diluição da embalagem.

Solo e substrato
O solo de cultivo deverá ser rico em matéria orgânica. Usa-se uma mistura de composto orgânico, turfa e areia. Também pode ser usado o substrato especial organo-mineral vendido em sacos nas agropecuárias, mas se utilizar este material deve misturar com areia.

Podas
Quando aparecem folhas amarelas, faça uma poda, abrindo espaço para as brotações. As mudas que surgirem da extensão do rizoma (caule subterrâneo) devem ser retiradas, evitando-se que a planta cresça demais e tenha que ser transplantada para um vaso maior.

A renda-portuguesa queima com o frio; portanto, recomenda-se podá-la inteiramente antes de o inverno chegar ou deixá-la em local mais quente durante a estação fria. Depois, ela brota vigorosa.

renda francesa

Pragas
É comum aparecerem lagartas que comem as folhas. Faça uma catação manual. Contra pulgões e ácaros, pulverize com calda de fumo para afastá-los. Se eles aparecerem na planta, corte as folhas afetadas tentando evitar que a doença se alastre. Para eliminar, só pulverizando com inseticida.

Mudas
A maneira mais fácil de fazer uma muda samambaias é com parte do rizoma. Em algumas espécies, ele é um filamento, como ocorre nas samambaias-americana, de metro e rabo-de-peixe; em outras, parece o rabo de um bicho peludo.

É o caso da renda-francesa. No primeiro tipo, o rizoma lança novas mudas periodicamente (na rabo-de-peixe é mais raro). Quando isso acontece, retire a muda cuidadosamente, cortando as folhas grandes na metade e tomando cuidado para não danificar os brotos. A seguir, plante-a em outro vaso.

rendafrancesa

Quando os rizomas são do segundo tipo, formam um emaranhado compacto. Para fazer a muda, corta-se um pedaço, de preferência que esteja com broto, espetando-o em um vaso com substrato.

A melhor época para tirar mudas é no verão. Faça o plantio inicialmente em um vaso pequeno, pois se a planta for colocada logo em um vaso grande, as raízes vão se espalhar, soltando poucos brotos. Depois de dois meses, transfira para o vaso definitivo. O substrato mais usado é a mistura de fibra de coco, turfa e vermiculita.

Barcoemaltomar

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts.

OBS: Este site não trabalha com vendas de plantas,sementes e afins, apenas são postados artigos com informações sobre como cultivar as plantas. Você pode adquirir sua planta desejada em qualquer bom Garden Center de sua região.



Comente sobre o post